segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Papa pede orações pela unidade da Igreja

ossrom130786_articoloAs divisões destroem a Igreja e o diabo tenta atacar a raiz da unidade, isto é, a celebração eucarística: foi o que disse o Papa celebrando a Missa matutina na Casa Santa Marta na segunda-feira (12/09) – dia em que a Igreja faz memória do Nome de Maria.
Divisões e dinheiro, armas do diabo para a destruição
Comentando a carta de São Paulo aos Coríntios, repreendidos pelo Apóstolo por suas brigas, o Papa Francisco reiterou que “o diabo tem duas armas muito potentes para destruir a Igreja: as divisões e o dinheiro”.
E isso ocorreu desde o início: “divisões ideológicas, teológicas, que dilaceravam a Igreja. O diabo semeia ciúmes, ambições, ideias, mas para dividir! E semeia cobiça”.
E assim como acontece depois de uma guerra, “tudo fica destruído. E o diabo vai embora contente. E nós – ingênuos, fazemos o seu jogo”. “As divisões são uma guerra suja – repetiu mais uma vez o Papa – é como um terrorismo”, o das fofocas nas comunidades, da língua que mata: “lança a bomba, destrói e permaneço”:

Cantalamessa: Ecologia sem glorificação a Deus torna o universo opaco.

hd-wallpapers-1080p-nature-treeO Papa Francisco presidiu na Basílica de São Pedro às Solenes Vésperas pelo Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação. A data foi instituída pelo Santo Padre em 2015, unindo assim a Igreja Católica a uma iniciativa que já era realizada pelas Igrejas Ortodoxas.

“Ó homem, por que tens de ti um conceito tão baixo, quando és tão precioso para Deus?”. Com esta frase – extraída dos Discursos de São Pedro Crisólogo, século V – o Pregador da Casa Pontifícia, Frei Raniero Cantalamessa, iniciou sua longa e articulada reflexão, intitulada “Rezar pela Criação ou rezar com a Criação?”.

Desde o século V – explicou Frei Raniero – “mudou o motivo pelo qual o homem despreza a si mesmo, mas não mudou o fato”. “Hoje o motivo do desprezo é que o homem é menos que nada na imensidão  ilimitada do universo”.

O homem diante do universo

Para contrastar a afirmação de muitos cientistas ateus, que defendem a total marginalidade e insignificância do homem no universo, Frei Raniero propõe um enunciado de Dionísio, o Aeropagita, do século VI que diz, que “não se deve refutar as opiniões dos outros, nem se deve escrever contra uma opinião ou uma religião que não parece boa. Se deve escrever somente a favor da verdade e não contra os outros”. “Não se deve absolutizar este princípios – reiterou –  porque às vezes pode ser necessário refutar doutrinas falsas e perigosas; mas é certo que a exposição positiva da verdade é mais eficaz do que não a rejeição do erro contrário”.

História confirma: As universidades são uma dádiva da Igreja católica para o mundo.

17.12-univesidade-de-BolognaA IGREJA CATÓLICA CRIOU AS UNIVERSIDADES SIM OU NÃO?

Uma resposta ponderada

“A fé na possibilidade da Ciência, gerada, antes do desenvolvimento da teoria científica moderna, constitui uma derivação inconsciente da teologia medieval.” (Alfred North Whitehead).

A Internet é um mundo, às vezes me deparo com coisas surpreendentes, algumas para o bem, outras para o mal. Nessas navegações pelo Facebook, no perfil pessoal de uma jovem protestante conservadora ouvi pela primeira vez o nome Lucas Banzoli, não dei muita confiança. Entretanto, percebi que a jovem em questão estava radicalizando sua posição, tentei debate com elegância e sem radicalismo. Fui expulso do hall de suas amizades. Então, descobri um blog chamado “Heresias Católicas”, pertencente ao Banzoli, o termo “heresias” nome por si só um paradoxo, já que aquele que afirma há uma heresia deve provar primeiro que tem uma ortodoxia ao seu lado. Até aí, nada de novo, já que todos os dias surgem novas “ortodoxias”, cada grupo defende como verdade.

Guia de votação para os católicos. Como escolher bem em quem votar!

Urna-eleitoralFonte: Catholic Answers (EUA) – http://www.catholic.com
(Tradução de Carlos Nabeto)

Para os Verdadeiros Católicos

Este Guia oferece declarações claras e concisas acerca de cinco assuntos morais inegociáveis. Ao terminar de lê-lo, não restará dúvida ou confusão a respeito do ensino da Igreja, sobre o que ela exige de seus filhos.

Nenhuma parte deste Guia deverá ser interpretada como apoio para algum candidato ou partido político.

Como este guia do eleitor pode ajudá-lo?

Este Guia do Eleitor o ajudará a votar de modo consciente, fundamentado no ensino moral católico. Este Guia o auxiliará a eliminar aqueles candidatos que apóiam políticas irreconciliáveis com as normas de moralidade sustentadas por todo cristão.

Face à maioria dos temas apresentados pelos candidatos e legisladores, os católicos podem favorecer um ou outro, sem ter que agir contra a sua fé. Com efeito, a maioria dos assuntos não necessita de uma “postura católica”.

As drogas e a morte aos 19 anos: uma carta ao meu pai

Fumando maconhaPai,

Acho que neste mundo ninguém chegou a descrever o seu próprio cemitério. Não sei como o meu pai vai recebê-lo. Mas preciso de todas as minhas forças enquanto é tempo. Sinto muito, meu pai; acho que este diálogo é o último que tenho com o senhor. Sinto muito mesmo.

Sabe, pai… Está em tempo do senhor saber a verdade que nunca suspeitou. Vou ser breve e claro. A DROGA ME MATOU, pai.

Conheci meus assassinos aos 15 para 16 anos de idade. Sabe como nós conhecemos isto? Através de um cidadão elegantemente vestido, bem elegante mesmo e bem falante, que nos apresentou o nosso futuro assassino.

Eu tentei, tentei mesmo recusar, mas o cidadão mexeu com o meu brio dizendo que eu não era homem. Não preciso dizer mais nada, não é?

No começo foram as tonturas, depois o devaneio, depois a escuridão. Não fazia nada sem que a droga estivesse presente. Depois veio a falta de ar, medo, alucinações, depois euforia novamente. Eu sentia mais do que as outras pessoas, e a droga, minha amiga inesquecível, sorria, sorria…

Como ajudar espiritualmente alguém que luta contra a depressão?

Woman_windowA principal ajuda a uma pessoa que sofre de depressão deve vir da família. O carinho à pessoa será fundamental, e especialmente a presença das pessoas amadas.

Estar junto da pessoa deprimida já é uma boa ajuda, mesmo que não se saiba exatamente o que fazer para ajudá-la.

Normalmente esta pessoa está centrada em si mesma, vendo apenas os seus problemas. Sem alimentar a sua autopiedade, procure compreendê-la da maneira que for possível, sem julgá-la, condená-la ou culpá-la por estar deprimida.

Leia também: Lembre-se destas 11 coisas quando você ama uma pessoa que tem depressão

Aos poucos vá lançando esperança em seu coração. Mostre-lhe que é possível sair desta situação se ela quiser, se não “entregar os pontos”. Procure mostrar a ela as muitas coisas boas que pode fazer por si mesma, pela família e pelos outros, gratuitamente.

Não discuta com a pessoa e nem imponha a sua fé porque a pessoa pode se ressentir por causa da sua fraqueza. Leve-a lentamente a colocar os seus problemas, a tristeza, etc., nas mãos de Deus.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by