quarta-feira, 6 de julho de 2016

PARTICIPE DA FESTA DE SANTO EXPEDITO EM CAMOCIM (veja aqui a programação)

Inicia-se de 9 a 19 de julho de 2016, os festejos de Santo Expedito, em Camocim, celebrado pela comunidade da Capela que tem o mesmo nome do santo, no Bairro Rodagem Logo.  

Neste ano a festa  terá como tema:   " Na festa de Santo Expedito nós queremos alcançar a Misericórdia"

Dia 09 de julho a programação inicia-se as 5:00 hs da manhã com alvorada festiva e um café comunitário e às 19h, se incia os novenários com com as missas.

O evento é  realizado a mais de  uma década e ao longo dos anos, neste período, reúne centenas de fieis e devotos nas atividades programadas pelo Conselho Comunitário da Capela: missas, novenas, atividades culturais, entre outras.

A Igreja fica localizada na Rodagem do Lago, próximo à Empresa Gelomar.

Santo Expedito é um santo da Igreja Católica Apostólica Romana. É o Santo que  ajuda pessoas com problemas urgentes e de difícil solução.
O Santo é também protetor dos militares, estudantes, jovens e viajantes. 
No Brasil, os pagamentos de promessa a Santo Expedito estão profusamente associados ao mando de impressão e distribuição de milheiros, panfletos ou santinhos. A esta prática, associa-se a difusão da fé como argumento válido, além do custeio da impressão como uma forma de prova de despojamento material.
Em  Camocim escolhe-se este período para celebrar devido as diversas atividades já programadas, que já fazem parte do calendário    da  paróquia Bom Jesus dos Navegantes. Assim a paroquia,  junto com a comunidade fixou esta data para celebrar seu novenário.

Confira a programação completa da Festa de Santo Expedito Abaixo no nosso Blog.

PROGRAMAÇÃO DA FESTA DE SANTO EXPEDITO 2016
CAMOCIM-CEARÁ
DE 9 A 19 DE JULHO DE 2016



PROGRAMAÇÃO DA FESTA

DIA 9/07(SÁBADO)

5:00 -Alvorada Do Despertar Com Queima De Fogos
6:00 H - Café Da Manhã Para A Comunidade(Em Partilha)

19:00 H - Hasteamento Da Bandeira E Celebração Eucarística
Convidados:Toda a comunidade de Santo Expedito,Àrea Pastoral Nossa Senhora de Fátima e Paróquia Senhor Bom Jesus Dos Navegantes.
LITURGIA E CÂNTICOS:Polo Santo Expedito-Ministério de Música.

RCC CAMOCIM REALIZA CERCO DE JERICÓ EM CAMOCIM

Confiando no poder da oração, a Renovação Carismática Católica de Camocim está realizando o Cerco de Jericó. São sete dias de Adoração sem cessar ao Santíssimo Sacramento, que acontece na Capela da Santa Cruz (bairro do Cruzeiro). O cerco  teve início no dia 04 de julho às 6 h e encerrá dia 10 às 15 h no  Grupo de Oração Novo caminho.  o Senhor derrubará todas as muralhas .

ORIGEM DO CERCO DE JERICÓ

          Tudo começou na Polônia, quando para obter uma vitória certa, alguns piedosos poloneses organizaram em seu país aquilo a que chamaram de Cerco de Jericó.
          O Santo Padre devia ir à Polônia a 8 de maio de 1979, para o 91º aniversário do martírio de santo Estanislau, Bispo de Cracóvia. Em fins de novembro de 1978, 7 (sete) semanas depois do Conclave que havia eleito João Paulo II, a Rainha Vitoriosa do Santo Rosário, Maria Santíssima deu uma mensagem precisa a uma alma privilegiada da Polônia, onde dizia: "Para a preparação da primeira peregrinação do Papa à sua Pátria, deve-se organizar na primeira semana de maio de 1979, em Jasna Gora, um Congresso do Rosário: 7 dias e 6 noites de rosários consecutivos, diante do Santíssimo Sacramento exposto".

Papa: rezar por quem não tem compaixão

AFP5498137_Articolo
AFP5498137_ArticoloO Papa Francisco recebeu na manhã desta quarta-feira (06/07), na Sala Paulo VI, 200 peregrinos da diocese de Lyon, na França. Acompanhados por seu arcebispo, Card. Philippe Barbarin, os peregrinos representam pessoas que vivem em condições de precariedade. De fato, são franceses desempregados, que vivem nas ruas ou doentes.
“Qualquer que seja a condição de vocês, a sua história ou o peso que carregam”, disse o Papa, “é Jesus que nos une. Sejam bem-vindos, sua presença é importante para mim.”
Jesus, prosseguiu, viveu a mesma condição desses peregrinos: foi desprezado pelos homens, esquecido, alguém que não contava nada. “Quando sentirem tudo isso, não se esqueçam de que Jesus viveu a mesma experiência. Esta é a prova de que vocês são preciosos e estão no coração da Igreja. Jesus sempre deu prioridade a pessoas como vocês”, disse.
Francisco agradeceu aos acompanhantes da peregrinação, fiéis à intuição do Padre José Wresinski, que partia da experiência vivida e não de teorias abstratas. “As teorias abstratas nos levam às ideologias e as ideologias nos levam a negar que Deus se fez Carne, um de nós! Porque a vida compartilhada com os pobres nos transforma e nos converte. Pensem bem nisto, eh! E o Ano da Misericórdia é a ocasião para redescobrir e viver esta dimensão de solidariedade, de fraternidade, de ajuda e de apoio recíproco.”

Halleluya contará com efetivo de 354 policiais militares e 60 civis

halleluya-2016
Evento será realizado de 20 a 24 de julho no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU). Também serão disponibilizados 114 ônibus extras para quem desejar participar
O esquema de segurança e de mobilidade urbana para o Festival Halleluya já estão definidos e foram apresentados em coletiva à imprensa na manhã desta terça-feira, 5. A Polícia Militar montou um esquema de segurança com um efetivo de 354 policiais, além de 22 viaturas, 30 motos e 20 equinos. Serão 60 policiais civis. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) disponibilizará 114 ônibus extras para os cinco dias. O evento será realizado de 20 a 24 de julho no Condomínio Espiritual Uirapuru – CEU (Av. Alberto Craveiro, 2222 – Castelão). A organização do Halleluya é da Comunidade Católica Shalom.
A Polícia Militar irá atuar taticamente no cinturão da Avenida Silas Munguba e Alberto Craveiro. Além disso, haverá uma torre de observação com câmeras para aumentar as possibilidades de vigilância, posto de comando e cinco equipes no interior do evento. Do total de 354 policiais militares são sete oficiais e 346 praças (220 PMs a pé, 106 PMs motorizados e 20 PMs montados). Os dados foram apresentados pelo Major Webison Braga, representando o comando de policiamento da capital

Conheça os milhares de cristãos que louvam e cultuam a Deus em cavernas.

Kairo Bildagentur Schwimmer
No Egito, cerca de 90% da população é muçulmana e a maioria dos cristãos são coptas. Mais de 70 mil cristãos árabes vivem em assentamentos conhecidos como Zabbaleen (nome derivado do termo árabe para “povo do lixo”). Essa região, na periferia da capital Cairo, é literalmente o depósito de lixo dos cerca de oito milhões que vivem na metrópole.
Sendo assim, a população que vive ao redor das montanhas de Mokattam, é formada majoritariamente por catadores de lixo. Essa situação que já dura pelo menos 4 décadas tem a ver com o fato de os cristãos sempre terem sido uma minoria perseguida no Egito.
Desde 1976, quando um incêndio devastou a região, os cristãos passaram a reunir-se nas cavernas existentes ali. Há várias existentes ali e a opção deve-se, sobretudo a fatores econômicos, já que não precisam pagar aluguel. A maior delas leva o nome de Mosteiro de São Simão, nome que homenageia o sapateiro que liderava grupos de oração nas cavernas durante o século X.

Brasil: quase um terço das comemorações no futebol são religiosas.

17683169
Das 249 comemorações de gols marcados na Série A do Campeonato Brasileiro, 27% foram menções religiosas, segundo um levantamento feito pela Band.
Dos atletas que marcaram esses gols, 68 deles aproveitaram o momento para agradecer à Deus, pelo desempenho no jogo. Entre as ações identificadas pela emissora estão: apontar com o dedo para o céu, se ajoelhar no gramado, fazer o sinal da cruz e outros.
Comemorações religiosas são algo comum entre os atletas brasileiros, mais comum que as declarações de amor que os atletas fazem para suas esposas como fazer um coração com as mãos ou beijar a aliança.
A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já chegou a ser notificada pela Fifa sobre essas comemorações em 2010 por conta da Copa do Mundo. (veja foto abaixo) Na época, além de gestos religiosos, alguns atletas comemoravam também mostrando mensagens na camiseta, algo duramente criticado pela Fifa.
reza
Mas os demais gestos continuam sendo realizados pelos jogadores que, no calor da emoção, se mostram gratos à Deus por marcarem gols. E isso não acontece apenas na série A, no jogo entre Macaé e Portuguesa, pela Série C do campeonato, os atletas do Macaé se ajoelharam e falavam “glória a Deus” depois que Magnum marcou o segundo gol e garantiu a vitória do time.

Suíça: mais de 100 mil pessoas estão hoje inscritas em organização para o suicídio assistido.

suica-suicidio-assistido-ap-20110515-HG
“O suicídio dos anciãos: um desafio”: é o título de um estudo recém-preparado pela comissão Justitia et Pax helvética e publicado no site dos bispos da Suíça para contribuir com o debate da opinião pública sobre a autonomia, a fragilidade, a morte, a ajuda ao suicídio.
O dado de partida é que mais de 100 mil pessoas estão hoje inscritas numa organização para o suicídio assistido e que desde o ano passado na Suíça “se discute sobre a possibilidade para as pessoas (muito) anciãs de decidirem [livremente] se querem pôr fim á própria vida” com a assim dita “morte voluntária na velhice”. Não é mais uma situação de “sofrimento insuportável” a justificar a morte, mas “simplesmente a ancianidade e a perspectiva de uma vida difícil”, evidencia o estudo que indaga “por que esta ideia tenha tanto sucesso” na população helvética, e não só.
“Como cristãos rejeitamos firmemente a tendência à normalização e, consequentemente, à banalização da morte provocada do ser humano”, lê-se em “O suicídio dos anciãos: um desafio”, estudo de Justitia et Pax Suíça, apresentado em Berna.
“A morte torna-se sempre mais um projeto” e “não se confia mais ao destino nem como nem quando” morrer: de fato, existe a ideia de “uma vida conduzida racionalmente até a morte, que não deixa mais espaço ao inesperado”. Para os cristãos, ao invés, “a dependência dos outros não é um defeito, mas um aspecto fundamental da condição humana, assim como a fragmentaridade e a imperfeição da vida”.
O suicídio “se libertou da condição de tabu”, e se o suicídio dos anciãos é “um grave problema social”, por alguns é considerado uma “solução individual”.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by