VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 27 de fevereiro de 2016

EM JULHO: MISSÃO JESUS NA PRAIA EM CAMOCIM

CLIQUE NO CARTAZ PARA AMPLIAR

Vem aí mais uma edição da missão Jesus na Praia! E, desta vez, o projeto missionário desembarca nas praias do litoral de Camocim,  nos dias 06,07,08,09 e 10 de julho de 2016.
O projeto, que existe no Brasil desde 2002, tem como objetivo levar a mensagem do Evangelho a veranistas e moradores locais na praia.

A Missão Jesus na praia é uma missão regional e diocesana, um desdobramento da missao Jesus no Litoral que já foi realizada em Camocim  em anos atras e tem base em 4 pilares: oração, formação, vivência fraterna e as práticas de missão. 

Nossas esperanças estão fortalecidas porque o próprio Senhor da obra nos prometeu acender em nós a luz divina que animará muitas vidas nesses dia de missão.

Serão muitas ações que dependem da participação e do empenho de cada missionário da RCC. Por isso, desde já, nos colocamos aos pés do Cristo, que é o verdadeiro anunciador e o próprio anúncio, para que cada coisa necessária seja providenciada por sua misericórdia.


Veja os Requisitos para ser Missionário

- Ter, no mínimo, dois anos de atuação na vida paroquial por meio do Grupo de Oração;
- Ter recebido a formação para o discipulado e para anúncio do querigma;
- Ter participado de, no mínimo, uma ação evangelizadora nos moldes da ‘Missão Jesus no litoral’ e/ou similares, inclusive também as missões realizadas nas dioceses no Brasil que possuem semelhante configuração;
- Ser maior de dezoito anos;
- Ser recomendado à coordenação da missão através de uma carta de envio pela coordenação diocesana da RCC;
- Recomendamos também, a participação efetiva nas ‘SEMANAS MISSIONÁRIAS’, que aconteceram  a partir do segundo semestre de 2012 em todas as dioceses onde a RCC está organicamente presente. Nossos grupos de oração têm se mobilizado para este grande momento de evangelização, onde com certeza será de grande aprendizado. Acreditamos que a experiência adquirida nas Semanas Missionárias contribuirá diretamente no seu envolvimento e atuação durante os dias da Missão.

As inscrições feitas em breve com os coordenadores do grupo de oração. O recrutamento dos missionários em prevê irá  começar e se você quer fazer parte dessa missão, revista-se da alegria de ser um jovem de Deus e vamos juntos anunciar ao mundo tamanha maravilha.

aguardem!!!!

Comunidade Shalom fará peregrinação a Roma no Domingo da Misericórdia

Interessados partirão de Fortaleza no dia 30 de março para programação que inclui evento com o Papa na Praça de São Pedro, visita a cidades italianas e polonesas
24_PHG_PAPA_PÁSCOA_VATICANO
Praça de São Pedro
O Jubileu Extraordinário traz uma graça especial. Neste ano, o Papa Francisco convocou toda a Igreja, os movimentos e comunidades ligados à misericórdia para participarem de uma celebração na Praça de São Pedro no Domingo da Misericórdia, 3 de abril. A Comunidade Shalom está organizando uma peregrinação a Roma que partirá de Fortaleza no dia 30 de março e retornará no dia 13 de abril.
Além do encontro com o Santo Padre no dia 3 de abril, a programação inclui atividades em cidades italianas e uma viagem à Polônia para conhecer os passos de São João Paulo II. Também estarão presentes o fundador da Comunidade Shalom, Moysés Azevedo, e a co-fundadora Emmir Nogueira.
“Iremos passar pela Porta Santa, receber as indulgências plenárias. Estaremos com o Santo Padre, conhecermos os passos de São João Paulo II e vivermos esse grande momento de graça, esse kairós da misericórdia”, ressaltou padre Sílvio Scopel, responsável pela Comunidade Shalom em Fortaleza.
Programação
KOS_Lanciano_Basilica
Lanciano – Basílica
Nos dias primeiro e dois de abril, haverá atividades em Roma. Depois do Domingo da Misericórdia, a peregrinação partirá para San Giovanni Rotondo, chegará ao monte de São Miguel Arcanjo, Lanciano, Assis e retornará a Roma. Quem desejar concluir a peregrinação com a parte italiana, já no dia 8 de abril poderá retornar ao Brasil.
A viagem seguirá também para a Polônia para aqueles que desejarem conhecer os passos de São João Paulo II. Serão quatro dias a mais, retornando ao Brasil no dia 13 de abril.
Serviço
Peregrinação a Roma e à Polônia
Quando: De 30 de março a 13 de abril
Pacotes: Naja Turismo: 99915-4200
Caetano Linhares: 99150-3464
Informações: fortaleza@comshalom.org

Papa: cada atividade na Igreja deve revelar que Deus ama o homem

papa deus caritas est
“Esta caridade recebida e doada é o fulcro da história da Igreja e de cada um de nós. O ato de caridade, de fato, não é somente dar uma esmola para lavar-se a consciência, mas inclui uma atenção de amor dirigida ao outro”, afirmou o Papa Francisco nesta sexta-feira (26). A data foi marcada no Vaticano pela comemoração dos 10 anos da Encíclica “Deus caritas est”.
Representantes de vários países das conferências episcopais e de organismos caritativos da Igreja participaram de Congresso Internacional sobre o documento.
A primeira Encíclica de Bento XVI, disse o Papa em seu discurso, trata de um tema que permite percorrer toda a história da Igreja, que é também uma história de caridade.
O Ano Jubilar que estamos vivendo, reiterou Francisco, é também uma ocasião para voltar a este coração pulsante da nossa vida e do nosso testemunho. Caridade e misericórdia, destacou, estão estreitamente ligadas, porque são o modo de ser e de agir de Deus: a sua identidade e o seu nome.

Utilidade do verdadeiro jejum


jejum-a-pao-e-agua2jejum-a-pao-e-agua2
Por que teus discípulos não jejuam?
«Como os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando, vêm e lhe dizem: “Por que enquanto os discípulos de João e os discípulos dos fariseus jejuam, teus discípulos não jejuam?”. Jesus lhes disse: “Podem acaso jejuar os convidados ao casamento enquanto o noivo está com eles? Enquanto tenham consigo o noivo não podem jejuar. Dias virão em que lhes será arrebatado o noivo; então jejuarão, naquele dia”».

Deste modo, Jesus não renega a prática do jejum, mas que a renova em suas formas, tempos e conteúdos. O jejum converteu-se em uma prática ambígua. Na antiguidade, não se conhecia mais que o jejum religioso; hoje existe o jejum político e social (golpes da fome!), um jejum saudável ou ideológico (vegetarianos), um jejum patológico (anorexia), um jejum estético (para manter a linha). Existe sobretudo um jejum imposto pela necessidade: o dos milhões de seres humanos que carecem do mínimo indispensável e morrem de fome.
Por si mesmos, estes jejuns nada têm a ver com razões religiosas e ascéticas. No jejum estético inclusive às vezes (não sempre) se «mortifica» o vício da gula só por obedecer a outro vício capital, o da soberba ou da vaidade.

Microcefalia e Zika vírus. União dos juristas católicos do Rio de Janeiro manifesta perplexidade e dúvida.

EPA1976703_Articolo
A atual crise na saúde pública brasileira, decorrente do aumento dos casos de microcefalia – e mais recentemente da Síndrome de Guillain-Barré – tem sido supostamente associada, em maior ou menor grau, a uma epidemia causada pelo Zika vírus. Este conturbado cenário soma-se a outras graves crises pelas quais passa a nossa nação. Correlacionado a isso, transparece o drama das pessoas e famílias atingidas, bem como direitos individuais e sociais, em especial os direitos constitucionais à saúde e à inviolabilidade do direito à vida, desde o início da existência no útero materno.
A partir de novembro de 2015, foi manifestada surpresa com o grande número de casos de microcefalia detectados no Sistema Único de Saúde, principalmente no Nordeste, levando à decretação de emergência nacional. No dia 1º de fevereiro de 2016, foi anunciado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) emergência de saúde pública internacional, na qual foi afirmado que a investigação sobre a causa dos novos conglomerados de casos de microcefalia e transtornos neurológicos deve intensificar-se para determinar se há uma relação de causalidade com o vírus da Zika e outros fatores ou cofatores.

Após o abraço em Cuba, católicos e ortodoxos unidos na “via dos santuários”.

decani_divina_liturgia
decani_divina_liturgia
O Metropolita do Patriarcado de Moscou (Hilarion) lança a ideia: o caminho mais simples para redescobrir que católicos e ortodoxos compartilham a mesma fé passa pelos santuários, os santos e suas relíquias, a venerar conjuntamente. A proposta de levar a Moscou as relíquias dos santos Padroeiros de Roma. “Concordamos no fato que a unidade se faz caminhando”, tinha dito o Papa Francisco após o encontro com o Patriarca de Moscou Kirillno aeroporto cubano.
Passados poucos dias após aquele abraço, parece que o caminho mais simples e direto para redescobrir que católicos e ortodoxos compartilham da mesma fé apostólica seja aquele que passa pelos santuários, os santos e as suas relíquias, a venerar conjuntamente.
Foi o Metropolita Hilarion de Volokolamsk, “número dois” do Patriarcado, que revelou os caminhos pelos quais poderão estender-se os próximos passos compartilhados entre a Igreja de Roma e a Igreja de Moscou: “no decurso da reunião do Papa e do Patriarca” – assim confiou o Chefe do departamento sinodal para as relações com o exterior do Patriarcado de Moscou, numa entrevista publicada pela Interfax – “foi dito que devemos estar mais abertos uns aos outros no que diz respeito às peregrinações”.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

MUTIDÃO DE CONFISSÕES NA ÁREA PASTORAL SÃO FRANCISCO

A área pastoral São Francisco em  Camocim, realiza , um mutirão de confissão para os fiéis de toda a comunidade.Todos os anos, no período quaresmal, a Igreja Católica propicia os mutirões em todas as paróquias da Diocese, a fim de levar os cristãos a vivenciarem o tempo de penitência com mais intensidade buscando a conversão pessoal e de toda a sociedade para a construção de um mundo melhor para todos, conforme a proposta de Jesus Cristo. 
Sobre a Confissão
Confissão ou Penitência é o Sacramento instituído por Nosso Senhor Jesus Cristo, para que os cristãos possam ser perdoados de seus pecados e receberem a graça santificante. Também é chamado de sacramento da Reconciliação.
Para se fazer uma boa confissão são necessárias 5 condições:
a) um bom e honesto exame de consciência diante de Deus;
b) arrependimento sincero por ter ofendido a Deus e ao próximo;
c) firme propósito diante de Deus de não pecar mais, mudar de vida, se converter;
d) confissão objetiva e clara a um sacerdote;
e) cumprir a penitência que o padre nos indicar.
O católico deve confessar-se no mínimo uma vez por ano, ao menos a fim de se preparar para a Páscoa
O mutirão será realizado durante todo o dia em várias capelas da  Área pastoral e também as localidades da zona rural, denominada setores.
Veja abaixo a programação 
MULTIRÃO DE CONFISSÕES NA ÁREA PASTORAL SÃO FRANCISCO
SEDE

† Matriz São Francisco – 08 de Março (Terça-Feira) de 2016 – Das 17h00min às 21h00min.
† Igreja São José – 17 de Março (Quinta-Feira) de 2016 – A partir das 17h00min.
† Igreja Nossa Senhora de Fátima – 07 de Março (Segunda-Feira) de 2016 – Das 18h00min às 20h00min.
SETORES
† São Sebastião (Amarelas) – 12 de Março (Sábado) de 2016 – Das 08h30min às 10h00min.
† Imaculada Conceição (Timbaúba) – 27 de Fevereiro (Sábado) de 2016 A partir das 17h30min.
† Santa Luzia (Flamengas) – 05 de Março (Sábado) de 2016 - Das 08h30min às 10h00min.
† Mãe Rainha (Tamboril) – A definir.



Papa: A vida cristã é concreta, não uma religião feita de hipocrisia e vaidade

OSSROM97072_ArticoloDepois da viagem ao México, o Papa Francisco retomou esta terça-feira (23/02) a celebração da Missa na Casa Santa Marta.
Comentando a liturgia do dia, Francisco afirmou em sua homilia que a vida cristã é concreta, não uma religião feita de hipocrisia e vaidade. “Deus é concreto”, mas são muitos os cristãos “de aparência”, que fazem da pertença à Igreja um adorno sem compromisso, uma ocasião de prestígio, ao invés de uma experiência de serviço aos mais pobres.
O Papa entrelaça o trecho litúrgico do profeta Isaías com a passagem do Evangelho de Mateus para explicar mais uma vez a “dialética evangélica entre o dizer e o fazer”. A ênfase de Francisco recai sobre as palavras de Jesus, que desmarcara a hipocrisia dos escribas e fariseus, convidando os discípulos e a multidão a observarem aquilo que eles ensinam, mas não a se comportarem como eles:
“Religião do dizer”
“O Senhor nos ensina o caminho do fazer. E quantas vezes encontramos pessoas – também nós, eh! – na Igreja: ‘Oh, sou muito católico!’. ‘Mas o que você faz?’ Quantos pais se dizem católicos, mas nunca têm tempo para falar com os próprios filhos, para brincar com eles, para ouvi-los. Talvez seus pais estejam num asilo, mas estão sempre ocupados e não podem ir visitá-los e os abandonam. ‘Mas sou muito católico, eh! Eu pertenço àquela associação’. Esta é a religião do dizer: eu digo que sou assim, mas faço mundanidade”.

Itinerário espiritual e litúrgico da Quaresma

cross3A Quaresma é um caminho de penitência e de conversão que nos conduz à graça própria da salvação de Deus e nos possibilita participar dignamente da alegria profunda e verdadeira, que é a ressurreição de Cristo.
“Então Jesus foi conduzido pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Depois de ter jejuado quarenta dias e quarenta noites, acabou sentindo fome” (Mt 4,1-2). A Igreja fornece a todo o povo de Deus um tempo litúrgico que propicia uma preparação para a celebração do mistério central da fé cristã, que é a paixão, morte e ressurreição de Cristo. Para tanto, somos convidados pelo mesmo Espírito que guiou Nosso Senhor a trilhar um caminho de aridez e sequidão.
O deserto que Jesus nos propõe a atravessar é a nossa história ferida pelo pecado. O homem é chamado a mergulhar em si mesmo, reconhecer as suas trevas e fragilidades, pois Deus deseja a salvação de todos. Para retornarmos a Ele, tornando-nos instrumentos agradáveis e santos irrepreensíveis aos olhos de Deus, sendo assim mergulhados pela sua graça, requer o reconhecimento e arrependimento de nossas faltas diante dele.

8 perguntas que todo (a) namorado (a) deveria saber responder.


01
O namoro é um período incrível, repleto de sentimentos, paixão, surpresas, e tudo nos fala do amor e nos ensina sobre ele durante esta fase.

Ao mesmo tempo, é um tempo de preparação e amadurecimento, no qual o casal se descobre e caminha rumo a um compromisso para a vida inteira. Nesse processo, que é sublime e perigoso ao mesmo tempo, parece que não temos medo de fazer promessas que, aos olhos de outras pessoas, poderiam parecer arriscadas, porque o “sempre” se torna muito breve quando se está junto à pessoa amada.
Mas “para sempre”… será possível? Como saber se este “para sempre” tem possibilidades de ser? Apresentamos, a seguir, algumas perguntas que todo(a) namorado(a) deveria poder responder antes de empreender esta aventura chamada casamento.

O primeiro rosário de um pastor protestante.

rosario
Fez bastante barulho, em abril de 2013, a conversão ao catolicismo do pastor pentecostal portorriquenho Fernando Casanova. Desde então, ele se tornou um valioso defensor da Igreja com seu assombroso domínio da bíblia e seu estilo de oratória apaixonado e de coração aberto.
Fernando mesmo relata o lento e doloroso processo da sua conversão ao catolicismo: foram cinco anos, depois de muitos outros de prestigioso serviço dentro da sua igreja protestante.
O processo de conversão começou com a pesquisa bíblica da Igreja única e unida fundada por Jesus Cristo, já que Fernando se desconcertava com a proliferação contínua de grupos e igrejas protestantes. Mas seu afã nesta pesquisa tinha uma restrição clara: a meta de “não ser católico”.
Só que o momento-chave da sua busca interior se deveu precisamente à Eucaristia católica.
Ao tomar a decisão de se converter ao catolicismo e comunicá-la à sua esposa, ela, protestante convencida, preferiu a separação. Homem de família e fiel ao matrimônio, Fernando teve de passar meses sem conviver com a esposa e os três filhos, martirizado pelo mistério do porquê de Deus ao permitir tamanha dor quando ele estava, afinal, seguido o caminho certo.

Íntegra da entrevista do Papa Francisco em seu retorno do México. Leia o que realmente o Papa falou.

papa-1330305
Santo Padre, no México existem milhares de desaparecidos. No entanto, o caso dos 43 de Ayotzinapa é um caso emblemático. Gostaria de lhe perguntar: por que não se reuniu com eles?
Nas minhas mensagens fiz referências contínuas aos assassinatos, às mortes, à vida cobrada por todas estas gangues do narcotráfico, dos traficantes de seres humanos. Ou seja, falei sobre este problema, das chagas que oMéxico está sofrendo. Eram tantos grupos, mesmo contrários entre si, com lutas internas.
Portanto, eu preferi dizer que na Missa se veem todos, na Missa de Juárez, ou se preferirem em qualquer outra, mas que havia esta disponibilidade. Era praticamente impossível receber todos os grupos, que, por outro lado, eram contrários entre si. É uma situação difícil de entender, para mim, que sou estrangeiro, verdade?
Mas creio que é uma sociedade mexicana que é vítima de tudo isso: dos crimes, deste fazer desaparecer as pessoas, de descartar as pessoas. Sobre isso eu falei. Sendo um discurso público, podes constatar ali. É uma dor muito grande, porque este povo não merece um drama como este.

O jovem mártir de 14 anos que foi assassinado gritando: “Viva Cristo Rei!”

jose-luis-sanchez-del-rioA visita do papa Francisco ao México tem redespertado as atenções para uma história arrepiante: a de um garoto de 14 anos que foi martirizado, com sadismo satânico, durante a brutal perseguição anticatólica perpetrada naquele país pelo governo ateu e covarde do presidente Plutarco Elías Calles.
O garoto José Luis Sánchez del Río nasceu na cidade de Sahuayo no dia 28 de março de 1913.
Aos 10 anos de idade, ele já ensinava os seus amigos a rezar e os levava para a adoração eucarística.
Aos 13 anos, ele testemunhou em primeira pessoa os inícios da “guerra cristera“, a épica resistência armada dos católicos mexicanos em defesa da sua fé e da sua liberdade. Naquele contexto de leis anticristãs e violência covarde contra padres, religiosos, fiéis, templos católicos e contra a própria Eucaristia, tantas vezes profanada, os irmãos de José Luis se alistaram no improvisado exército católico. Ele, obviamente, não foi aceito como soldado porque ainda era um menino; mas tanto fez e insistiu que conseguiu ajudar os cristeros em muitas outras tarefas e serviços.

A correspondência secreta entre São João Paulo II e uma mulher casada: escândalo para um mundo doente.

web-john-paul-anna-teresa-you-tube
Fez alarde na mídia, entre ontem e hoje, a notícia de que São João Paulo II manteve uma “relação de grande proximidade“, ao longo de mais de 30 anos, com a filósofa polonesa naturalizada norte-americana Anna-Teresa Tymieniecka.
A correspondência intercambiada entre o papa e a filósofa, segundo a mídia, teria sido “mantida em segredo” pela Biblioteca Nacional da Polônia durante anos.
A história
Eles se conheceram em 1973. Karol Wojtyla era arcebispo de Cracóvia. Anna-Teresa viajou dos Estados Unidos até a Polônia para conversar com o então cardeal sobre um livro de filosofia que ele tinha escrito.
Pouco tempo depois, começou a correspondência entre o cardeal e a filósofa, que decidiram trabalhar em uma versão ampliada do livro. Os dois se encontraram a partir de então muitas vezes e intensificaram a correspondência, que, naturalmente, com o tempo, se tornava menos formal.
Em 1976, o cardeal Wojtyla participou de um encontro católico nos EUA e foi convidado por Anna-Teresa para ficar na casa de campo da família, em Vermont. Grande apaixonado pela natureza, Wojtyla aparece em fotos daquele verão bastante alegre e descontraído junto à família de Anna-Teresa.

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°