VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Papa Francisco visita alojamento para moradores de rua inaugurado no Vaticano

O Papa Francisco visitou nessa quarta-feira o alojamento que o Vaticano criou para os sem-teto de Roma.
O novo albergue para moradores de rua ocupa um imóvel oferecido pelos jesuítas ao papa Francisco e é administrado pelas missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Madre Teresa de Calcutá.
Com capacidade para 34 hóspedes por noite, o dormitório recebeu o nome de “Dom de Misericórdia”: dom “porque é um verdadeiro presente da comunidade religiosa” e misericórdia porque este “é o segundo nome do amor, que se manifesta através de gestos concretos e generosos para com o próximo”, explica a esmolaria apostólica.

Papa Francisco ensina a oração contra a hipocrisia


papa francisco oracao
Na Missa celebrada nesta manhã, Papa Francisco advertiu que a hipocrisia é um “fermento” que leva à enfermidade e à morte. Ao final, ensinou aos fieis uma oração pedindo a proteção de Deus contra esse mal. O que significa ser hipócrita? Confira.

Precisamos rezar muito para não se deixar contagiar pelo “vírus” da hipocrisia, uma atitude farisaica que seduz com as mentiras permanecendo na sombra. É a solicitação de Jesus que o Papa Francisco convidou a acolher, comentando o Evangelho do dia, durante a homilia da Missa na Casa Santa Marta.
A hipocrisia não tem uma cor, em vez disso, joga com os meios-tons. Insinua-se e seduz com “luzes e sombras”, com o “fascínio da mentira”. O Papa recorda a cena retratada por Lucas na passagem do Evangelho do dia, – Jesus e os discípulos, no meio de uma multidão que pisa nos próprios pés tão numerosa que é – chamando a atenção para a advertência sincera de Cristo aos seus discípulos: “Atentos ao fermento dos fariseus”. “O fermento é uma coisa muito pequena”, observa Francisco, mas como Jesus fala sobre ele é como se quisesse dizer “vírus”. Como “um médico” que diz “aos seus colaboradores” para fazer atenção aos riscos de um “contágio”:

VÍDEO: “Milagre do sol” da Virgem da Fátima ocorreu há quase 100 anos, em um dia 13 de outubro.

milagre-do-sol
No dia 13 de outubro de 1917, diante de milhares de peregrinos que chegaram a Fátima (Portugal), ocorreu o denominado “Milagre do sol”, no qual, após a aparição de Nossa Senhora aos pastorzinhos Jacinta, Francisco e Luzia, pôde-se ver o sol tremer, em uma espécie de “dança”, conforme relataram os que estavam lá.
Depois de uma chuva intensa, as nuvens escuras se abriram e deram espaço ao sol que, segundo as testemunhas, aparecia como um suave disco de prata. Então, a luz do sol tomou diferentes cores e o sol pareceu envolver as milhares de pessoas, que já estavam de joelhos.
O jornalista do jornal português O Século, Avelino de Almeida, estimou entre 30 mil a 40 mil pessoas o número de presentes no momento do milagre, enquanto o professor de ciências naturais da Universidade de Coimbra, Joseph Garrett, que assim como o jornalista de Almeida esteve no lugar nesse dia, estimou o número de testemunhas em 100 mil.
O milagre durou cerca de três minutos. Além do “Milagre do sol”, os pastorzinhos disseram ter vistoimagens de Jesus, de Nossa Senhora e de São José abençoando a multidão.
Atualmente, a cada 13 de outubro a Igreja começa a novena a São João Paulo II, Santo Padre que foi mencionado no terceiro segredo de Fátima.
VEJA O VIDEO CLICANDO AQUI

China comunista na direção de se tornar a “nação mais cristã do mundo” dentro de 15 anos.

china-catholics_2432750b
O Cristianismo está experimentando um crescimento disparado na República Popular da China — tão rápido que o país comunista de 1,35 bilhão de habitantes será o país mais cristão do mundo em 15 anos, de acordo com a reportagem “China on course to become ‘world’s most Christian nation’ within 15 years” (China no curso para se tornar a “nação mais cristã do mundo” dentro de 15 anos) do jornal inglês The Telegraph.
A China é oficialmente considerada ateísta, mas um número cada vez maior de chineses está buscando respostas no Cristianismo — querendo conhecer a vida e os ensinamentos de Jesus Cristo.
Claro que quando se fala em China e Cristianismo, o primeiro pensamento durante décadas sempre foram as chamadas igrejas subterrâneas — cristãos que se reuniam em esconderijos para adorar Jesus Cristo por um medo justificado de perseguição, prisão, tortura e morte. Mas o quadro está mudando. No domingo de Páscoa passado, uma mega-igreja no país comunista estava lotada com 5 mil pessoas para o culto. O prédio de 11 milhões de dólares tem o dobro da capacidade da Abadia de Westminster em Londres, considerada uma das grandes igrejas no Ocidente pós-cristão.
“É maravilhoso ser um seguidor de Jesus Cristo,” Jin Hongxin, de 40 anos, que estava no culto da mega-igreja, disse ao The Telegraph. “Se todas as pessoas na China cressem em Jesus então não mais precisaríamos de delegacias de polícia. Não haveria mais pessoas ruins e portanto não mais crimes.”
A fome espiritual dos chineses está indo na direção certa: o Evangelho.

Pode um hospital católico autorizar a “ligadura de trompas” em uma paciente em estado grave?

151016070940_jessica_640x360_divulgacaoaclu
A recusa de um hospital católico em realizar uma ligadura de trompas em uma paciente é o mais novo episódio na polêmica sobre liberdade religiosa nos Estados Unidos.
A paciente, Jessica Mann, de 33 anos, está grávida de 37 semanas de seu terceiro filho e tem um tumor no cérebro.(foto)
Por causa da gravidade do tumor, sua médica recomendou que ela não fique grávida novamente e que se submeta a uma laqueadura no momento da cesárea, agendada inicialmente para o dia 24 deste mês no hospital Genesys Regional Medical Center, em Grand Blanc, no Estado de Michigan.
Mas o hospital, que pertence a uma rede católica, se recusou a permitir o procedimento, alegando motivos religiosos.
O caso chamou a atenção da organização de direitos civis União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês).
Depois de tentar, sem sucesso, fazer com que o hospital mudasse de posição, a ACLU apresentou nesta semana uma queixa ao departamento responsável por licenciamento e regulação de instituições médicas no Estado exigindo que o episódio seja investigado.
O departamento tem poder de impor sanções ou até mesmo revogar a licença do hospital.
“Estamos levando a luta à agência estadual responsável pelo hospital porque é obrigação deles garantir que mulheres como Jessica obtenham os cuidados de que precisam”, diz a advogada da ACLU em Michigan, Brooke Tucker.
O hospital disse em nota que segue as diretivas da Igreja e que não iria comentar o caso.

Sínodo da Família: relatórios preliminares dos grupos de trabalho são divulgados.

sinodo_dos_bispos_para_a_familia019638f9fd_base
Foram divulgados os relatórios dos grupos de trabalho no sínodo sobre a família, respeitantes à análise da segunda parte do documento orientador do trabalho, o “instrumentum laboris”.
Entre apelos à valorização do casamento e da indissolubilidade, os bispos pedem mais citações bíblicas e expressam dúvidas sobre como será elaborado o documento final, sublinhando a importância de uma intervenção do Papa para concluir o processo sinodal.
Conheça aqui alguns dos excertos dos relatórios, organizados por temas.
Casamento
Embora o termo “vocação” seja claro quando aplicado ao sacerdócio, é preciso mais clareza quando se fala do termo “vocação para o casamento”. Devemos reconhecer que a família em si também é uma vocação. Grupo A de língua inglesa
Podemos dizer que Deus reconhece a sua própria imagem na fidelidade dos seus esposos e confirma com a sua bênção os frutos da sua graça. Grupo B de língua inglesa

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O dormitório do Vaticano para moradores de rua já está em funcionamento

Alojamento vaticano para sem tetoO alojamento que o Vaticano criou para os sem-teto de Roma foi aberto na última quinta-feira, dia 7 de outubro, data da memória litúrgica de Nossa Senhora do Rosário. No evento de inauguração, foi celebrada a Santa Eucaristia por dom Konrad Kraiweski, o chamado “esmoleiro apostólico”, ou seja, o encarregado das obras de caridade que a Santa Sé realiza em nome do papa.

O novo albergue para moradores de rua ocupa um imóvel oferecido pelos jesuítas ao papa Francisco e é administrado pelas missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Madre Teresa de Calcutá. Com capacidade para 34 hóspedes por noite, o dormitório recebeu o nome de “Dom de Misericórdia”: dom “porque é um verdadeiro presente da comunidade religiosa” e misericórdia porque este “é o segundo nome do amor, que se manifesta através de gestos concretos e generosos para com o próximo”, explica a esmolaria apostólica.

O Dom de Misericórdia é um albergue exclusivamente masculino. Para as mulheres de rua, o Vaticano já mantém desde 1988 a Casa de Acolhimento Dom de Maria, com 50 vagas.

Os hóspedes do albergue contam com o jantar servido no refeitório do Dom de Maria, além de café-da-manhã e do vestiário com duchas e barbearia instalado há cerca de dois anos nas proximidades da praça de São Pedro.

As regras para os hóspedes do albergue incluem uma entrevista com as missionárias da Caridade e uma estadia máxima de 30 dias. Naturalmente, os sem-teto alojados recebem ajuda para reconstruir sua vida e encontrar trabalho. Há horários muito claros não somente para entrada e saída, mas também para levantar-se, tomar banho e arrumar os armários e a cama. Afinal, quem não se ajuda não aproveita as ajudas recebidas.

Na missa, quem deve dizer “Por Cristo, com Cristo…”: só o padre ou todo mundo?

web-priest-pray-mass-liturgy-fr-lawrence-lew-o-p-ccA palavra “doxologia” é um neologismo que vem do grego “doxa” (glória, louvor) e “logos” “palavra”. Portanto, o termo “doxologia” significa “palavra de louvor”.
A frase ” Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre” faz parte da doxologia final, que, por sua vez, é a última parte da Oração Eucarística.
Esta doxologia final da missa, na forma como a conhecemos, é utilizada aproximadamente desde o século VII, em toda a cristandade do Ocidente.
Estas palavras são próprias, única e exclusivamente, do padre (ou bispo) que celebra a missa, e dos sacerdotes concelebrantes. O povo participa dela dizendo “Amém” no final.

Papa volta a pedir perdão pelo “escândalo” contra as crianças


AFP4594177_Articolo
Na Audiência Geral desta quarta-feira (14/10), o Papa mais uma vez pediu perdão pelo “escândalo” dos abusos contra as crianças.

“A palavra de Jesus hoje é forte: ‘ai do mundo por causa dos escândalos!’. Jesus é realista, diz que é inevitável que escândalos aconteçam, mas ‘ai do homem pelo qual o escândalo vem!’. Antes de começar a catequese, quero pedir – em nome da Igreja – perdão pelos escândalos que foram cometidos nos últimos tempos, seja em Roma como no Vaticano. Peço perdão”.
A partir disso, Francisco refletiu sobre as promessas que fazemos às crianças. Não sobre certificações diárias – especificou –, mas àquelas decisivas para as expectativas em relação à vida.
Diante de cerca de 30 mil pessoas, dentre as quais fiéis brasileiros de  Santo Amaro e Mogi das Cruzes (SP), Bom Despacho (MG) e Montenegro (RS), além dos mineiros chilenos que sobreviveram ao soterramento na mina  São José em 2010, o Pontífice refletiu sobre uma pergunta que deveríamos fazer com mais frequência: “até que ponto somos leais às promessas que fazemos às crianças, ao fazê-los vir ao nosso mundo?”
Promessas
A este pensamento, o Papa acrescentou: “Acolhida e cuidado, proximidade e atenção, confiança e esperança são promessas fundamentais, que convergem em uma só: amor”.

2 milhões de fiéis: círio de Nazaré, a maior procissão católica do mundo!

maxresdefault
A maior procissão católica do mundo: um Patrimônio Cultural da Humanidade que acontece em meio a região amazônica, em Belém (PA). Este é o Círio de Nazaré, que teve nesta sexta-feira, 9, a primeira de suas 12 procissões oficiais. Para o evento central – a grande procissão do círio –, que acontece sempre no segundo domingo de outubro, são aguardados mais de 2 milhões de fiéis.
Esta é 223ª edição do Círio de Nazaré, que acontece há mais de dois séculos em Belém (PA) e se tornou um símbolo da fé não só dos paraenses, mas de todos os brasileiros, ao reunir milhões de romeiros de diversas partes do país e ainda os que vêm do exterior.
Neste ano, a festa tem como tema “Maria, Mulher Eucarística”, em referência ao Ano Eucarístico vivido pela Arquidiocese de Belém até janeiro do ano que vem, em preparação para o Congresso Eucarístico Nacional, que acontecerá na capital paraense em 2016. O evento comemorará os 400 anos da Evangelização da região amazônica.
Nesta sexta-feira, após uma celebração na Basílica Santuário de Nazaré, começou o Translado da Imagem Peregrina para Ananindeua e Marituba, na Região Metropolitana de Belém.  A Imagem Peregrina foi levada da Basílica Santuário em um andor instalado sobre o carro da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O percurso tem 47 km até a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, onde os fiéis passarão a noite em vigília.
O evento central acontecerá no domingo, 11, que é o Círio de Nazaré propriamente dito. No ano passado, reuniu 2,4 milhões de pessoas e durou cinco horas. A procissão sai da Catedral de Belém e segue até a Praça Santuário de Nazaré, onde a imagem da Virgem fica exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias. O percurso é de 3,6 km e já chegou a ser percorrido em nove horas e quinze minutos, como ocorreu no ano de 2004, no mais longo Círio de toda a história.
Para o Círio deste ano, o Papa Francisco enviou uma mensagem saudando “com afeto os fiéis, benfeitores, autoridades civis e eclesiásticas que, no mês de outubro, vindos de todos os cantos do Brasil, se reúnem em Belém do Pará para as festividades do Círio de Nazaré”.
“O Santo Padre eleva preces à Mãe do Céu, pedindo que Ela interceda por todos, para que sejam sustentados pela misericórdia de Deus, a fim de suportar os sofrimentos e as fadigas da vida, a exemplo de Maria que, ao pé da cruz ‘é testemunha das palavras de perdão que saem dos lábios de Jesus’”, destaca a mensagem, na qual o Pontífice pede também que rezem por ele.
A programação oficial da festa se estende nos próximos dias. No sábado, 10, haverá: romaria rodoviária; romaria fluvial, retornando para Belém; motor romaria; transladação no sentido contrário do Círio, saindo do colégio Gentil Bittencourt até a Sé, no centro histórico da cidade.

Satanistas abrem “igreja” de Lúcifer às vésperas do Halloween.

IglesiaDeLucifer_FacebookGreaterChurchOfLucifer_091015
A "igreja" dedicada a Satanás será inaugurado em Old Town Spring, Texas (Estados Unidos) 30 de outubro, um dia antes da celebração do Dia das Bruxas, um sulfato que levantou todos vocês Vizinhos preocupa.

Segundo a imprensa local, um dos fundadores da "Grande Igreja de Lúcifer", Michael Ford, disse que Satanás é um guia de luz e espiritualidade; Ele está acrescentando que a sua "igreja" é parte de um grupo que professa adoram a Lúcifer em várias partes dos Estados Unidos.

Em seu site, os líderes deste grupo chamar as pessoas a rejeitar qualquer droga e do relativismo viver.

"Nós trabalhamos sempre com a luz e as trevas e rejeitam a noção de que algo é negativo ou inerentemente mau. Não há espaço para energias negativas ou más intenções, nenhuma dessas coisas fazem parte deste caminho espiritual. Nós não adoramos Satanás, Lúcifer ou outro ser. Cada pessoa é reconhecida como a / o deus / deusa de sua própria existência ", dizem eles.

Também expressou seu apoio uniões do mesmo sexo e rejeitar o conceito tradicional de família, nascido de matrimonio entre um homem e uma mulher. "Obviamente, estas definições estão desatualizados" expressa.

Em seu site, os organizadores confirmaram que a abertura deste "igreja" será em 30 de outubro e terá lugar quase três meses depois o Templo satânico de Detroit, Michigan grupo (Estados Unidos) inaugura  uma escultura dedicada ao diabo.





Porque 35 crateras da lua têm nomes de sacerdotes católicos?

jesuitas lua
d1147-riccioli1651moonmap
Mapa lunar de Riccioli
 
Os jesuítas
No dia 27 de setembro de 1540, o papa Paulo III aprovou a Companhia de Jesus, fundada por Santo Inácio de Loyola. Como se já não bastasse a incrível obra de catequização empregada pelos clérigos jesuítas, como nosso apóstolo São José de Anchieta e inúmeros outros, eles também nos deram uma vasta contribuição científica nas mais diversas áreas.
Jonathan Wright, historiador, em seu livro The Jesuits Missions, Myths and Histories (Londres, 2004) escreve que no século XVIII os jesuítas:
“Contribuíram para o desenvolvimento dos relógios de pêndulo, dos pantógrafos, dos barômetros, dos telescópios refletores e dos microscópios, e trabalharam em campos científicos tão variados como o magnetismo, a ótima e a eletricidade. Observaram, em muitos casos antes de qualquer outro cientista, as faixas coloridas nas superfícies de Júpiter, a nebulosa de Andrômeda e os anéis de Saturno. Teorizaram acerca da circulação do sangue (independentemente de Harvey), sobre a possibilidade teórica de voar, sobre a maneira como a lua influi nas marés e sobre a natureza ondulatória da luz. Mapas estelares do hemisfério sul, lógica simbólica, medidas de controle de enchentes nos rios Pó e Adige, introdução dos sinais mais e menos na matemática italiana – tudo isso foram realizações jesuíticas, e cientistas influentes como Fermat, Huygens, Leibnitz e Newton não eram os únicos a ter jesuítas entre os seus correspondentes mais apreciados”.
Quando Charles Bossut, um dos primeiros historiadores da matemática, compilou uma lista dos matemáticos eminentes de 900 a. C. até 1800 d. C., 16 de 303 pessoas listadas eram jesuítas. Parece pouco (5%), mas na verdade é extraordinário! Ora, é só avaliar que os jesuítas apareceram somente nos dois últimos séculos e meio de vinte e sete séculos avaliados pelo estudo! Através deles a ciência ocidental foi introduzida na China e na Índia. No primeiro país, por exemplo, segundo Agustín Udías (Searching the Heavens ant the Earth: The History of Jesuit Observatories, Dordrecht, Holanda, 2009):
“Chegaram em uma época em que a ciência em geral, e a matemática e a astronomia em particular, tinham ali um nível muito baixo, se comparadas com o nascimento da moderna ciência na Europa. Fizeram esforços enormes para traduzir as obras ocidentais de matemática e de astronomia para o chinês e despertaram o interesse dos estudiosos chineses por essas ciências. Fizeram extensas observações astronômicas e levaram a cabo o primeiro trabalho cartográfico moderno na China. Também aprenderam a apreciar as conquistas científicas dessa antiquíssima cultura e difundiram-nas na Europa. E foi graças à sua correspondência que os cientistas europeus tiveram notícia, pela primeira vez, da ciência e da cultura chinesas.
Alguns anticlericais ou anticristãos dirão que isso foi há muito tempo e que nos séculos mais recentes não existiu uma contribuição grandiosa por parte dos jesuítas. Errado! A partir do século XIX, eles montaram observatórios destinados a estudos de astronomia, geomagnetismo, meteorologia, sismografia e física solar, e isso introduziu a medida acurada do tempo, permitindo fazer previsões climáticas (de suma importância no caso de tufões e furações) e avaliar o risco de terremotos, fornecendo também os primeiros dados cartográficos. Na América Latina, trabalharam principalmente com meteorologia e sismologia (a “ciência dos jesuítas”). O desenvolvimento científico proporcionado vai do Equador até o Líbano e as Filipinas!
Um dado muito interessante para a compreensão da ciência desenvolvida pelos jesuítas é este:
Você sabia que 35 crateras na lua têm nomes de jesuítas famosos, do século XVI ao XX?

A Igreja católica e a caridade de Cristo que transformou definitivamente o mundo!

papa_01
Auxiliando os necessitados como se eles fossem o próprio Cristo e sem esperar nada em troca, o amor da Igreja se faz presente nos cinco continentes de forma maciça.
A Igreja é muito atacada sobre diversos aspectos, caluniada frequentemente com os mais infundados argumentos que se poderia imaginar, com um toque (até brilhante) de sensacionalismo barato. Mas enquanto há esse intenso ataque, por todo o mundo, da Oceania às Américas, os católicos fazem um trabalho fantástico para redimir as misérias humanas, auxiliando na saúde e na educação em lugares onde sem seu auxílio não seria possível continuar a viver.
 
Certo, o que é o nosso conceito de caridade? Fazer o bem sem nada esperar receber em troca, sem distinção e compartilhando seus sentimentos, tanto de tristeza como de alegria. Esse é um conceito próprio do Cristianismo. Mostrarei agora que se você pensasse assim na Antiguidade você seria considerado quase um louco.
 
A filantropia na visão estoica
 
Claro, naquela época existia a filantropia. Plínio, por exemplo, dotou sua cidade natal de uma escola e uma biblioteca. No entanto, a maior parte dos gestos generosos envolvia um interesse próprio, não eram gratuitos. Os edifícios financiados pelos ricos exibiam seus nomes, as doações deixavam os beneficiários em dívida para com os doadores ou atraíam a atenção para as pessoas em sua grande liberalidade. Escreve Thomas E. Woods: “Servir de coração alegre os necessitados e ampará-los sem nenhuma expectativa de recompensa ou reciprocidade, não era certamente o princípio que prevalecia.” 

Conselho Nacional define tema para RCC em 2016

O Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil discerniu o tema que direcionará os trabalhos do movimento para o ano de 2016. O discernimento foi feito durante a reunião que está acontecendo desde a última quarta-feira, dia 23, na cidade de Goiânia (GO), com a presença de todos os 27 presidentes dos conselhos estaduais da RCC.


O tema suscitado para o próximo ano é “Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36). De acordo com a presidente do Conselho Nacional, Katia Roldi Zavaris, é a graça do Espírito Santo que nos faz entender a essência do coração de Deus, que é amor e misericórdia, e é o Espírito Santo que direciona à unidade com a Igreja.
Este tema ainda será trabalhado em conjunto com a moção dada pela RCC internacional para o ano 2016 em preparação para o Jubileu de Ouro da RCC, a ser celebrado em 2017. O tema internacional é Espalhando a Chama e tem como foco o serviço e a missão.
O assistente eclesiástico da RCCBRASIL, Dom Alberto Taveira Corrêa, destacou que o discernimento deste tema foi uma confirmação da vontade de Deus na oração do conselho e nos ensinamentos do Papa, devido à convocação papal para o Ano Jubilar extraordinário com o tema da misericórdia. Ele aproveitou e exortou que cada membro de Grupo de Oração leia a bula Misericordiae Vultus, sobre o Ano da Misericórdia, em preparação para este ano jubilar e para a missão da RCCBRASIL.
O conselho nacional também discerniu os temas para serem trabalhados nos encontros de Carnaval, no Pentecostes e nos Cenáculos com Maria. Confira abaixo as temáticas:

Tema do Ano
“Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36)
Espalhando a Chama rumo ao Jubileu de Ouro da RCC

Tema do Carnaval
“Vê a alegria que te vem de Deus” (Br 4,36b)

Tema de Pentecostes
“Arrependei-vos e recebereis o dom do Espirito Santo” (At 2,38)

Tema Cenáculo com Maria
“Sua Misericórdia se estende de geração em geração” (Lc 1,50a)

A presidente do conselho, Katia Zavaris, lembra que o tema da misericórdia deve ser trabalhado no ano de 2016 e orienta que os grupos e dioceses que ainda têm eventos programados para este ano de 2015 trabalhem a moção "Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito" (Gl 5,25).

Em breve, será divulgada a arte e disponibilizada para download.