VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 15 de agosto de 2015

Catequese do Papa sobre a festa na família

CATEQUESE

Sala Paulo VI – Vaticano
Quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Francisco explica que os momentos de festa na família são sagrados / Foto: Reprodução CTV
Boletim da Santa Sé

Tradução: Jéssica Marçal

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!
Hoje abrimos um pequeno percurso de reflexão sobre três dimensões que articulam, por assim dizer, o ritmo da vida familiar: a festa, o trabalho, a oração.
Comecemos pela festa. Hoje falaremos da festa. E logo dizemos que a festa é uma invenção de Deus. Recordemos a conclusão do relato da criação, no Livro do Gênesis, que ouvimos: “Tendo Deus terminado no sétimo dia a obra que tinha feito, descansou do seu trabalho. Ele abençoou o sétimo dia e o consagrou, porque nesse dia repousara de toda a obra da Criação” (2, 2-3). O próprio Deus nos ensina a importância de dedicar um tempo para contemplar e desfrutar daquilo que no trabalho foi bem feito. Falo de trabalho, naturalmente, não só no sentido do ofício e da profissão, mas no sentido mais amplo: toda ação com que nós homens e mulheres podemos colaborar para a obra criadora de Deus.
Portanto, a festa não é a preguiça de sentar em uma poltrona, ou a sensação de uma vã evasão, não, a festa é, antes de tudo, um olhar amoroso e grato sobre o trabalho bem feito; festejamos um trabalho. Também vocês, recém-casados, festejam o trabalho de um belo tempo de noivado: e isso é belo! É o tempo de olhar os filhos, os netos, que estão crescendo, e pensar: que belo! É o tempo de olhar para a nossa casa, os amigos que hospedamos, a comunidade que nos cerca, e pensar: que coisa boa! Deus fez assim quando criou o mundo. E continuamente faz assim, porque Deus cria sempre, também neste momento!

Atenção pais e educadores cristãos: cresce o número de personagens gays em programas de TV infantis.

the-legend-of-korra
Parece que não há como escapar da ampla aceitação da homossexualidade e casamento gay nos EUA. Desde que os ativistas começaram a se beneficiar com leis “antidiscriminatórias”, a indústria de entretenimento acompanha o fluxo de pensamento dominante.
O estudioso de mídia Jeff Johnston é cristão e fez um alerta ao site LifeSiteNews. Ele deseja que os pais se preparem, pois, um número crescente de personagens gays e transexuais são mostrados em programas de televisão infantis.

Museu americano expõe suposta obra de “arte” ofensiva aos católicos e ao Papa emérito Bento XVI.


b99538529z.1_20150715223846_000_gi0broa2.1-1
Mais de 13.000 pessoas já assinaram uma petição online pedindo ao Museu de Arte de Milwaukee, EUA, para não exibir um retrato recém-adquirido do Papa Bento XVI formado a partir de 17.000 preservativos coloridos.

A petição foi divulgada por CitizenGo.org, um site de defesa cristã com sede em Madrid:  “A decisão do Art Museum Milwaukee para apresentar esta peça ofensiva de arte expõe um duplo padrão quando se trata de ofender grupos religiosos”, disse em um comunicado à imprensa. “Eles nunca se atreveriam a insultar Maomé ou outros líderes religiosos da maneira que rebaixa seguidores de Cristo.”
O museu de arte confirmou em junho que havia adquirido a peça controversa pelo artista Shorewood Niki Johnson e gostaria de exibi-la quando ela for concluída a renovação de sua galeria de coleções permanentes, no outono.
A notícia atraiu condenação dos católicos locais , incluindo o Arcebispo Jerome Listecki, muitos dos quais prometeram cancelar suas associações. Autoridades do museu defendem a aquisição, disseram que ouviram um número igual de clientes que manifestaram interesse em ver a peça.
Johnson disse que o retrato, intitulado “Ovos Benedict,” foi um comentário sobre os comentários de o então pontífice durante uma visita de 2009 a África, em que ele sugeriu que o uso de preservativos pode agravar a propagação da AIDS por estimular a promiscuidade, fonte principal de propagação do vírus.

Catolicismo e escravidão: a história demonstra que a Igreja sempre combateu o comércio de gente


São Pedro Claver
Uma das acusações costumeiras contra a Igreja é que ela teria apoiado o sistema escravocrata, especialmente o ocorrido na África entre os séculos XVI e XIX. A verdade, no entanto, é bem diferente da versão dos laicistas dogmáticos.

Em dezembro de 2012, o deputado brasileiro Jean Wyllys, eleito apesar dos votos insuficientes graças às caronas eleitorais permitidas pela "democracia" brasileira, publicou no Twitter uma das suas frequentes investidas contra a Igreja:


A “ferida grave infligida à justiça e à paz”, @pontifex (Bento XVI), foi a escravidão de negros e africanos, apoiada pela Igreja Católica.


Quem lhe respondeu e contestou com fatos concretos, em fevereiro de 2013, foi Ricardo da Costa, historiador medievalista e professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), através de um artigo publicado pelo jornal Gazeta do Povo, de Curitiba. O professor destaca os seguintes fatos:

- Com a ascensão social e política da Igreja na Idade Média, a pressão a favor dos pobres, das mulheres e dos escravos tornou-se maior. No distante século VI, por exemplo, uma lei criada por pressão da Igreja conseguiu impedir que os escravos fossem presos caso estivessem dentro de um templo católico. Parece muito pouca coisa, mas foi, na época, uma grande conquista em favor dos escravos. Ao longo de toda a Idade Média, o catolicismo pressionou as sociedades cristãs a considerarem a escravidão algo ultrajante, já que, pela fé em Jesus Cristo, todos são filhos de Deus.

O Anjo Bom do Brasil


Irmã DulceNesta quinta-feira, 13 de agosto, foi celebrado o dia da Bem-aventurada Dulce dos Pobres, a religiosa baiana que dedicou sua vida ao serviço aos pobres e doentes e ainda hoje é conhecida como Anjo Bom do Brasil. Na Arquidiocese de Salvador (BA), a data festiva tem como tema: “A exemplo de Irmã Dulce, somos chamados a dizer com a vida: ‘Eu vim para servir’”. Na Arquidiocese houve Missas durante todo o dia, no Santuário da religiosa, sendo a das 10hh presidida pelo Arcebispo e Primaz do Brasil, Dom Murilo Sebastião Krieger.

13 de agosto foi escolhido como o dia oficial da festa litúrgica da Beata porque foi nesta mesma data, em 1933, na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em Sergipe, que Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, aos 19 anos de idade, recebia o hábito de freira e adotava, em homenagem à sua mãe, o nome de Irmã Dulce.

Segunda filha do dentista Augusto Lopes Pontes e de Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes, a pequena Maria Rita nasceu em 26 de maio de 1914, na capital baiana.  Perdeu sua mãe aos sete anos de idade.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Padre Pio salva seu amigo dos sofrimentos do purgatório


santosO frei Daniele Natale foi um sacerdote capuchinho italiano que se dedicou a missionar em terras hostis durante a 2ª Guerra Mundial.

Ele socorria os feridos, enterrava os mortos e salvava os objetos litúrgicos. Em meio a este cenário, em 1952, na clínica “Regina Elena”, ele recebeu o diagnóstico de câncer.

Com esta triste notícia, ele foi ver o Padre Pio, seu amigo e guia espiritual, quem lhe insistiu para que tratasse sua doença. O frei Daniele viajou a Roma e encontrou o médico que lhe haviam recomendado, Dr. Riccardo Moretti.

Este médico, no começo, não queria realizar a cirurgia, porque tinha certeza de que o paciente não sobreviveria. Mas, influenciado por um impulso interior, acabou aceitando o desafio.

O cientista mais famoso da história vislumbra a necessidade racional da existência de Deus

Albert Einstein lettera studentessa Spirito superiore teoria relatività religiositàMilhares de sites já reproduziram uma carta do grande físico Albert Einstein sobre Deus, dirigida a uma jovem estudante chamada Phyllis. Em 19 de janeiro de 1936, a garota escreveu para o cientista, então já famoso, perguntando-lhe algo que tinha sido discutido em sua escola:

"Os cientistas rezam? E a que ou a quem eles rezam?".


Na época, poucas pessoas poderiam representar com dignidade toda a elite dos chamados "cientistas". Einstein, certamente, era uma dessas pessoas. A simplicidade e a natureza da carta de Phyllis poderiam ter irritado um cientista de tamanha reputação, mas Einstein respondeu à jovem estudante com a mesma simplicidade com que ela lhe tinha escrito. E com rapidez: a carta do físico foi assinada em 24 de janeiro de 1936.

Paróquia de Camocim Crisma centenas de Jovens

foto karina Alves
Um grande numero de jovens esteve neste final de semana(dia 7 e 8 de agosto),  rumo à confirmação da opção pelo catolicismo na celebração da crisma.  A crisma é o sacramento que completa o Batismo e pelo qual recebemos o dom do Espírito Santo. Quem se decide livremente por uma vida como filho de Deus e pede o Espírito de Deus, sob o sinal da imposição das mãos e da unção do óleo do Crisma, obtém a força para testemunhar o amor e o poder de Deus com palavras e atos. Essa pessoa agora é membro legítimo e responsável da Igreja Católica.
paroquia do Senhor Bom  Jesus dos Navegantes em Camocim-CE e área pastoral São Francisco recebeu centenas de  jovens  para o sacramento da crisma neste último fim de semana.   A celebração é  mais do que a reafirmação dos votos jurados por seus pais durante o batismo: simboliza a chegada à maturidade religiosa.
Portanto, este belíssimo sacramento Confirmação completa o Batismo, por ele o fiel recebe o dom do Espírito Santo, faz um acordo com Deus, e assim, cheio dos dons do Espírito, é chamado a testemunhar o amor ao Senhor, se preciso for, a dar a vida uma vez que recebeu uma força especial para seguir Cristo até o fim de sua vida.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que a Confirmação – Crisma, pertence, juntamente com o Batismo e a Eucaristia, aos três sacramentos da iniciação cristã da Igreja Católica. Nesse sacramento, tal como ocorreu no Pentecostes, o Paráclito desceu sobre a comunidade dos discípulos, então reunida. Também nele o Espírito Santo desce em cada batizado que pede à Igreja o dom d’Ele [Espírito Santo], dessa forma o sacramento encoraja o fiel e o fortalece para uma vida de testemunho de amor a Cristo.

Presidente da CNBB: “O povo já não aguenta mais tanta corrupção”.


20150811005247814467o
Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e arcebispo de Brasília, dom Sergio da Rocha considera missão da Igreja participar da política. Mas a atuação segue os propósitos católicos, baseados na ética e no bem comum, diferentemente dos interesses partidários e corporativos que ditam governos e campanhas eleitorais.

Atento observador da sociedade, o arcebispo afirma que, em tempos de crise, a Igreja tem de exercer o papel do profeta: questionar, transformar, sem receio de desagradar ao senso comum. Esse posicionamento explica a decepção com a atabalhoada reforma política conduzida no Congresso — “a gente esperava muito mais” — e a ressalva ao pacto pela governabilidade — “Um pacto não vai deixar de lado, por exemplo, a luta contra a corrupção”. A postura cristã também fundamenta a posição da CNBB contra a redução da maioridade penal, apesar da imensa vontade popular. Paulista da cidade de Dobrada, dom Sérgio diz “ter cabeça de cidade, mas coração rural”. Aos 55 anos, está encantado com a receptividade do brasiliense, em particular nas regiões mais simples. Mas chama a atenção para os problemas sociais. Cita em particular o drama dos imigrantes, que vêm de regiões conflituosas da Ásia e da África e vivem em condições precárias nas cidades do DF.

Fundamentalismo Religioso: homem permite afogamento da filha em Dubai para evitar ‘desonra’.

UNILAD-resu-33-540x282

A polícia de Dubai prendeu um homem de origem asiática que impediu a ajuda de uma equipe de socorristas a sua filha, no momento em que ela se afogava, com o argumento de que não queria que desconhecidos a tocassem e “desonrassem”, informa a imprensa.
A jovem de 20 anos estava se afogando quando a equipe de emergência chegou para ajudar a vítima.

“Mas o pai se mostrou violento e disse que preferia que a filha morresse a ser tocada por um desconhecido”, afirmou o tenente-coronel Ahmed Burqibah, (foto acima) diretor do departamento de busca e resgate da polícia de Dubai, ao site Emirates 24/7.
“Este é um daqueles incidentes que jamais esquecerei”, disse, em entrevista ao Daily Mail. “Eu e todos os envolvidos ficamos estarrecidos”.

“Ele ficou cego pela crença de que seria uma desonra que um homem ‘desconhecido a tocasse’, disse Burqibah.
Segundo as autoridades, o pai tinha levado sua família para fazer um piquenique na praia, mas repentinamente, a filha começou a se afogar.

O pai da jovem, que não teve a nacionalidade divulgada, foi detido e será processado por ter impedido que os socorristas salvassem a vida de sua filha.

Fonte: http://www.unilad.co.uk/articles/dad-lets-daughter-die-after-refusing-to-let-rescuer-touch-her/

What? Relações sexuais com robôs pode ser algo comum em um futuro próximo, diz especialista

ec51db40-3c3c-11e5-8a03-4d1365f20670_robot
À medida em que a tecnologia se aperfeiçoa, o ser humano passa cada vez mais tempo em realidades virtuais (incluindo games e redes sociais). Por isso, relações íntimas com androids podem se tornar algo comum em um futuro próximo, segundo a doutora e psicóloga do sexo Helen Driscoll.
Já é possível encomendar online um manequim como parceiro. Deste estágio para um companheiro robótico e interativo, basta mais alguns passos de tecnologia por parte da indústria do sexo.
‘Robofilia’ – a palavra para atração sexual por robôs – parece um conceito estranho para nós agora, mas pode tornar-se normal conforme nossas atitudes adequam-se à tecnologia.
“Quanto mais realista e imersiva torna-se a realidade virtual, e até mesmo mais completa quando fala-se de sexo, é compreensível que futuramente pessoas terão preferência por fazer sexo com robôs”, disse a Dra. Driscoll em matéria do Huffington Post.
Pesquisas sugerem que diversos jovens japoneses estão evitando sexo e relações íntimas, o que sugere que o preocesso já está acontecendo. Homens do país já estão levando suas namoradas virtuais (em aplicativos) para férias na Ilha Atami.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O que te impede de confiar em Deus?


A child jumping into the arms of his father_Jesus exigia confiança Nele. Há muitas passagens nos Evangelhos onde Ele recrimina os Apóstolos e outras pessoas por não confiarem Nele plenamente. Ele exigia isso para fazer os milagres. Diante daquela mulher que tinha uma hemorragia contínua ele disse: “Tem confiança, minha filha, tua fé te salvou. E a mulher ficou curada instantaneamente” (Mt 9, 22). Após acalmar aquela tempestade no mar da Galileia, Ele perguntou aos discípulos: “Por que este medo, gente de pouca fé?” (Mt 8,23). Em sua cidade, Nazaré, diz o evangelista São Mateus que “por falta de confiança deles, operou ali poucos milagres” (Mt 13,58).

É impressionante notar como Jesus curava os que Nele depositavam confiança. Os dois ceguinhos de Jericó gritavam: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de nós” (Mt 20,29) e Ele os curou. O mesmo Ele fez como filho daquela obstinada mulher cananeia que implorou ao menos “as migalhas que caem da mesa do senhor” (Mc 7,24). E assim foram muitos casos. Ele disse que: “Tudo o que pedirdes na oração, crede que o tendes recebido, e ser-vos-á dado” (Mc 11,24).

Santa Maria Maior, o primeiro santuário mariano do Ocidente

Salus Populi Romani

O dia 5 de agosto é dedicado pela Igreja à memória da Santa Mãe de Deus, venerada na basílica romana de Santa Maria Maior. A basílica foi a primeira igreja do Ocidente dedicada a Nossa Senhora: sua construção foi determinada pelo papa Sisto III no ano de 431, em seguida ao Concílio de Éfeso, no qual foi solenemente proclamado o reconhecimento de Maria como a Mãe de Deus.


A basílica também guarda em uma capela especial o célebre ícone mariano “Salus Populi Romani” (Salvação do Povo Romano), que teria sido pintado pelo evangelista São Lucas.

 Festa da Dedicação de Santa Maria Maior é celebrada todo dia 5 de agosto, antecedida por um tríduo espiritual que vai de 2 até 4 de agosto. Após a missa, é feita na basílica a já tradicional encenação do "Milagre da Neve".

Na noite de 5 de agosto do ano de 358, no auge do calor de verão no hemisfério Norte, caiu neve no lugar onde a basílica seria posteriormente construída. Nossa Senhora apareceu em sonho ao papa Libério e pediu a ele que erguesse uma igreja onde a neve caísse. O Milagre da Neve é relembrado anualmente desde 1983 por meio um espetáculo de som e luz, no qual a neve é representada por uma chuva de pétalas brancas lançadas do teto sobre o hipogeu.


A basílica de Santa Maria Maior tem profundos vínculos com os papas. Francisco sozinho, entre visitas públicas e privadas, já foi 23 vezes saudar Maria nesse templo romano, ao qual nunca deixa de ir antes e depois de suas viagens pontifícias.
João Paulo II mandou colocar e manter acesa dia e noite uma lâmpada de óleo sob a efígie da Salus Populi Romani. Em 8 de dezembro de 2001, dia da Imaculada Conceição, ele inaugurou na basílica o Museu de Santa Maria Maior, com obras de arte históricas sobre Maria.

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°