quarta-feira, 28 de setembro de 2016

MENSAGEM DA CNBB PARA AS ELEIÇÕES 2016

MENSAGEM DA CNBB PARA AS ELEIÇÕES 2016

“Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Amós 5,24)



Neste ano de eleições municipais, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB dirige ao povo brasileiro uma mensagem de esperança, ânimo e coragem. Os cristãos católicos, de maneira especial, são chamados a dar a razão de sua esperança (cf. 1Pd 3,15) nesse tempo de profunda crise pela qual passa o Brasil.

Sonhamos e nos comprometemos com um país próspero, democrático, sem corrupção, socialmente igualitário, economicamente justo, ecologicamente sustentável, sem violência discriminação e mentiras; e com oportunidades iguais para todos. Só com participação cidadã de todos os brasileiros e brasileiras é possível a realização desse sonho. Esta participação democrática começa no município onde cada pessoa mora e constrói sua rede de relações. Se quisermos transformar o Brasil, comecemos por transformar os municípios. As eleições são um dos caminhos para atingirmos essa meta.

A política, do ponto de vista ético, “é o conjunto de ações pelas quais os homens buscam uma forma de convivência entre indivíduos, grupos, nações que ofereçam condições para a realização do bem comum”. Já do ponto de vista da organização, a política é o exercício do poder e o esforço por conquistá-lo1, a fim de que seja exercido na perspectiva do serviço.

Os cristãos leigos e leigas não podem “abdicar da participação na política” (Christifideles Laici, 42). A eles cabe, de maneira singular, a exigência do Evangelho de construir o bem comum na perspectiva do Reino de Deus. Contribui para isso a participação consciente no processo eleitoral, escolhendo e votando em candidatos honestos e competentes. Associando fé e vida, a cidadania não se esgota no direito-dever de votar, mas se dá também no acompanhamento do mandato dos eleitos.

“O Espírito Santo descerá sobre ti” é o tema da RCC para 2017

O Conselho Nacional da RCCBRASIL, que se reuniu em Brasília , no dia 21 de setembro, para  discernir a temática que deverá acompanhar as missões, encontros e ser trabalhada nas reuniões de oração dos Grupos de Oração. “O Espírito Santo descerá sobre ti”, de Lucas 1,35, foi a passagem que o Senhor inspirou.

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses:

- para os congressos estaduais: “O Espírito Santo descerá sobre ti” (Lc 1,35)

- para os encontros de carnaval: “Meu espírito exulta de alegria (Lc 1,47)”

- para os encontros de Pentecostes: “E com eles, estava Maria...” (cf. At 1,14)

- para o Cenáculo com Maria: “Com Maria, retornemos ao Cenáculo”



Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém e assessor eclesiástico da RCCBRASIL, que está acompanhando a reunião do conselho, escreveu uma carta reunindo toda a inspiração que o Senhor deu na oração de discernimento e apresentou ao conselho nacional. A inspiração para essas temáticas estão na carta de Dom Alberto.

Transcrevemos abaixo a carta e pedimos que seja repassada a todos os Grupos de Oração do Brasil

10 ensinamentos de Padre Pio para “sacudir” sua vida

"Se o demônio não dorme para nos perder, Nossa Senhora não nos abandona nem um instante sequer."

Padre Pio, un uomo segnato dall'Amore - pt
Herdeiro espiritual de São Francisco de Assis, o Padre Pio de Pietrelcina foi o primeiro sacerdote a ter impresso sobre o seu corpo os estigmas da crucificação. Ele é conhecido em todo mundo como o “Frei” estigmatizado.

O Padre Pio, a quem Deus deu dons particulares e carismas, se empenhou com todas as suas forças pela salvação das almas. Os muito testemunhos sobre a grande santidade do Frei, chegam até os nossos dias, acompanhados de sentimentos de gratidão. Suas intercessões providencias junto a Deus foram para muitos homens causa de cura do corpo e motivo de renovação do espírito.

Alguns ensinamentos de Padre Pio que irão “sacudir” sua vida:

1. Não se preocupe com o amanhã. Faça o bem hoje.

2. Se Jesus nos faz assim felizes na Terra, como será no Céu?

Os sete pecados capitais da internet

Em uma conferência de 2011 ao Wall Street Journal, republicado recentemente pelo The Atlantic, um dos fundadores do LinkedIn, Reid Hoffman, sugeriu uma teoria para compreender o sucesso ou fracasso das redes sociais: cada rede está relacionada, em mais de uma maneira, com um pecado capital. A sugestão não é tão insensata: Facebook seria a vaidade; Netflix, a preguiça; Tinder – tenho que dizer? –, obviamente, a luxúria.
Luxúria: assim como no inferno de Dante, as almas dos luxuriosos permaneceriam para sempre envoltas em um furacão que não lhes desse descanso; os usuários do Tinder poderiam estar tendo uma experiência semelhante: a de deslizar o dedo e nunca conseguir alguém para iniciar um relacionamento sério.
Gula: o Instagram seria para gulosos. Assim como o lendário Tântalo, punido no Tártaro, foi sentenciado a não poder saciar sua fome e sede, visto que, ao aproximar-se da água esta escoava e ao erguer-se para colher os frutos das árvores, os ramos moviam-se para longe de seu alcance sob a força do vento; quando se navega no Instagram se depara com uma inundação de imagens compartilhadas de comidas que, pelo menos na tela, não podemos provar.

Ganância: Dante explica como os gananciosos estão condenados a lutar entre si, para sempre, no inferno, jogando pedras infinitamente pesadas. É a competência profissional que, segundo Meyer, se veria no LinkedIn.

Preguiça: embora não seja uma rede social, o Netflix seria uma das fontes favoritas de tempo perdido – “protelação” – dos nossos dias.


Pessoas iradas se atacando: quinto círculo do inferno de Dante
Ira: no quinto círculo do inferno de Dante, as pessoas iradas estão condenadas a se atacar umas às outras, sem fim, sem que ninguém prevaleça sobre o outro. Não seria uma possível descrição das nossas discussões no Twitter?

Inveja: a inveja, basicamente, faz sentir desejo pelo que não temos, de modo que acabamos não vendo ou apreciando o que temos de fato. Isso seria o Pinterest.

Orgulho: aqui há divergências. Hoffman diz que “orgulho”, o mais pesado dos pecados, equivaleria ao Facebook. O orgulho, na verdade, consiste basicamente em acreditar que se é essencialmente melhor que o seu próximo. De acordo com Meyer, Medium (ou alguma outra plataforma de blog) poderia certamente ser o orgulho. É uma maneira de dizer “eu sei dizer melhor o que você pensa que sabe, então compartilhe o meu artigo”.

Mas se o Facebook não é o orgulho, o que seria? A vaidade, apego sem limite nem fundamento à atração de si mesmo, além de um desejo incontrolável de se gabar. Isso, afirma Meyer, seria a tônica do Facebook: a possibilidade de oferecer, on-line, a melhor versão possível de sua própria vida, editando cuidadosamente cada um dos seus altos e baixos.



Papa: o perdão de Deus é para todos

audienciaQuarta-feira, 28 de setembro, na audiência geral na Praça de S. Pedro o Papa Francisco desenvolveu uma catequese sobre o perdão de Jesus na Cruz.

A salvação, que Jesus nos alcançou – referiu o Santo Padre – atinge o seu ponto mais alto na hora da cruz. A promessa ao bom ladrão «Hoje estarás comigo no Paraíso», revela o pleno cumprimento da missão que O trouxera à terra: «O Filho do Homem – disse o Senhor em Jericó na casa de Zaqueu – veio procurar e salvar o que estava perdido».

Desde o início até ao fim, Jesus revelou-Se como Misericórdia – disse Francisco – é verdadeiramente o rosto da misericórdia do Pai: «Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem». E não se trata apenas de palavras, mas de gestos concretos como no perdão oferecido ao bom ladrão – declarou o Papa.

Incêndio quase destrói Santo Sudário. O resgate foi um milagre em meio às chamas.

incendio-turimNa noite de 11 para 12 de abril de 1997, pavoroso incêndio ameaçou destruir para sempre uma das mais preciosas relíquias do mundo católico: o Santo Sudário de Turim, mortalha que envolveu por três dias o Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo, após sua Crucifixão até sua Ressurreição.
Só depois de longo e extenuante combate do corpo de bombeiros, o sacrossanto Linho pôde ser salvo das chamas. Além do Palácio Real, o incêndio destruiu quase completamente a capela de Guarino Guarini — contígua à Catedral de Turim — onde se encontrava a relíquia.

Alguns órgãos da imprensa italiana levantaram suspeitas de o incêndio ter sido criminoso.

Naquele momento dramático, em que tudo parecia perdido, assistimos a uma das mais belas cenas de heroísmo: o bombeiro Mario Trematore lançou-se destemidamente entre as chamas, e com uma grossa barra de ferro golpeou repetidas vezes o vidro à prova de bala que protegia a relíquia, recuperando-a em seguida. Instantes depois, a cúpula inteira da capela desabou.

A cópia mais antiga de trechos do Antigo Testamento já encontrada é um frágil pergaminho hebraico que acaba de ser aberto e digitalizado.

f2-largeA cópia mais antiga de trechos do Antigo Testamento já encontrada é um frágil pergaminho hebraico que acaba de ser aberto e digitalizado. A revista “Science Advances” publicou nesta quarta (21) que o texto, conhecido como o pergaminho En­Gedi, contém um texto do Levítico datado dos séculos III ou IV, e possivelmente antes.

Trata-se do pergaminho mais antigo do Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia, atribuídos a Moisés. Segundo a publicação científica, decifrar seu conteúdo foi “uma importante descoberta da arqueologia bíblica”.

Encontrado em 1970 por arqueólogos numa escavação em En­Gedi, antiga comunidade judia do fim do século 8, o deteriorado pergaminho não podia ser lido. Contudo, o uso de novas tecnologias “nos permitiu desvendar o pergaminho, que fazia parte de uma Bíblia de 1500 anos de idade”, explicou um representante da Autoridade de Antiguidades de Israel.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by