quinta-feira, 19 de julho de 2012

O Senhor o convida a olhar para o lado

Imagem de DestaqueEssa interrogação é central na importante narrativa do Livro do Gênesis, capítulo cinco. Deus perguntava a Caim sobre seu irmão Abel. Caim tinha matado Abel e, ao ser interrogado, cinicamente, respondeu não saber. Essa página remete o povo de Israel a um capítulo fundamental de qualquer antropologia consistente. A narrativa tem escopo educativo que alimenta o sentido da transcendência de toda pessoa humana.

Nos tempos de hoje, essa interrogação de Deus precisa ecoar nas consciências para que sejam banidas a arbitrariedade e a violência, refletidas nas discriminações e no massacre de inocentes. Entre esses absurdos, representa um grave perigo a onda abortista, que não pode ganhar espaço e consideração lícita para que a sociedade contemporânea, por egoísmo e falta de moralidade, trate a vida como produto descartável. Com o objetivo de evitar esse caminho, é preciso redobrada atenção no acompanhamento da movimentação governamental e político-partidária para fazer contraponto às propostas de legalização do aborto, com a determinação de derrubá-las.

Outra situação preocupante, na qual cabe a pergunta central para recuperação e configuração de uma antropologia sem selvagerias - “Onde está teu irmão?”, refere-se à população de rua. É preciso sensibilidade cidadã para abominar e impedir as barbáries contra homens e mulheres que vivem nas ruas das cidades, especialmente nas regiões metropolitanas. Nesse sentido, é importante conhecer a realidade desses irmãos e irmãs mais pobres, apoiar projetos sociais sérios de investimento na integridade dessas pessoas e na constituição dos quadros próprios para a vivência de sua cidadania. Trata-se do desenvolvimento de processos que têm lógicas e dinâmicas próprias, em contraposição a qualquer tipo de entendimento que se enquadre na lógica da “limpeza urbana”, do simples esconder para não comprometer a aparência de cidades e bairros.

Paquistão: mais um caso de violência contra jovem cristã


A irmã de um Pastor cristão protestante foi sequestrada, repetidamente violentada e obrigada a se converter ao islamismo. Foi o que ocorreu na cidade de Chunian, ao sul de Lahore, na Província paquistanesa de Punjab. Segundo fontes locais da agência Fides, a jovem Muzamal Arif, irmã do Pastor Aurangzeb, foi sequestrada um mês atrás por alguns homens muçulmanos quando retornava para a casa da escola. Foi mantida como refém durante três dias, sofrendo abusos sexuais, ameaças e violências. Num estado de terror e abandono, primeiramente foi obrigada a assinar uma declaração de conversão ao islã, e depois o matrimônio. A jovem resulta agora muçulmana e casada com Muhammad Nadeem.

A sua família denunciou o ocorrido à polícia de Chunian, mas as autoridades não realizaram nenhuma investigação, apresentando ao invés um relatório do tribunal que confirma que a jovem é muçulmana e regularmente casada. Entre outras coisas a jovem é de menor e, segundo a lei, não é permitido o matrimônio a menores de idade. "Mas a família dos sequestradores é rica e poderosa e consegue passar por cima das disposições legais", destacam os cristãos locais.

‘Livro abominável’, diz israelense. E rasga o Novo Testamento



O deputado Ari disse que o livro fez a
Inquisição matar milhões de judeus
Ao receber pelo correio o “Livro dos Testamentos”, que incluiu o “Novo Testamento”, o deputado israelense de extrema direita Michael Ben Ari (foto) não se conteve: “Que abominável!”. E o rasgou.

O ato não deve ter sido tão impulsivo como pode parecer porque ele se deixou fotografar rasgando o livro,  distribuiu as imagens e causou consternação na comunidade cristã mundial, fazendo lembrar os muçulmanos quando o Corão é vilipendiado.

O exemplar do Novo Testamento tinha sido mandado pela Sociedade Bíblia Israelense, que fizera o mesmo com todos os deputados, 120, no total.

Para Ben Ari, foi uma provocação da Igreja Católica. Ele argumentou que o Novo Testamento foi responsável pela morte de milhões de judeus pela Inquisição. “Esse livro deveria ser jogado no lixo da história”, disse.

O deputado da União Nacional, partido de oposição ao governo, acusou a Sociedade Bíblia de fazer proselitismo e de não respeitar a crença alheia.

Victor Kalisher, diretor da sociedade, negou que a intenção tivesse sido essa. O objetivo, disse ele, foi fornecer subsídios para a compreensão da “estreita relação entre a Bíblia e o Novo Testamento”.

Mark Regev, porta-voz do primeiro ministro Benjamin Netanyahu, criticou a atitude de Ben Ari e pediu desculpas aos cristãos. "Israel é uma sociedade tolerante, mas não admitimos ato vergonhoso e odioso como esse."

Apesar da declaração de Regev, nenhuma sanção será imposta a Ben Ari. E, a partir de agora, a Sociedade Bíblica certamente terá cautela na escolha dos destinatários do envio gratuito de suas publicações.

Com informação das agências. 

A Igreja e a cremação dos corpos.



No seu mais recente artigo, intitulado “A Igreja e a cremação de corpos”, dom Anuar Battisti, arcebispo metropolitano da arquidiocese de Maringá, no Estado do Paraná, fala que o nosso corpo mortal chega ao fim com a morte e que desde as origens a tradição cristã manteve certa prudência em relação à antiga prática da cremação ou incineração dos corpos, hoje em dia tão utilizada.
O prelado explica que na sua etimologia cremar ou incinerar se traduz por reduzir às cinzas, e ressalta que anualmente com o início da Quaresma lembramos que viemos do pó e ao pó voltaremos. Segundo ele, as cinzas, que são o sinal visível do que no mundo passa, contribuem com a reflexão sobre a transitoriedade e caducidade do ser humano. Hoje em dia, muitos fiéis católicos perguntam se depois da morte podem ter seus corpos cremados.
De acordo com dom Anuar, algumas argumentações atuais são simplesmente banais e não correspondem ao valor que a Igreja oferece à prática da obra de misericórdia de sepultar os corpos dos que nos precederam na fé. “Muitos pensam na cremação somente como algo ligado ao sistema ambiental, ao problema higiênico das grandes cidades ou ao custo econômico de um funeral. Outros simplesmente deixam na sua decisão final expressões como esta: não quero que ninguém venha no cemitério me visitar”, afirma.
O que ocorre de fato, enfatiza o arcebispo, é que a prudência que a Igreja manteve sobre o fato dos corpos serem cremados, somente foi esclarecida no Código de Direito Canônico de 1983, quando foi retirada a proibição que se mantinha a respeito da cremação. Dom Anuar esclarece que a ressalva que foi estipulada no código é de que a cremação seria permitida sempre e quando seus fins não fossem nem materialistas, nem utilitaristas e que por nenhum motivo fosse omitida a celebração ritual do que comumente conhecemos como a encomendação do corpo ou liturgia das exéquias.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Métodos da Meditação Cristã

Revista: "PERGUNTE E RESPONDEREMOS"
D. Estevão Bettencourt, Osb
Nº 219, Ano 1978, p. 138


Apêndice

Métodos da Meditação Cristã

À guisa de ilustração, publicamos a seguir alguns roteiros ou métodos de meditação cristã. Oriundos em épocas passadas, hoje conservam seu valor para muitas pessoas; a outras talvez pareçam complexos demais. Na realidade, a oração é algo de simples; é mais fácil vivê-la concretamente do que explicá-la ou analisá-la teoricamente. É preciso que o orante conserve a sua espontaneidade. Sirva-se dos métodos na medida em que estes o ajudem a evitar as distrações e concentrar-se; jamais, porém, se deixe sufocar pelos roteiros propostos.

1. Método Carmelita

A. Introdução

a) Preparação: pensar em Deus, amando-O com humildade e confiança.
b) Recordar-se da finalidade da oração: tornar-se um pouco mais amigo íntimo do Senhor, que se serve dessa amizade para derramar suas graças sobre o mundo.
c) Se necessário, fazer breve leitura, por exemplo, da Escritura Sagrada ou de máximas dos Santos.

Bento XVI: Ao ler documentos do Concílio Vaticano II se redescobre a beleza de ser Igreja



O Papa Bento XVI recomendou aos fiéis a leitura, aprofundamento e a prática dos documentos do Concílio Vaticano II, com a ajuda de sacerdotes e catequistas, para redescobrir "a beleza de ser Igreja, de viver o grande 'nós' que Jesus formou em torno de si, para evangelizar o mundo".

Durante a Missa que presidiu na Catedral de Frascati (Itália), com ocasião de sua visita pastoral a essa cidade, o Santo Padre assinalou que a atenção aos documentos conciliares, como parte de uma vivência intensa do Ano da Fé que começará em outubro, permitirá compreender melhor "o 'nós' da Igreja, jamais fechado, jamais voltado sobre si, mas sempre aberto e tendendo ao anúncio do Evangelho a todos".

Ao recordar o Evangelho de domingo, Bento XVI assinalou que "Jesus toma a iniciativa de enviar os doze Apóstolos em missão", e que "em efeito a palavra 'apóstolos' significa justamente 'enviados, mandados'".

"Sua vocação se realizará plenamente depois da ressurreição de Cristo, com o dom do Espírito Santo em Pentecostes. Entretanto, é muito importante que desde o começo Jesus queira fazer partícipes aos Doze em sua ação: é uma espécie de 'aprendizagem' com vistas a grande responsabilidade que os espera".

O Papa assinalou que "o fato que Jesus chame alguns discípulos a colaborar diretamente com a sua missão, manifesta um aspecto do seu amor: Ele não desdenha a ajuda que outros homens possam aportar a sua obra; conhece suas limitações, suas debilidades, mas não as despreza, é mais, confere-lhes a dignidade de ser enviados".

"Jesus os manda de dois em dois e lhes dá instruções, que o Evangelista resume em poucas frases. A primeira se refere ao espírito de desapego: os apóstolos não devem ser apegados ao dinheiro e às comodidades. Logo Jesus adverte aos discípulos que não sempre receberão uma acolhida favorável: às vezes serão rechaçados; mais ainda, poderão ser também perseguidos".

Mais de 10 mil católicos pedem respeito à liberdade religiosa no Vietnã.

Mais de dez mil católicos saíram às ruas na Diocese de Vihn, no Vietnã, neste domingo, 15, para exigir às autoridades civis o respeito à liberdade religiosa, após violentos ataques contra sacerdotes e fiéis, que tiveram seu último capítulo em Con Cuong, no dia 1º de julho.
Na ocasião, segundo mensagem da diocese vietnamita, policiais, soldados e vândalos ocuparam a capela de Con Cuong, profanaram o espaço sagrado e destruiram uma imagem da Virgem Maria,(foto) atacando também um sacedote e vários fiéis, com o objetivo de impedir a celebração da Eucaristia.
Durante a caminhada de protesto, os católicos exibiram bandeira do Vaticano e cartazes com mensagen com os dizeres: “A liberdade religiosa é um direito” e “Protegeremos a Igreja”. Os fiéis expressaram também seu mal-estar ante os recentes ataques e censuraram especialmente a destruição da imagem da Santísisma Virgem Maria. A fotografia da imagem destrupida foi divulgada como a prova mais clara da perseguição violenta.
Nos dias que antecederam à passeata, as autoridades tentaram intimidar os fiéis, estacionando veículo blindados e armado junto à residência do bispo de Vihn. Nas províncias de Quang Bihn, há Tinh e Nghe An, patrulas de soldados percorreram os arredores das igrejas, ameaçando os católicos.

EUA: Carolina do Norte reforça casamento natural e proibe “casamento” homossexual”


Defensores do casamento tradicional enfrentaram à grande mídia
e ao establishment político nacional
Por 61% dos votos contra 39%, os habitantes da Carolina do Norte, nos EUA, aprovaram uma emenda à Constituição estadual definindo o casamento entre um homem e uma mulher como sendo “a única união doméstica legal que será válida ou reconhecida neste Estado”, informou a CWN.
A emenda previne que o legislativo estadual possa legalizar “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo ou uniões civis igualmente viciadas.
“Embora nosso estado já tenha uma lei que proíbe o casamento entre pessoas do mesmo sexo, nós somos bem conscientes, pelo que aconteceu em outros estados, que uma lei como essa pode ser anulada por iniciativas judiciárias ou legislativas” – escreveram os bispos católicos D. Michael Burbidge de Raleigh e D. Peter Jugis de Charlotte em carta que foi lida nas missas em toda a Carolina do Norte no domingo anterior à votação.
“É por isso que é tão importante para nós o voto para proteger o casamento tradicional e aprovar a emenda que estabelece essa definição como parte de nossa Constituição estadual. (…) Nós os instamos a juntar-se a nós para sustentar a vocação sagrada do casamento e tudo quanto esta definição significa para nós e para o futuro de nosso estado”, acrescentaram os prelados.
A vitória da emenda pelo verdadeiro casamento adquire ainda mais relevância por ter acontecido num estado onde os seguidores do Partido Democrata (esquerda) superam habitualmente os seguidores do Partido Republicano (conservador) por mais de 750.000 votos.
Numerosos líderes do Partido Democrata, entre os quais o presidente Barack Obama, o ex-presidente Bill Clinton e o governador Beverly Perdue, falaram contra a emenda pelo casamento normal, e a Secretaria de Educação emitiu uma declaração contra a proposta aprovada por larga maioria popular.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

O escapulário da Virgem do Carmo

Imagem de Destaque
O Papa João Paulo II, a espiritualidade mariana dos carmelitas e a vivência da consagração a Nossa Senhora.
Em sua forma original, um escapulário é feito com dois pedaços de pano marrom unidos por um cordão. Um dos pedaços traz a estampa de Nossa Senhora do Carmo e o outro, a do Sagrado Coração de Jesus. Escapulário tem como origem a palavra scapulas (latim), que significa "ombros", pois, sobre estes é feita a sua imposição. Os religiosos carmelitas usam o escapulário como símbolo da sua consagração religiosa à Ordem de Nossa Senhora do Carmo, mais conhecida como Ordem dos Carmelitas. Para os demais cristãos, o escapulário é símbolo de sua devoção à Virgem do Carmo.
A Ordem dos Carmelitas foi fundada no século XI, em Monte Carmelo. No dia 16 de julho de 1251, em meio a muitas dificuldades, São Simão Stock, superior geral da Ordem, rezava no convento de Cambridge, na Inglaterra. Em sua oração, o santo pediu a Nossa Senhora um sinal visível de sua proteção. Em resposta, ele recebeu da Virgem Maria o escapulário com uma promessa: "Recebe, filho amado, este escapulário. Todo o que com ele morrer, não padecerá a perdição no fogo eterno. Ele é sinal de salvação, defesa nos perigos, aliança de paz e pacto sempiterno”.
A festa de Nossa Senhora do Carmo, celebrada pelos Carmelitas, no dia 16 de julho desde 1332, foi estendida a toda a Igreja em 1726 pelo Papa Bento XIII. Por ocasião do aniversário de 750 anos da devoção mariana do escapulário, o Papa João Paulo II disse que a Virgem Maria “já vive em si o que cada fiel deseja realizar no mistério de Cristo e da Igreja” (cf. SC 103; LG 53). Por isso, os Carmelitas escolheram Maria como padroeira e mãe espiritual, aquela que guia a todos para o perfeito conhecimento e imitação de Cristo.
oão Paulo II diz que a forma mais genuína da devoção à Virgem Maria, expressa pelo humilde sinal do escapulário, é a consagração ao seu Imaculado Coração (cf. Pio XII, Carta Neminem profecto; LG, 67). Pela consagração se realiza, no coração dos fiéis, uma crescente comunhão e familiaridade com Nossa Senhora. Trata-se de uma maneira nova de viver para Deus e de continuar aqui na terra o amor do Filho à sua mãe Maria.

Cristofobia: 17 cristãos são mortos por dia em algum lugar do mundo!

Cristãos coptas, do Egito, carregam uma imagem de Jesus Cristo manchada de sangue, em ato contra a violência de extremistas islâmicos (Foto: Asmaa Waguih/Reuters)
Cristãos coptas, do Egito, carregam uma imagem de Jesus Cristo manchada de sangue, em ato contra a violência de extremistas islâmicos (Foto: Asmaa Waguih/Reuters)
A celebração anual dos Estados Unidos pelo Dia da Independência foi acompanhada este ano pela Fortnight for Freedom dos bispos dos EUA, uma rodada de oração e de defesa dedicada à preservação da liberdade Religiosa. O exercício renovou o debate sobre se há ou não uma guerra contra a religião nos Estados Unidos, alimentada, naturalmente, pela política das eleições de 2012.

A reportagem é de John L. Allen Jr., publicada no jornal National Catholic Reporter, A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Inegavelmente, há importantes questões Igreja-Estado em jogo nos EUA em um crescente número de outros lugares, porem, há uma guerra decididamente literal contra a religião vindo pela frente. Suas vítimas  são ameaçadas, espancadas, presas e até mesmo assassinadas.

Aqui está um rápido retrato do que estava acontecendo ao redor do mundo.

- O Pe. Joseph Zhao Hongchun, administrador apostólico da diocese chinesa de Harbin, foi levado sob custódia policial no dia 4 de julho para impedi-lo de alimentar a oposição à ordenação ilícita de um novo bispo de Harbin orquestrada pelo governo. Ele foi detido por três dias e liberado apenas depois que a ordenação ocorreu.

- O novo bispo auxiliar de Xangai, Dom Thadddeus Ma Daqin, foi posto sob prisão domiciliar em um seminário depois de ter renunciado publicamente à Associação Patriótica dos Católicos Chineses controlada pelo governo durante a sua missa de ordenação no dia 7 de julho, que ocorreu com a bênção do papa.

- O Rev. Kantharaj Hanumanthappa, pastor pentecostal no estado indiano de Karnataka, estava celebrando um culto no dia 4 de julho quando 20 radicais hindus invadiram o lugar para acusar os cristãos de proselitismo, ameaçando-os se não fossem embora. Uma denúncia policial foi arquivada, mas nenhuma ação foi tomada.

- A casa particular do pastor Ramgopal, ministro pentecostal do estado indiano de Uttar Pradesh, foi invadida pela polícia juntamente com radicais hindus. O grupo supostamente teria dito ao pastor: “Ou você vai embora e nunca mais volta, ou nós vamos prendê-lo”. Ele foi libertado somente depois de assinar uma declaração prometendo a não celebrar mais serviços de oração na região.

- Um padre católico no Vietnã, J. B. Nguyen Dinh Thuc, foi atacado por policiais à paisana e por bandidos que supostamente teriam recebido 25 dólares por cabeça para invadir uma capela missionária em uma área rural no dia 1º de julho. Seu objetivo era impedir a celebração de uma missa, parte do que os católicos locais descrevem como uma política de “limpeza religiosa” imposta por Hanói. Quando o padre tentou abrir caminho pela multidão, ele foi espancado, juntamente com diversos leigos que foram em seu socorro. Maria Thi Than Ngho, uma das leigas, sofreu uma fratura no crânio durante o confronto. Até o fechamento desta edição, ela permanecia em estado crítico.

- Yelena Kim, uma batista do Uzbequistão, presa no fim de junho por ter “ensinado religião ilegalmente”, está agora diante de três anos atrás das grades depois que a polícia invadiu a sua casa e confiscou as suas Bíblias, seus hinários e outros materiais religiosos.

- Ghulam Abbas, um homem com deficiência mental de uma região do Punjab sob o controle paquistanês, foi jogado na prisão no dia 3 de julho, depois de rumores de que ele havia queimado algumas páginas de um Alcorão. Antes de que se pudesse fazer qualquer investigação ou julgamento, uma multidão muçulmana extremista invadiu a cadeia, arrastou Abbas da sua cela e o queimou vivo. Segundo observadores locais, esse é pelo menos o 35º assassinato extrajudicial que ocorre depois de uma detenção segundo as famosas leis da blasfêmia do Paquistão desde 1986.

Profundos agradecimentos ao serviço de notícias Asia News por nos trazer essas histórias, que, de outra maneira, seriam quase totalmente negligenciadas.

Representante do Vaticano pede que Brasil envie mais missionários

O Papa João Paulo II acreditava que se a América Latina, especialmente o Brasil, despertasse em si a paixão missionária, seria possível conquistar o mundo.

Em entrevista exclusiva ao noticias.cancaonova.com, o representante da Congregação para a Evangelização dos Povos, órgão do Vaticano, padre Vito Del Prete, salientou que a América Latina não consegue medir sua potencialidade.

"Temos missionários brasileiros no Guiné, China, Japão e na África, certamente porém, a Igreja local, isto é, os sacerdotes diocesanos são pouco representados, são poucos os missionários do Brasil fora de seu território. E nisso é preciso dar um salto de qualidade", enfatiza.

Segundo o representante do órgão vaticano, o que bloqueia é fixar-se somente nos problemas internos, sem olhar a Igreja como um todo, vendo que ela é uma só.

"A Igreja não vive por si mesma. Nenhum continente, nenhuma Igreja local pode dizer: primeiro devo estar bem, evangelizar a mim mesma, para depois evangelizar os outros. Se fosse assim, os apóstolos ainda estariam em Jerusalém e seríamos todos ainda não-cristãos", ressalta padre Vito.

Autor: CN Notícias

Especial Halleluya na TV

tv_diario_20120716071510.jpg
Programa traz atrações musicais e interditará rua com set especial.
O Programa Paz e Amor exibido ao vivo nesta segunda-feira, dia 16, pela TV Diário – Canal 22 terá uma edição especial de aquecimento para o festival Halleluya 2012.
O atrativo contará com a participação da Banda Missionário Shalom, Suely Façanha, Banda Kyrios Dei e Irª Kelly Patrícia. A rua Tomás Acioli  será interditada durante o programa e um set será montado com a presença de atletas que estarão no espaço Halleluya Adventure com apresentações de BMX, patins e skate ao som de DJ. Também haverá o espaço Kids e a apresentação do corpo de baile Shalom com a dança do Flash Mob.
O programa vai ao ar das 20h às 22h e contará com a participação da plateia do Projeto Juventude da Comunidade Shalom e matérias especiais sobre o que acontece no maior festival de artes integradas do país. “É uma parceria muito importante, pois juntos podemos resgatar mais vidas para Cristo” disse a apresentadora Susy Valério.
“Queremos aquecer Fortaleza  para esta edição histórica do Festival Halleluya. Estamos na reta final e este será um importante momento para comunicar a milhares de pessoas a alegria que não passa” disse Tobias Cortez, coordenador de divulgação e inovação do Festival ao comentar a parceria.
SERVIÇO:
Programa Paz e Amor, especial Festival Halleluya  2012
TV Diário, canal 22
Dia: Hoje, dia 16
Horário: Das 20h às 22h
Mais informações sobre o Festival Halleluya: www.festivalhalleluya.org 3295.4583

domingo, 15 de julho de 2012

LEGIÃO DE MARIA PROMOVE V CONGRESSO LEGIONÁRIO EM CAMOCIM


O grupo Legião de Maria, da paróquia do Senhor Bom Jesus dos Navegantes, promove o V congresso com o tema “Maria, mãe do tesouro: Senhora da Graça”.
 O evento está acontecendo desde o ultimo sábado 14 de julho, na quadra do Instituto São José. A abertura do evento se deu na manhã de ontem. A programação conta com orações, animações e palestras de temas relacionados  a Nossa Senhora. 
O encerramento se dará neste  domingo dia 15 de julho, com a santa missa precedida pelo nosso paróco padre Evaldo.

por: blog grupo Renascer a serviço da Igraja católica.

Respostas da Doutrina Católica a algumas objeções protestantes.




Há uma proliferação de seitas protestantes no Brasil. Os católicos,  amiúde são atacados pelos adeptos de tais seitas com uma chusma de pequenas questões relativas principalmente à Sagrada Escritura, as quais, muitas vezes, não sabem, de momento, responder.
Apresentamos abaixo respostas de autoria do Revmo. Pe. David Francisquini. O autor é capelão da Igreja do Imaculado Coração de Maria, em Cardoso Moreira (RJ).
Embora sejam utilizados de preferência, nessas respostas, textos da Bíblia, convém deixar claro que a Sagrada Escritura não é a única fonte de verdade religiosa. Há também a Tradição, originada no ensinamento verbal dos Apóstolos e fielmente recolhida pelos antigos Padres da Igreja, sem a qual a própria interpretação da Sagrada Escritura fica difícil de se fazer. O “livre exame” protestante, segundo o qual cada um interpreta o texto bíblico como quer, é fonte de confusão e de erro.
1 – Por que os católicos dizem que o Senhor Jesus é Deus?
Nós, católicos, acreditamos que Jesus Cristo é Deus. Primeiramente, pelo dom precioso da fé que gratuitamente recebemos – e que está à disposição de todos os que não se fecham para ele – o qual dispensa demonstrações.
Em segundo lugar, porque isto vem provado  nas Sagradas Escrituras com as próprias palavras do Redentor e testemunhos de outros. Jesus Cristo é aí referido ora como Deus, ora como Filho de Deus, o que, para efeito de provar sua divindade, dá na mesma. Pois o Filho tem a mesma natureza do Pai. Nós, simples mortais, podemos ser filhos adotivos de Deus. Filho de Deus propriamente, por natureza,  gerado desde toda a Eternidade, só Jesus Cristo: “Tu és meu filho, eu te gerei hoje” (Sl 2, 7; Act 13, 35; Heb 1,5 e 5,5).

Missionário R.R. Soares fica em 54º lugar na lista do concurso “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos”

Missionário R.R. Soares fica em 54º lugar na lista do concurso “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos” Em parceria com a rede de britânica BBC, o SBT está realizando um concurso que tem como objetivo eleger “O Maior brasileiro de todos os tempos”. O programa tem o formato de um concurso que, através do voto popular, vai eleger a personalidade brasileira que possui maior representatividade na opinião popular.
Entre os indicados da lista estão grandes nomes da música popular brasileira, apresentadores de TV, políticos e líderes evangélicos. Entre os evangélicos da lista estão o bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, e a cantora Ana Paula Valadão, que participou da edição de estreia do programa, onde o missionário R.R. Soares foi anunciado com o 54º lugar da lista.
O fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus aparece na frente de personalidades como Hebe Camargo, Monteiro Lobato, Roberto Marinho, o goleiro Marcos do Palmeiras e padre Marcelo Rossi.
O programa de estreia, apresentou os nomes que ficaram entre a 100ª e a 41ª colocação.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by