quinta-feira, 20 de junho de 2013

Como acontece uma catequese na Jornada Mundial da Juventude?

Uma das tradicionais atividades da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é a catequese. Conduzida por bispos de várias nacionalidades convidados pelo Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), a catequese é um momento de reflexão e aprofundamento do lema da JMJ Rio2013 "Ide e fazei discípulos entre todas as nações" (Mt 28,29). Jovens de diferentes países, falantes de um mesmo idioma se reúnem com sacerdotes, bispos e cardeais para rezar e meditar os mistérios do amor de Deus. 
A programação começa por volta das 9h com o louvor conduzido por um grupo de animação de voluntários selecionados pelo PCL. Depois começa a pregação do bispo catequista. As catequeses, que se realizam nos dias 24, 25 e 26 de julho, têm a cada dia a presença de um bispo diferente. Após a meditação, que aprofunda o lema da JMJ Rio2013, os jovens podem fazer perguntas para o bispo que preside a catequese. As atividades se encerram com a santa missa presidida pelo bispo catequista e concelebrada pelos sacerdotes que atendem as confissões dos peregrinos ao longo da programação da manhã. Roberta Amazonas foi peregrina na JMJ de Madri. 

O que pode “se esconder” por trás da legitima expressão democrática nas ruas?


Padre Anderosn Alves
Segundo as declarações[i] de alguns organizadores dos atuais protestos no Brasil, podemos perceber que as manifestações estão sendo organizadas por grupos de profunda inspiração marxista, que julgam que o atual governo não é tão radical como deveria ser[ii].
Por isso, pretendem mudar todo o sistema, aproveitando-se de pessoas de boa vontade, que justamente querem mudanças na vida social. Assim, pessoas bem intencionadas são usadas por grupos radicais que analisam a realidade de modo dialético e que, no fundo, pretendem uma revolução violenta, popular e nada democrática.
Algo de semelhante ocorre em diversos países do mundo. Como esses grupos radicais não ganham suficientes votos, pretendem impor suas ideias por meio da força de alguns “heróis” e pela manipulação emotiva das grandes massas.
Sendo assim, agem transmitindo a ideia de que farão uma manifestação pacífica, incitando os sentimentos e a boa vontade de muitos. Atraem muita gente que realmente se manifesta de modo pacífico; porém, em certo momento, acabam utilizando métodos violentos para sofrer uma justa resposta das ordens de segurança e se apresentarem como vítimas do Estado repressor. O objetivo é desestabilizar os governos e todos os partidos políticos, através da manipulação popular. Depois das manifestações passam a ideia de que a violência não era intencional, mas que foram pessoas “infiltradas” que a promoveram.
Em síntese, no atual momento devemos ter espírito crítico para averiguar se os violentos são “aproveitadores” e “infiltrados” nas manifestações, ou se são os seus mesmos organizadores, que se aproveitam do apoio popular para justificar assim suas ideias e métodos revolucionários.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Reconhecido segundo milagre por intercessão de João Paulo II



Reconhecido segundo milagre por intercessão de João Paulo II
A comissão teológica da Congregação para a Causa dos Santos aprovou o segundo milagre atribuído à intercessão de João Paulo II.
O reconhecimento abre caminho para a canonização do Papa polonês, porém antes deve ser aprovado por uma comissão de Cardeais e Bispos e ter o decreto assinado pelo Papa Francisco. Não foi informada a natureza deste segundo milagre.

O Cardeal Karol Wojtyla foi eleito Papa em 16 de outubro de 1988. No dia 22, celebrou a missa de início de pontificado.
Em 1º de maio de 2011, Bento XVI proclamou-o Beato, após a comprovação da cura – inexplicável para a ciência -, da Irmã Marie Simon Pierre, que sofria do Mal-de-Parkinson.

A notícia da aprovação do segundo milagre já provocou reações em Cracóvia, onde o Arcebispo Stanislau Dziwisz, ex-secretário de João Paulo II, afirmou que “Papa Francisco não colocará à prova a paciência dos poloneses”. “Existe muita esperança de que a canonização ocorra em no domingo 20 de outubro”, disse ele, recordando que é a data em que se celebra o 35º aniversário da eleição de Wojtyla. O Arcebispo Dziwisz foi recebido pelo Papa Francisco no Vaticano no último sábado. (Fonte: News.Va)

Paramentos para Missa do Papa em Aparecida já estão sendo confeccionados


Paramentos para Missa do Papa em Aparecida já estão sendo confeccionados
Os paramentos o Papa Francisco usará durante a celebração da Santa Missa, no dia 24 de julho, no Santuário de Aparecida, já estão sendo preparadas desde o início desta semana por artesãs da Diocese de Colatina, no Espírito Santo.


A casula, a túnica, a estola e mitra que o Papa, bem como os paramentos de 500 sacerdotes que com ele concelebrarão, também estão sendo confeccionadas pelas artesãs.


Na casula que será usado pelo Papa estarão bordados um peixe, considerado símbolo cristão, com uma cruz acima dele e o rio, que representa as águas onde foi encontrada a imagem de Nossa Senhora.

São José será mencionado nas Orações Eucarísticas II, III e IV

São José será mencionado nas Orações Eucarísticas II, III e IV
Como acontecia já na Oração Eucarística I, o chamado “Cânone Romano”, também nas outras três principais Orações Eucarísticas passará a ser expressamente mencionado São José. Esta disposição está contida num Decreto hoje publicado pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.


Eis os termos em que este texto justificada esta decisão, a seu tempo acolhida por Bento XVI e agora confirmada e aprovada pelo Papa Francisco:


“Pelo seu lugar singular na economia da salvação como pai de Jesus, São José de Nazaré, colocado à frente da Família do Senhor, contribuiu generosamente à missão recebida na graça e, aderindo plenamente ao início dos mistérios da salvação humana, tornou-se modelo exemplar de generosa humildade, que os cristãos têm em grande estima, testemunhando aquela virtude comum, humana e simples, sempre necessária para que os homens sejam bons e fiéis seguidores de Cristo.

Bispos dos EUA designam 9 milhões de dólares para luta contra a pobreza

Bispos dos EUA designam 9 milhões de dólares para luta contra a pobreza
Os Bispos integrantes do Subcomitê da Campanha Católica para o Desenvolvimento Humano (CCDH) do programa de Luta contra a Pobreza Interna da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, designaram um fundo de mais de 9 milhões de dólares em subvenções para ajudar a aliviar a pobreza e a injustiça no país.


Esta decisão se tomou na reunião que os prelados tiveram na cidade de San Diego, Califórnia.


Através de um comunicado, o Diretor da CCDH, Ralph McCloud, informou em 17 de junho que “os católicos devem estar orgulhosos de ter a oportunidade de fazer uma real diferença nas vidas das pessoas de suas comunidades”.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Festival Halleluya 2013 divulga atrações

Festival entrou para o calendário oficial de eventos do Estado do Ceará e integra preparação para a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Neste ano, entre os dias 17 a 21 de julho o Condomínio Espiritual Uirapuru se transformará na Cidade da Paz e receberá os maiores nomes da música católica do país.O Festival Halleluya 2013 será realizado como evento preparatório para a Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, e como atividade principal da Semana Missionária na Arquidiocese de Fortaleza. A organização do Festival divulgou nesta terça-feira,18, as atrações. 
Ao todo são 20 artistas, entre cantores e bandas. São eles: Ministério Adoração e Vida, Banda Anjos de Resgate, Banda Alto Louvor,Batista Lima, Cleiton Saraiva, Comunidade Recado, Cosme, Davidson Silva, Diego Fernandes, Banda Dominus, Eliana Ribeiro, Ítalo E Renno, Jon Carlos, Irª. Kelly Patrícia, Banda Missionário Shalom, Netinho, Rosa de Saron, Shalomgod, Suely Façanha e Ziza Fernandes.

Greve e manifestações, que diz a fé católica?



Blogueiro Jorge Ferraz
Sobre as greves diz Leão XIII na Rerum Novarum

22. O trabalho muito prolongado e pesado e uma retribuição mesquinha dão, não poucas vezes, aos operários ocasião de greves.E preciso que o Estado ponha cobro a esta desordem grave e frequente, porque estas greves causam dano não só aos patrões e aos mesmos operários, mas também ao comércio e aos interesses comuns; e em razão das violências e tumultos, a que de ordinário dão ocasião, põem muitas vezes em risco a tranquilidade pública.O remédio, portanto, nesta parte, mais eficaz e salutar é prevenir o mal com a autoridade das leis, e impedir a explosão, removendo a tempo as causas de que se prevê que hão–de nascer os conflitos entre os operários e os patrões.
A leitura superficial pode se revelar enganosa e, a um leitor menos atento, pode parecer que a Igreja é “contrária às greves” assim, sem mais ressalvas. Ou ainda, caso as pessoas tenham o cuidado de abrir o Catecismo da Igreja Católica, podem se deparar com a seguinte passagem e julgar que, afinal, a Igreja dizia ontem uma coisa e hoje diz o contrário:
§2435 A greve é moralmente legítima quando se apresenta como um recurso inevitável, e mesmo necessário, em vista de um benefício proporcionado. Torna-se moralmente inaceitável quando é acompanhada de violências ou ainda quando se lhe atribuem objetivos não diretamente ligados às condições de trabalho ou contrários ao bem comum.

Cardeal de São Paulo, Dom Odilio Scherer: Manifestações tem um “caráter positivo” porém sem o vandalismo e a violência.




O Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, comentou nesta terça-feira, 18, que as manifestações pacíficas que têm ocorrido em São Paulo e nas principais capitais do País tem “um caráter positivo”: a de um “acordar da consciência do povo e das massas”.

“No convívio democrático é importante que o povo se manifeste, que acorde da ’sonolência’, digamos assim, que não delegue totalmente a sua representação a quem de fato é representante e exerce um cargo, mas que as pessoas, para além de partidos, continuem a ter a sua vontade política, a sua vontade de expressão, que agora está aparecendo de muitas maneiras, na voz dos estudantes, de quem pede mais segurança, de quem pede melhores condições de saúde e de viabilidade urbana”, afirmou o cardeal.

Afirmou: ’No convívio democrático é importante que o povo se manifeste’, afirma Dom Odilo

Dom Odilo disse ainda que “espera que essas vozes que vêm das praças, das manifestações, possam ser ouvidas e compreendidas”. E salientou que é “desaprovável” os atos de vandalismo e as manifestações de violência, seja por parte dos manifestantes ou dos policiais.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Releia o Histórico discurso do Papa Bento XVI no Parlamento alemão.


VISITA AO PARLAMENTO FEDERAL DA ALEMANHA
DISCURSO DO PAPA BENTO XVI

Palácio Reichstag de Berlim
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011
Ilustre Senhor Presidente Federal!
Senhor Presidente do
Bundestag!
Senhora Chanceler Federal!
Senhor Presidente do
Bundesrat!
Senhoras e Senhores Deputados!
Constitui para mim uma honra e uma alegria falar diante desta Câmara Alta, diante do Parlamento da minha Pátria alemã, que se reúne aqui em representação do povo, eleita democraticamente para trabalhar pelo bem da República Federal da Alemanha. Quero agradecer ao Senhor Presidente do Bundestag o convite que me fez para pronunciar este discurso, e também as amáveis palavras de boas-vindas e de apreço com que me acolheu. Neste momento, dirijo-me a vós, prezados Senhores e Senhoras, certamente também como concidadão que se sente ligado por toda a vida às suas origens e acompanha solidariamente as vicissitudes da Pátria alemã. Mas o convite para pronunciar este discurso foi-me dirigido a mim como Papa, como Bispo de Roma, que carrega a responsabilidade suprema da Igreja Católica. Deste modo, vós reconheceis o papel que compete à Santa Sé como parceira no seio da Comunidade dos Povos e dos Estados. Na base desta minha responsabilidade internacional, quero propor-vos algumas considerações sobre os fundamentos do Estado liberal de direito.

Festa de São Pedro 2013


FotoA Paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes vai promover, de 19 a 29 de junho de 2013, os festejos alusivos à São Pedro. Com o tema “"Juventude Unida a São Pedro caminhando com fé ao encontro de Jesus"!”, a festa terá como objetivo espiritual, promover uma Juventude justa, seguindo os princípios evangélicos, vivenciando a verdadeira Fé cristã.
Além disso, a festa terá como meta financeira, melhorar a infraestrutura da Igreja de São Pedro
Serão 10 dias de novenário, missas e eventos sociais para toda a família camocinense.
veja  a Programação completa:
PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES
DIOCESE DE TIANGUÁ
DE 19 A 29 DE JUNHO DE 2013
TEMA:"Juventude Unida a São Pedro caminhando com fé ao encontro de Jesus"!
DIA 19/06(QUARTA)

5:00 HORAS -ALVORADA DO DESPERTAR COM QUEIMA DE FOGOS E 

APRESENTAÇÃO DA BANDA LIRA

6:00 HORAS - CAFÉ DA MANHÃ PARA A COMUNIDADE(EM PARTILHA)

15:00 HORAS - TERÇO DA MISERICÓRDIA

18:00 HORAS - CAMINHADA SAINDO DA CASA DE UM PESCADOR DA 

COMUNIDADE

19:00 HORAS - HASTEAMENTO DA BANDEIRA E CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CONVIDADOS:PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES,ÁREA

MISSIONÁRIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

LITURGIA E CÂNTICOS:SÃO PEDRO

domingo, 16 de junho de 2013

Cheios do Espírito Santo

Para o cristão estar cheio do Espírito Santo não é uma opção, e sim uma condição de vida ou morte.


Quando o piedoso Nicodemos procurou Jesus para descobrir o segredo para a vida espiritual vitoriosa, a resposta foi simples e direta: “ …quem não nascer de novo, não poderá ver o reino de Deus.”  Jo 3,3(1386)


E esta experiência acontece a primeira vez na graça do batismo (não importa se você era criança, jovem ou adulto, a obra é de Deus): “ Em verdade, em verdade te digo, quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no reino de Deus.” Jo 3,5(1386)


O perigo esta em transformar o batismo em uma mera cerimônia religiosa sem uma entrega da vida a Deus, ou ser uma pessoa religiosa sem entusiasmo e dedicação.


Nos dois casos o Espírito Santo esta sendo entristecido, pois Ele é o hóspede de nosso coração.

Milhares protestam contra China comunista e seu cerceamento das liberdades de expressão e religiosa.

Vigília pode ser a maior da história de Hong Kong por Tiananmen
Vigília pode ser a maior da história de Hong Kong por Tiananmen
Um número impressionante de público compareceu ao Victoria Park de Hong Kong, para participar da vigília anual a luz de velas que indicia o regime comunista da China pelo desrespeito aos direitos humanos.

Também e em ponto maior, a vigília marcou o 24º aniversário do massacre da Praça da Paz Celestial, ou Tiananmen, em Pequim.


O número dos presentes pode ter superado o do ano passado (mais de 180.000 pessoas) malgrado a persistente chuva.

As autoridades se recusaram a fornecer estimativas, porque a primeira vista as restrições impostas desde Pequim não surtiram todo o efeito desejado.

Movimento Gay age na surdina e aprova ” PL 122″ nos estados de SP, MG


PARECER JURÍDICO DA ANAJURE REVELA QUE MOVIMENTO LGBT TENTA APROVAR PL 122 EM TODO O PAÍS.
Documento descreve como grupos e minorias estão impondo questão nas legislações estaduais de forma silenciosa.
Mesmo com toda oposição que o PL 122 vem sofrendo, ao longo dos anos, no Congresso Nacional, tendo em vista seu termos polêmicos e, para muitos, inconstitucionais, diversos estados brasileiros, nos últimos tempos, têm aprovado leis que sancionam a “homofobia”. Essas leis determinam penalidades administrativas a servidores públicos, entidades e até cidadãos, exatamente nos mesmos termos do PL 122 federal.
Apelidadas de “PL 122 estaduais”, tais normas, que podem ser vistas nas legislações estaduais de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia, Sergipe, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, foram aprovadas, tendo em vista a pressão política do movimento LGBT em todo país, que conta com o apoio da grande mídia e dos setores ligados à esquerda.
O objetivo principal dos ativistas, tal como no projeto federal do PL 122 – barrado até o momento no Senado Federal –, é “estabelecer uma agenda de desconstrução da chamada heteronormatividade”. A opinião é do Dr. Zenóbio Fonseca, diretor de assuntos estratégicos da ANAJURE e relator do Parecer aprovado pelo Conselho Diretivo Nacional da ANAJURE em resposta ao pedido da União de Ministros Evangélicos do Estado de Sergipe (UMESE).
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by