sexta-feira, 18 de maio de 2012

Ex-goleiro Bruno teria se convertido evangélico e estaria participando dos cultos na prisão, revela advogado

Ex-goleiro Bruno teria se convertido evangélico e estaria participando dos cultos na prisão, revela advogadoO goleiro Bruno, preso por envolvimento no sequestro e morte de Eliza Samúdio estaria participando de cultos evangélicos na prisão.
De acordo com o advogado do ex-goleiro do Flamengo, Francisco Simin, Bruno tem trabalhado na faxina do presídio e a participação nos cultos evangélicos “tem mexido com a parte sentimental dele”.
De acordo com o site SRZD, o advogado menciona a atitude de reconhecer a paternidade do filho de Eliza Samúdio como mudança de comportamento e afirma que a decisão de Bruno evidencia a preocupação de assegurar direitos à criança.
Bruno já havia afirmado ser evangélico durante a fase de investigações iniciais do crime que culminou com a morte da ex-amante do goleiro. Na ocasião, Bruno foi questionado por uma policial sobre sua religião: “Sou evangélico”, afirmou. Perguntado sobre um versículo da Bíblia e um cântico de louvor, Bruno não soube responder e ouviu da policial que ele era um “evangélico desviado”.
Logo que o jogador foi preso, o pastor Jorge Linhares, da Igreja Batista Getsemani afirmou que recebeu um pedido de Bruno para visitá-lo na prisão. Linhares afirmou que por muito tempo, enquanto o goleiro frequentava a igreja, tentou convencê-lo de se batizar, porém o jogador se recusava. “Não pense que eu vou abandoná-lo. Assim que eu for autorizado eu vou lá, sabe por quê? Deus odeia o pecado, mas ama o pecador”, afirmou Linhares à época.
Um pastor que visitou Bruno na prisão e realizou uma oração a seu lado foi Marcos Pereira, da Assembleia de Deus dos Últimos Dias. Nessa ocasião, participaram do culto diversos outros detentos e alguns ministros de louvor da denominação, incluindo Tonzão, ex-funkeiro dos Hawaianos, que dançou o “passinho do abençoado” no presídio.

O que a solidão faz às pessoas? Quais os seus sintomas?


Solidão

                O que a solidão faz às pessoas? Quais os seus sintomas?
                A solidão é um dos problemas causadores do sofrimento humano. É condição permanente a milhares de pessoas pelo mundo afora. Sentir solidão é tomar consciência de que nos falta um contato significativo com outras pessoas.
                O estado solitário envolve um sentimento íntimo de vazio que pode ser acompanhado de tristeza, desânimo, sensação de isolamento, inquietação, ansiedade e um desejo intenso de ser amado e ser necessário a alguém.
                É comum em pessoas solitárias a sensação de "ser deixado de lado", indesejadas ou rejeitadas, mesmo cercadas de muitas pessoas. Não é surpreendente a ideia de que as pessoas em estado de solidão se sintam inúteis e convictas de que não valem nada.
                E ainda, não suportando a ideia de serem indesejados, muitos negam a sua solidão e correm para bares, grupos de encontros ou outros tipos de reuniões numa tentativa de escapar desta condição.
                Mas, mesmo em lugares cheios, os solitários permanecem sós, sem ligações até mesmo com familiares, parecendo incapazes de construir relacionamentos significativos ou estarem satisfeito com as poucas relações que conseguem manter.
A solidão pode ter diversas causas: social, psicológica, espiritual ou pela situação ou problema momentâneo a qual todos estamos sujeitos. Mas como estar prevenido ou expulsar a solidão de nós?
                Precisamos enxergar o que realmente importa além dos nossos recursos e confiar em Deus para nos satisfazer, para preencher o vazio existente em nossa alma. Na verdade, trata-se de desejar nada menos que o próprio Deus.
                Quando buscamos verdadeiramente Deus, sentimos cada vez mais que há esperanças.

Brasil reduz pela metade as mortes por complicações no parto


 
O Banco Mundial e as Nações Unidas divulgaram relatório com boas notícias para os brasileiros. O país reduziu pela metade os casos de mortes de mulheres relacionadas à gravidez ou ao momento do parto. Os dados se referem a 2000 e 2010.

O estudo se chama "Tendências da Mortalidade Materna", e traz o Timor-Leste como a nação de língua portuguesa que mais reduziu o total de mortes relacionadas à gravidez e ao parto. O país do sudeste asiático diminuiu em 71% o número de mortes maternas, enquanto o Brasil reduziu em 51%.

Dos países lusófonos, Angola vem em segundo lugar, com 62% e Cabo Verde com 61%. Em Portugal, a redução de mortes maternas foi de 48%.

Parlamentares apresentam recursos para sustar a decisão do STF em relação ao aborto dos anencéfalos



Em um lapso de poucos dias, deputados brasileiros apresentaram ao Congresso Nacional em Brasília três recursos diferentes visando sustar a decisão do Supremo Tribunal Federal em relação à ADPF 54, que despenalizou o aborto dos bebês diagnosticados com anencefalia ou severa deformação cerebral durante a gravidez, baseando-se no direito à vida garantido pela Carta Magna da nação e pelo fato da Corte brasileira ter atuado fora da área de sua competência, legislando em matérias de defesa da vida.

O primeiro recurso foi entregue na quarta-feira, 9 de maio de 2012, pelo deputado evangélico Marco Feliciano (PSC/SP) que apresentou à Câmara o Projeto de Lei PDC 565/2012, que visa sustar atos normativos do Poder Executivo. Com efeito, se aprovado o projeto sustaria "a aplicação da decisão do Supremo Tribunal Federal proferida na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54, que declara não ser crime a "antecipação terapêutica de parto" de anencéfalos". O projeto foi aplaudido por pró-vidas em todo o território nacional.

Já na quinta-feira, 10 de maio, os deputados Roberto de Lucena-PV/SP, Salvador Zimbaldi-PDT/SP e João Campos-PSDB/GO, protocolaram na Câmara dos Deputados um Projeto de Decreto Legislativo (PDL), através do qual, propunham "sustar a aplicação da decisão do Supremo Tribunal Federal
proferida na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental- ADPF 54", alegando que o STF não tem competência de legislar contra ou a favor do aborto em nenhuma das hipóteses tipificadas na Constituição ou no Código penal, como também foi reconhecido pelo então presidente do Supremo, o ex-ministro Cezar Peluso, no seu voto em relação à ADPF 54.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

À espera de Pentecostes: Dons da Palavra

Enquanto esperamos a grande festa de Pentecostes, tão significativa para nós, carismáticos, o portal RCCBRASIL recordará as pregações das manhãs do ENF 2012.
No ano em que o Movimento se une para “apascentar as ovelhas” do Senhor, o aprofundamento e a prática de elementos essenciais da nossa espiritualidade são colocados em evidência para que o pastoreio aconteça com fortes marcas da identidade carismática. Com esse intuito, a programação das manhãs do Encontro Nacional de Formação 2012 contou com pregações e fortes momentos de oração sobre o tema Carismas. Acompanhe esta série de três artigos que estão publicados na edição nº 73 da Revista Renovação e agora nos ajudarão na preparação para Pentecostes.
Dons da Palavra
O nosso chamado de apascentar as ovelhas se dá a partir daquilo que nós somos, da nossa identidade enquanto Movimento.  Dentro desse contexto,  nós sabemos que o tripé da identidade da RCC é o batismo no Espírito Santo, a vivência dos carismas e a vida em comunidade. Dessa forma, para bem pastorear, precisamos conhecer e aprofundar o uso dos carismas porque os dons do Espírito Santo multiplicam as possibilidades humanas de evangelização.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Mãe das mães: a maternidade divina de Maria



A maternidade divina de Maria
Todos os títulos e grandezas de Maria dependem do fato colossal de sua maternidade divina. Maria é imaculada, cheia de graça, Co-redentora da humanidade, Rainha dos Céus e da Terra e Medianeira universal de todas as graças, etc., porque é a Mãe de Deus. A maternidade divina A coloca a tal altura, tão acima de todas as criaturas que São Tomás de Aquino, tão sóbrio e discreto em suas apreciações, não hesita em qualificar sua dignidade como sendo de certo modo infinita. E seu grande comentarista, o Cardeal Caietano, diz que Maria, por sua maternidade divina, alcança os limites da divindade. Entre todas as criaturas, é Maria, sem dúvida alguma, a que tem maior afinidade com Deus.
Assim, no dizer de outro eminente mariólogo "o dogma mais importante da Virgem Maria é sua maternidade divina". É o primeiro alicerce sobre o qual se levanta o edifício da grandeza mariana. É este um fato que excede de tal modo a força cognoscitiva do homem que deve ser enumerado entre os maiores mistérios de nossa fé.
Que uma humilde mulher, descendente de Adão como nós, se torne Mãe de Deus, é um mistério tão sublime de elevação do homem e de condescendência divina, que deixa atônita qualquer inteligência, angélica ou humana, no séculos e na eternidade.

Documentos confirmam sinais de santidade na vida da Princesa Isabel



Cerca de 80.000 documentos começaram a ser analisados numa pesquisa que visa oferecer à Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, subsídios para a abertura do processo de beatificação da Princesa Isabel (1846-1921). Dom Orani João Tempesta, arcebispo Metropolitano do Rio encarregou a tarefa de traçar um primeiro perfil biográfico da piedosa e caridosa vida da princesa ao o Prof. Hermes Rodrigues Nery, quem enviou um artigo à nossa redação contando as suas descobertas.

O prof. Nery, que também é coordenador do Movimento Legislação e Vida, da Diocese de Taubaté e propositor do pedido feito a Dom Orani João Tempesta, em outubro do ano passado, passou a semana do 7 a 13 de maio em Petrópolis, para aprofundar os estudos da vasta documentação do Arquivo Histórico do Museu Imperial

Segundo o Prof. Rodrigues Nery, os documentos pesquisados até o momento confirmam os sinais de santidade da princesa, que foi três vezes regente do Brasil, associando-se de modo ativo no movimento abolicionista, tendo protagonizado a libertação dos escravos no Brasil, há 124 anos. 

Depressão: como identificar os sintomas e ajudar o doente




Identificar quando um ente querido sofre de depressão é o primeiro passo no caminho para sua recuperação. A doença se caracteriza por um sentimento de tristeza prolongado, acompanhado da perda da capacidade de aproveitar os acontecimentos da vida além de uma sensação de desengano e cansaço generalizado.

Quem explica é Dr. Jorge Rodríguez Sanches, assessor para o tema da Organização Pan-americana de Saúde (OPS).

“Um quadro inicial que, aparentemente, poderia representar uma manifestação de tristeza como reação normal pode se converter em depressão. As causas da depressão podem ter diferentes origens: muitas vezes são fatores ambientais relacionados com a vida familiar, social e comunitária da pessoa como, por exemplo, a perda de um ente querido. Por outro lado, muitas vezes também a doença aparece por pré-disposições biológicas e até mesmo genéticas”.

Esse fator biológico, contudo, não atesta que uma pessoa é mais suscetível a desenvolver a doença.

“Em alguns históricos nos quais a depressão tem base biológica, como no caso da bipolaridade, essa pessoa que já sofreu episódios depressivos corre o risco de ter recaídas”.

Aborto de anencéfalos: Bebês serão despedaçados e sugados com aspirador, explica médico à Revista Veja.




Aborto por curetagem
Depois de uma decisão do Supremo Tribunal Federal do Brasil determinando que bebês que sofrem do defeito de nascença conhecido como anencefalia não são “legalmente” vivos e, portanto, podem ser abortados com total liberdade, médicos brasileiros estão explicando para os meios de comunicação como tais bebês realmente serão mortos sob o novo regime legal.
Numa recente entrevista para Veja, a revista noticiosa mais popular do Brasil, o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Dr. Carlos Vital, explicou que os médicos terão duas escolhas: “curetagem” ou “aspiração”.
Abortos de bebês anencefálicos serão realizados no segundo ou terceiro trimestre.Um aborto de curetagem usa uma faca especial para cortar a criança em pedaços, e então raspar seu corpo e placenta da parede uterina. Um aborto de aspiração usa forte sucção para despedaçar a criança, e de modo semelhante a separa de sua mãe.
De acordo com os médicos, se esses métodos são inadequados em abortos de gravidez mais avançada, o método de dilatação e evacuação seria exigido, envolvendo uma pinça que é usada para despedaçar o corpo maior do bebê.
O Dr. Vital disse para Veja que abortos em crianças anencefálicas poderiam ser realizados até o nono mês de gravidez.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by