VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

terça-feira, 14 de junho de 2016

Católicos do Chile perplexos diante de inaceitável profanação de crucifixo em manifestação. Veja imagens.

AP3479497_Articolo
Uma “dolorosa profanação”. Assim o Cardeal Arcebispo de Santiago, Dom Ricardo Ezzati Andrello, definiu o episódio ocorrido durante uma manifestação estudantil em Santiago do Chile, na tarde de quinta-feira, quando encapuzados entraram na Igreja “Gratitud Nacional”, administrada pelos salesianos, e retiraram um crufixo em tamanho natural, levando-o para a rua. A imagem de Jesus, em gesso, foi quebrada pelos manifestantes.
Respeito recíproco
Um gesto que suscitou a indignação do Arcebispo de Santiago, Cardeal Ricardo Ezzati Andrello, que afirmou em um comunicado que o fato recordava a ele “momentos históricos da vida do país, como por exemplo a celebração da oração pelo Chile em 1973. Hoje – deste mesmo lugar – reafirmo uma preocupação profunda. A de reconstruir o diálogo e a paz na nossa sociedade”.
“Estes fatos violentos, que infelizmente ocorrem cada vez com maior frequência – avalia o Arcebispo, citado pela Agência SIR – evidenciam uma crise da consciência nacional”. Com humildade e serenidade, afirmou,  “peço àqueles que estão realizando este tipo de ações para refletir sobre a necessidade de existir um recíproco respeito para todos nós”.
Ir às causas profundas da injustiça social
Em segundo lugar, o Cardeal Ezzati dirige “um apelo a toda a comunidade nacional para que se reflita seriamente sobre quais sejam as causas mais profundas desta desconfiança e deste clima de violência”. “Certamente existem causas profundas, que devemos levar em consideração e discernir – sublinha o purpurado. No Chile existem situações de injustiça social que não deveriam existir”.
Solidariedade e busca do bem comum
“Façamos um esforço para voltar a dialogar sobre nossa vida comum – conclui o purpurado. Penso que dentro de um espírito de solidariedade e busca do bem comum, estas injustiças poderão ser gradualmente superadas”.
Os párocos da cidade, por sua vez, além dos salesianos, sublinharam a necessidade de uma maior proteção para as Igrejas da cidade. (JE)
13319773_974495849325129_8344311361737372880_n
13418816_974495805991800_2107939330263903930_n
13346935_974495845991796_224324314031157368_n
13344726_974495809325133_3748220172576123252_n

Nenhum comentário: