VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

quarta-feira, 1 de março de 2017

Bispo comenta tema da CF 2017, sobre biomas brasileiros

cartaz-da-campanha-da-fraternidade-2017
Dom Leonardo Steiner diz que a encíclica do Papa Francisco sobre meio ambiente motivou escolha do tema

É lançada nesta Quarta-Feira de Cinzas, 1º, a Campanha da Fraternidade (CF), uma iniciativa anual da Igreja Católica no Brasil e que envolve toda comunidade com diversas ações pastorais. Este ano, o tema é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida’ e o lema ‘Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15) e busca alertar a população para os cuidados com Criação, de modo especial, com os seis biomas que compõem o Brasil.

De acordo o secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo auxiliar de Brasília (DF), a proposta do tema é enfatizar as belezas e diversidades de cada bioma brasileiro, criando uma relação da vida com a cultura de cada povo que habita esses lugares.

“Nós já tínhamos pedido para tratar sobre o bioma cerrado, a três anos atrás, e tendo diante de nós a Laudato Si, o Conselho Pastoral resolveu escolher a realidade dos seis biomas brasileiros e dos povos que habitam esses biomas”, disse.

O bispo acrescenta que a Encíclica do Papa Francisco, “Laudato Si, sobre o cuidado da Casa Comum”, foi o principal motivo na definição do tema, já que o Pontífice sempre manifesta sua preocupação com o cuidado com a Terra. Em uma de suas homilias, o Santo Padre afirmou que Deus trabalha a favor de sua criação e que é dever de cada um responder com responsabilidade a Ele.

Papa Francisco convida à defesa da criação em mensagem pela Campanha da Fraternidade

O Papa Francisco enviou uma mensagem por ocasião do lançamento da Campanha da Fraternidade 2017, no Brasil, na qual recorda que o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida” é um convite à defesa da criação.

“O objetivo da Campanha da Fraternidade deste ano, inspirado na passagem do Livro do Gênesis (cf. Gn 2,15), é cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”, afirma o Pontífice, em referência ao lema deste ano que é “Cultivar e guardar a criação”.

O Santo Padre lembra ainda que, “todos os anos, a Campanha da Fraternidade acontece no tempo forte da Quaresma”. Nesse sentido, assinala que se trata “de um convite a viver com mais consciência e determinação a espiritualidade pascal”.

“A comunhão na Páscoa de Jesus Cristo – acrescenta – é capaz de suscitar a conversão permanente e integral, que é, ao mesmo tempo, pessoal, comunitária, social e ecológica”.

Confira a seguir a mensagem completa do Papa Francisco:

Queridos irmãos e irmãs do Brasil!

Papa: Quaresma, período de penitência finalizado a nos renovarmos em Cristo

Dando continuidade ao ciclo de catequeses sobre a Esperança, o Papa Francisco refletiu nesta Quarta-feira de Cinzas (01/03) sobre a “Quaresma, caminho de esperança”.

Às cerca de 10 mil pessoas presentes na Praça São Pedro, o Pontífice se dirigiu lembrando que a Quaresma é um tempo de preparação para a Páscoa. Nestes quarenta dias, o Senhor nos chama a sair de nossas trevas e a encaminharmo-nos rumo a Ele, que é a Luz. Quaresma é período de penitência finalizado a nos renovarmos em Cristo, a renascermos ‘do alto’, do amor de Deus. E é por isso – explicou – que a Quaresma é, por natureza, tempo de esperança.

Neste sentido, é preciso olhar para a experiência do Êxodo do povo de Israel, que Deus libertou da escravidão do Egito por meio de Moisés, e guiou durante quarenta anos no deserto até entrar na Terra da liberdade.

Foi um período longo e conturbado, cheio de obstáculos, disse Francisco:

“Simbolicamente dura 40 anos, ou seja, o tempo de vida de uma geração. Muitas vezes, o povo, diante das provações do caminho, sente a tentação de voltar ao Egito. Mas o Senhor permanece fiel e guiado por Moisés, chega à Terra prometida: venceu a esperança. É precisamente um ‘êxodo’, uma saída da escravidão para a liberdade. Cada passo, cada fadiga, cada provação, cada queda e cada reinício… tudo tem sentido no âmbito do desígnio de salvação de Deus, que quer para seu povo a vida e não a morte; a alegria e não a dor”.

Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2017

A Palavra é um dom. O outro é um dom.

Amados irmãos e irmãs!

A Quaresma é um novo começo, uma estrada que leva a um destino seguro: a Páscoa de Ressurreição, a vitória de Cristo sobre a morte. E este tempo não cessa de nos dirigir um forte convite à conversão: o cristão é chamado a voltar para Deus « de todo o coração » ( Jl 2, 12), não se contentando com uma vida medíocre, mas crescendo na amizade do Senhor. Jesus é o amigo fiel que nunca nos abandona, pois, mesmo quando pecamos, espera pacientemente pelo nosso regresso a Ele e, com esta espera, manifesta a sua vontade de perdão (cf. Homilia na Santa Missa , 8 de janeiro de 2016).

A Quaresma é o momento favorável para intensificarmos a vida espiritual através dos meios santos que a Igreja nos propõe: o jejum, a oração e a esmola. Na base de tudo isto, porém, está a Palavra de Deus, que somos convidados a ouvir e meditar com maior assiduidade neste tempo. Aqui queria deter-me, em particular, na parábola do homem rico e do pobre Lázaro (cf. Lc 16, 19-31). Deixemo-nos inspirar por esta página tão significativa, que nos dá a chave para compreender como temos de agir para alcançarmos a verdadeira felicidade e a vida eterna, incitando-nos a uma sincera conversão.

Normas básicas para o Jejum da quaresma

Jejum: fazer apenas uma refeição completa durante o dia e, caso haja necessidade, tomar duas outras pequenas refeições que não sejam iguais em quantidade à habitual ou completa. Não fazer as refeições habituais ( e não haver requintes na que for feita), nem outros petiscos durante o dia (nem mesmo cafezinho, doces, chimarrão etc).

Estão obrigados ao jejum os que tiverem completado dezoito anos até os cinquenta e nove completos. Os outros podem fazer, mas sem obrigação. Grávidas e doentes estão dispensados do jejum, bem como aqueles que desenvolvem árduo trabalho braçal ou intelectual no dia do jejum. Água e remédios são permitidos em qualquer tipo comum de jejum.

Nota: para não se fugir à orientação da igreja este jejum pode ser tornado mais rigoroso, mas não atenuado. Pode-se, caso servir para vivê-lo melhor,  fazer outros tipos de jejum conhecidos, tais quais
– pão e água:  também conhecido como jejum bíblico, fazê-lo à base de pão e água durante o dia.
– à  base de líquidos:  tais quais chás, vitaminas, laticínios, menos caldos.
– abster-se de refeições: escolhe-se uma das refeições para não ser feita, e come moderamente nas duas outras, não se abstendo de água.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

UMA CORRENTE DE GRAÇAS: RENOVAR 2017 EM CAMOCIM (PROGRAMAÇÃO)

A imagem pode conter: 2 pessoas
Em Camocim, a RCC  está realizando nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro o RENOVAR 2017, O encontro é realizado em 150 locais em todo o estado, nas 9 dioceses, como uma opção para aqueles que não querem participar da "Festa das Carnes" e que, no referido período, optaram por crescer na intimidade com Deus e no conhecimento de Sua Palavra. 
O encontro traz o  tema “Meu espírito exulta de alegria.” (Lc 1,47), obedecendo ao direcionamento dado pelo Conselho Nacional da RCC para todos os eventos promovidos pelo movimento carismático nesse período em todo o Brasil. 
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
O RENOVAR 2017 está acontecendo na Quadra do Ginásio Municipal Dep. Murilo Aguiar, tendo como programação básica de cada dia a estrutura que segue: 

RENOVAR /2017
TEMA:“ Meu espírito exulta de alegria” (Lc 1,47)


Dia 26/02 – Domingo
MANHÃ
08h – Terço Mariano
08h30min – Louvor e Oração
09h - 2ª Pregação: Convertei-vos e crede noEvangelho!” ( Mc 1,15)
9h50min – Oração diante da Cruz (libertação)
10h – Comunicação de Palco
10h05min - Intervalo
10h25min – Retorno com louvor
10h35min - 3ª Pregação: “Eu te resgato és meu” (Is 43, 1-15)
11h25min – Testemunho
12h – Intervalo para o almoço
TARDE DE DOMINGO
14h – Terço da Misericórdia
14h20min – Louvor e oração
15h – 4ª Pregação: Escolhe, pois, a vida! ( Dt 30, 15-20)
 15h 55min – Comunicação de palco
16h – INTERVALO
16h20min– Retorno com louvor
16h 30min –5ª Pregação: Revesti-vos da armadurade Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. ( Ef 6.11)
17h 20min- Intervalo para Santa Missa
NOITE
19h – Santa Missa (Padre Cleandro)
20h – Show de Evangelização
22h – Encerramento

Papa: diante das tantas preocupações devemos confiar-nos a Deus


Diante das tantas preocupações que tiram a nossa serenidade e equilíbrio, devemos confiar-nos a Deus. “Ele não resolve magicamente os problemas, mas permite enfrentá-los com o espírito correto”.

Palavras do Papa Francisco na alocução que precedeu a Oração mariana do Angelus,  inspirada na leitura do Evangelho de Mateus – proposta pela Liturgia do dia – onde somos chamados a fazer uma escolha por Deus e pelo seu Reino, uma escolha “que nem sempre mostra imediatamente seus frutos” e que é feita na esperança.

Deus cuida dos seres da criação, “provê de alimento a todos os animais, preocupa-se pelos lírios e pela erva do campo; o seu olhar benéfico e solícito vigia cotidianamente a nossa vida”.

O Papa recorda que “a angústia” causada pelas preocupações “é muitas vezes inútil”, pois “não consegue mudar o curso dos acontecimentos”. Neste sentido, a insistente exortação de Jesus “a não nos preocupar-nos com o amanhã”, “existe um Pai amoroso que não se esquece nunca de seus filhos. Entregar-se a Ele não resolve magicamente os problemas, mas permite enfrentá-los com o espírito correto, corajosamente”:

“Deus não é um ser distante e anônimo: é o nosso refúgio, a fonte de nossa serenidade e de nossa paz. É a rocha da nossa salvação, a quem podemos agarrar-nos na certeza de não cair. Quem se agarra a Deus não cai, quem se agarra a Deus, não cai nunca! É a nossa defesa do mal, sempre à espreita. Deus é para nós o grande amigo, o aliado, o pai, mas nem sempre nos damos conta disto”.

[Locais] Diocese de Tianguá se prepara para o Renovar

renovar2017_locais
A Renovação Carismática Católica da diocese de Tianguá estão organizando em diversas cidades o Renovar, Encontro de Carnaval da RCC em todo o Ceará. Um momento de extrema unção, amor, fraternidade entre os membros e oportunidade para beber da água do Espírito Santo. Dentro das diversas paróquias situadas dentro da igreja particular, diocese, temos os eventos confirmados em:
Chaval:
Local: Epitácio Brito de Oliveira
Horário: 14:00h ás 20:00h
Data: 25 á 26
Camocim
Local: Ginásio Dep. Murilo Aguiar
Data: 24 á 28 –
Horário: Manhã 08:00 as 11:00 / Tarde 14:00 as 16:00 / Noite 19:00 as 20:00

* “O cristianismo está crescendo mais rápido na África do que em qualquer outra parte do mundo”.

mi_5488209256305792O livro que delineia essa previsão, “A Antologia do Cristianismo Africano”, foi apresentado na Universidade de Bossey, na Suíça.

“O cristianismo está crescendo mais rápido na África do que em qualquer outra parte do mundo”, disse Lawrence Iwuamadi, professor de Ecumenismo e Hermenêutica Bíblica no Instituto Ecumênico do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) de Bossey. A ocasião foi uma discussão convocada para apresentar a “Antologia do Cristianismo Africano”, no Instituto de Bossey, no dia 15 de fevereiro passado, da qual participaram inúmeros especialistas convidados para a prestigiosa sede em Genebra.

Dos dados contidos no livro, emerge que, “nos próximos quatro anos, um quarto dos cristãos de todo o mundo viverá na África”, destacou Iwuamadi, que afirmou que “a antologia é pontual nas suas 1.400 páginas e é um precioso recurso analítico”.

* Deixo de ser católico se eu duvidar de alguma “aparição” de Maria?

unnamed
As aparições modificam em algo a fé em Jesus Cristo? Elas servem a algum propósito? Quem é católico está obrigado a acreditar nas aparições de Maria? Ou basta simplesmente acolher essas manifestações com respeito e veneração?

As aparições são sinal da presença de Deus no mundo, mas não acrescentam nada à Revelação. Não são dogmas de fé e, portanto, os católicos não estão obrigados a acreditar nelas. No entanto, a Igreja, após longos processos de discernimento e verificação, reconheceu algumas aparições como válidas ou dignas de fé, mas não de fé divina, como o conteúdo da Revelação, e sim de fé humana.

A Revelação se refere à comunicação de Deus com o homem. Revelando-se, Deus quer tornar os homens capazes de responder-lhe, de conhecê-lo e de amá-lo (cf. CIC 52). A Igreja distingue dois tipos de revelação: o primeiro é a Revelação contida na Bíblia e na Tradição da Igreja, interpretada pelo Magistério. Esta revelação já está completa. Não se pode acrescentar nada a ela, segundo afirma o último livro da Bíblia, também chamado de “Revelação” (Apocalipse).

Testemunho de um casal: os caminhos do Senhor nem sempre são fáceis, mas Ele faz cada segundo valer a pena!

lucas-ferreira” Após descobrirmos, durante um ultrassom de rotina, que existia uma diminuição do fluxo sanguíneo de uma das bebês, no dia 3 de Novembro fomos parar às pressas no Hospital São Francisco em Jacareí-SP ( 130 km de Cachoeira Paulista) para Marília se internar para receber os primeiros cuidados da Dra. Rosana, nossa médica.

Foram vários exames, diariamente feitos, até que, no dia 11, nossas filhas nasceram. Bem prematuras, bem mesmo. Com apenas 30 semanas de gestação.

Beatriz nasceu com 1,330 kg às 20:47 h de olhão aberto e toda corada. Marília deu um beijinho nela e logo a levaram pra incubadora. Daí veio o primeiro susto. Helena não vinha. O útero de Marília se contraiu, dificultando o nascimento de Helena. Num momento de desespero, rezamos a Ave-Maria… E no fim da terceira, veio Helena. Pálida e imóvel, pesando apenas 0,840 kg. Eu logo as batizei, ali no centro cirúrgico mesmo. Minhas filhas despertaram pra vida e para o Céu no mesmo instante.

Logo no seu primeiro dia de vida, Beatriz fez uma cirurgia de emergência. A ventilação mecânica abriu seu pulmão, e esse ar na região do tórax precisou ser drenado. O ar entrava pra ela respirar e a sobra era drenada pra fora. E eu, com 31 anos de idade, nunca quebrei nem um dedo. Foi terrível. Nesse dia, tiramos força de onde não tínhamos. Mal sabíamos que precisaríamos de mais força, e mais força e mais força.

Helena perdeu muito peso, chegou a pesar 0,740 kg e logo no início fomos avisados que com ela os cuidados seriam outros. Seus órgãos não estavam prontos pra vida aqui fora. Precisou-se de medicamento para os rins, pulmões, coração e tireoide. Muita medicação é pela veia, e até mesmo usando um cateter central. Helena teve 3 infecções e também foi diagnosticada com pneumonia, por conta do tempo excessivo com a respiração mecânica.

Mas o pior ainda estava por vir.

Um vaso da artéria pulmonar não se fechou e a cirurgia cardiovascular fez-se necessária. Ela nem estava totalmente curada da pneumonia ainda, mas era preciso. Uma nenê com menos de 1kg iria fazer uma cirurgia grande. E agora? Lembra da força que tínhamos que tirar de onde não tínhamos? Ela veio e a gente deu conta. Helena se recuperou da pneumonia e da cirurgia ao mesmo tempo.

Beatriz teve alta da UTI, após 45 dias de internação. Mas Helena ficou. Precisamos nos dividir para dar o cuidados para as duas. Ah, nisso minhas férias acabaram e com isso veio Rosaura, mãe da Marília para estar conosco nessa empreitada. Ficamos hospedados 2 meses em São José dos Campos na casa dos queridos Luiz e Sayô (nossos compadres, a quem somos gratos por toda nossa vida). Com Beatriz em casa e Helena no hospital, a correria dos mamás foi grande!

E, após 82 dias de UTI, acabou a luta e minha família venceu. Foi-se embora o sensor, a incubadora, os antibióticos, as infecções, as cirurgias, as aspirações pulmonares. O medo foi embora, a ansiedade foi embora. A dor sumiu. E foi-se embora também o açaí, a coxinha e o bolo de pote da cantina do hospital.

No dia 3 de fevereiro (Mês dedicado a Sagrada Família e exatos 3 meses da internação da Marília), na primeira sexta-feira do mês, e às 15h, o Sagrado Coração de Jesus derramou sua misericórdia sobre minha família e Helena teve alta.
Nós saímos do hospital na hora da misericórdia!

Agradecemos a todos os amigos que rezaram por nós! Certamente foi nosso sustento nos momentos mais difíceis. Muito obrigado, mesmo!!!
Para a glória de Deus, minha família está completa.

E partilho com vocês que nós temos dois milagres em casa!

(via Facebook) /Aleteia