VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sexta-feira, 29 de março de 2013

A Sexta-feira Santa



A tarde de Sexta-feira Santa apresenta o drama imenso da morte de Cristo no Calvário. A cruz erguida sobre o mundo segue de pé como sinal de salvação e de esperança. Com a Paixão de Jesus segundo o Evangelho de João comtemplamos o mistério do Crucificado, com o coração do discípulo Amado, da Mãe, do soldado que lhe traspassou o lado.
São João, teólogo e cronista da paixão nos leva a comtemplar o mistério da cruz de Cristo como uma solene liturgia. Tudo é digno, solene, simbólico em sua narração: cada palavra, cada gesto. A densidade de seu Evangelho agora se faz mais eloqüente. E os títulos de Jesus compõem uma formosa Cristologia. Jesus é Rei. O diz o título da cruz, e o patíbulo é o trono onde ele reina. É a uma só vez, sacerdote e templo, com a túnica sem costura com que os soldados tiram a sorte. É novo Adão junto à Mãe, nova Eva, Filho de Maria e Esposo da Igreja. É o sedento de Deus, o executor do testamento da Escritura. O Doador do Espírito. É o Cordeiro imaculado e imolado, o que não lhe romperam os ossos. É o Exaltado na cruz que tudo o atrai a si, quando os homens voltam a ele o olhar.

A Mãe estava ali, junto à Cruz. Não chegou de repente no Gólgota, desde que o discípulo amado a recordou em Caná, sem ter seguido passo a passo, com seu coração de Mãe no caminho de Jesus. E agora está ali como mãe e discípula que seguiu em tudo a sorte de seu Filho, sinal de contradição como Ele, totalmente ao seu lado. Mas solene e majestosa como uma Mãe, a mãe de todos, a nova Eva, a mãe dos filhos dispersos que ela reúne junto à cruz de seu Filho.
Maternidade do coração, que infla com a espada de dor que a fecunda.

A palavra de seu Filho que prolonga sua maternidade até os confins infinitos de todos os homens. Mãe dos discípulos, dos irmãos de seu Filho. A maternidade de Maria tem o mesmo alcance da redenção de Jesus. Maria comtempla e vive o mistério com a majestade de uma Esposa, ainda que com a imensa dor de uma Mãe. São João a glorifica com a lembrança dessa maternidade. Último testamento de Jesus. Última dádiva. Segurança de uma presença materna em nossa vida, na de todos. Porque Maria é fiel à palavra: Eis aí o teu filho.

O soldado que traspassou o lado de Cristo no lado do coração, não se deu conta que cumpria uma profecia realizava um últmo, estupendo gesto litúrgico. Do coração de Cristo brota sangue e água. O sangue da redenção, a água da salvação. O sangue é sinal daquele maior amor, a vida entregue por nós, a água é sinal do Espírito, a própria vida de Jesus que agora, como em uma nova criação derrama sobre nós.

A Celebração
Hoje não se celebra a missa em todo o mundo. O altar é iluminado sem mantel, sem cruz, sem velas nem adornos. Recordamos a morte de Jesus. Os ministros se prostram no chão frente ao altar no começo da cerimônia. São a imagem da humanidade rebaixada e oprimida, e ao mesmo tempo penitente que implora perdão por seus pecados.
Vão vestidos de vermelho, a cor dos mártires: de Jesus, o primeiro testeunho do amor do Pai e de todos aqueles que, como ele, deram e continuam dando sua vida para proclamar a libertação que Deus nos oferece.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por
aci digital

COMEÇE HOJE A NOVENA À DIVINA MISERICÓRDIA 2013

 Reza a Novena Clicando AQUI !!!!

A grande Festa da Divina Misericórdia vai acontecer no primeiro Domingo depois da Páscoa. Sabemos que o Diário de Santa Faustina tem quatorze passagens nas quais Nosso Senhor insiste que a “Festa da Divina Misericórdia” seja estabelecida pela Igreja. Este dia é o dia da graça para todas as pessoas, especialmente para os grandes pecadores.

“Essa Festa saiu do mais íntimo da Minha misericórdia e está aprovada nas profundezas da Minha compaixão” (Diário, 420).

Trazendo grande alegria para todas as pessoas, o Papa João Paulo II atendeu à ordem de Jesus. No dia 30 de Abril de 2000, ele declarou que o Domingo depois da Páscoa deve ser celebrado através do mundo como “Domingo da Divina Misericórdia”.
Uma das preparações para a Festa da Divina Misericórdia consiste em rezar a Novena da Divina Misericórdia em cada um dos nove dias, começando na Sexta-Feira Santa até o sábado seguinte, na véspera da Festa da Divina Misericórdia. Esta novena que o próprio Jesus Cristo pediu à Santa Faustina, dizendo:

“Desejo que, durante estes nove dias, conduzas as almas à fonte da Minha misericórdia, a fim de que recebam força, alívio e todas as graças de que necessitam nas dificuldades da vida e, especialmente na hora da morte. Cada dia conduzirás ao Meu Coração um grupo diferente de almas e as mergulharás nesse oceano da Minha misericórdia. Eu conduzirei todas essas almas à Casa de Meu Pai. Procederás assim nesta vida e na futura. Por Minha parte, nada negarei àquelas almas que tu conduzirás à fonte da Minha misericórdia. Cada dia pedirás a Meu Pai, pela Minha amarga Paixão, graças para essas almas.”

Parecer médico sobre a morte de Jesus




                Inimaginável
                " Sou um cirurgião, e dou aulas há algum tempo. Por treze anos vivi em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei anatomia a fundo. Posso portanto escrever sem presunção a respeito de morte como aquela. Jesus entrou em agonia no Getsemani e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra.
                O único evangelista que relata o fato é um médico, Lucas. E o faz com a decisão de um clínico. O suar sangue, ou "hematidrose", é um fenômeno raríssimo. É produzido em condições excepcionais. Para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo. O terror, o susto, a angústia terrível de sentir-se carregando todos os pecados dos homens devem ter esmagado Jesus. Tal tensão extrema produz o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas, o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então escorre por todo o corpo até a terra.
                Conhecemos a farsa do processo preparado pelo Sinédrio hebraico, o envio de Jesus a Pilatos e o desempate entre o procurador romano e Herodes.

PAPA FALA AOS SACERDOTES


SANTA MISSA CRISMAL
HOMILIA DO SANTO PADRE FRANCISCO

Basílica Vaticana
Quinta-feira Santa, 28 de março de 2013

          

                Amados irmãos e irmãs,
                Com alegria, celebro pela primeira vez a Missa Crismal como Bispo de Roma. Saúdo com afeto a todos vós, especialmente aos amados sacerdotes que hoje recordam, como eu, o dia da Ordenação.
                As Leituras e o Salmo falam-nos dos «Ungidos»: o Servo de Javé referido por Isaías, o rei David e Jesus nosso Senhor. Nos três, aparece um dado comum: a unção recebida destina-se ao povo fiel de Deus, de quem são servidores; a sua unção «é para» os pobres, os presos, os oprimidos. Encontramos uma imagem muito bela de que o santo crisma «é para» no Salmo 133: «É como óleo perfumado derramado sobre a cabeça, a escorrer pela barba, a barba de Aarão, a escorrer até à orla das suas vestes» (v. 2). Este óleo derramado, que escorre pela barba de Aarão até à orla das suas vestes, é imagem da unção sacerdotal, que, por intermédio do Ungido, chega até aos confins do universo representado nas vestes.
                As vestes sagradas do Sumo Sacerdote são ricas de simbolismos; um deles é o dos nomes dos filhos de Israel gravados nas pedras de ónix que adornavam as ombreiras do efod, do qual provém a nossa casula atual: seis sobre a pedra do ombro direito e seis na do ombro esquerdo (cf. Ex 28, 6-14). Também no peitoral estavam gravados os nomes das doze tribos de Israel (cf. Ex 28, 21). Isto significa que o sacerdote celebra levando sobre os ombros o povo que lhe está confiado e tendo os seus nomes gravados no coração. Quando envergamos a nossa casula humilde pode fazer-nos bem sentir sobre os ombros e no coração o peso e o rosto do nosso povo fiel, dos nossos santos e dos nossos mártires, que são tantos neste tempo.

Nunca falar mal dos outros


Falar mal de alguém equivale a vendê-lo. Como fez Judas, que vendeu Jesus por trinta denários. E precisamente partindo do trecho evangélico de Mateus que prenunciava a traição de Judas Iscariotes, na breve homilia da missa celebrada na manhã de quarta-feira 27 de Março na capela da Domus Sanctae Marthae, o Papa Francisco admoestou contra as intrigas. Com um convite explícito: «Nunca falar mal de outras pessoas».
Na celebração estavam presentes, como já se tornou costume, alguns empregados do Vaticano, entre os quais um grupo da Esmolaria Apostólica e outro do Serviço dos Telefones Vaticanos, acompanhados respectivamente pelo esmoler de Sua Santidade, arcebispo Guido Pozzo, e pelo director das Telecomunicações, pe. Fernando Vérgez Alzaga, que concelebraram.
A eles o Papa quis deixar uma reflexão sobre o gesto feito por Judas, um dos amigos de Jesus, que não hesita vendê-lo aos chefes dos sacerdotes. «Jesus é como uma mercadoria: é vendido. É vendido naquele momento - ressaltou - e também muitas vezes no mercado da história, no mercado da vida, no mercado da nossa vida. Quando fazemos uma escolha pelos trinta denários, pomos Jesus de lado».

quinta-feira, 28 de março de 2013

A Quinta-feira Santa




                A liturgia da Quinta-feira Santa é um convite a aprofundar concretamente no misterio da Paixão de Cristo, já que quem deseja seguí-lo deve sentar-se à sua mesa e, com o máximo recolhimento, ser espectador de tudo o que aconteceu na noite em que iam entregá-lo.
                E por outro lado, o mesmo Senhor Jesus nos da um testemunho idôneo da vocação ao serviço do mundo e da Igrea que temos todos os fiéis quando decide lavar os pés dos seus discípulos.
                Neste sentido, o Evangelho de São João apresenta a Jesus 'sabendo que o Pai pôs tudo em suas mãos, que vinha de Deus e a Deus retornava', mas que, ante cada homem, sente tal amor que, igual como fez com os discípulos, se ajoelha e lava os seus pés, como gesto inquietante de uma acolhida inalcanzável.
                São Paulo completa a representação recordando a todas as comunidades cristãs o que ele mesmo recebeu: que aquela memorável noite a entrega de Cristo chegou a fazer-se sacramento permanente em um pão e em um vinho que convertem em alimento seu Corpo e seu Sangue para todos os que queiram recordá-lo e esperar sua vinda no final dos tempos, ficando assim instituída a Eucaristía.
                A Santa Missa é então a celebração da Ceia do Senhor na qual Jesus, um dia como hoje, na véspera da su paixão, "enquanto ceiava com seus discípulos tomou pão..." (Mt 26, 26).

quarta-feira, 27 de março de 2013

Todo o Brasil premiado com a Ação entre Amigos da RCC

Presentear carismáticos de todos os estados do Brasil e ainda alavancar a construção da Sede Nacional. Esse é o objetivo da nova edição da Ação entre Amigos lançada pela RCCBRASIL que, desta vez, sorteará um total de 32 prêmios entre carros 0KM e valores em dinheiro. Outro grande diferencial é que toda essa premiação será distribuida através de sorteios regionalizados, que garantirão que todos os estados participantes da promoção sejam contemplados pelo menos uma vez.
Os cupons da Ação entre Amigos já foram distribuidos pelas dioceses e Grupos de Oração do país e podem ser adquiridos pelo valor de R$ 10,00 cada um.

Igreja em Washington ensina seus membros a utilizarem armas de fogo

Igreja em Washington ensina seus membros a utilizarem armas de fogoA igreja Open Bible Christian Center, em Washington (EUA) vem chamando a atenção por oferecer a seus membros um treinamento inusitado. Com a justificativa de tornar a igreja um local mais seguros, os membros da congregação estão sendo ensinados a manusear e disparar armas de fogo.
De acordo com o pastor Mike Lyon, o esforço da Open Bible Christian Center é parte de uma grande missão para fazer da igreja um lugar mais seguro. Além das aulas de tiro, um professor está ministrando também aulas de defesa pessoal e até treinamentos para evitar o rapto de crianças. A maioria dos alunos das aulas organizadas pela igreja são mulheres, que afirmam querer aprender a manusear as armas que seus maridos têm em casa. A classe composta por mulheres tem 40 alunos, conta apenas 12 na classe masculina.

Um milhão de bilhetes do metrô e ônibus de Roma com saudações ao Papa Francisco.


Serão impressos um milhão de bilhetes para o metrô e ônibus de Roma com saudações ao Papa Francisco.
A empresa de transporte público de Roma, ATAC, informou que os bilhetes serão editados para comemorar a chegada do novo Pontífice.
Cada um dos bilhetes trará a foto do Papa no balcão central da Basílica de São Pedro, no dia de sua eleição e trará ainda a inscrição ‘Roma saluta Papa Francesco 13.03.2013′.
Será uma edição limitada posta a venda nas bilheterias da empresa de transporte. Segunda informa a ATAC, os bilhetes poderão ser encontrados nas estações Anagnina, Battistini, Cornelia, Lepanto, Ottaviano/San Pietro, Spagna, Laurentina, Eur Fermi, Ponte Mammolo, Termini e Conca d’Oro, do metrô, além de estar a venda também em outros 200 locais do centro de Roma.
Roberto Diacetti, diretor geral da ATAC, afirmou estar contente com iniciativa que também foi tomada quando da beatificação de João Paulo II: “Estamos muito agradecidos ao Vicariato de Roma que aceitou nossa proposta e esperamos que no futuro encontremos outras formas de colaboração tão satisfatórias como esta”, disse o diretor. (JS)
Fonte: Gaudium Press

NOTA DE REPÚDIO. ” Se o aborto é o problema, o aborto não pode ser a solução”

março 27th, 2013
O Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto vem a público repudiar a Circular 46/2013 do Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgada no dia 12 de março e mais amplamente difundida no último dia 20, na qual se propõe a descriminalização do aborto em diversas situações, inclusive, pela simples vontade da gestante, até a 12ª semana de gestação.
Na tentativa de justificar a iniciativa, o presidente do CFM afirma em sua página que a restrição à 12ª semana motiva-se em que “a partir de então o sistema nervoso central já estará formado”. Surpreende que um médico possa dizer isso. Deixando de parte o fato de que a dignidade humana independe da formação de sistema nervoso, qualquer estudante do segundo ano de Medicina já aprende, em suas aulas de embriologia, que os doze pares de nervos cranianos se formam durante a quinta e a sexta semanas do desenvolvimento. Que na nona semana ocorre a inervação dos músculos, e a criança em formação salta dentro do útero, exercitando perninhas e bracinhos, organizando as conexões nervosas. Que na décima semana de gestação o embrião está praticamente todo formado e, a partir daí, haverá basicamente a maturação e crescimento dos órgãos e sistemas do bebê.

Cresce indignação dos médicos brasileiros sobre o posicionamento do Conselho Federal de Medicina a favor do Aborto.


Zenit
A cada dia cresce a indignação dos médicos brasileiros sobre o posicionamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) do Brasil, do dia 21 de março, a favor da “autonomia da mulher” em caso de “interrupção da gestação”, ou seja, do aborto.
A médica Maria Emília de Oliveira Schpallir Silva, graduada pela PUC de Campinas, Coloproctologista com título de especialista pela sociedade brasileira de coloproctologia e membro da comissão de bioética da CNBB, concedeu uma entrevista a ZENIT expressando a sua indignação desse posicionamento que tem a clara intenção de “fortalecer os que são favoráveis à reforma do código penal no que diz respeito ao aborto”.
Leia a entrevista completa:
***
O Conselho Federal de Medicina (CFM) se posicionou a favor do aborto na quinta-feira da semana passada? A intenção é enviar para o Senado esse parecer e dar assim um maior peso para a reforma do código penal que pretende descriminalizar o aborto?
Maria Emília: Não obstante o texto frise “que não se decidiu serem os Conselhos de Medicina favoráveis ao aborto, mas, sim, à autonomia da mulher e do médico” essa afirmação é apenas um jogo de palavras e esconde a verdadeira intenção. São favoráveis à autonomia da mulher e do médico a praticar o aborto, portanto estão, sim, sendo favoráveis ao aborto.

CNBB emite “considerações” sobre vergonhoso apoio do Conselho Federal de Medicina ao aborto.



Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB, dom João Carlos Petrini, divulgou nesta sexta-feira, 22 de março, algumas considerações a respeito de uma nota publicada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que apoia o direito de aborto até a 12ª semana de gestação. A seguir, a íntegra da mensagem.
Brasília, 22 de março de 2013

CEPVF Nº 0164/13

CONSIDERAÇÕES SOBRE A NOTA DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA A RESPEITO DO ABORTO
Causou surpresa à sociedade brasileira a decisão tomada pelo Conselho Federal de Medicina, durante o I Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina, favorável à interrupção da gravidez até a 12ª semana, como prevê a proposta do novo Código Penal, em discussão no Senado Federal. As imediatas reações contrárias a esse posicionamento demonstram a preocupação dos que defendem a vida humana desde sua concepção até a morte natural. Merece, por isso, algumas considerações.

O drama vivido pela mulher por causa de uma gravidez indesejada ou por circunstâncias que lhe dificultam sustentar a gravidez pode levá-la ao desespero e à dolorosa decisão de abortar. No entanto, é um equívoco pensar que o aborto seja a solução.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Escola Profissional de Camocim encenará Paixão de Cristo

Cenas da encenação no ano de 2012 em Camocim-CE
 
Desde o seu primeiro ano de fundação, a Escola Profissional Monsenhor Expedito da Silveira de Sousa, em Camocim, realiza a tradicional encenação da Paixão de Cristo. A peça tem os alunos da instituição como protagonistas, sob a direção do Professor Max Eugênio. O roteiro inclui a  história de ensinamentos, milagres, traição, julgamento, humilhações, sofrimento na cruz do calvário, morte e ressurreição do Filho de Deus.
Nesta quarta-feira (27) quem quiser poderá acompanhar esse grandioso espetáculo realizado ao céu aberto, na Praça da Igreja Matriz, a partir das 19:00h.
Cenas da encenação no ano de 2012 em Camocim-CE
O evento é uma atividade fixa do calendário da escola e a cada ano vem sendo aperfeiçoado,  para que seja um marco na história da instituição e possa tornar-se parte da tradição camocinense. O espetáculo conta com o apoio da gestão escolar  e colaboração de parcerias externas.

veja as fotos da encenação do ano passado clicando AQUI !!!!

Professor manda alunos pisarem sobre o nome de Jesus; Jovem se recusa e é suspenso

Professor manda alunos pisarem sobre o nome de Jesus; Jovem se recusa e é suspenso
Um professor universitário sugeriu a seus alunos que escrevessem o nome “Jesus” num pedaço de papel e pisassem sobre ele, como parte de um exercício sobre debates durante uma aula de Comunicação Intercultural.
Entretanto, um dos alunos se recusou a fazer o que havia sido pedido pelo professor e foi suspenso pela direção da Florida Atlantic University.
O estudante que se recusou a pisar no nome de Jesus é um mórmon, e disse que se sentiu desrespeitado: “Eu não vou ficar sentado em uma classe para ter meus direitos religiosos profanados, e como eu estou sendo punido, vejo realmente dessa forma”, disse Ryan Rotela.
Já o professor Deandre Poole alegou que estava tentando ensinar aos alunos uma “lição de debate”, e que isso seria uma forma de forçar os alunos a enxergarem outras perspectivas.
A diretora da universidade afirmou à Fox News que “como em qualquer lição acadêmica, o exercício foi feito para incentivar os alunos a ver as questões a partir de muitas perspectivas, em relação direta com os objetivos do curso”, e que “apesar de, por vezes, os temas discutidos podem ser sensíveis, um ambiente universitário é um espaço para diálogo e debate”, afirmou Noemi Marin.

Papa exorta fiéis a permanecerem na alegria e marca encontro com os jovens no RJ -



Uma multidão de fiéis e peregrinos participou esta manhã, na Praça São Pedro, no Vaticano, da celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor – que dá início à Semana Santa. A missa, presidida pelo Santo Padre, foi precedida pelo rito da Procissão de Ramos, que recorda a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém.

Na homilia, o Papa Francisco recordou que "Jesus entra em Jerusalém", e logo em seguida explicou que "entra como rei, mas segundo a ótica de Deus e não dos homens: "o seu trono real é o madeiro da Cruz", frisou o Santo Padre, acrescentando: "este é Jesus".

"A multidão aclama-O como Rei. E Ele não se opõe, não a manda calar. Mas, que tipo de Rei seria Jesus? Vejamo-Lo…

"Monta um jumentinho, não tem uma corte como séquito, nem está rodeado de um exército como símbolo de força. Quem O acolhe são pessoas humildes, simples. Jesus não entra na Cidade Santa, para receber as honras reservadas aos reis terrenos, a quem tem poder, a quem domina; entra para ser flagelado, insultado e ultrajado, como preanuncia Isaías na Primeira Leitura (cf. Is 50, 6); entra para receber uma coroa de espinhos, uma cana, um manto de púrpura (a sua realeza será objeto de ludíbrio); entra para subir ao Calvário carregado com um madeiro. E aqui temos a segunda palavra: Cruz. Jesus entra em Jerusalém para morrer na Cruz. E é precisamente aqui que refulge o seu ser Rei segundo Deus: o seu trono real é o madeiro da Cruz!"

Centenas de milhares protestam em Paris CONTRA “casamento” gay, de novo!

Centenas de milhares de opositores à lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo em França desfilam hoje, domingo, nas ruas de Paris.

A controversa legislação que permitirá o casamento `gay` e a adoção de crianças por casais do mesmo sexo foi aprovada recentemente pelo parlamento francês e será examinada e submetida a aprovação do senado em abril, pelo que os ativistas consideram esta a última possibilidade de se manifestarem contra a referida lei.
Ao contrário das pretensões dos organizadores, as autoridades francesas não autorizaram que o percurso da manifestação passasse pelos Campos Elísios, famosa avenida parisiense, e foi precisamente a tentativa de um grupo de manifestantes de seguirem para essa avenida que levou à intervenção policial.
As autoridades francesas impediram que o protesto chegasse aos Campos Elísios devido à ameaça da ordem pública, tendo usado gás lacrimogéneo para evitar que um grupo de 200 pessoas furasse as ordens policiais, conforme relatou a agência francesa AFP.

O que pensa o Papa Francisco sobre…



O MUNDO E A FÉ SEGUNDO O PAPA FRANCISCO
REVISTA VEJA  - 20 de março de 2013 – edição 2313 – ano 46 – n°12, pgs. 70/71
Como arcebispo de Buenos Aires, o novo pontífice refletiu com clareza sobre questões fundamentais do cotidiano
CRENÇA
A Igreja defende a autonomia das questões humanas. Uma autonomia saudável é uma laicidade saudável, em que se respeitam as diferentes competências. A Igreja não vai diz, aos médicos como devem realizar uma operação. O que não é bom é o laicismo militante, aquele que toma uma posição antitranscendental ou que o religioso não saia da sacristia. A Igreja dá os valores, e os outros que façam o resto.
DEUS
“Ao homem de hoje lhe diria que faça a experiência de entrar na intimidade para conhecer a experiência, o rosto de Deus. Por isso me agrada tanto o que disse Jó depois de sua dura experiência e de diálogos que não lhe esclareceram nada: ‘Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com meus próprios olhos’. Ao homem, digo que não conheça a Deus de ouvidos. O Deus vivo é aquele que se vê com seus olhos, dentro de seu coração.”

domingo, 24 de março de 2013

A Semana Santa





                A Semana Santa nos faz reviver a paixão e a morte de Jesus. Não somos meros espectadores desse drama, centro de toda a história humana. Preparados pela Quaresma, ano após ano, nos é proposta uma verdade que o mundo procura, em vão, esquecer. Trata-se do sofrimento: sua importância e sua função na vida de cada um e da sociedade. Antes de tudo, devemos ao sacrifício do Justo por excelência todo o bem e cada momento feliz de nosso peregrinar no tempo.
                Certamente muito difícil, contando com as forças naturais, aceitar a visão cristã da realidade. O ambiente que nos envolve está saturado de poderosos fatores que contrariam, formal e fortemente, os valores cristãos que nos vêm do Calvário. Assim, a busca, a qualquer preço, do prazer, da felicidade terrena, fascina o homem e serve de obstáculo à afirmação da identidade com Cristo, divulga-se mesmo uma visão distorcida de cristianismo onde a morte é a cessação de todo sofrimento terreno que nos é apresentada no Tríduo Sagrado da Semana Santa.
                Importa valorizar a ascese, que nos une a Jesus padecente, com o objetivo de reprimir a desvairada aspiração ao gozo dos sentidos e meio de aperfeiçoamento de nossa vida espiritual.
                Uma conseqüência imediata, por paradoxal que seja, é o encontro da alegria. São Paulo corrobora a afirmativa, com suas palavras aos Colossenses: "Alegro-me nos sofrimentos, suportados por vossa causa" (1,24).