sábado, 2 de abril de 2016

Para rezar na Festa da Misericórdia

misericordia
Neste domingo (03), a Igreja celebra a Festa da Divina Misericórdia. Reze conosco a Ladainha à Misericórdia Divina e a ladainha a Jesus Misericordioso
Ladainha a Misericórdia Divina
Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo escutai-nos.
Deus Pai Celestial, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um e verdadeiro Deus, tende piedade de nós.
Jesus, Rei de misericórdia, que tem redimido o mundo.
Em Vós confio.

Os santos ossos do primeiro Santo Padre: Pedro!

03963968
Que religião manteria guardados os ossos de pessoas mortas, colocando-os em exposição e esperando que as pessoas viessem beijá-los? Notícias recentes demonstram que a veneração de relíquias ainda é uma parte muito importante da fé católica. Como um ápice apropriado para o recente Ano da Fé, o Papa Francisco colocou em exposição pela primeira vez os ossos de São Pedro, o primeiro Papa.
As notícias sofre o fato foram sensacionalistas, muitas vezes deixando de lado os aspectos essenciais.
O que são as relíquias e por que são tão importantes para os católicos? Eles realmente acreditam na autenticidade destas relíquias? Os ossos seriam realmente do apóstolo Pedro?
Uma relíquia é algo associado a uma pessoa que foi canonizada, sendo portanto santa, ou beatificada. Existem três categorias de relíquias: uma relíquia de primeira classe é um pedaço dos restos mortais da pessoa. Pode ser um fragmento de osso, cabelo, pele ou sangue. A relíquia é extraída quando o corpo do santo é exumado como parte do processo de canonização.
Uma relíquia de segunda classe é algum objeto ou parte de um objeto que foi regularmente usado pelo santo durante sua vida terrena. Há muitas relíquias de segunda classe. Podem ser pertences do santo, como roupas, móveis… Relíquias de segunda classe do Papa João Paulo II, por exemplo, incluem pedaços de suas roupas ou de seus pertences.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA NA PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES (PROGRAMAÇÃO COMPLETA)

A Igreja Católica celebra, no segundo domingo da Páscoa, a Festa da Divina Misericórdia, instituída pelo Papa Beato João Paulo II. Esta festa teve origem na Polônia, em Cracóvia, através das experiências místicas de Santa Irmã Faustina Kowalska, e é hoje celebrada no mundo inteiro.
A Festa da Divina Misericórdia, brotou do coração de Deus. Jesus falou a irmã Faustina nestes termos: “Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas. Especialmente para os pobres pecadores. Neste dia estarão abertas as entranhas da Minha Misericórdia...”
A paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes realiza dia 03 de abril, na Quadra do Instituto São José com entrada franca, a Festa da Misericórdia 2016
A missão deste evento é celebrar a misericórdia de Deus na vida de cada fiel que depositou em Jesus sua confiança e esperança.
A programação conta com oração, louvor, pregações durante todo o dia,  começando as 8 horas da manhã; encerrando o dia com a Celebração eucarística presidida por nosso pároco Pe. Evaldo Carneiro.
Programação Completa
Festa da Divina Misericórdia

Dia 03/04– Domingo :  Dia de Louvor, Adoração e Pregação
Responsável: Renovação Carismática Católica
Local: Instituto São José
08h – Terço Mariano
08h30min – Louvor e Oração
09h – 1ª Pregação seguida de oração de perdão: “Deus jamais se cansa de nos perdoar... Nós é que nos cansamos de pedir perdão”. Papa Francisco

quinta-feira, 31 de março de 2016

ÁREA PASTORAL SÃO FRANCISCO REALIZA FESTA DA MISERICÓRDIA NO DOMINGO

CLIQUE NO CARTAZ PARA AMPLIAR


Misericordiosos como o Pai", pede-nos Papa Francisco

A Área Pastoral São Francisco em Camocim realiza no próximo dia 03 de Abril  a Festa da Misericórdia, na quadra poliesportiva da escola Natália Albuquerque Lopes, das 12:00h às 20hs. 
Será um evento de profunda experiência com a Divina Misericórdia.

“O Senhor, diante de Sua imensa e infinita misericórdia, quer encher o nosso coração de misericórdia e nos fazer misericordiosos como Ele”
Neste ano, em especial, vivemos o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, um convite do Papa Francisco para todos os fiéis. É um tempo favorável para a Igreja, que nos convida a fortalecer e testemunhar a nossa fé também em atos de misericórdia.

Em preparação para esta Festa, será realizado no período de 31 de março  a 1º de abril as 15 h na igreja Matriz,o tríduo a Divina Misericórdia, com momento de adoração, benção do santíssimo e Missa da misericórdia 


Vivenciar esta festa é acolher o próprio pedido de Jesus a Santa Faustina:
 "A Festa da Misericórdia saiu das Minhas entranhas. Desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da Minha misericórdia” (Diário de Santa Faustina, nº 699).

Venha com sua família participar Conosco!

Festa da Misericórdia acontece domingo em Camocim

clique no cartaz para ampliar
A Igreja Católica celebra, no segundo domingo da Páscoa, a Festa da Divina Misericórdia, instituída pelo Papa Beato João Paulo II. Esta festa teve origem na Polônia, em Cracóvia, através das experiências místicas de Santa Irmã Faustina Kowalska, e é hoje celebrada no mundo inteiro.
A paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes realiza dia 03 de abril, na Quadra do Instituto São José com entrada franca, a Festa da Misericórdia. A missão deste evento é celebrar a misericórdia de Deus na vida de cada fiel que depositou em Jesus sua confiança e esperança.
A programação conta com oração, louvor, pregações durante todo o dia,  começando as 8 horas da manhã; encerrando o dia com a Celebração eucarística presidida por nosso pároco Pe. Evaldo Carneiro.
Em preparação para esta Festa, estaremos realizando no período de 31 de março  a 1º de abril as 15 hs na igreja Matriz,o tríduo a Divina Misericórdia, com momento de adoração, benção do santíssimo e Missa da misericórdia . Venha participar conosco e receber as graças que o Senhor quer manifestar em sua vida, pois Jesus mesmo prometeu que não negará nada a alma que lhe pedir em nome de sua paixão, às três horas da tarde.

Jovem encontra ‘por acaso’ o objeto cristão mais antigo da Dinamarca. Veja!


Acredita-se que o cristianismo chegou à Dinamarca, no de 965 d.c, com o Rei Herold I(The Viking Museum Ladby/Divulgação)
Tudo o que se sabe sobre a chegada do cristianismo na Dinamarca pode estar errado. É isso que uma descoberta recente pode mostrar.
Ao criar um detector de metais amador, um jovem dinamarquês encontrou um pingente de crucifixo datado do século X, fazendo com que este objeto passe a ser o mais antigo sinal do cristianismo na Dinamarca.
Dennis Fabricius Holm não tinha essa pretensão, quando ele aproveitava sua folga do trabalho testando seu detector de metais ele não imaginava que iria encontrar algo tão valioso.
“Desde que eu limpei a lama e vi a joia, eu não tenho sido capaz de pensar em qualquer outra coisa.”, disse ele ao jornal The Independent.

A autopsia do Santo Sudário concorda com todos os dados narrados nos evangelhos, afirmam especialistas.

Santo Sudário montagem tridimensional, por Thierry Castex
Na Universidade de Milão, conhecida também como la Statale, o Prof. Giampietro Farronato leciona Ortodontia.
À frente de uma equipe de especialistas – que incluiu Bruno Barberis, Louis Fabrizio Rodella, John Pierucci Labanca; Mauro, Alessandra e Massimo Majorana Boccaletti – o professor fez uma autopsia do Santo Sudário.
O resultado do trabalho foi publicado num livro rico e intrigante: “Autopsia do Homem do Sudário”, editado por Elledici (Leumann, Turim, 2015), apresentado na igreja de San Gottardo em Corte, no evento “Escola Catedral” promovido pela confraria-empresa responsável há séculos pela manutenção da catedral de Milão.
O Prof. Farronato, em entrevista concedida ao jornalista Marco Respinti, declarou que “a medicina forense ainda não havia dito tudo sobre o caso. Então nós decidimos agir”. A medicina forense analisa os sinais que podem ser encontrados no corpo ou no cadáver, para que depois a polícia e o juiz ajam com base no laudo médico legal.
O Professor prossegue: “A ideia de realizarmos um estudo anatômico profundo do Sudário remonta a uns três anos, a partir de fotografias tomadas por Secondo Pia em 1898 e os resultados dos estudiosos que vieram antes de nós”. Indagado sobre a ideia que ele e sua equipe fizeram do crime, o Prof. Farronato respondeu:
“Obviamente o cenário do assassinato não existe mais. Nós investigamos o crime apenas através das marcas deixadas no cadáver. O que hoje é muito.


O Dr Giampietro Farronato liderou a equipe de médicos legistas que fez a autopsia
O Dr Giampietro Farronato respondeu 
pela equipe de médicos legistas que fez a autopsia.
“A anatomia do corpo foi reconstruída por nós com dados morfológicos registrados no linho. Fizemos uma reconstituição total e completa da face”.
E assim, o professor foi descrevendo o seu fascinante trabalho:
“Praticamente tratamos a imagem do Sudário como a ‘máscara’ forense que habitualmente se monta para descrever os ferimentos no corpo, vivo ou morto.

Os critérios de proclamação de um milagre: igreja faz questão da confirmação da ciência.

201210121811
201210121811
A Igreja não afirma a ocorrência de um milagre apenas porque queira ou possa: ela submete a análise de cada suposto milagre a uma sequência criteriosa de etapas científicas, que incluem, por exemplo, comissões médicas para estudar cada alegação de cura cientificamente inexplicável.
É o caso da Comissão Médica Internacional de Lourdes, cuja metodologia é a mesma usada na investigação científica. Aliás, seus membros costumam citar o princípio de Jean Bernard: “Quem não é científico não é ético“. Não se trata de cair no cientificismo ou no positivismo por si mesmos, e sim de buscar a verdade com a clara consciência daquilo que a encíclica Fides et Ratio veio a sintetizar magnificamente:
“A fé e a razão são como as duas asas pelas quais o espírito humano se eleva à contemplação da verdade”.
OS 7 CRITÉRIOS DA CURA MILAGROSA
cardeal Prospero Lambertini, que se tornaria mais tarde o papa Bento XIV (pontífice de 17 de agosto de 1740 até a morte em 3 de maio de 1758), detalhou as características do milagre do ponto de vista médico-científico na “De servorum beatificatione et beatorum canonizatione” (“A beatificação dos servos de Deus e a canonização dos beatos“), livro IV, capítulo VIII, 2-1734, definindo 7 critérios para o reconhecimento de uma cura extraordinária ou inexplicável:
  1. A doença deve ter características de gravidade, com prognóstico negativo.
  2. O diagnóstico real da doença deve ser certo e preciso.
  3. A doença deve ser apenas orgânica.
  4. Eventual tratamento não pode ter favorecido o processo de cura.
  5. A cura deve ser repentina, inesperada e instantânea.
  6. A retomada da normalidade deve ser completa (e sem convalescência).
  7. A cura deve ser duradoura (sem recaída).
Os 7 critérios de Lambertini são válidos até hoje e esclarecem o perfil específico da cura inexplicável, garantindo que toda objeção ou contestação seja levada em ampla consideração antes de se atestar que uma determinada cura foi “não explicável cientificamente”.
DE 7.200 SUPOSTOS MILAGRES em LOURDES, SÓ 69 RECONHECIDOS
A seriedade das avaliações de supostos milagres pode ser percebida nos números relacionados ao santuário mariano de Lourdes, na França, o mais visitado do mundo por peregrinos em busca de cura física:  desde 1858, houve mais de 7.200 alegações de cura milagrosa, mas apenas 69 casos foram declarados efetivamente inexplicáveis do ponto de vista médico-científico até hoje.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by