VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 12 de maio de 2012

Somos da geração João Paulo II



Toda uma geração foi influenciada pelo pensamento e vida de João Paulo II. Ainda quando era padre na Polônia e quando bispo de Carcóvia, seu grande encanto e dedicação eram os jovens, a quem ele chamaria, décadas depois, de “minha alegria e minha coroa”.
 Esse amor pelos jovens foi, por um lado seu maior legado à Comunidade Shalom e, por outro, o ponto de encontro entre ele e o jovem Moysés Azevedo Filho que, aos seus pés como aos pés da Igreja entregava a Cristo sua vida e juventude a serviço dos jovens. Dois amores à juventude que se encontram no mesmo momento de oferta durante a Eucaristia pela doação de vida por amor a Deus.
 Como sabemos, nenhum encontro aos pés do altar é um mero acaso. Estava selado, naquele 9 de julho de 1980, o que se concretizaria exatamente dois anos depois, numa despretensiosa lanchonete e só seria entendido dez anos mais tarde: Deus tinha um plano. Nosso passo fundante a nível espiritual havia sido dado com a entrega de vida para a evangelização dos jovens e todos os que se encontram longe de Deus. Para isso existimos, por Deus e por eles nos entregamos.

Evangélicos recorrem à justiça por direito de filhas não usarem uniformes com imagem de São Jorge

Evangélicos recorrem à justiça por direito de filhas não usarem uniformes com imagem de São JorgeEm Pontal de Araguaia, no interior do Mato Grosso, um casal de evangélicos teve que recorrer à justiça pelo direito das filhas não usarem o uniforme da escola onde estudam, o motivo, uma imagem de um santo católico, que é o símbolo da escola que se chama “Escola Municipal São Jorge”.
De acordo com os pais eles tentaram resolver o problema antes de recorrer às vias judiciais, a mãe das meninas propôs fazer um uniforme sem a impressão da imagem, entretanto, o conselho de classe e a direção da escola não aceitaram, e ainda mantiveram a decisão mesmo após o casal ter recorrido à Defensoria Pública.
Mas, os pais das crianças obtiveram êxito e a escola permitiu a alteração após o defensor público Milton Martini ter notificado a prefeitura cientificando que o fato seria encaminhado para a Justiça.
O texto da notificação elaborado pelo procurador diz que, “O artigo 5º da Constituição Federal assegura a igualdade perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, e ainda esclareceu sobre a liberdade de consciência e de crença, também garantidos constitucionalmente.

O silêncio na Liturgia




                Cardeal D. Eugenio de Araújo Sales
                Arcebispo Emérito da Arquidiocese do Rio de Janeiro

                Diz a Sagrada Escritura: "Há tempo de calar e tempo de falar" (Eclesiastes 3,5). A muitos cristãos se aplica essa advertência bíblica. Ao entrar em certos templos, o modo como alguns procedem revela falta de Fé na presença eucarística e desconhecimento das exigências de um lugar sagrado. Dentro, continuam o entretenimento iniciado fora, na rua, como se tudo fosse banal. Outras vezes, a palestra, mesmo a meia voz, serve de passatempo, enquanto aguardam o ato litúrgico. A casa de oração é transformada em lugar de conversação. E isso acontece também entre pessoas que deveriam servir de exemplo.
                Mais grave ainda quando este comportamento ocorre durante celebrações religiosas. Importa valorizar o silêncio nessas ocasiões e lugares. Ele também significa nossa condição de pecador. É o que se deduz dessa passagem de São Paulo, na Epístola aos Romanos (3, 19):                "Toda a boca se cale e o mundo inteiro se reconheça réu em face de Deus".
                O Senhor, no sacrário das igrejas, pede o recolhimento pessoal e da comunidade. Há muitas outras oportunidades de os homens se encontrarem. No templo o relacionamento é com Deus. Manifesta-se de vários modos, pela genuflexão bem feita diante do Santíssimo, pela postura corporal, aproveitamento do tempo pela oração e, em particular, com a homenagem que a criatura presta ao Criador, guardando o silêncio respeitoso nos atos religiosos ou fora deles. Lemos no Evangelho de São Lucas (9,36) que, ao ser revelada a divindade de Cristo na transfiguração do Tabor, "os discípulos mantiveram silêncio".

Combatendo a inveja



                A inveja é definida no dicionário como: desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem, e é exatamente sobre esse sentimento negativo de pecado que eu quero falar com você meu querido e minha querida.
                Porque a inveja é um pecado? Porque tem uma essência negativa. Quem se deixa dominar por este sentimento deseja ter algo que não lhe pertence, a qualquer custo, nunca está satisfeito com o que possui e quer sempre mais.
                Por mais difícil que seja aceitar a existência da inveja ela pode estar em toda a parte: em colegas de trabalho, amigos, vizinhos, familiares e em nós mesmos.
                A inveja nos deixa distantes de Cristo porque nos arma uns contra os outros. No catecismo da igreja católica lemos que a inveja é um pecado capital e nosso décimo mandamento recomenda "não cobiçar as coisas alheias", mas ainda com essas recomendações este sentimento pode brotar em nosso coração como uma armadilha do inimigo para nos afastarmos uns dos outros e de Deus.
                Vejamos o que está escrito em Gálatas (5,26): "Não sejamos ávidos da vanglória. Nada de provocações, nada de invejas entre nós." Agora é importante refletirmos: Quantas vezes nos deixamos dominar pelo pecado da inveja?

Igreja no Brasil recorda o quinto aniversário da canonização de São Frei Galvão



Há exatamente 5 anos atrás o Papa Bento XVI elevava aos altares o primeiro santo nascido no Brasil, o religioso franciscano Antônio de Sant'Ana Galvão, mais conhecido como Frei Galvão. Frei Galvão ficou conhecido pelas "pílulas" que distribuía aos doentes e é tido como um exemplo no cuidado dos mais necessitados e dos enfermos.

Segundo informou a Arquidiocese de São Paulo, amanhã, 12, o cardeal arceispo de São Paulo Dom Odilo Pedro Scherer, presidirá uma missa em ação de graças pela canonização de frei Galvão, às 7h no Mosteiro da Luz (Avenida Tiradentes, 676).

Sua canonização se deu no marco da visita de cinco dias do Santo Padre ao Brasil para inaugurar a V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano em Aparecida, na ocasião mais de 1 milhão e 200 mil fiéis participaram da celebração, que foi realizada no Campo de Marte, zona norte da capital paulista.

"Exultação" alegria e "fervorosa" devoção marcaram a missa que colocou no livro dos santos o nome do frade que viveu no Brasil entre os séculos XVIII e XIX. A imagem mais conhecida do religioso em hábito franciscano estava estampada no altar.

Jovens se reúnem hoje em Vigília para pedir pela JMJ 2013


Os fiéis da arquidiocese do Rio de Janeiro e dioceses vizinhas, especialmente os jovens, estão convocados a se unirem em adoração durante toda a noite de hoje para rezar pela Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 na VII edição da Vigília dos Jovens Adoradores. O evento será realizado no Santuário Nacional de Adoração Perpétua, na Igreja de Sant'Ana, no centro da cidade.

A missa de abertura será presidida pelo bispo auxiliar Dom Pedro Cunha e a animação ficará por conta do cantor Allyson Castro.

A vigília começa às 22h desta sexta-feira, 11, e vai até às 6h da manhã de sábado, tem como objetivo fazer a preparação espiritual para a Jornada, rezar pela evangelização dos jovens e pelos preparativos do encontro com o Papa, além de pedir pelas intenções do Santo Padre.

Os jovens cariocas têm demonstrado que já assumiram a missão dada pelo presidente do Comitê Organizador Local da JMJ Rio2013 e arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, de edificar a Jornada na oração. O pedido do arcebispo, que tem sido reforçado em todas as edições da vigília pelos bispos auxiliares da arquidiocese, já foi acolhido por centenas de jovens que têm comparecido fielmente ao santuário em cada edição.

A vigília que ocorre todas as segundas sextas-feiras do mês no Rio também é celebrada na arquidiocese de Niterói toda terceira sexta-feira do mês. A primeira edição do evento em Niterói reuniu 600 jovens.
Autor: ACI Digital

sexta-feira, 11 de maio de 2012

As Três Ave-Marias

Santa Matilde presenciou várias aparições de Jesus e de Maria. E apesar da sua penitência e oração, ela temia o momento da morte. Por isso rezava a Nossa Senhora pedindo-lhe que a assistisse nessa hora derradeira. Então, no ano de 1285, a Virgem Maria apareceu-lhe e consolou-a dizendo:
“Sim, farei aquilo que me pedes, minha filha, porém peço-te que rezes diariamente três Ave-Maria.
A primeira Ave-Maria, pedindo que assim como Deus Pai me elevou a um trono de glória sem igual, fazendo-me a mais poderosa no céu e na terra, assim também eu te assista na terra para fortificar-te e afastar de ti toda potestade inimiga.
 A segunda Ave-Maria, me pedirás que assim como o Filho de Deus me concedeu a sabedoria, em tal extremo que tenho mais conhecimento da Santíssima Trindade que todos os Santos, assim eu te assista na passagem da morte para encher tua alma das luzes da fé e da verdadeira sabedoria, para que não a obscureçam as trevas do erro e ignorância.
 A terceira Ave-Maria, pedirás que assim como o Espírito Santo me concedeu as doçuras de seu amor, e me tem feito tão amável que depois de Deus sou a mais doce e misericordiosa, assim eu te assista na morte enchendo tua alma de tal suavidade de amor divino, que toda pena e amargura da morte se troque para ti em delicias.”
 A prática desta devoção consiste em rezar todos os dias três Ave-Marias agradecendo à Santíssima Trindade os dons de Poder, Sabedoria e Amor que outorgou à Virgem Imaculada, e pedindo a Maria que use deles em nosso auxílio.”
Todos os dias, rezar o seguinte:
 Maria, Mãe minha; livrai-me de cair em pecado mortal!
 1- Pelo o Poder que te concedeu o Pai Eterno. Rezar uma Ave-Maria.
2- Pela Sabedoria que te concedeu o Filho. Rezar uma Ave-Maria.
 3- Pelo Amor que te concedeu o Espírito Santo. Rezar uma Ave-Maria.

Casamento não é “apenas” festa, é MUITO mais!!


Carlos Ramalhete
Tem gente que faz uma festa de casamento tão complicada, que se esquece de casar.
Casamento deve ser comemorado. Sempre, nem que seja – como foi o meu, mas é uma longa história – com guaraná e biscoitos comprados na padaria ao sair da igreja. Isso porque é o casamento que encerra a primeira parte da vida. Nesta primeira etapa, somos dependentes; ainda estamos construindo as capacidades que nos tornarão membros produtivos da sociedade, sem responsabilidades que não para com nós mesmos.
A partir do momento em que nos casamos, mudamos de time na pelada e na sociedade: passamos a fazer parte daqueles de quem outros são dependentes, daqueles que têm responsabilidades para com outros e, por extensão, para com toda a sociedade. Eu, que sou casado, não posso nem me dar ao luxo de viver com a frugalidade de um monge nem gastar o dinheiro que ganhe em besteiras e prazeres. Não posso dar a louca, fazer o que me dê na telha, sair pra viajar ou passar oito horas por dia tocando saxofone.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

AIS Brasil marcará presença com eventos durante a JMJ Rio


AIS Brasil marcará presença com eventos durante a JMJ Rio
Faltando pouco mais de um ano para a próxima Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho de 2013 no Rio de Janeiro, a Fundação Pontifícia AIS (Ajuda à Igreja que Sofre) vai divulgar informação e conteúdo para a preparação dos jovens para o encontro e terá uma ativa participação durante os dias em que jovens do mundo inteiro se reunirão com o Papa no Rio.

Através de um trabalho coordenado pelo seu escritório no Rio de Janeiro, além de trazer notícias da Igreja em terras de missão e lugares onde muitas vezes Ela é perseguida, a AIS também vai informar sobre o desenvolvimento dos trabalhos prévios à JMJ em uma série de artigos dedicados ao evento, e já se encontra empenhada em oferecer uma significativa contribuição ao encontro mundial da juventude com o Sucessor de Pedro.

"Sendo a JMJ o maior evento da Igreja Católica em termos de participação popular, a Fundação Pontifícia 'Ajuda à Igreja que Sofre' não poderia deixar de participar ativamente deste evento único no mundo. Planejamos organizar uma exposição multimídia no Largo da Carioca, no coração do Rio, aprofundando o tema da JMJ que será: 'Ide e fazei discípulos entre todas as nações'", afirma o diretor da AIS no Brasil, José Lucio Correa.

Arqueólogos israelenses encontram selo do período do Templo de Salomão

Arqueólogos israelenses encontram selo do período do Templo de SalomãoUm selo de mais de 2 mil anos foi encontrado durante escavações arqueológicas realizadas perto do Muro das Lamentações, edificação construída para contenção do Templo de Herodes, que foi construído sobre as ruínas do famoso Templo de Salomão. A descoberta foi anunciada pela Autoridade Israelense de Antiguidades.
A peça encontrada tem cerca de 2 centímetros de cumprimento e foi descoberta no chão do antigo edifício. Além do selo, um padrão de cerâmica comum naquele período também foi encontrado nas escavações feitas no local. O selo é uma pedra semipreciosa na qual foi gravado em hebraico o nome de seu proprietário: “Lematanyahu Ben Ho…”, que significa: “Pertence a Matanyahu filho de Ho…”). O resto da inscrição está ilegível.
Esse tipo de objeto era muito utilizado pelas pessoas importantes daquele período, que usavam os selos dentro de anéis para assinar cartas como uma marca de identificação pessoal.

Juntos, evangélicos e católicos pedem paz na Colômbia

Foram mais de 250 assinaturas no documento, de líderes de várias denominações tais como, Presbiteriana, Menonita, Metodista, Batista, Luterana, União Missionária, Católica San Nicolás da Rocha, Salem Internacional, Filhos da Graça e Interamericana.
Outras instituições como o Conselho Latino Americano de Igrejas (CLAI), Oikonest, Sepaj, Associação Verapaz da Espanha, Centro Ellacuri de Bilbao, Rede Ecumênica da Colômbia, Justapaz, Irmãs Dominicanas, Universidade Reformada, Fundação Universidade Batista, Universidade Católica do Norte, Seminário Menonita, Christian Emergency Network, Corso Asvida, IUMEC, Irmãzinhas da Assunção, CEDERNHOS, Centro para o progresso espiritual. Associação Pacto pela Colômbia, Agenda Caribe, Prison Fellowship, Antioquia, Comissão da Mulher e da Igreja Teresita Ramirez, CEDECOL, Comissão da Paz, Liga das Mulheres, Seminário Teológico McCormick, Seminário John Wesley e Seminário Teológico New Brunswic, se uniram em apoio à causa.

Entendendo o que é a conversão




A missão dos Apóstolos, anunciar a Palavra de Deus, acompanha a chamada à conversão já que ao anunciar Jesus cristo proclamam também a necessidade de converter-se e de crer. O batismo é o sacramento que faz com que o ser humano experimente essa nova realidade (cf. At 2,38). Conversão também é abandonar o fermento velho para celebrar a Páscoa  com os ázimos da sinceridade (Cf. 1 Cor 5,7s). De fato, na vida do cristão, que sempre está em processo de conversão, a escuta à Palabra e a recepção dos Sacramentos têm um papel insubstituível no caminho rumo à santidade. A esta conversão contínua chamamos “conversões segundas”.  Na vida da Igreja é uma alegria receber novos conversos em seu seio, os novos filhos da Igreja. Quando a ela os introduz no Misterio de Cristo pelo Batismo se dá o que a teología clássica chamou de “justificação”, conceito este muito próximo ao vocábulo “conversão”.
Para as Igrejas tradicionais que se separaram do catolicismo  a justificação era algo que atingiria o homem de uma maneira externa enquanto que Deus não olharia mais os pecados do ser humano redimido graças à justiça de Cristo que os encobre; é como se Cristo estivesse entre o Pai Santo e o homem pecador, mas sem penetrar na interioridade do ser humano. A teologia católica, ao contrário, apresenta a justificação – de acordo com o Concilio de Trento – como uma realidade que toca o mais profundo do ser humano, já que o limpa interiormente do pecado e dá-lhe uma verdadeira renovação e santificação interior. A chamada “justificação primeira” seria a que acontece no batismo. Neste sentido, o Catecismo da Igreja Católica distingue a “conversão primeira”, que se dá no batismo, e a “segunda conversão”, ou seja, a continua mudança de vida com vistas à santificação que culmina na escatologia (cf. CEC 1426-1428).

Cristãos brasileiros se preparam para Semana de Oração pela Unidade



Os cristãos de todo o Brasil se preparam para celebrar a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC).

A Semana é promovida pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e pelo Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI). Este ano, o lema foi inspirado na Primeira Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios: "Todos seremos transformados pela vitória do Senhor Jesus Cristo" (1ª Cor. 15. 51-58).

O texto fala da ressurreição vivida por Jesus e apresentada como meta final de todos nós. A busca da unidade não é algo para a vida eterna no céu, mas deve ser buscada em nossa caminhada terrena. Ao proclamar a ressurreição, o texto nos diz que, se seguimos aquele que venceu a morte, toda vitória é possível, por maiores que pareçam as dificuldades.

Projeto de lei na Irlanda ameaça o segredo da Confissão sacramental.


Uma forte contovérsia na Irlanda após o anúncio do ministro da Justiça, Igualdade e Defesa, Alan Shatter sobre a proposta do governo em punir todos aqueles que ocultarem informações sobre crimes sexuais cometidos contra crianças e pessoas em situação de vulnerabilidade, incluindo os sacerdotes que tomarem conhecimento destes crimes através do Sacramento da Penitência (Confissão).
A Associação de Sacerdotes Católicos repudiou o projeto. Segundo o Padre Sean McDonagh, membro da entidade, “os sacerdotes não vão romper o segredo da confissão por nada”.
A Igreja ordena que os sacerdotes guardem o segredo da confissão sobre os pecados confessados sacramentalmente. O Código de Direito Canônico, no Cânon 983, não permite nenhum tipo de exceção. “O segredo sacramental é inviolável, por isso é terminantemente proibido ao confessor descobrir o penitente, de palavra ou de qualquer outro modo e por nenhum motivo”.
O ministro da Justiça reiterou sua intenção de obrigar os presbíteros a revelar sua informação obtida através da confissão e qualificou as críticas como uma “distração” por parte da Igreja. O projeto que seria apresentado ao Parlamento nas próximas semanas é a segunda tentativa de legislar contra o sacramento da Penitência na Irlanda, em um ano.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Rede Nacional de Intercessão - Maio de 2012


Plano de Ação para o Ministério de Intercessão
Nos próximos meses, vamos abordar o nosso plano de ação para 2012. Esperamos que cada intercessor conheça as ações sugeridas e se comprometa com a realização de cada uma delas.
Neste mês vamos abordar sobre a primeira dimensão do plano de ação que é a visão do intercessor.
I) VISÃO
Visão diz respeito a um conjunto de valores que cremos serem essenciais, portanto não podem faltar, na obra do Senhor que estamos construindo. Esta construção não é apenas minha ou da minha família, mas é uma construção coletiva daqueles que o Senhor tem colocado neste lugar para o servir e aqui cumprir a sua missão.
Conta-se, que certa vez o presidente Juscelino Kubitschek, durante a construção de Brasília, parou diante da obra da catedral e, entre os muitos operários que estavam ali trabalhando, perguntou a dois deles o que eles estavam fazendo. Um disse que estava edificando um muro; o outro, disse ao presidente que estava construindo uma catedral.
Visão é isso, mesmo quando você não vê o todo, sabe que cada ação e cada atitude estão de acordo com o resultado final esperado. Para tudo o que precisamos edificar, a Igreja, a nossa casa, a nossa família, a nossa profissão, casamento etc. para tudo, precisamos de um boa visão, porque é ela que nos manterá unidos e fortalecidos nos dias mais difíceis.
Intercessoras do Grupo Renascer
A visão do intercessor
O intercessor precisa ver que a intercessão é a última instância de proteção contra o inimigo e contra os nossos erros e pecados. Por isso, o intercessor não pode deixar brechas e nem vacilar. É necessário ser vigilante em tempo integral.

Igreja Católica na China celebra ordenações sacerdotais no mês de Maria


Neste mês de maio dedicado à Virgem Maria, a Igreja na China se une às festividades marianas da Igreja Universal celebrando dez ordenações sacerdotais.

As celebrações iniciaram no dia 1 de maio com a ordenação sacerdotal de dois diáconos diocesanos contando com a presença de mais de 14 mil fiéis da Diocese de Tian Jin, reunidos na praça que fica diante da Catedral.

Na Diocese de Cang Zhou (originariamente Xian Xian) da província de Hei Bei, Dom Joseph Li presidiu a ordenação sacerdotal de oito diáconos diocesanos, missa que foi concelebrada por 18 sacerdotes. Com esta ordenação o número de sacerdotes da diocese aumentou para 128.

Fontes da agência vaticana Fides informaram que a eleição do mês Mariano na China é "um bom começo para ser melhores trabalhadores na vinha do Senhor, confiando no amparo e acompanhamento espiritual de Maria".

Além das ordenações sacerdotais, a Igreja na China realizará peregrinações aos santuários marianos, encontros de oração, renovação dos votos dos religiosos e religiosas, entre outras iniciativas que mostram que a devoção em toda a China continental está viva. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por
ACI Digital

Amai-vos como Eu vos amei

Não existe uma pessoa que não ame. Muda o objeto que é amado, mas faz parte da natureza humana voltar-se, no amor, para o que é desejado e buscado. Pode parecer muito simples, mas também a capacidade de amar vem a ser educada, num processo de formação que envolve a vida inteira. Mal formada, a inata capacidade para amar pode chegar inclusive à destruição da realidade que é amada. Trata-se de uma força imensa, plantada por Deus nos corações humanos. Ela vem do Céu, para se implantar e multiplicar-se no bem que pode ser feito na terra e se perpetuará na eternidade.
O amor é um sentimento? Envolve, sim, os sentidos, mas na compreensão cristã, que perpassa a Sagrada Escritura e a experiência secular da Igreja, é muito mais do que um sentimento. Antes, é um ato de inteligência e de vontade. Basta recordar a realidade do martírio, presente em toda a história da Igreja, na qual alguém se dispõe a superar o instinto primordial de defesa da própria vida, para entregá-la pelo bem dos outros, como resultado de sua escolha de vida no seguimento do Evangelho. Existem também situações de pessoas que, mesmo sem conhecimento do Evangelho, chegam a entregar-se pelo bem dos outros, pela causa da vida e da dignidade humana. Tais gestos fazem compreender a possibilidade de uma escolha radical, que orienta todas as energias humanas para o que não se vê nem se pode comprovar, senão pelo testemunho!

Restam poucas vagas para o 3º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação



Ainda estão abertas as inscrições para o 3º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação (Pascom), que acontecerá em Aparecida (SP), de 19 a 22 de julho, abordando o tema "Identidade e Missão".
O novo valor da inscrição, desde segunda-feira, 7 de maio, é de 395 reais, referente a inscrição e três diárias de hospedagem (pernoite, café da manhã, almoço e jantar). O motivo do aumento é que as vagas nos hotéis com pacote de 355 reais já se esgotaram. Sem a hospedagem e alimentação, o valor da inscrição é de 30 reais.
Os interessados poderão acessar o seguinte endereço: www.cnbb.org.br/3enc.
Outras informações estão disponíveis no setor de Comunicação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no telefone: (61) 2103-8366.
Segundo a assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social, irmã Élide Maria Fogolari, este Encontro quer ser um momento importante de reflexão, estudo e trocas de experiências para todos os que desejam comunicar Jesus Cristo a todos com a Comunicação.
"O papa João Paulo II recomendava e insistia em suas homilias, que 'não basta utilizar a mídia para difundir a mensagem cristã e o magistério da Igreja, mas é preciso integrar a própria mensagem nesta nova cultura criada a partir da comunicação moderna' (Redemptoris missio, 37). Esta é a motivação que dá sentido realizar mais um encontro da Pascom, em Aparecida, onde juntos, vamos planejar a comunicação a partir do contexto cultural em que nos situamos", explicou a assessora da CNBB.

Autor: CNBB

Crescer em humanidade




                Dom Francisco Biasin
                Bispo de Barra do Piraí/Volta Redonda (RJ)

                Na profissão de fé, o Credo, proclamamos que Jesus "desceu do céu, se encarnou no seio da Virgem Maria e se fez homem". Esse "fazer-se homem" de Jesus nos encanta porque o torna muito próximo de nós. Superando certa apresentação redutiva da pessoa de Jesus que o descreve já completo, desde o seu nascimento, como se se tratasse de um "menino prodígio" porque Filho de Deus, devemos nos ater a quanto os próprios evangelhos nos apresentam a respeito dele.
                Sintomática neste sentido é a afirmação do evangelista Lucas, que como médico sabia compreender melhor a pessoa humana em todas as suas dimensões, também a fisiológica e psicológica, quando a respeito de Jesus diz: "O menino foi crescendo, ficando forte e cheio de sabedoria. A graça de Deus estava com ele." (Lc 2,52).
                Afirma-se aqui um verdadeiro crescimento de Jesus, uma progressão rumo à maturidade: isso quer dizer que ele aprendeu a ser homem, se fez homem aos poucos, como todos nós, assumindo deste modo plenamente a nossa natureza. E neste crescimento, a graça de Deus estava com ele!

Igreja se empenha na integração de deficientes visuais



Segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2000, cerca de 16,6 milhões de brasileiros têm algum grau de deficiência visual e quase 100 mil se declararam cegos.
Diante dessa realidade, a Igreja Católica tem se mostrado próxima a essas pessoas promovendo sua inclusão nas comunidades e desenvolvendo projetos para a melhora na qualidade de vida delas.
O Instituto Padre Chico, por exemplo, acompanha crianças de seis meses até nove anos. Além do ensino do método braile, as crianças têm toda formação geral dos primeiros anos escolares. Existem ainda programas de integração e mobilidade visando a independência do deficiente visual e orientação profissional que explora as aptidões de cada pessoa.
No campo da evangelização há uma Catequese para as crianças católicas, mas que também é aberta a todos, explica o bispo de Limeira e Referencial da Catequese no Regional Sul 1 da CNBB (São Paulo), dom Vilson Dias de Oliveira.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

ministerio de Acolhida Rcc Camocim em Dia de Evangelização

O Papa Paulo VI dizia que a essência da Igreja Católica é a Evangelização.Nesta certeza estivemos no  último domingo, dia 06/05, com  Ministerio de Acolhida da Renovação Carismática Católica de Camocim-Ce, visitando as residencias e passando um dia inteiro em missão na  fazenda palmares e adjacências. No inicio da Manhã saimos de casa em casa levando a palvra de Deus. Este foi um momento forte de escuta, proclamação da Boa Noticias aos moradores. O encerramento foi  no fim da  tarde com  um momento forte de oração e pregação na escola da fazenda, com a presenças dos moradores.
Evangelizar com o poder do Espírito Santo, convicção, força e liberdade é  necessário  para mostrar que Jesus vive hoje na Igreja e no mundo.
Impulsionados pelo chamado missionário da Igreja, os servos do ministerio de Acolhida sentiram a necessidade de se desenvolver  trabalhos de evangelização, formação e pastoreio naquele lugar, ficando combinado a volta no proximo mês a esta Comunidade, para mais um momento de evangelização.
Louvamos a Deus por mais uma missão cumprida.
veja algumas fotos no nosso facebook e também no nosso blog.

Homem que se diz reencarnação de Jesus afirma que o mundo acabará dia 30 de Junho

As diversas conjeturas sobre o fim do mundo durante o ano de 2012 ganharam uma nova previsão: 30/06.
Homem que se diz reencarnação de Jesus afirma que o mundo acabará dia 30 de Junho
Segundo o líder da seita Cresciendo em Gracia (Crescendo em Graça), José Luis de Jesús Miranda, o fim dos tempos não acontecerá no prazo estipulado pela profecia maia.
Porém, em sua previsão, o mundo acabará no dia 30 de Junho apenas para os que não seguem sua seita. De acordo com o site do Globo, Miranda e seus seguidores afirmam que governarão o mundo a partir dessa data, com “justiça e igualdade”.
Miranda era um pastor pentecostal em Miami, e nos anos 1980 fundou a seita, afirmando ser a segunda reencarnação de Jesus. A primeira reencarnação de Cristo, segundo a doutrina da Cresciendo em Gracia, teria sido o apóstolo Paulo.
A seita possui templos em 35 países, incluindo o Brasil, e conta com um canal de TV nos Estados Unidos. Seus seguidores tatuam o número 666 no corpo como símbolo de “prosperidade, amor e riqueza”.

Achados arqueológicos confirmam sempre e cada vez mais doutrina católica questionada pelas seitas.




Em 2005, foram encontradas na cidade de Megido, em Israel, as ruínas de uma igreja que pode ter sido uma das primeiras da história. Segundo a perita em inscrições antigas, Leah di Segni (Universidade Hebraica de Jerusalém), “as letras, os nomes e a forma [dos mosaicos lá encontrados]apontam para antes de Constantino”. Diz que a cerâmica encontrada – potes de cozinha, jarras de vinho – é “do fim do período romano”, tal como os motivos desenhados. “A decoração é romana, não bizantina. E não temos nenhuma cruz no chão, temos peixes.”
Os fascinantes achados do interior do templo jogam por terra as falácias protestantes, segundo as quais o cristianismo primitivo, supostamente equivalente ao protestantismo atual, teria sido suprimido pela Igreja Católica mediante o enxertamento de doutrinas e práticas pagãs. Pois bem, ledo engano! Nesses últimos 2000 anos, a Igreja que permaneceu fiel a si mesma e à doutrina ensinada pelos apóstolos foi a Santa Igreja Católica!
Vejamos:

Venezuela: Chávez volta a pedir um milagre por sua saúde a Jesus Cristo.

Jornal Valor
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, criou um novo Conselho de Estado com amplos poderes, levantando mais suspeitas sobre a gravidade do câncer que ele combate desde o ano passado.
O presidente nomeou anteontem cinco membros do novo órgão, cuja primeira atribuição deve ser a retirada do país do Conselho Interamericano de Direitos Humanos (CIDH). A criação do conselho estava prevista na Constituição de 1999, ano em que ele assumiu, mas só ocorreu agora. Chávez está em Cuba, onde tem se submetido a seguidas sessões de radioterapia.

Para analistas, o conselho, que liderado pelo vice-presidente Elías Jaua, poderia conduzir uma transição, caso Chávez não tenha saúde para encarar a campanha para as eleições de 7 de outubro. Ele tem como adversário o governador de Miranda, Henrique Capriles. “Não há nenhum plano, como a oposição diz, para resgatar o presidente”, disse Vicente Rangel, ex-vice-presidente e nomeado para o conselho.

Ontem, o colunista venezuelano Nelson Bocaranda, do jornal “El Universal”, publicou que as sessões de radioterapia provocaram uma fratura no fêmur de Chávez, que teria dificuldades para se movimentar.
Também levantou dúvidas sobre uma fotografia em que ele aparece em pé ao lado do presidente Raúl Castro, ao chegar a Cuba, na terça-feira. “A foto com Raúl Castro foi cuidadosamente preparada para que, por alguns minutos, ele não tivesse nem a bengala nem a cadeira de rodas”, escreveu. Bocaranda, que já fez várias revelações sobre o tema, disse também Chávez passará por um tratamento psicológico, notícias que não foram confirmadas oficialmente.

Estátua de Santa Edwiges em Fortaleza ameaçada de remoção.


Jornal O Povo
Há pouco mais de três anos, a estátua de 11 metros era inaugurada para completar, junto ao Altar do Milênio e à igreja, o complexo de Santa Edwiges, na avenida Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste). Agora, a imagem passa pela segunda tentativa de remoção, segundo o padre Manoel Ferreira. “Eles dizem que um monumento só pode ser feito para pessoas que foram símbolos para a cidade, e não para santos”, lamenta.
O projeto da construção foi elaborado pelo então vereador Willame Correia e executado pela Prefeitura. “Eu não mandei fazer essa estátua, se quiserem tirar, eles têm que falar com a Prefeitura”, alega o padre. Conforme Jorge Luiz Queiroz, superintendente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), o terreno em que a estátua foi erguida não é de propriedade da paróquia.
A imagem foi construída através de um decreto municipal, mas sem a autorização da União, segundo Jorge Luiz. Por estar em área de uso comum, uma construção não pode atrapalhar o acesso da população à orla. No caso da estátua, não há esse impedimento, mas o fato de ser um símbolo religioso é um agravante à situação e contribui para a sua retirada, de acordo com ele. “A área não foi cedida para a utilização da Prefeitura”, explica.

Crescer em humanidade




                Dom Francisco Biasin
                Bispo de Barra do Piraí/Volta Redonda (RJ)

                Na profissão de fé, o Credo, proclamamos que Jesus "desceu do céu, se encarnou no seio da Virgem Maria e se fez homem". Esse "fazer-se homem" de Jesus nos encanta porque o torna muito próximo de nós. Superando certa apresentação redutiva da pessoa de Jesus que o descreve já completo, desde o seu nascimento, como se se tratasse de um "menino prodígio" porque Filho de Deus, devemos nos ater a quanto os próprios evangelhos nos apresentam a respeito dele.
                Sintomática neste sentido é a afirmação do evangelista Lucas, que como médico sabia compreender melhor a pessoa humana em todas as suas dimensões, também a fisiológica e psicológica, quando a respeito de Jesus diz: "O menino foi crescendo, ficando forte e cheio de sabedoria. A graça de Deus estava com ele." (Lc 2,52).
                Afirma-se aqui um verdadeiro crescimento de Jesus, uma progressão rumo à maturidade: isso quer dizer que ele aprendeu a ser homem, se fez homem aos poucos, como todos nós, assumindo deste modo plenamente a nossa natureza. E neste crescimento, a graça de Deus estava com ele!
                À primeira vista, estas afirmações parecem obvias! Acontece, porém, que elas trazem conseqüências importantes e sérias na nossa vida e na vida de cada homem e mulher que se dizem discípulos de Jesus.

Abertas inscrições para Encontro Anual de Liturgia


Estamos nos aproximando da data do Encontro Anual dos Responsáveis por Folhetos Litúrgicos no Brasil, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O encontro deste ano será realizado nos dias 24 a 26 de julho, tradicionalmente, iniciando e sendo concluído ao meio-dia.
Neste ano o evento será realizado no Hotel Vila Dom Bosco em Campos do Jordão (SP). O valor total da hospedagem, equivalente a duas diárias, será de R$ 240,00 (duzentos e quarenta reais), incluindo refeições e roupa de cama.
A Vila Dom Bosco fica bem no começo de Campos do Jordão, antes do centro comercial. Ao chegar à cidade existe um portal, para chegar ao local do encontro, basta seguir em frente. Existe uma linha de bondinho na cidade, ao cruzar pela mesma e a avenida ficar dupla, virar à esquerda. Você estará na frente da Vila Dom Bosco.

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°