terça-feira, 13 de dezembro de 2016

PARÓQUIA DE SÃO FRANCISCO CELEBRARÁ O ENCERRAMENTO DAS FESTIVIDADES DE SANTA LUZIA

Foto:  Helder Tahim

Nesta  terça feira (13) encerram-se as festividades de Santa Luzia nas flamengas dos vitorianos, pertencente a paroquia de são Francisco de Camocim. 

 O novenário foi  um período de intensa fé aos devotos de Santa Luzia, que puderam vivenciar  mais um ano de devoção. A  cada noite uma grande  multidão tomava conta da arena campal da igreja de santa Luzia, fiéis vindos de todas os recantos, inclusive caravanas vindas de cidades vizinhas.



A procissão acontecerá  hoje as 18 hs, saindo da escola Santa Lucia, em direção a capela. Logo após, acontecerá  a Santa Missa,  presidida pelo Frei Deusimar, Pároco da paróquia de São Francisco de Camocim.
Na parte social da festa acontecerá o tradicional leilão "olhos Vivos", sorteios de envelopes e sorteio da rifa da festa.


A chaga secreta e dolorosa que o Padre Pio só revelou em vida ao futuro Papa João Paulo II.

5o92p2jyqzvk3ovfmji0kgxuv96ohz5jjxikey2zp0hqwcath76d-rigqegtxvfnapx8l7tewwyefmo_pf_s-0ylawkenwSão Padre Pio de Pietrelcina foi um dos pouquíssimos santos que experimentaram no próprio corpo os sinais visíveis e tangíveis da Paixão de Cristo.

O mistério dos estigmas de Cristo sofridos pelo santo incluía também as mesmas dores terríveis da chaga das costas, confirmando o que tinha sido revelado diretamente por Jesus a São Bernardo sobre essa ferida dolorosíssima.

A descoberta sobre as dores terríveis sofridas pelo Padre Pio na altura dos ombros foi feita depois da sua morte por um amigo e filho espiritual do sacerdote, o frei Modestino de Pietrelcina.

Esse frade leigo, conterrâneo do Padre Pio, ajudava o santo em ocupações de caráter doméstico. O padre lhe tinha dito, em certa ocasião, que sentia uma das suas maiores dores na hora de trocar de camisa. Frei Modestino pensava que ele se referisse à dor de desgrudar a camisa do ferimento no lado – e só entendeu de qual chaga realmente se tratava quando foi reorganizar as vestes do santo, já falecido, em 4 de fevereiro de 1971.

Como desmontar argumentos abortistas sem usar respostas ditas “religiosas”?

blog-img-2013-02-26-gimp
Uma das maiores agendas  feministas é a luta pela descriminalização do aborto.  Ano passado a cronista do Globo, Flávia Oliveira, escreveu um artigo  intitulado “É preciso falar sobre o aborto” para aquele jornal onde não apenas defende a sua opinião a favor do aborto, como também ataca as mulheres que mantêm opiniões contrárias.

Flávia começa defendendo a discussão sobre o tema, alegando que esta é uma “agenda interrompida, em que valores morais importam mais que saúde pública”.  Flávia não se detém a explicar quê valores morais exatamente são esses que ela colocaria como inferiores à questão da saúde pública, mas nota-se em seus argumentos seguintes um viés claramente consequencialista, muito em voga ultimamente nesse debate.

Depois de citar casos específicos, Flávia evoca alguns dados.  Ao criticar as mulheres que exibem orgulhosamente suas barrigas nas redes sociais, numa reação à hipótese de liberação do aborto, ela diz: “São mulheres que não refletem sobre um problema de saúde pública que envolve de 600 mil a 850 mil brasileiras por ano, segundo reportagem do GLOBO de setembro de 2014. O aborto é a quinta causa de mortalidade materna no país. Causa mutilações e esterilidade.”

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DE CAMOCIM FARÁ MANIFESTAÇÃO CONTRA ABORTO

A Renovação Carismática Católica estará na Câmara Municipal de Camocim fazendo uma manifestação contra o aborto e em favor da vida, no dia 20 de dezembro, às 16h. Além dos 6 grupos existentes em Camocim, os demais grupos e carismáticos da região estão sendo convidados para participar do momento, que está sendo chamado de "atitude profética em favor da vida".

"Todos os servos da Renovação Carismática Católica de Camocim e todos os carismáticos da região que quiserem se unir a nós, estão convocados para tomarem essa atitude profética: levem cartazes, faixas, convide sua família e todos os cidadãos de bem”, diz o convite nas redes sociais

texto:  revista Camocim

2ª Pregação do Advento: “O Espírito Santo e o discernimento"

Cidade do Vaticano (RV) - O Papa iniciou suas atividades, na manhã desta sexta-feira (09/12), participando, na Capela Redemptoris Mater, no Vaticano, da segunda pregação do Advento do Frei Raniero Cantalamessa, que continuou suas reflexões sobre o tema: “Bebamos, sóbrios, a embriaguez do Espírito”.
Em sua segunda meditação, em preparação ao Santo Natal, o Pregador oficial da Casa Pontifícia refletiu sobre “O Espírito Santo e o carisma do discernimento”, em continuação do tema da obra do Espírito Santo na vida do cristão: "discernimento dos espíritos".
Originalmente, este termo tem um significado muito específico: indica o dom que permite distinguir, entre as palavras inspiradas ou proféticas, pronunciadas durante uma assembleia, as que vêm do Espírito de Cristo das que vêm de outros espíritos, ou seja, do espírito do homem, do espírito demoníaco ou do espírito do mundo.

Pregação Advento: Espírito Santo, fonte de esperança

alt
Começaram nesta sexta-feira dia 2 de dezembro as Pregações de Advento na Capela Redemptoris Mater no Vaticano. Nesta manhã esteve presente o Papa Francisco. As reflexões estão cargo do padre Raniero Cantalamessa. O tema geral é: “Bebamos, sóbrios, a embriaguez do Espírito Santo”.

Nesta sexta-feira dia 2 o padre Cantalamessa afirmou que o Espírito Santo é “a novidade teológica e espiritual mais importante depois do Concílio e a principal fonte de esperança da Igreja”.

No próximo ano – disse o frade capuchinho – comemoramos o 50º aniversário do início do Renovamento Carismático, um dos muitos sinais do despertar do Espírito e dos carismas na Igreja. Esta experiência renovada do Espírito Santo tem estimulado a reflexão teológica.

Rede Nacional de Intercessão: a participação do intercessor no plano da salvação

altA oração de intercessão é um pedido pela salvação dos outros. Nela se manifesta o desejo de salvação que Deus tem pelo homem pecador. Deus não quer a morte do pecador, mas que ele se converta e viva; o Seu desejo é sempre o de perdoar, salvar, transformar o mal em bem. E é exatamente este desejo divino que, na oração, se torna desejo do homem e se manifesta através de palavras de intercessão.

O plano da salvação é a ação de Deus através do Seu povo, para salvar a humanidade, no decorrer da sua história. Por isso, o Senhor procura por intercessores que, através da oração de intercessão, possam colaborar para a salvação de toda a humanidade. E neste processo, uma vez que Deus não fará aquilo que está sob a nossa responsabilidade, cada um de nós tem a obrigação de se apresentar para fazer a sua parte para colaborar com o Senhor no plano da salvação.

Tem a parte que cabe a Deus fazer, e que somente Ele pode fazer, e tem a parte que cabe ao homem, e isso Deus não vai fazer por nós. Ele pode ajudar e capacitar, mas Ele não faz pelo homem aquilo que depende do homem. Mesmo que tenhamos a disposição, a força e a ajuda de Deus, e mesmo que possamos contar com a ajuda de pessoas, somos responsáveis por nós mesmos.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by