VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 13 de outubro de 2012

Há 50 anos, o Concílio




                No ultimo dia 11 de outubro, em Roma, foi comemorado o 50º aniversário da abertura do Concílio Ecumênico Vaticano 2º. Na ocasião, o papa Bento 16 também dará início ao Ano da Fé, que se estenderá até à festa de Cristo Rei, 24 de novembro de 2013. Será um evento memorável, que fará a memória do mais importante momento da vida da Igreja no século 20.
                Embora permanecendo a mesma na sua identidade, natureza e missão, a Igreja mudou muito a partir do Concílio. Mudou para ser mais ela própria. Lembro de uma comparação usada no passado, com certa frequência, para explicar a necessidade das "reformas" conciliares: é como uma bela imagem que as pessoas gostam muito e, por isso mesmo, vão queimando vela em sua homenagem, penduram fitas, colocam coroas e outros enfeites e até vestem a imagem com pano. Tudo, porque gostam e querem expressar o carinho para com aquela imagem querida...
                Chega um momento em que já não se consegue mais ver bem a imagem, de tanto enfeite e fuligem de vela... Aos poucos, só se vê o adorno e quem não conhecia a imagem original, perde o apreço por ela, pois não compreende o sentido de tanto adorno... É preciso, então, fazer um restauro, retirando os "acréscimos" que escondiam a imagem, para restituir-lhe a beleza e o sentido originários... Comparação é comparação.  "Omnis comparatio claudicat" (toda comparação tem defeitos), já diziam os latinos. Fiquemos com o aspecto verdadeiro, para aplicar essa comparação à Igreja.

Rezar reduz risco da doença de Alzheimer, afirmam cientistas.


Um grupo de cientistas dos Estados Unidos e de Israel concluíram que rezar regularmente pode reduzir, no caso das mulheres, até em 50 por cento o risco de sofrer a doença de Alzheimer.
Os resultados, expostos em junho na Universidade de Tel Aviv (Israel), apontaram que a oração influi de forma notavelmente positiva no cérebro.
Segundo o professor Rivka Inzelberg, que encabeçou o estudo, “a oração é um costume no qual se utiliza o pensamento, e a atividade intelectual ocasionada poderia constituir uma medida de prevenção contra a doença”.
“Qualquer trabalho intelectual influi positivamente ao trabalho do cérebro”, assinalou o cientista.
A investigação experimentou dificuldades ao determinar a relação entre a oração e o Alzheimer entre homens, já que 90 por cento dos homens asseguraram rezar diariamente, o que impossibilitou ter uma amostra adequada.
Entretanto, “entre as mulheres, só 60 por cento rezava cinco vezes ao dia, e 40 por cento não rezava regularmente, assim pudemos comparar a informação”, indicou Inzelberg.

Com delegação do sacerdote celebrante, homilia pode ser feita por um leigo?

Responde o padre Edward McNamara, LC, professor de teologia e diretor espiritual

Depois da leitura do Evangelho, em algumas ocasiões, o nosso sacerdote se senta entre as pessoas e um ministro leigo se levanta para fazer uma reflexão. Quando perguntei para o nosso Departamento diocesano, foi-me dito (mas não pelo bispo), que desde que o sacerdote tenha uma homilia, que pode durar um minuto, os ministros leigos podem oferecer a “reflexão”. Isso é verdade? – K.H., Minnesota (EUA).
Padre McNamara respondeu: A instrução Redemptionis sacramentum de 2004 abordou esta questão de modo muito claro e em vários pontos.
O nº 64 diz: “A homilia, que se fez no curso da celebração da santa Missa é parte da mesma Liturgia, «será feita, normalmente, pelo mesmo sacerdote celebrante, ou ele delegará a um outro sacerdote concelebrante, ou às vezes, de acordo com as circunstâncias, também ao diácono, mas nunca a um leigo”.
O nº 65 continua: “Lembre-se que deve se ter revogada, de acordo com o prescrito no cânon 767 § 1, qualquer norma precedente que admita, aos fiéis não ordenados, poder fazer a homilia na celebração eucarística. Reprove-se esta concessão, sem que se possa admitir nenhuma força do costume.”

Internet está ‘descristianizando’ o mundo, afirma arcebispo Hummes

dom Cláudio Hummes
Hummes disse que jovens
estão recusando a religião
As novas tecnologias de comunicação, como a internet, estão levando o mundo à “descristianização”, principalmente em relação aos mais jovens, disse ontem (12) em Aparecida (SP), durante missa pelo dia de Nossa Senhora Aparecida, dom Cláudio Hummes (foto), arcebispo emérito de São Paulo. Para ele, é isso que explica a “recusa à religião”.

Dentro da Igreja, dom Hummes não é uma voz isolada na acusação de que a internet é uma vilã quanto ao processo de secularização que se verifica em todo o mundo. Já em 2009, o papa Bento 16 disse que a internet pode isolar as pessoas, em uma declaração controversa, porque, para muitos, o que ocorre é justamente uma maior aproximação entre elas.

Líderes evangélicos são da mesma opinião de dom Hummes. O pastor americano Josh McDowell, por exemplo, tem alertado os fiéis sobre o “perigo” da internet, porque é por meio dela que “ateus e céticos têm acesso aos nossos filhos”.

No entendimento de McDowell, como no do arcebispo, a internet é a responsável pelo decréscimo do número de cristãos entre os jovens.

Uma pesquisa recente encomendada pela Intel revelou que os brasileiros são os que mais discutem religião em dispositivos de internet móvel.

Com informação da Folha e deste site.

Profeta ia dar aos seguidores sangue de rato com veneno, diz testemunha


profeta  Luís Pereira dos Santos
O ex-vigilante de condomínio
tem mais de cem seguidores

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente do Piauí está investigando o depoimento de uma testemunha segundo o qual o profeta Luís Pereira dos Santos (foto), 43, ia dar aos seus seguidores sangue de rato com veneno no momento em que ele acreditava ser o fim do mundo, 12 de outubro, às 16 horas.

Santos foi preso dez minutos antes desse horário por manter em confinamento mais de cem pessoas em duas casas. A polícia já tinha resgatado 17 menores de idade na quinta-feira (11), ocasião em que foi descoberta uma porção de veneno escondida em um quarto.

Na prisão, sobre a falha de sua profecia, o profeta disse que Deus tinha se equivocado. Depois, falou  que o mundo não se acabara porque Deus resolveu puni-lo (ele, Santos).

A juíza Maria Luíza, que concedeu à PM mandado de busca e apreensão nas casas do profeta, o fez com base em informações de que poderia haver um ritual de suicídio coletivo.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Taxa de natalidade cai e população brasileira deve parar de crescer.



Folha de São Paulo
Diante de uma taxa de natalidade de apenas 1,7% (comparável a países como França e Reino Unido), o Brasil caminha rapidamente para uma estagnação de sua população. O Ipea projeta 200 milhões de pessoas em 2020. Vinte anos mais tarde, em 2040, esse número crescerá em apenas 4 milhões, prevê o instituto ligado à Presidência da República.
Idosos respondem por quase 20% da renda do país, aponta Ipea
Segundo dados da última Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), viviam no país 195,2 milhões de pessoas em 2011. “O germe do declínio populacional já está instalado no país, que são as baixas taxas de fecundidade e o reduzido crescimento da população”, disse Ana Amélia Camarano, demógrafa do Ipea.

Existem testemunhos não cristãos da existência de Jesus?



Dom Estêvão Bettencourt (OSB)

Sim; há nas literaturas judaica e romana certas alusões à vida de Jesus. Não são tão numerosas quanto nós hoje, conhecendo a importância do Cristianismo, poderíamos esperar; os homens não-cristãos das gerações contemporâneas e imediatamente subsequentes a Cristo não percebiam todo o alcance da personalidade e da obra de Jesus, humilde filho de carpinteiro, nascido num recanto de insignificante província romana, pertencente ao. desprezado povo judeu. Contudo os testemunhos não-cristãos, por muito sóbrios que sejam, obrigam a reconhecer a existência histórica de um personagem chamado Jesus ou Cristo, crucificado na Palestina sob o governo de Tibério (14-37). Examinemo-los, pois. sumariamente:
1. Testemunhos judaicos
A literatura religiosa dos judeus posteriores a Cristo é representada principalmente pelo Talmud, que vem a ser uma coleção de leis e comentários histórico-jurídicos devidos aos rabinos e aos fariseus. Transmitidos oralmente desde o início da era cristã, esses ensinamentos foram finalmente codificados nos séc. 5º e 6º d. C. na Palestina e na Babilônia. Apresentam algumas passagens referentes a Jesus. O valor dc tais testemunhos está em que, embora se oponham à tradição cristã, não negam a existência de Cristo, mas procuram interpretá-la de maneira a ridicularizar os fundamentos da fé cristã (quem se daria ao trabalho de desfigurar uma figura lendária?). Eis um ou outro dos espécimes mais significativos dessa tradição:
1.1) O tratado Sanhedrim 43ª do Talmud da Babilônia refere:
“Na véspera de Páscoa, suspenderam a uma haste Jesus de Nazaré. Durante quarenta dias um arauto, à frente dele, clamava: ‘Merece ser lapidado porque exerceu a magia, seduziu Israel e o levou à rebelião. Quem tiver algo a dizer para o justificar, venha proferi-lo!’. Nada, porém, se encontrou que o justificasse; então suspenderam-no à haste na véspera de Páscoa.”

TVs cristãs põem câmeras em monte para transmitir volta de Jesus

Câmara filma 24 horas o Monte das Oliveiras
A Daystar TV colocou as imagens do Monte das Oliveiras na internet
As emissoras cristãs Daystar TV e TBN (Trinity Broadcasting Network), dos Estados Unidos, instalaram câmeras diante do Monte das Oliveiras, em Jerusalém, para transmitir ao vivo o retorno de Jesus. A Bíblia diz em Atos 1:9-12 que Jesus subiu ao céu a partir desse monte, e parte dos cristãos acredita que o seu retorno ocorrerá no mesmo lugar em data incerta ou sobre a qual não há consenso.

A Daystar já está transmitindo pela internet dia e noite as imagens do monte, as quais, além do computador, podem ser acessadas por smartfones e tablets.

A TBN comprou no mês passado um prédio perto do monte, de modo a obter um melhor posicionamento para capturar a volta do filho de Deus. A Daystar já se gaba de ser a primeira emissora do mundo a ter uma câmera voltada para o local da chegada de Jesus. As duas emissoras a cabo mantêm entre si uma disputa acirrada pela audiência.

Vereadora eleita vai propor criação de grupo de oração na Câmara.


vereadora Cida, de Teresina
Cida é da Renovação
Carismática Católica
Uma das propostas da vereadora eleita Cida (foto) para resolver os problemas de Teresina (PI) é a criação de um grupo de oração dentro da Câmara Municipal do qual participariam seus colegas vereadores e funcionários da casa. “Agora vamos tentar fazer jus à confiança que a pessoas depositarem em mim”, disse.

A proposta de Cida é polêmica por pelo menos dois motivos. Primeiro porque talvez os vereadores devessem se dedicar a questões mais objetivas, já que orações não vão resolver, por exemplo, as enchentes, que é um dos graves problemas da cidade. E segundo porque o que a vereadora quer não é condizente com o Estado laico. A rigor, Câmara Municipal não pode ser usada como casa de oração, assim como igrejas não podem legislar.

Teresina tem perto de 900 mil habitantes. Piauí é o Estado mais católico da federação, com 87,95% da população, de acordo com o Novo Mapa das Religiões feito pela Fundação Getúlio Vargas com dados de 2009 da POF (Pesquisa de Orçamento Familiar), do IBGE. É também o Estado onde se registra o menor índice de pessoas sem religião (1,64%).

Cida concorreu pelo PHS e foi eleita com 2.032 votos. Ela faz parte da Renovação Carismática Católica, mas afirma que também obteve votos de eleitores evangélicos.

É formada em teologia e em gestão pública e está concluindo um curso de serviço social. “Agora é dar razão à nossa fé, trabalhar, fazer tudo para exercer nossa cidadania”, afirmou.

Com informação do site Meionorte.

Católicos vão à polícia contra humor no Facebook de jovens de Joaçaba.


FREI BRUNO: ANTES E DEPOIS DA ACADEMIA
Fiéis ficaram ofendidos com brincadeiras como essa
O espírito de algum talibã deve ter se incorporado no pároco da Catedral de Santa Teresinha, de Joaçaba (SC), e em integrantes da Associação dos Amigos de Frei Bruno, porque eles registraram B.O. (Boletim de Ocorrência) em uma delegacia contra a página de humor "Joaçaba Mil Grau", no Facebook, sob a acusação de ofensa religiosa.

O que irritou os católicos foram fotomontagens, como a acima, com a estátua de 37 metros de altura do frei Bruno, que se encontra instalada no ponto mais alto da cidade, em lugar que se tornou destino de romaria. Bruno Linden (1876 – 1960) é venerado na região por ter sido um sacerdote humilde e caridoso.

Joaçaba tem 27 mil habitantes e fica a 370 km de Florianópolis, a capital.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

NUMEROS DO CENSO RELIGIOSO - DIOCESE DE TIANGUÁ

Dados oficiais do IBGE.
Censo religioso 2010 - município de CAMOCIM-CEARÁ.

RELIGIÃO CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA: 50.32 - equivalente a 83% da população.

RELIGIÃO EVANGÉLICAS: 6.477 - equivalente a 11% da população.

SEM RELIGIÃO: 2.717 - equivalente a 5% da população.

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ: 446 - equivalente a 1% da população.
 
fonte: Padre Evaldo - paroco de Camocim

Conheça o tema e a arte da RCC para 2013

A Renovação Carismática Católica do Brasil já tem o tema que norteará suas atividades durante o ano de 2013: “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”. Este versículo está na primeira carta de São João, capítulo 5, versículo 4b. Tal temática foi discernida pelo Conselho Nacional como forma de incentivar o Movimento a vivenciar de forma intensa a proposta do Ano da Fé, que será aberto pelo Papa Bento XVI nesta quinta-feira, dia 11 de outubro, como comemoração ao 50º aniversário do início do Concílio Vaticano II.

O tema também é um convite ao vivo e autêntico testemunho cristão, buscando incentivar cada carismático a exercer a militância apostólica e a combatividade profética em suas realidades. Dessa forma, a arte que ilustra essa temática evidencia a cruz, principal símbolo da nossa fé.
Baixe aqui a arte do tema da RCC para 2013.

Tema de carnaval
A temática para os encontros de carnaval 2013 também já foi escolhida pelo Conselho Nacional e será "Se creres, verás a glória de Deus" (Jo 11,40)

por RCC Brasil

Fique por dentro dos encontros nacionais que acontecerão em novembro


Três encontros nacionais prometem movimentar os carismáticos de diversos pontos do Brasil. Os eventos "Encontro Nacional do Ministério para as Famílias", "Retiro Nacional de Oração por Cura e Libertação" e  "Encontro Nacional Católico para Magistrados, membros do Ministério Público e suas famílias” trabalharão temáticas específicas, mas todas abordadas sob o viés do tema do ano para o Movimento "Apascenta as minhas ovelhas".
Confira abaixo mais informações sobre cada evento e não deixe de participar!
“Família, redil privilegiado para apascentarmos as ovelhas do Senhor”
Entre os dias 16 e 18 de novembro acontece no Santuário Nossa Senhora do Equilíbrio, em Curitiba/PR, o Encontro Nacional do Ministério para as Famílias.
O encontro terá como pregadores o casal coordenador nacional do ministério, Airton e Marli Silva,  o coordenador nacional do Ministério de Oração por Cura e Libertação, Onazir Conceição  e do coordenador nacional do Ministério de Intercessão, Luís César Martins.
Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição que se encontra neste link.
“Confessar, celebrar e testemunhar a fé”
No mesmo fim de semana, entre os dias 16 e 17 de novembro. Acontece também o VIII Encontro Nacional Católico para Magistrados, Membros do Ministério Público e suas famílias. O evento será realizado na Comunidade Obra de Maria em Recife/PE. Serão pregadores do evento, além dos membros do Conselho Nacional,  os padres Pedro Luchi e Pe. Fabio de Mattos, Gisela Salviole, o coordenador da comunidade  Obra de Maria, Gilberto Gomes e o juiz Dr Fernando Formolo.

Série da Globo Suburbia terá participação de pastor que atua no evangelismo de traficantes

Série da Globo Suburbia terá participação de pastor que atua no evangelismo de traficantesA próxima série da Globo irá retratar a vida da periferia do Rio de Janeiro e terá a participação do ex-traficante Dione dos Santos, que atua como pastor diretamente em locais onde há tráfico de drogas.  A série mostrará seu trabalho de reabilitação junto aos traficantes e trará cenas de sua pregação na igreja evangélica, com a participação de fiéis na vida real.
O seriado terá oito episódios com roteiro de Luiz Fernando Carvalho e Paulo Lins. O enredo se passa nos anos 90 e  conta a história de amor entre a personagem Conceição, interpretada por Erika Januza que vai morar com uma família do subúrbio carioca de Madureira. Lá ela se apaixona por Cleiton, vivido por Fabrício Oliveira.
Luiz Fernando, que também dirige a trama, conta que optou por recrutar pessoas que nunca tinham trabalhado com dramaturgia. Ele também convidou atores desconhecidos da grande mídia, que atuam em projetos e companhias teatrais, segundo a Caras.
O diretor buscou unir a história de amor com a temática social usando uma linguagem documental. “Busco um atrito com o real, de tal modo que os telespectadores se sintam como se estivessem diante de histórias reais”, explica Carvalho de acordo com o site O Fuxico.
O seriado Suburbia estreia na Globo no próximo dia 1º de novembro.

Pastor coreano cria “caixa de bebês” e adota crianças abandonadas


Pastor coreano cria “caixa de bebês” e adota crianças abandonadas
O pastor coreano Lee Jong-rak colocou à disposição da população um serviço chamado “caixa de bebês”. O serviço permite que mães que não tenham condições criar os filhos recém-nascidos doem a criança à igreja.
De acordo com a publicação portuguesa Diário Digital, desde que a lei sobre adoções foi alterada por parte do governo coreano, muitos casos de abandono de bebês tem sido registrados. Algumas crianças são deixadas em casas de banho ou locais públicos.
A intenção Jong-rak é justamente evitar essa situação. “No mês passado tivemos dez bebês abandonados na “caixa”. E este mês já recebemos outros cinco”, diz o líder religioso.
Atualmente o pastor cuida de 20 crianças, algumas com deficiências físicas e mentais. Perguntado sobre os motivos do abandono de crianças, ele referiu-se às rígidas leis de adoção da Coréia.
Mas não são poucos os críticos de seu procedimento. Muitos acreditam que ele encoraja mães a abandonarem crianças indesejadas.
O país atualmente tenta livrar-se da imagem de que facilita a adoção de bebês por estrangeiros.

PM cristão com 36 mortes no currículo é eleito vereador em São Paulo entre os cinco mais votados

PM cristão com 36 mortes no currículo é eleito vereador em São Paulo entre os cinco mais votados

O Coronel Telhada (PSDB), ex-policial militar conhecido por seu envolvimento em 36 mortes e pelos mais de 80 elogios em sua ficha na corporação, foi eleito vereador em São Paulo.
Paulo Adriano Lopes Telhada, evangélico, membro da Congregação Cristã no Brasil, foi o quinto mais votado para o cargo legislativo com 89.053 votos, e se disse “comovido” com o resultado, de acordo com informações do G1: “Foi uma resposta do povo. O povo quer gente nova, que entenda o povo”, afirmou Telhada.
Conhecido por suas declarações firmes, o Coronel Telhada não nega as mortes que são imputadas a ele, mas diz ter a consciência tranquila por estar convicto de que nunca matou inocentes. As mortes que são imputadas ao ex-policial Telhada aconteceram, segundo ele, em combate entre polícia e ladrões.
-Não tem um cara que abomine mais a violência do que eu. Só não gosto de bandido [...] Neste país, quando você fala o que pensa é tido como polêmico, violento – desabafa o agora, vereador paulistano.
Em seu novo cargo, Telhada terá a companhia de Conte Lopes, também ex-policial militar e eleito vereador pelo PTB, e diz não ver problemas em elaborar projetos sobre segurança pública em parceria com o ex-colega de corporação: “Se for para unir ideias em prol da população, sou a favor”.

PAP LANÇA CAMPANHA PARA CONQUISTAR NOVOS FIEIS

Papa Bento 16 inaugurou no ultimo  domingo, 7 de outubro, no Vaticano, o sínodo sobre nova evangelização.
Bento 16 abriu neste domingo o sínodo sobre a “nova evangelização” de fiéis de países desenvolvidos que se distanciam da Igreja Católica. O evento foi inaugurado com a celebração de uma missa solene na praça São Pedro, no Vaticano. O sínodo reúne 262 arcebispos e bispos do mundo inteiro e vai durar três semanas. Durante a missa de abertura na Basílica de São Pedro, Bento 16 declarou que a campanha de “nova evangelização” visa principalmente os “fiéis batizados, mas que se distanciaram da Igreja e das referências cristãs”.
O encontro vai marcar o aniversário de 50 anos do Concílio do Vaticano que teve como objetivo aproximar a Igreja Católica e o mundo moderno. O aniversário será celebrado na próxima quinta-feira. No mesmo dia, o papa lança o “Ano da Fé”, que incluirá a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em julho de 2013.
A Igreja Católica vem perdendo fiéis em países tradicionalmente cristãos por causa de uma série de escândalos de abuso sexual, posições sobre o homossexualismo e ordenação de mulheres e a disseminação de igrejas evangélicas. A abertura do sínodo acontece no dia seguinte do fim do julgamento do mordomo do papa por roubo de documentos confidenciais.

Reuters via RFI

Os santos podem interceder?


- Diferença de culto (latria, dulia e hiperdulia)

 Alguns protestantes confundem o culto que os católicos tributam aos santos com o culto que se deve a Deus. Para introduzir o assunto da intercessão dos santos é necessário esclarecer a diferença que existe entre os cultos de "dulia", "hiperdulia" e "latria".
 Em grego, o termo "douleuo" significa "honrar" e não "adorar".
 No sentido verbal, adorar (ad orare) significa simplesmente orar ou reverenciar a alguém.
 A Sagrada Escritura usa o termo "adorar" em várias acepções, tanto no sentido de douleuo como de latreuo, como demonstrarei através da "Vulgata", Bíblia católica original e escrita em latim.

"Tu adorarás o teu Deus" (Mt 4, 10)

 "Abraão, levantando os olhos, viu três varões em pé, junto a ele. Tanto que ele os viu, correu da porta da tenda a recebê-los e prostrando em terra os adorou" (Gn. 18,2).

 Eis os dois sentidos bem indicados pela própria Bíblia: adoração suprema, devida só a Deus; adoração de reverência, devida a outras pessoas.
 A Igreja católica, no seu ensino teológico, determina tudo isso com uma exatidão matemática.

A adoração, do lado de seu objeto, divide-se em três classes de culto:

1. culto de latria (grego: "latreuo") quer dizer adorar - É o culto reservado a Deus

2. culto de dulia (grego: "douleuo") quer dizer honrar.

3. culto de hiperdulia (grego: hyper, acima de; douleuo, honra) ou acima do culto de honra, sem atingir o culto de adoração.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Rede Nacional de Intercessão - Outubro 2012

Intercessoras da RCC Camocim
Visão Espiritual

“Não temas, respondeu Eliseu; os que estão conosco são mais numerosos do que os que estão com eles. Orou Eliseu e disse: Senhor, abri-lhe os olhos, para que veja. O Senhor abriu os olhos do servo, e este viu o monte cheio de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu” (II Reis 6,16-17).

A nossa visão está fisicamente restringida ao limite que os nossos olhos alcançam e para superarmos esse limite necessitamos utilizar a dimensão espiritual para ver com olhos espirituais. Para ver as soluções de Deus é preciso ter uma visão além dos limites físicos. Muitas das dificuldades que passamos são procedentes da falta da visão espiritual, porque desconhecemos esta capacidade de ver. Isso ocorre pelo fato de habitarmos em um mundo material, no entanto, além de sermos naturais somos também espirito. E o espirito, assim como a carne também tem uma visão, só que uma visão espiritual. Então é preciso que aprendamos a diferencia-la e usá-la com mais assiduidade. Quando nos disciplinamos a cuidar do nosso espírito através da oração constante, ele interage continuamente com o Espirito de Deus e assim somos por Ele guiados. “Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e anunciar-vos-á as coisas que virão” (Jo. 16,13).

Visão espiritual é capacidade de perceber a vontade de Deus em uma determinada situação ou até mesmo encontrar uma solução ou uma saída para problemas ou conflitos que não conseguiríamos resolvê-los se fizéssemos uso apenas dos recursos humanos da razão e do bom senso.  A visão espiritual é a nossa capacidade de ver claramente o que Deus quer que vejamos, enxergando o mundo sob o ponto de vista de Deus. Os nossos olhos espirituais só podem ver as coisas espirituais, sob o ponto de vista de Deus, se a conscientemente e com disciplina investirmos em um aperfeiçoamento da nossa vida espiritual.

MISSA – O GRANDE MILAGRE

           Uma das maneiras para gente saborear a missa é entrar com a certeza de que vamos encontrar Jesus, como aconteceu com os Apóstolos na última ceia, naquela Quinta-feira Santa. Jesus não pensou somente naquele momento, em que estava com os Apóstolos, mas também pensou em nós, como lemos em Lucas 22,15: “Tenho desejado ardentemente comer convosco esta Páscoa, antes de sofrer. 16 Pois vos digo: não tornarei a comê-la, até que ela se cumpra no Reino de Deus”.
          A missa começa com o acolhimento de Jesus, feito pelo sacerdote. Ali o sacerdote está agindo em nome e na pessoa do Cristo. Por que sabemos isso? Porque na última ceia Jesus para continuar a Eucaristia instituiu o sacerdócio ao dizer em Lucas 22,19b “Fazei isto em memória de mim”.
          O primeiro sinal que fazemos é o da Cruz, porque toda a missa é um tornar presente as bênçãos do sacrifício da Cruz. Na Cruz fomos perdoados para que o pecado não tenha mais poder sobre nós, por isso, somos chamados no Ato Penitencial a examinar como estamos vivendo a vida nova.
          Durante a missa vamos viver três grandes momentos da obra da Cruz. O primeiro momento é quando você oferece a si mesmo – o Ofertório. No segundo momento é quando se dá a sua morte com Cristo – a Consagração. E no terceiro momento é quando você se abre para uma nova vida – a Santa Comunhão.
          Mas como neste primeiro momento nos oferecemos ao Senhor? Não apenas estando presentes – não só desta forma. Mas usando os símbolos do pão e do vinho. Assim, quando o pão e o vinho são levados ao altar, somos também nós que estamos sendo representados no altar.  Assim, no Ofertório nós estamos presentes na patena e no cálice. A oferta, portanto, simboliza o sacrifício que todos nós fazemos de nós mesmos.

8 perguntas sobre o Ano da Fé



                BRASILIA, segunda-feira, 01 de outubro de 2012 (ZENIT) - No próximo dia 11 de outubro começará o Ano da Fé, convocado por Bento XVI. Mas de que se trata? O que deseja o Santo Padre? O que se pode fazer?

                1. O que é o Ano da Fé?
                O Ano da Fé "é um convite para uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo" (Porta Fidei, 6).

                2. Quando se inicia e quando termina?
                Inicia-se a 11 de outubro de 2012 e terminará a 24 de novembro de 2013.

                3. Por que nessas datas?
                Em 11 de outubro coincidem dois aniversários: o 50º aniversário da abertura do Concílio Vaticano II e o 20º aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. O encerramento, em 24 de novembro, será a solenidade de Cristo Rei.

                4. Por que é que o Papa convocou este ano?
                Enquanto que no passado era possível reconhecer um tecido cultural unitário, amplamente compartilhado no seu apelo aos conteúdos da fé e aos valores por ela inspirados, hoje parece que já não é assim em grandes setores da sociedade, devido a uma profunda crise de fé que atingiu muitas pessoas". Por isso, o Papa convida para uma "autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo". O objetivo principal deste ano é que cada cristão "possa redescobrir o caminho da fé para fazer brilhar, com evidência sempre maior, a alegria e o renovado entusiasmo do encontro com Cristo".

                5. Quais meios assinalou o Santo Padre?
                Como expos no Motu Proprio "Porta Fidei": Intensificar a celebração da fé na liturgia, especialmente na Eucaristia; dar testemunho da própria fé; e redescobrir os conteúdos da própria fé, expostos principalmente no Catecismo.

                6. Onde terá lugar?
                Como disse Bento XVI, o alcance será universal. "Teremos oportunidade de confessar a fé no Senhor Ressuscitado nas nossas catedrais e nas igrejas do mundo inteiro, nas nossas casas e no meio das nossas famílias, para que cada um sinta fortemente a exigência de conhecer melhor e de transmitir às gerações futuras a fé de sempre. Neste Ano, tanto as comunidades religiosas como as comunidades paroquiais e todas as realidades eclesiais, antigas e novas, encontrarão forma de fazer publicamente profissão do Credo".

domingo, 7 de outubro de 2012

Vitória sobre a angústia



                A quem deveremos recorrer se a angustia chegar?
                A palavra angustia é traduzida em miúdos pelo dicionário como aflição demasiada do corpo, da mente, ou do espírito, tristeza, remorso ou desespero excessivo. Quem já não passou por algo assim?
                É certo que todos nós temos momentos difíceis em nossas vidas e não é raro que  fiquemos angustiados por alguma razão específica, ou muitas vezes até sem sabermos o porquê de estarmos assim.
                É uma sensação esquisita, como se o coração fosse explodir. Nos sentimos sozinhos, abandonados, perdidos e nem sabemos direito o que pensar de qualquer situação que está a nossa frente, em alguns casos é difícil de enxergar até mesmo, perspectivas de futuro. Certamente, é uma situação que nos deixa confusos. Não existe solução imediata, é preciso buscar a segurança do único e verdadeiramente capaz de nos ajudar, Deus.
                Precisamos proclamar a vitória de Jesus sobre toda e qualquer situação de angustia, como fez o Salmista Davi, em Salmos 85, 7: "Neste dia de angustia é para vós que eu clamo, porque vós me atendereis."
                Somente Nele temos a vitória. Vejam, até mesmo Jesus passou por isso, principalmente lá no Jardim do Getsêmani, um pouco antes de ser preso, julgado e crucificado. Não só podemos, como devemos buscar ajuda em Jesus, pois Ele sabe o que estamos passando, Ele sabe exatamente o que sentimos e conhece as nossas limitações.
                Além do mais, Ele nos convida a deixar nas mãos Dele tudo aquilo que nos cansa, desgasta e faz sofrer. Ele sempre está disposto a nos libertar de tudo isso, se abrirmos verdadeiramente o nosso coração, Ele fará grandes maravilhas.
                Não é preciso ficar tentando enfrentar as angustias sozinho, clame pela vitória que temos por meio de Jesus Cristo e veja como nosso Deus de infinita bondade age e nos liberta.
                Creia, Ele jamais nos abandona, tenha a firme convicção de que Ele tem um carinho e cuidado muito especial para você.

Você sabe o que é o “Sínodo” e por que foi convocado pelo Papa Bento XVI?



Antonio Gaspari
Na cidade de Loreto, o Papa Bento XVI confiou à intercessão de Maria, o Sínodo dos Bispos sobre a Nova Evangelização (7 a 28 de outubro de 2012) e o Ano Fé (11 de outubro de 2012 – 24 de Novembro de 2013).
Os trabalhos do Sínodo dos Bispos, XIII Assembléia Geral Ordinária sobre o tema da “Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã” começarão segunda-feira, 8 de outubro.
Mas, o que é um Sínodo? Por que foi convocado? Quem participa? O que é discutido? Qual é a importância dos documentos produzidos pelo Sínodo?
Para encontrar respostas a estas e a outras perguntas ZENIT realizou uma breve pesquisa.
Como indicado pelo site oficial da Santa Sé, o Sínodo dos Bispos é uma instituição permanente decidida pelo Papa Paulo VI em 15 de setembro de 1965, em resposta ao desejo dos Padres do Concílio Vaticano II de manter vivo o espírito de colegialidade episcopal formada pela experiência conciliar.
A assembléia dos Bispos se refere à antiga tradição sinodal da Igreja, mas é uma novidade do Concílio Vaticano II.
Sínodo é uma palavra grega “syn-hodos”, que significa “reunião”, “assembléia”. O Sínodo é, de fato, um lugar de encontro para os bispos, ao redor do Papa que o convoca como um instrumento para “consulta e colaboração”.
É, portanto, um lugar para a troca de informações e experiências, para a busca comum de soluções pastorais válidas universalmente.
Para resumir, o Sínodo dos Bispos pode ser definido como uma assembléia do episcopado católico, que tem a tarefa de ajudar seguindo os conselhos do Papa, no governo da Igreja universal.

Quais os argumentos filosóficos clássicos em favor da existência de Deus?



Fonte: Dom Estêvão Bettencourt (OSB)
Os argumentos clássicos em favor da existência de Deus, já parcialmente esboçados pelo filósofo grego Aristóteles (+322 a. C.), podem-se resumir nas três seguintes vias 

1. A contingência do movimento
a) Há no mundo movimento e mudanças contingentes, transitórios.
O que é uma proposição evidente, ditada pela experiência cotidiana.
b) Ora todo ser que se mova contingentemente, é movido por outro.
Com efeito, “entrar em movimento” ou “mudar” significa “receber uma perfeição ou determinação não possuída”. Doutro lado, “mover” implica “dar tal perfeição”. É, porém, impossível que o mesmo ser receba e dê ao mesmo tempo a mesma perfeição, pois, para receber, é preciso não ter; para dar, requer-se que tenha. Dada a impossibilidade de ter e não ter ao mesmo tempo o mesmo objeto, conclui-se que todo ser que entra em movimento ou se move contingentemente (após um estado de inércia), recebe de outro (causa eficiente ou motriz) o princípio de seu movimento. Se ele fosse o próprio princípio adequado de seu movimento, estaria sempre em movimento e mover-se-ia  necessariamente, não contingentemente, deveria estar agindo antes de começar a agir — o que é absurdo.