VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Festival Halleluya mistura artes, juventude e felicidade que não passa!

A Festa que nunca acaba é o slogan do evento que acontece há 20 anos no Brasil e atrai mais de um milhão de pessoas. Cerca de 70% do público é composto por jovens

halleluya-2014
Artes, jovialidade, alegria, inovação, solidariedade, radicalidade. Esses e muitos outros componentes formam o Festival Halleluya. “A Festa que nunca acaba” é o slogan do maior Festival de Artes Integradas do Brasil e reflete as principais atrações do evento: música, dança, teatro e oração para atrair jovens a uma experiência com Jesus e levá-los a uma felicidade que não passa. O Festival supera um milhão de pessoas anualmente em Fortaleza, no Nordeste brasileiro, onde existe há 20 anos. O evento é realizado pela Comunidade Católica Shalom e acontece também em outras capitais do País, como Rio de Janeiro, São Luís e Natal.


O Halleluya já foi realizado fora do País em Roma (Itália), Nazaré (Israel) e Montevideo (Uruguai) e Toulon (França). Na Jornada Mundial de 2013, no Rio de Janeiro, o evento foi parte integrante do Festival da Juventude e atraiu um público de dezenas de países. Neste ano, pela primeira vez, o Halleluya será realizado em Cracóvia (Polônia) com o objetivo de atrair jovens do mundo inteiro. O evento estará dentro da programação do Festival de Artes.

O maior Festival de Artes Integradas do País é uma grande arena que reúne povos, comunidades e culturas integradas por um mesmo ideal: ser feliz, viver uma felicidade que não passa! A maior parte do público do Halleluya é composta por jovens. Entre 70% e 80% dos participantes são desta faixa etária. No entanto, há espaço para o público de várias idades.

Segundo o fundador da Comunidade, Moysés Azevedo, são necessárias audácia e criatividade para evangelizar os jovens e chegar à alma das cidades. “A parresia do Halleluya a cada ano se reinventa com linguagem própria à luz do Espírito Santo e é fruto de um povo que se une para evangelizar”, disse.

A experiência de felicidade que o Halleluya traz não acaba depois dos até cinco dias de programação. No final de semana seguinte, é realizado o Halleluya Quero Mais nos Centros de Evangelização da Comunidade Shalom. Trata-se de um seminário de Vida no Espírito Santo para que as pessoas que tiveram uma experiência com o amor de Deus no Festival possam seguir o caminho da Paz.

Música de todos os estilos

O Festival Halleluya acolhe, com suas diversas atrações, os mais variados perfis de públicos. Shows de rock, pop, samba, pagode, forró, axé. Ou seja, do clássico ao popular, as atrações agitam o palco principal com grandes nomes da música católica. Os demais espaços temáticos: Adventure, Kids, Misericórdia, Arena Cultural, Solidariedade, dentre outros, completam esse universo de Paz.

Anualmente, cerca de 20 artistas passam pelo palco principal do Halleluya. A programação inclui artistas católicos consagrados como padre Fábio de Melo, Rosa de Saron, Tony Alisson, Anjos de Resgate, Adriana Arydes, Adoração e Vida, Cosme, Irmã Kelly Patrícia, Banda Dominus, Diego Fernandes, Eros Biondini e Batista Lima. Os artistas da Comunidade no palco principal são Missionário Shalom, Suely Façanha, Ana Gabriela, Davidson Silva e Alto Louvor.

Solidariedade

O Festival Halleluya é um evento cuja marca é a solidariedade. Há uma parceria com Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) há 14 anos no Ceará para coleta de sangue e cadastro de doação de medula óssea. A parceria também se repete em outras cidades onde existe o evento.

Há ainda o incentivo à doação de alimentos não perecíveis. Metade dos alimentos coletados são distribuídos para cidades que sofrem com a seca. A outra parte fica com os projetos de Promoção Humana da Comunidade Católica Shalom, que atendem moradores de rua, crianças em situação de risco e dependentes químicos.

Terezinha Fernandes

Nenhum comentário: