sábado, 23 de junho de 2012

Camocim na Jornada da Juventude 2013




A COMUNIDADE OBRA DE MARIA EM PARCERIA COM A PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES ESTÁ  DISPONIBILIZANDO  VENDAS DE PACOTES PARA A JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2013 NO RIO DE JANEIRO.
O PACOTE INCLUI VISITAS AO SATUÁRIO DE APARECIDA, CAMPOS DO JORDÃO, GUARATINGUETÁ, FAZENDA DA ESPERANÇA E CAHOEIRA PAULISTA, SEDE DA CANÇÃO NOVA.
A VENDA DE PACOTES ESTÁ SENDO FEITA DE SEGUNDA A SEXTA, NA SECRETARIA DA PARÓQUIA ATÉ O DIA 29 DE JUNHO. FALAR COM A TOINHA.

AS VAGAS SÃO LIMITADAS  E OS PAGAMENTOS FACILITADOS.

REALIZAÇÃO: COMUNIDADE OBRA DE MARIA
APOIO: PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES
 e blog Grupo Renascer 

Matrimônio, dom de Deus!




                Nos lares brasileiros muitos cristãos estão vivendo crises conjugais. Mas, como superar estas crises e trazer a alegria de volta ao lar?
                Primeiro é preciso achar a origem do problema. Nesta sociedade moderna em que divórcio é muito comum, precisamos estar atentos ao que nos diz a sagrada escritura. A palavra nos orienta sobre as mais diversas áreas de nossa vida, nós não devemos correr o risco de sermos mais um número nos dados estatísticos.
                Em (Gn 2,18) a palavra nos diz "E o Senhor Deus disse: Não é bom que o homem esteja só. Vou faze-lhe uma auxiliar que lhe corresponda". Deus concedeu ao homem uma esposa e a mulher um esposo. É dever de cada uma das partes zelar um para como o outro, assim como foi prometido no dia  do casamento: "Na alegria, na tristeza, na saúde na doença amando-se e respeitando-se por todos os dias de nossas vidas". Mais adiante no versículo 24 lemos que no casamento "deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne".
                Três verbos neste versículo nos dão a direção do propósito do casamento: deixar, unir-se e tornar-se. O deixar envolve a separação dos pais, o corte no cordão umbilical que envolve o convívio diário. Os casais que optam por não obedecerem este aconselhamento têm um casamento invadido e evidentemente pode haver o amor, mas não existe uma verdadeira responsabilidade para dar à união um equilíbrio adequado.
                Unir-se é o aderir, o estar junto. É como duas folhas de papel que foram coladas, não dá para soltar uma da outra sem rasgá-las. Na união ideal o casal deve permanecer fiel um ao outro. Quando isto não acontece à união é vazia, cheia de lacunas dolorosas e a falta da união acarretará na destruição do amor.

JMJ Rio2013: apresentada a Semana Missionária na CNBB


Os bispos que participam do Conselho Permanente da CNBB acompanharam durante a tarde desta quinta-feira, 21, a apresentação sobre os preparativos para a Semana Missionária, que se realizará durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro em 2013.
 
De acordo com o assessor da Comissão para a Juventude, Padre Carlos Sávio Ribeiro, serão elaborados subsídios para a preparação dos jovens e adultos participantes, além de um manual de instruções para o projeto do evento em cada diocese. Este último material será destinado a bispos e líderes diocesanos de juventude.

O assessor revelou que, até o momento, foram disponibilizadas 358.170 vagas para os missionários estrangeiros nas dioceses brasileiras, especialmente na região sudeste. Comunicou também que tais missionários já terão as despesas de viagens pagas por seus países de origem.

Padre Carlos Sávio adiantou também que a programação da Semana Missionária, marcada para 16 a 20 de julho de 2013, prevê momentos de formação, oração, cultura e ação missionária. A proposta é de que o encerramento, com a missa de envio para a JMJ, seja realizada em um santuário diocesano. (SP)
Autor: Radio Vaticano

Processo de Beatificação de Dom Couto é aberto em Taubaté (SP)



Foi aberto na última sexta-feira, 15, na Diocese de Taubaté (São Paulo), o processo de beatificação de Dom José Antônio do Couto, o quarto bispo diocesano da cidade.
 
O início do processo ocorreu na catedral de São Francisco das Chagas,em uma Santa Missa presidida pelo bispo atual, Dom Carmo Rhoden. A cerimônia contou também com a presença dos responsáveis pelo processo e pessoas que conviveram com Dom Couto, bispo entre os anos de 74 e 81.
Durante a Celebração Eucarística, os restos mortais de Dom Couto, que estavam no Convento dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, foram depositados embaixo de um altar com a Cruz de Nossa Senhora das Dores e São João Evangelista, no lado esquerdo da Catedral.
Com a abertura do processo, se iniciará o estudo de toda a vida do prelado, inclusive seus escritos, para averiguar se estão de acordo com a doutrina católica.
Desde o mês de abril, quando a Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano, reconheceu a legitimidade do processo e autorizou sua abertura, Dom Couto já é considerado "Servo de Deus".

Abortistas sofrem fragorosa derrota na Rio + 20.


ACI
Segundo o artigo publicado neste 20 de junho por Carlos Pólo, Diretor do Population Research Institute (PRI) para a América Latina (uma entidade especializada em temas de defesa da vida e população), os abortistas e lobbystas dos “direitos sexuais e reprodutivos” saem derrotados da Rio +20.

“Nenhuma menção aos chamados “direitos reprodutivos” nem “serviços de saúde reprodutiva” (ambos eufemismos para o aborto), foram incluídos no documento final da Cúpula de Rio+ 20. Eles foram simplesmente rechaçados pela comunidade internacional”, afirma o diretor do PRI para o continente latino-americano.

“Os grupos feministas radicais e pró-aborto já começaram a protestar publicamente mostrando clara aceitação da sua derrota. Isto constitui também uma mensagem nítida de rechaço à política externa da Administração Obama, o governo mais abortista da história dos EUA, pois nem toda sua diplomacia nem os milhões com os quais financia a ONU conseguiram obter seus propósitos neste evento”, assevera também o perito.

Carlos Pólo explica que nos últimos 6 meses, o Fundo das Nações Unidas para Atividades em População (UNFPA) juntamente com os governos da Noruega, Islândia, os falsos católicos autodenominados “Catholics for Choice” e a IPPF (International Planned Parenthood Foundation) que é a maior fornecedora de abortos no mundo, trabalharam febrilmente para aproveitar a Cúpula Rio +20. Seu propósito era que tanto o aborto legal como o controle populacional fizesse parte dos esforços governamentais para obter um desenvolvimento sustentável.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Fonte de toda a Consolação



Toda noite, nas casas dos Arautos do Evangelho, concluído o jantar comunitário, canta-se a Ladainha do Sagrado Coração de Jesus. A melodia gregoriana, afável e sublime, realça o significado profundo de cada invocação.
Vemo-nos colocados ante um verdadeiro caudal de maravilhas e louvores próprios a encher nossas almas de ternura e adoração por nosso Redentor.
A série de títulos a Ele atribuídos procura realçar não apenas seus atributos divinos, mas seu amor infinito, à nossa espera para além dos umbrais da vida terrena.
Nós, que vivemos neste mundo uma vida mortal, tomamos o amor humano como o padrão da medida do amar, seja o amor maternal, o paternal, o filial, o conjugal, ou mesmo os amores ilícitos. Pobres de nós! Mal podemos imaginar como o amor inextinguível e santificante de Deus Nosso Senhor por suas criaturas.
A Ladainha do Sagrado Coração de Jesus nos permite vislumbrar algo da abrasadora intensidade desse amor divino.
Neste mês de junho, dedicado ao divino Coração, convido-o, caro leitor, a tomar algumas dessas invocações, procurando penetrar a mensagem de amor contida nelas.
"Eis o Coração que tanto amou os homens"
Numa de suas aparições a Santa Margarida Maria, Nosso Senhor mostrava- se transbordante de luz e com uma expressão repleta de bondade e misericórdia. Apontando seu próprio Coração, Ele transmitiu-lhe esta queixa afetuosa: "Eis o Coração que tanto amou os homens, que nada poupou até Se esgotar e consumir para lhes testemunhar seu amor, e que, como retribuição, da maior parte só recebe ingratidões".
Como essa revelação deveria deixar- nos consternados! É verdade que Ele nos ama acima de toda medida e que é impossível a cada um de nós, simples criatura, retribuir com igual intensidade. Entretanto, a questão é saber se nós O amamos tanto quanto nos permite nossa capacidade de amar. Certamente, se nos entregássemos por inteiro a seu amor, ajudados por sua graça, nosso coração palpitaria em uníssono com o d'Ele, nós nos enterneceríamos com Ele, sentiríamos como Ele e - por que não? - sofreríamos por Ele.

Como manter a esperança diante do desemprego



                O desemprego pode abalar a autoconfiança, desencadear um sentimento de inferioridade e até afetar os relacionamentos familiares, mas de maneira nenhuma podemos deixar que o desemprego atrapalhe o nosso relacionamento com Deus.
                Através do trabalho de nossas mãos conquistamos os bens e edificamos nossos lares. Todo o ser humano precisa ter uma função social e é no emprego que encontramos o preenchimento desta necessidade, seja qual for a função. Por outro lado, infelizmente vivemos uma época em que os índices de desemprego aumentam a cada dia, mas é necessário não entregar os pontos e encarar o desemprego como um desafio a ser superado.
                Muitas pessoas desempregadas, seja pelo choque de perderem o seu ganha pão, seja pelas contas que começam a bater a porta, se vêem em estado de desespero. Por vezes esboçam reações agressivas ou se entregam ao desânimo. Esta sem dúvida não é a solução.
                Diante do desemprego, quando tudo parece dar errado e as portas insistirem em permanecerem fechadas, lembremos do que São Paulo escreve na carta aos Romanos: "Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração" (Rm 12,12).
                O desespero é fruto da perda de uma das virtudes mais improtantes em nossa vida: a esperança. Uma pessoa alicerçada na fé é uma pessoa que crê, ama e espera. Mesmo no sofrimento com o desemprego e passando talvez por problemas financeiros, continua lutando e acreditando que o amanhã será melhor.

Rio + 20: a semente e o grão de mostarda



Por Dom Orani João Tempesta
Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro
O mundo olha para o Rio de Janeiro que discute nestes dias a questão da sustentabilidade do planeta. Neste final de semana, Jesus utiliza duas comparações retiradas do seu olhar sobre a natureza: a parábola da semente e do grão de mostarda. Está no Evangelho de São Marcos (4,26-34) proposto pela sagrada liturgia deste domingo da 11ª semana do Tempo Comum. A Palavra de Deus chama nossa atenção para a construção do Reino de Deus entre nós. Para isso, Jesus recorre a pequenas histórias carregadas de sentidos e significados.
Uma das parábolas usadas por Jesus, e que meditamos neste domingo, fala da semente de mostarda — a menor de todas as sementes, mas que, ao crescer, se torna um grande arbusto em cuja sombra podemos até mesmo descansar.
Se olharmos para a história do cristianismo, da Igreja, ao longo dos séculos, vamos perceber o seguinte: Jesus, os doze apóstolos e a missão de evangelizar todas as nações. Esta Palavra germinou, cresceu e produziu muitos frutos. As obras cristãs se propagaram e se difundiram sobre todos os continentes, e o cristianismo semeado está presente hoje em todo o mundo. Não significa, contudo, dizer que não há o que fazer. Há muitos campos a serem semeados e agora, com essas realidades de violência, intolerância, corrupção e comportamentos discutíveis mais do que nunca, se percebe a necessidade de ajudar as pessoas a redescobrirem a necessidade de construir o Reino de Deus e formar homens novos para a vivência desse Reino.

Halleluya Bike: esporte, sustentabilidade e juventude



Festival que integra solidariedade e entretenimento incentiva prática esportiva.

Nesta sexta, 22, o Festival Halleluya e o Projeto Juventude da Comunidade Shalom promovem o Halleluya Bike, passeio ciclístico pelas principais ruas de Fortaleza com o objetivo de incentivar a prática salutar do ciclismo e dar visibilidade ao maior festival de artes integradas do país, que acontecerá de 18 a 22 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru, com entrada gratuita.


“Nós do Festival Halleluya acreditamos que o esporte é um forte aliado na construção de um estilo de vida saudável. Nos dias de Festival não há consumo de bebida alcoólica e acontecem diversas atividades esportivas no espaço Halleluya Adventure. Mas queremos ir além, por isso realizaremos este grande passeio como um meio para difundir uma prática saudável e sustentável”, disse Tobias Cortez, um dos responsáveis pelo Halleluya Bike.

O Halleluya Bike terá como ponto de partida o Shalom da Paz (Rua Maria Tomásia, 72, Aldeota) e passará pelas viasTibúrcio Cavalcante,Tenente Benévolo, Carlos Vasconcelos, Av. Historiar Raimundo Girão, Av. Rui Barbosa, Av. Beira Mar, Av. Alm. Henrique Sabóia/Via Expressa, Av. Santos Dumont,Rua Joaquim Nabuco retornando para o ponto de partida na rua Maria Tomásia.
Batedores da organização do Halleluya Bike e motos com socorristas  acompanharão todo o percurso.


SERVIÇO

Halleluya Bike
22 de junho de 2012 – 20h30
Saída: Shalom da Paz (Rua Maria Tomásia,72, Aldeota)
Informações: 3023 4612 / 8806 3099


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por
Redação Shalom

Análise da Oração Ensinada por Jesus



Feliz o momento em que os discípulos pediram a Jesus: “Senhor, ensina-nos a rezar” (Lc 11,1).

Do coração do Redentor fluiu uma oração repleta de ternura e contendo verdades maravilhosas. Ele mostrou como se dirigir ao Pai que está nos céus. Nada mais sublime nem tocante do que esta prece que brotou a sabedoria infinita do Mestre divino. Comovedora pela simplicidade, profunda pelo conteúdo, encerra, numa síntese surpreendente o que se deve suplicar a Deus para sua honra e glória e pelas mais prementes necessidades humanas. Pai é a primeira palavra desta prece inigualável. Pai é pujança suavizada, é dedicação, é fortaleza, é amparo. Pai é a sublimidade, a inteligência que ensina, a sabedoria que dirige, a força que protege, o vigor que anima, a antevisão que premune, a voz que acautela, o exemplo que arrasta, a luz que ilumina. Pai é nome que é título de glória, escudo, arma poderosa, manancial de esperanças e de proteção nos embates da vida.
Pois bem, Cristo mostra que Deus é antes de tudo Pai amoroso, poderoso. Seja, pois, conhecido, adorado e santificado por toda a parte o nome desse Pai misericordioso e onipotente. Que o seu reino se dilate, de sorte que todos possam gozar da glória divina, e que o céu e a terra, submissos à sua santíssima vontade, sejam o santuário da Divindade. Uma coerência absoluta no ensinamento de Jesus! Lembrando, porém, o Pai celeste Ele não se esqueceu de inserir na sua prece o homem e suas maiores necessidades. Poucas palavras encerram as indigências do presente, do passado e do futuro. No presente o ser racional necessita viver, e, portanto, solicita, ardentemente, o pão substancial do corpo e da alma.

O Cristianismo é o último bastião contra o «totalitarismo» do projeto secularista europeu.




 
O cristianismo é o último bastião contra o “totalitarismo” do projeto secularista europeu, segundo a diretora do Observatório da Intolerância e da Discriminação contra os cristãos na Europa, Gudrun Kugler [foto].

Um grupo de reflexão austríaco e organização não governamental adverte que a liberdade de expressão religiosa está “em risco” na Europa, devido à intolerância secularista de esquerda.
Enquanto os extremistas islâmicos continuam os ataques contra comunidades cristãs no Egito, Iraque, Paquistão e em todo o Oriente Médio e Ásia, as restrições às expressões públicas das crenças religiosas dos cristãos estão aumentando na Europa ocidental, o berço da cristandade.

“Não se pode comparar as injustiças daqui com a situação, por exemplo, da Coreia do Norte, Índia ou Paquistão”, advertiu Gudrun Kugler, advogada e diretora do Observatório da Intolerância e da Discriminação contra os cristãos na Europa. “Os cristãos que vivem lá, apesar da feroz perseguição,são nossos grandes modelos”.

Aids: O que Uganda ensina ao Brasil e ao mundo!


Falei quase nada sobre Aids até agora, o que é uma falha, visto que a doença virou uma marca registrada desse continente.
Então é bastante apropriado que eu toque no assunto aqui, em Uganda. Aids é uma obsessão nesse país, quase uma mania nacional. Por onde você anda, vê centros clínicos, ONGs, igrejas, escolas, com aconselhamento de prevenção ou tratamento para HIV/Aids etc. etc. E placas, cartazes, faixas, tudo que se refere à doença.
De vez em quando é bom ver uma história de sucesso nesse continente, só para variar, e o combate à Aids em Uganda é um sucesso inquestionável. Há 15 anos, cerca de 30% da população tinham o vírus; hoje, são 6,5%.
Enquanto outros países perdiam tempo fingindo que nada acontecia, e até negando que HIV cause Aids (como na África do Sul, onde a taxa é de mais de 20%), os ugandenses agiam para conter a doença. Falar sobre o assunto, assumir o problema e discutir candidamente foi o primeiro passo. Mas teve mais.
Uganda trata a Aids de uma maneira como nós nunca faríamos no Brasil. Uma maneira inusitada, para dizer o mínimo. E assumidamente moralista.
Um exemplo do que acontece por aqui: imagine que você é um oficial do governo e precise traçar uma estratégia para reduzir a incidência de Aids junto a caminhoneiros. Em vários países, esse é um grupo delicado: estão sempre longe de casa, cruzam fronteiras, são cercados por prostitutas o tempo todo. São potencialmente um fator de disseminação da doença. E muitos chegam em casa e podem contaminar suas esposas.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Só Deus sacia por completo todos os desejos do coração humano

- Dificilmente se encontrará alguém que não anseie e procure a felicidade. Esta demanda foi posta por Deus no coração de todos os homens que, à semelhança de Santo Agostinho, apenas descansam quando O encontram e n'Ele "repousam" (ConfissõesI, 1). O início do Catecismo da Igreja Católica começa exactamente com esta temática, lembrando que o homem é capaz de Deus. Entretanto, esta insaciabilidade leva não só ao desejo de uma realização pessoal, no âmbito da vocação específica de cada um, como também da sociedade doméstica à qual pertence, e mesmo da comunidade, na qual se insere e vive.

Ensina-nos o Compêndio de Doutrina Social da Igreja que "o bem comum da sociedade não é um fim isolado em si mesmo; ele tem valor somente em referência à obtenção dos fins últimos da pessoa e ao bem comum universal de toda a criação" (n. 170). Ou seja, a realização pessoal nunca se faz de um modo isolado, mas num contexto, numa sociedade, peregrinação nesta terra herdada para o Homem a dominar através do seu trabalho, e colher os frutos, obtendo o alimento com o suor do rosto (Gn 1, 28-29; 3, 19). Assim, a felicidade terrena, imperfeita, não se torna "num mar de alegrias, de contínua beatitude, que, durará sempre" (Is 35, 10), pois falta-lhe a visão beatífica - totus sed non totaliter -, de Deus. Peregrinando pelo mundo, a felicidade será sempre relativa, mas essa busca incessante estará por trás de tudo aquilo que o homem opera.

As armas contra o inimigo

 O demônio tenta nos enganar de várias maneiras
                Muitos cristãos, ao tomarem a decisão de seguir ao Senhor, pensam que vão ter uma vida mais tranquila. Mas a verdade é o contrário, pois o demônio não tem interesse em atacar os que não são seguidores de Cristo. Até mesmo os santos foram perseguidos. O interesse do maligno é colocar obstáculos na vida daqueles que decidiram seguir o Senhor.
                Isso não é motivo de nos levar a uma crise. Não temos motivo para temer o inimigo, pois ele já foi derrotado. O demônio é que tem de ter medo de você, e a razão é simples: nós somos filhos e filhas de Deus, herdeiros do Reino. O maligno tem muita raiva, porque aquilo que foi dado a ele uma vez, agora é dado a nós. Ele tenta nos enganar de várias maneiras, mas tem uma técnica que ele usa frequentemente para nos atacar: é o desânimo, o desencorajamento. O desânimo não vem de Deus, sempre vem do inimigo, daquele que nos faz desistir de ir em frente.
                Vamos olhar para São Pio de Pietrelcina. Quando um analista do Vaticano disse que ele era um psicopata, este santo entrou numa crise tremenda. Ele olhou para seus estigmas e se questionou se tudo era falso. Madre Teresa de Calcutá, no seu leito de morte, também viveu uma grande crise ao sentir o amor de Deus longe dela. O bispo teve de enviar um exorcista até ela e convencê-la de que aquele sentimento não vinha de Deus.
                É muito normal que também nós vivamos esses momentos de crise. Seguir Jesus num momento de entusiasmo é fácil, mas continuar O seguindo nos momentos de sofrimento é difícil. O inimigo virá tentá-lo quando você estiver se sentindo fraco, cheio de medos, com raiva, ansiedade, tristeza. É nosso papel lutar contra essas táticas que ele usa para nos desanimar. A tática que ele também utiliza é nos apresentar meias verdades, porque o demônio é um mentiroso, enganador, trapaceiro. Ele nos apresenta algo que parece muito bom, quando, na verdade, é muito ruim.

Comissões da CNBB participam da Cúpula dos Povos



A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está participando da Conferência da Cúpula dos Povos, que acontece no Rio de Janeiro (RJ), de 15 a 22 de junho de 2012, através das Comissões Episcopais Pastorais para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso, e a Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz, bem como a Comissão Brasileira de Justiça e Paz, organismo vinculado à CNBB.
No interior da Cúpula dos Povos, existe o espaço "Religiões por Direitos", no qual a CNBB participa através de uma coalizão ecumênica, de caráter internacional, que congrega diferentes igrejas, organizações cristãs e tradições religiosas.
Nesse espaço de "Religiões por Direitos", a Comissão de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso da CNBB coordenou uma celebração inter-religiosa, no dia 18, e uma mesa de diálogo dos líderes religiosos presentes na Cúpula dos Povos, no dia 19. Ambos os eventos foram realizados em parceria com a organização inter-religiosa internacional Religions for Peace.
A celebração contou com representação de judeus, cristãos, muçulmanos, tradições afro e indígenas, e teve como tema principal o desenvolvimento de uma "mística do cuidado da criação". Cada líder religioso pode fazer uma breve meditação acerca do tema, seguida de momentos de silêncio, cantos e gestos.
A mesa de diálogo dos líderes religiosos contou com a participação de 10 representantes de diferentes tradições religiosas e teve como tema "A responsabilidade da religião com o cuidado da vida na terra".

MJ Rio2013: expectativa pela oração oficial



 
No próximo dia 13 de julho, começa a contagem regressiva de um ano que preparará os jovens para o início da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013. A programação festiva terá uma missa, uma procissão, uma vigília e o lançamento da oração oficial da Jornada.

"A oração oficial deverá ser mais um caminho de encontro com Aquele que nos anima e nos sustenta" - explica Padre Arnaldo Rodrigues, um dos diretores do Setor de Preparação Pastoral do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio 2013.

O lançamento da oração oficial da JMJ Rio 2013 dará mais uma oportunidade aos jovens de estarem ainda mais unidos na mesma intenção de levar Jesus a todos os que ainda não o conhecem e não o amam.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Cresce o número de sacerdotes no mundo



Em dez anos, de 2000 a 2010, o número dos sacerdotes diocesanos e religiosos no mundo aumentou: passou de 405 mil para 413 mil, informou monsenhor Vittorio Formenti, diretor do Setor Estatístico do Vaticano, neste fim de semana (16 e 17), durante o encontro italiano do Serra Internacional (associação de leigos que apoia as vocações sacerdotais), na cidade de Bari, no sudeste da Itália.
Além deles, em toda a Igreja há mais de 35 mil diáconos permanentes, em sua grande maioria nos EUA, Canadá e América Latina. Com relação ao número dos sacerdotes que deixaram o ministério, este diminuiu para menos de 1000, enquanto 460 foram os sacerdotes que no ano passado pediram para serem reintegrados ao ministério. Mons. Formenti sublinhou que estes números deixam claro um lento, mas constante crescimento.

Autor: Gaudium Press

Jovem italiana de 28 anos morre ao escolher adiar o tratamento que podia salvá-la.Preferiu priorizar a gravidez de Francisco, seu filho.


Neste sábado, na igreja de Santa Francisca Romana, da capital italiana, foi celebrado o funeral da jovem Chiara Petrillo, falecida depois de dois anos de sofrimento provocado por um tumor.
A cerimônia não teve nada de fúnebre: foi uma grande festa em que participaram cerca de mil pessoas, lotando a igreja, cantando e aplaudindo desde a entrada do caixão até a saída.
A extraordinária história de Chiara se difundiu pela internet com um vídeo no YouTube.
A luminosa jovem romana de 28 anos, com o sorriso sempre nos lábios, morreu porque escolher adiar o tratamento que podia salvá-la. Ela preferiu priorizar a gravidez de Francisco, um menino desejado desde o começo de seu casamento com Enrico.
Não era a primeira gravidez de Chiara. As duas anteriores acabaram com a morte dos bebês logo após cada parto, devido a graves malformações.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Festa de São Pedro 2012

VEJA TODA A PROGRAMAÇÃO CLICANDO NO ICONE AO LADO  EM NOSSO BLOG
 
A Paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes vai promover, de 19 a 29 de junho de 2012, os festejos alusivos a São Pedro. Com o tema "Com a intercessão  de São Pedro, evangelizando e pastoreando as ovelhas de Jesus", a festa  neste ano estará comemorando 70 anos de caminhada da comunidade de São Pedro  em Camocim,  com o objetivo espiritual, Despertar o ardor missionário, evangelizando e acolhendo nossa comunidade com amor".  Serão 10 dias de novenário, missas e eventos sociais para toda a família camocinense. Além disso, teremos um show com O Pe. Givan da Diocese de Tianguá no Ultimo dia 29 de Junho. A festa terá início às 05:00h da manhã dia (19), com alvorada festiva. Em seguida será servido um café da manhã para a comunidade. A bandeira da festa será hasteada às 19:00h, sendo seguida da Celebração Eucarística.
 
Serão dias de Muitas bençãos derramadas sobre Todos Nós!!!
venha Festejar Conosco!!!! O Blog Grupo Renascer trará aos leitores do Blog todas as notivias  desta  Grande Festa.

DIOCESE DE TIANGUÁ PROMOVE CORRIDA PELA VIDA

Observando a necessidade de mostrar a todos o valor da vida e, ainda, devemos lembrar que, o nosso país está precisando muito ouvir essa nossa voz profética nesse momento em que tantas forças políticas se levantam contra a vida, faz-se necessário um evento diocesano que reúna todas as juventudes para darmos início a essa grande caminhada da juventude para a semana missionária e para a Jornada Mundial da Juventude – RIO 2013.
É de máxima importância essa nossa manifestação como Igreja que caminhando para esse grande momento da juventude com o papa, mostra a todos o valor da vida.
Com isso o Setor Juventude da Diocese de Tianguá e a Pastoral da Juventude da Paróquia São José de Granja - CE, vem propor a todas as juventudes que se mobilize em um evento no dia 22 de julho de 2012, que possa chamar atenção para os aspectos citados, denominando o projeto com “CORRIDA PELA VIDA”.

Missionário R.R. Soares tentará, nas próximas eleições, incluir mais um de seus filhos na política

Dos cinco filhos do líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, apenas um não decidiu entrar para a política.
O filho mais velho do missionário, David Soares (PSD), é vereador em São Paulo, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, a família é representada pelo deputado estadual Marcos Soares e em São Paulo, o missionário tem seu filho André Soares com deputado Estadual.
Nas eleições municipais desse ano Daniel Soares vai tentar seguir os passos dos irmãos na política.

Arqueólogos encontram, em igreja na Bulgária, ossada que pode ser de João Batista

Os ossos foram encontrados em uma igreja localizada na ilha búlgara denominada Sveti Ivan, que significa, literalmente, “São João”. Perto o altar da igreja, os arqueólogos encontraram um pequeno sarcófago de mármore contendo restos humanos – entre os quais uma falange, um dente e a face de um crânio.
Os arqueólogos também encontraram, ao lado do lado do sarcófago, uma pequena caixa com inscrições em grego antigo mencionando explicitamente São João Batista. O texto em questão pede a ajuda de Deus para “nosso servo Thomas”, que segundo certas teorias teria ficado encarregado de levar estas relíquias para a ilha búlgara.
De acordo com iG, um grupo de cientistas, da Universidade de Copenhague, reconstituiu uma parte do genoma de três ossos, e concluíram que as sequências de DNA obtidas pertenceram a um único indivíduo. Segundo os cientistas, trata-se provavelmente de um indivíduo sexo masculino, portador de genes característicos do Oriente Médio, região de onde São João Batista era originário.
“Nós ficamos surpresos que a datação tivesse revelado uma idade tão avançada. Nós pensamos que os ossos fossem mais recentes, talvez dos séculos III ou IV. Contudo, os resultados são realmente coerentes com qualquer um que tenha vivido no século I”, declarou o professor Higham, que observou: “Se se trata de São João Batista ou não é uma pergunta que nós não podemos e provavelmente nunca poderemos responder”.

domingo, 17 de junho de 2012

RCC Camocim promove o "Arraiá do Senhor"


Dia: 17/06/2012


Horário: 19h

Local: Fazenda Helena Melo


Realização: RCC Camocim


Renovação Carismática Católica de Camocim, promove o “Arraiá do Senhor”. A programação conta com momentos fortes de louvor, animação, oração e testemunho conduzidos pela Ministerio de Musica da RCC Camocim.
O “Arraiá do Senhor” tem por objetivo apresentar Jesus vivo e ressuscitado através da música animada e da oração, proporcionando momentos de confraternização e amor entre os participantes, na certeza de que não se precisa de álcool e nem de drogas para se divertir e ser feliz.

EVANGELHO DE DOMINGO




O Reino de Deus é como a semente
Leitura Orante


Mc 4,26-34



O que parece insignificante pode conter a grandiosidade de Deus

Chama a atenção nas narrativas dos evangelhos a abundância de parábolas atribuídas a Jesus. As parábolas pertencem ao gênero da sabedoria e, a partir de situações comuns de vida, permitem que seja extraído um ensinamento ou uma motivação à ação. Particularmente, servem também para ilustrar os mistérios de Deus. Pela simplicidade das imagens usadas por elas, as parábolas têm um sentido didático de favorecer a compreensão da revelação de Deus. As parábolas utilizadas por Jesus, com um determinado sentido original, frequentemente foram, pelo processo histórico de transmissão, adaptadas às novas situações das comunidades.
Estas duas parábolas do evangelho de hoje são um estímulo e um fortalecimento da esperança nas comunidades. O lavrador aplica-se com esforços na semeadura e no cultivo de sua plantação. Porém, a vida que se desenvolve a partir da semente é obra de Deus. E uma insignificante semente já tem em si certa grandiosidade que é revelada com o decorrer do tempo.

Igreja católica na Rio+20: Garantir que o ser humano esteja no centro!

Revista Veja
Entre as vestimentas ostentosas, que vão de turbantes a togas africanas, usadas por muitos dos negociadores e representantes da sociedade civil que circulam nos corredores do Riocentro, um discreto clergyman — o colarinho branco de uso dos padres — passa quase despercebido sob a proteção do terno preto de Francis Chullikatt. A marca em vermelho em seu crachá indica que o sacerdote não ganhou credenciais da ONU simplesmente para abençoar a conferência. Negociador chefe da Santa Sé — a representação governamental do Vaticano —, Chullikatt, um indiano de estatura média e ar bonachão, é o primeiro sacerdote de origem não italiana a ocupar o maior cargo da escola diplomática mais tradicional do mundo — afinal, antes de os Estados Unidos declararem independência ou de a China fazer uma revolução, a igreja já lidava com questões internacionais e era um dos principais atores do jogo das nações.
A estrutura, explica Chullikatt, transcende ao próprio papa. “Nós, diplomatas da Santa Sé, somos, acima de tudo, pessoas da igreja. É isso o que torna a nossa diplomacia diferente das outras. Temos nossas próprias doutrinas. Nós não mudamos nossas políticas ou ensinamentos de acordo com novas tendências ou a cada eleição de um novo papa, como ocorre em nações seculares. Temos coerência e consistência na nossa política diplomática. Talvez sejamos o único estado a apresentar essas características na política externa. É isso o que dá a credibilidade no mundo inteiro e a torna tão respeitada“, afirma.

‘Não terás outro “deus” além da web”?



A civilização está mergulhada em um estado de entusiasmo místico, “possuída” por uma nova fé gerada pela técnica, isto é, justamente pela força que é indicada como o mais poderoso agente da secularização. Trata-se de uma religião que não tem nome nem igrejas, mas à qual não faltam sacerdotes e massas de fiéis.

A análise é do cientista social e jornalista italiano Carlo Formenti, em artigo para o jornal Corriere della Sera

No século XX, filósofos, historiadores e sociólogos se confrontaram longamente sobre a categoria de secularização, com a qual se buscava explicar como e por que os valores religiosos sobrevivem ao enfraquecimento da fé, influenciando práticas e comportamentos sociais, mesmo depois da sua transformação em regras éticas (aparentemente) sem conotações religiosas. Veja-se, a propósito, a tese de Max Weber que identificava na ética dos países de tradição calvinista o motor do desenvolvimento capitalista.

Na época atual, que se afirma pós-moderna e pratica o relativismo ético, o conceito se restringiu, reduzindo-se banalmente para evocar o ceticismo (ocidental) com relação aos dogmas religiosos. Contra as teses que atribuem à nossa civilização um grau elevado e irreversível de secularização, há, porém, quem defenda que ela está, ao contrário, inconscientemente mergulhada em um estado de entusiasmo místico, “possuída” por uma nova fé gerada pela técnica, isto é, justamente pela força que é indicada como o mais poderoso agente da secularização.

Trata-se de uma religião que não tem nome nem igrejas, mas à qual não faltam sacerdotes e massas de fiéis.

Reagir para vencer




                A solidão é um dos problemas causadores do sofrimento humano. É condição permanente a milhares de pessoas pelo mundo afora. Sentir solidão é tomar consciência de que nos falta um contato significativo com outras pessoas.
                O estado solitário envolve um sentimento íntimo de vazio que pode ser acompanhado de tristeza, desânimo, sensação de isolamento, inquietação, ansiedade e um desejo intenso de ser amado e ser necessário a alguém.
                É comum em pessoas solitárias a sensação de "ser deixado de lado", indesejadas ou rejeitadas, mesmo cercadas de muitas pessoas. Não é surpreendente a ideia de que as pessoas em estado de solidão se sintam inúteis e convictas de que não valem nada.
                E ainda, não suportando a ideia de serem indesejados, muitos negam a sua solidão e correm para bares, grupos de encontros ou outros tipos de reuniões numa tentativa de escapar desta condição.
                Mas mesmo em lugares cheios, os solitários permanecem sós, sem ligações até mesmo com familiares, parecendo incapazes de construir relacionamentos significativos ou estarem satisfeito com as poucas relações que conseguem manter.
                A solidão pode ter diversas causas: social, psicológica, espiritual ou pela situação ou problema momentâneo a qual todos estamos sujeitos. Mas como estar prevenido ou expulsar a solidão de nós?
                Precisamos enxergar o que realmente importa além dos nossos recursos e confiar em Deus para nos satisfazer, para preencher o vazio existente em nossa alma. Na verdade, trata-se de desejar nada menos que o próprio Deus.

A importância do diálogo entre pais e filhos



  
                Os conflitos entre pais e filhos é realmente um sério problema. Educar pode não ser uma tarefa simples, mas é evidentemente necessária desde a primeira idade. Seja ainda uma criança, adolescente ou jovem, é muito importante que pai e mãe estejam sempre presente.
                O que se nota por vezes é a existência de um grande abismo entre pais e filhos. A falta de diálogo, a falta de tempo para momentos em família e consequentemente o desinteresse pelas atividades corriqueiras dos filhos abre uma lacuna cada dia maior entre ambos. Ao se afastarem, pais e filhos, passam a pertencerem a mundos diferentes, são estranhos dentro da própria casa.
                Pais e mães têm a grande tarefa de encaminhar o indivíduo para a vida adulta. Claro, que esta relação não pode ser puramente de autoridade é necessário dosar. Acolhimento e ternura são essenciais, pois amar e ser amado é uma das mais importantes lições que os filhos precisam aprender.
                O catecismo da Igreja Católica afirma: "A paternidade divina é a fonte da paternidade humana" (CIC 2214). Por isto, o respeito dos filhos não apenas os menores de idade, como também os adultos, pelo pai e pela mãe, é um preceito divino.
                O que posso e o que não posso fazer na educação dos filhos? Muitos pais querem se tornar apenas amigos dos filhos, quando na realidade, crianças precisam, durante toda a sua formação, de limites. Evidentemente que esses limites devem ser passados com carinho e amor, mas também com a autoridade que pertence aos pais.
                O exercício da autoridade dos pais, muitas vezes não será aceito sem confronto, mas isto faz parte o processo de desenvolvimento, a criança desenvolve uma visão crítica da vida e assim se torna adulto. O exemplo também é fundamental, um adolescente, irá se desenvolver pessoal e profissionalmente, se tiver um modelo no qual se espelhar e, principalmente, se apoiar. Palavras não são o mesmo que testemunho.

Só Deus sacia por completo todos os desejos do coração humano



L'Angelus
Pe. José Victorino de Andrade, EP
Dificilmente se encontrará alguém que não anseie e procure a felicidade. Esta demanda foi posta por Deus no coração de todos os homens que, à semelhança de Santo Agostinho, apenas descansam quando O encontram e n’Ele “repousam” (Confissões I, 1). O início do Catecismo da Igreja Católica começa exactamente com esta temática, lembrando que o homem é capaz de Deus. Entretanto, esta insaciabilidade leva não só ao desejo de uma realização pessoal, no âmbito da vocação específica de cada um, como também da sociedade doméstica à qual pertence, e mesmo da comunidade, na qual se insere e vive.
Ensina-nos o Compêndio de Doutrina Social da Igreja que “o bem comum da sociedade não é um fim isolado em si mesmo; ele tem valor somente em referência à obtenção dos fins últimos da pessoa e ao bem comum universal de toda a criação” (n. 170). Ou seja, a realização pessoal nunca se faz de um modo isolado, mas num contexto, numa sociedade, peregrinação nesta terra herdada para o Homem a dominar através do seu trabalho, e colher os frutos, obtendo o alimento com o suor do rosto (Gn 1, 28-29; 3, 19).
Assim, a felicidade terrena, imperfeita, não se torna “num mar de alegrias, de contínua beatitude, que, durará sempre” (Is 35, 10), pois falta-lhe a visão beatífica – totus sed non totaliter -, de Deus. Peregrinando pelo mundo, a felicidade será sempre relativa, mas essa busca incessante estará por trás de tudo aquilo que o homem opera.

O verdadeiro amor cristão

O Mestre divino após ter solenemente  promulgado o mandamento novo ( Jo 13,34), renovou esta doutrina do amor  que chamou o seu preceito: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei” (Jo 15,12). Isto porque a caridade é a essência mesma de sua religião. Ao determinar isto a seus seguidores Jesus oferecia a perene solução para todos os problemas sociais, políticos e econômicos.
Apareceriam as maravilhas de toda esta imensa seara de bens que honra a civilização cristã. Multiplicar-se-iam as entidades caritativas, os gestos de afeto, a ajuda oportuna, o consolo ao sofredor, o lenitivo aos clamores dos deserdados, o amparo aos excluídos da sociedade. Creches, asilos, lares dos anciãos, obras sociais, tudo resultado deste amor inspirado no Cenáculo.  É este amor que vaporiza lágrimas amargas com palavras oportunas.
Arranca espinhos dos corações feridos. Dulcifica a dor que despedaça o irmão aflito. Alivia a fome, a sede  de quem padece tais males. Esta dileção torna quem a possuir âncora, farol, tábua  de salvação  para o próximo. Esta caridade  transparece não apenas num gesto caritativo, numa esmola eventualmente dada, em atitudes episódicas.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by