sexta-feira, 26 de agosto de 2011

MAIS DE 100 CASAIS ESTIVERAM NO 1° SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPIRITO SANTO DA RCC CAMOCIM

Neste último final de semana 20 e 21de Agosto  aconteceu um maravilhoso Encontro para casais realizado pelo Ministério das Famílias da RCC (Renovação Carismática Católica de Camocim).
O encontro foi marcante, visto ser uma experiência ímpar para os casais que participaram. No sábado o encontro deu início  às 14:00 horas  só quem participou pode descrever como foi bom receber oração ao lado da pessoa que ama.
No domingo foi muito emocianante também, iniciando na parte da manhã 07:30 com muitas orações e pregações e uma quantidade de testemunhos marcante.
Para o encerramento não podia ser melhor – tivemos uma dinâmica com os casais, com um emocionante momento conduzido pelo ministério das familias de Fortaleza.
O encontro foi marcado por surpresas, uma delas foi realizado no domingo a tarde, que  cada esposa foi recebida pelo marido e namorado  e presenteada com uma rosa, o que  proporcionou aos casais um momento de intimidade e descontração.
A RCC Camocim quer dá continuidade a este  trabalho de evangelização para as familias, por isso nesta sexta feira dia 26 de agosto, na escola Murilo Aguiar ( Nosso Lar ),  começa a primeira turma de formação para casais, com estudos voltado exclusivamente para este público.

Ser bem casado faz bem a saúde do coração, afirma pesquisa.


Uma união satisfatória aumenta em três vezes a chance de sobrevivência a longo prazo após cirurgias de pontes de safena, indica pesquisa americana. Estar em um casamento feliz faz bem ao coração.
É o que mostra uma pesquisa americana publicada no periódico especializado Health Psychology, da American Psychological Association. De acordo com o estudo da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, pessoas casadas têm até três vezes mais chances de permanecerem vivas 15 anos após uma cirurgia de revascularização cardíaca, também conhecida como ponte de safena ou mamária.

ATENÇÃO!! Políticos do PT levam ao Senado brasileiro “nova” proposta de legalização do aborto.


Divulgue!
O Movimento em Defesa da Vida no Brasil (MDV) denunciou que na quinta feira, 18 de agosto, a Frente Nacional contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto, reuniu em Brasília representantes de diversas ONGs que promovem a legalização do aborto no país para a realização de uma plenária e em seguida representantes destas organizações tiveram uma audiência pública no Auditório Petrônio Portela do Senado Federal para apresentar um documento favorável à despenalização do aborto no Brasil.

A audiência no senado foi convocada pela Senadora Lídice da Mata, do PT da Bahia, com o apoio da senadora Ângela Portela, do PT de Roraima, e da senadora Ana Rita, do PT do Espírito Santo.
O tema da reunião, conforme a convocação oficial, era um “debate sobre os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres.”
Conforme havia sido anunciado pela Senadora Marta Suplicy, as organizações que promovem o reconhecimento do aborto como um direito humano no Brasil, pesadamente financiadas por um conglomerado de fundações norte americanas, estão voltando o foco de suas atenções para o Senado Federal.
Dois dias após o término das eleições de 2010, ao ser questionada por uma repórter sobre “as chances, depois do que aconteceu nas eleições de 2010, do PT retomar bandeiras históricas como o direito ao aborto e ao casamento gay”, a senadora Suplicy respondeu: “certamente a prioridade do governo passará longe disso, e a presidente Dilma se comprometeu e não fará nenhum gesto neste sentido. Porém o congresso é outra coisa, e provavelmente deverá recuperar [o tema]“.
Segundo o MDV, durante a mencionada audiência no Senado, representantes de várias ONGs, entre as quais entre as quais está a Articulação de Mulheres Brasileiras, a Marcha Mundial de Mulheres, a Liga Brasileira de Lésbicas, a União Nacional dos Estudantes e a Central Única dos Trabalhadores, apresentaram aos senadores o documento da plataforma para legalização do aborto no Brasil.

“Mercado” internacional do “adultério” cresce no Brasil.

O mercado internacional da traição descobriu o Brasil. Nos últimos dois meses, três sites internacionais especializados em relações extraconjugais abriram seus serviços no país. Juntas, a canadense Ashley Madison, a americana Ohhtel e a holandesa Second Love contam com cerca de 12 milhões de usuários ao redor do mundo e já reúnem mais de 370 mil pessoas no Brasil.
O grande atrativo dessas redes sociais é a facilidade de se conseguir uma “pulada de cerca” de forma rápida e discreta. Mas, se dentro dos sites a discrição é a chave do negócio, fora do ambiente virtual as empresas têm promovido estratégias bem barulhentas para divulgar seus serviços e apostam alto na libido e na infidelidade dos brasileiros.
A Ashley Madison, por exemplo, investiu cerca de US$ 2,5 milhões (o equivalente a R$ 4 milhões) no lançamento de sua página no Brasil e prevê gastar até o fim do ano pelo menos outros R$ 3,5 milhões em marketing.
Criado há 10 anos no Canadá, o site é a maior rede de relacionamento extraconjugal do mundo, com presença em 15 países e mais de 10 milhões de usuários inscritos. O slogan é direto e dispensa metáforas: “A vida é curta. Curta um caso”.
No país, o site entrou no ar na primeira semana de agosto e já bateu o recorde mundial da empresa para um lançamento. Até a última terça-feira (23), a empresa contabilizava 107 mil cadastros de brasileiros, que já gastaram no site cerca de R$ 1,7 milhão. Mais de 22 mil inscrições foram feitas em pleno domingo do Dia dos Pais, data em que a empresa publicou seu primeiro anúncio em um jornal de grande circulação.
“O lançamento do Brasil nos surpreendeu. A nossa previsão era atingir 500 mil usuários em um ano, agora estamos ampliando para 1 milhão”, afirmou em entrevista ao G1 a diretora do Ashley Madison Brasil, a indiana Jas Kaur. Segundo ela, a empresa está preparando um jingle para rádio e negocia com as emissoras de televisão inserções em intervalos comerciais.

Você é livre em sua relação com a internet ou é “dependente”, sem saber.


A falta de bom senso no uso de meios eletrônicos pode roubar as boas experiências da vida real
Você já calculou quanto tempo passa navegando na internet? Tem se preocupado ou fica irritado quando não pode estar conectado? Tem dividido mais seu tempo com o mundo virtual do que com pessoas presentes fisicamente?
Se a resposta for positiva a uma dessas perguntas, você pode ser um dependente tecnológico. De acordo com o Programa de Dependência de Internet do Hospital das Clínicas de São Paulo, esses são sintomas do vício tecnológico.
O problema se manifesta com a incapacidade do indivíduo em administrar o uso e o envolvimento crescente com a internet. Isso acaba conduzindo a uma perda progressiva do controle e aumento do desconforto emocional.
O pesquisador John O’Neill, diretor da Menninger Clinic, em Houston, nos Estados Unidos, para tratamento contra vícios, considera que os dependentes de telefones celulares ou emails “dividem alguns dos mesmos componentes que pessoas viciadas em álcool ou drogas”. Elas não conseguem deixar o uso de lado, mesmo sabendo das consequências.
Segundo o conceito estabelecido pelo programa do HC, essas pessoas procuram os meios eletrônicos como forma de aliviar a tensão e a depressão.
Os mais tímidos, por exemplo, podem usá-los como ferramenta social e de comunicação. Para os especialistas, é possível considerar o vício tecnológico como uma doença impulsiva, capaz de provocar sérios danos nas relações sociais, tal como acontece com o alcoolismo.
O’Neill vê como sinais de relação doentia o uso excessivo de mensagens de texto ou de voz e envio de emails quando o contato pessoal, seja com a família, amigos ou colegas de trabalho, seria mais apropriado.
Há cerca de um ano, uma britânica, viciada em jogos online, foi proibida de usar computadores porque não alimentava corretamente os filhos e deixou dois animais de estimação morrerem de fome.
De acordo com as investigações, ela recebeu o convite para jogar por um site de relacionamento. No começo, era por uma hora, mas em pouco tempo, o comportamento obsessivo se instalou e a mulher passou a dormir só duas horas por dia, além de não cumprir com determinadas obrigações.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Besta do Apocalipse

Um dos símbolos mais mal entendidos no livro do Apocalipse é a besta que surge do mar no capítulo 13 (há também uma besta da terra, mas este artigo não focará nela).

São excessivas as especulações sobre a identidade da besta. Os anticatólicos frequentemente a identificam com um futuro "Império Romano restaurado", o qual eles também querem conectar, de um modo ou de outro, com a Igreja Católica.

Para descobrir quem é a besta realmente, é preciso olhar seriamente para o texto em questão.

Frequentemente, as pessoas raciocinam assim: A besta tem dez chifres e surge do mar (13,1). Em Daniel 7, o profeta Daniel viu uma série de quatro bestas ascendendo do mar, a última das quais tinha dez chifres (Dn 7,7). Logo, a besta de João é a mesma que a quarta besta de Daniel. Aquela besta simbolizava o Império Romano. Logo, esta besta simboliza o Império Romano.

Um problema com este raciocínio é que ele foca somente na parte do simbolismo no Apocalipse 13. Não apenas a besta que João vê tem dez chifres, como a quarta besta de Daniel; ela tem também um corpo como de leopardo (13,2a), como a terceira besta de Daniel (7,6); pés como de um urso (13,2b), como a segunda besta de Daniel (7,5); e uma boca como um leão, como a primeira besta de Daniel (7,4). A besta que João vê, desta maneira, incorpora o simbolismo de todas as quatro bestas de Daniel, tornando impossível simplesmente identificá-la com a quarta da série.

Esta é parte da "fusão de imagens" que o Apocalipse contém. Assim como João viu anjos em torno do trono de Deus (4,6-8) que incorporavam elementos de ambos o serafim de Isaías (Is 6,2-3) e o querubim de Ezequiel (Ez 10,10-14), agora ele vê uma besta que incorpora elementos de todas as bestas de Daniel 7. Isso sugere que a nova besta seja como aquelas quatro - o mesmo tipo de coisa que elas são - mas não sejam identificadas com qualquer uma delas.

Cérebro de homens e mulheres reagem de forma distinta ao medo.

Essa  informação reafirma AINDA MAIS a falta de consistência da “ideologia do gênero” que afirma que as diferenças entre os sexos são “construções culturais”  e que portanto ser homem ou mulher é apenas uma questão de escolha pessoal.
Homens e mulheres são diferentes e complementares, foram criados assim por Deus e seus papéis  distintos- esses sim com influência cultural, porém não determinantes- enriquecem a família e a sociedade.
***
O cérebro feminino tem intensa atividade cerebral na iminência de experiências negativas, enquanto o do homens mantém comportamento estável. A descoberta foi constatada por uma pesquisa do University College of London.O experimento mediu a atividade neurológica de homens e mulheres nos instantes que antecedem seu contato com imagens negativas, positivas e neutras.
Ambos os sexos recebiam indicação prévia, por meio de um cartão, sobre qual tipo de imagem iriam ver. Em todos os casos, a atividade cerebral se comportou de maneira estável, sem mudanças, a não ser no caso das mulheres na iminência de ter uma experiência considerada negativa.
Giulia Galli, que liderou a pesquisa no Insituto de Neurociência Cognitiva da UCL, sugere que a diferença na atividade cerebral tem relação com diferenças na memória dos dois gêneros.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Você é um plano de Deus

“Foi-me dirigida nestes termos a palavra do Senhor: Antes que no seio materno fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado e te havia designado profeta das nações.” Jr 1, 4-5
Quando Deus nos criou, Ele nos deu também um plano de amor para a nossa vida. Cada um de nós é um plano de Deus. Se este plano que Deus tem para a sua vida não for realizado por você, ninguém mais vai realizá-lo, porque ele é seu, é único, é intransferível.
Deus nos chama para viver a nossa vida dentro de seu plano de amor. Às vezes, Ele nos pede coisas que vão além das nossas capacidades humanas. O plano de amor de Deus para alguns envolve viver com familiares difíceis ou enfrentar dificuldades na área da saúde, das finanças, dos relacionamentos, mas é através desse plano de amor que Deus vai nos levar à salvação, nossa e das pessoas que nos cercam. Na verdade, de todos nós Deus pede coisas que vão além de nossas forças: amar os inimigos, abençoar os que nos maldizem, perdoar quem nos ofende e muitas outras coisas difíceis de realizar.
Por que o Senhor nos pede coisas que humanamente não podemos realizar?  Jesus disse aos apóstolos: “Se eu não for não virá sobre vós o Espírito Santo.”(cf Jo 16,7) Nossa capacidade para realizar coisas difíceis vem de Deus, vem do Espírito Santo, a Força do Alto que Deus nos envia.
Quando o Senhor pediu a Maria para ser a mãe do Messias, isso parecia impossível e ela disse: “Como isso será possível?” O Anjo respondeu: “Não temas. Isso se fará pelo poder do Espírito Santo.” (cf Lc 1, 35)  

“Ide e fazei discípulos de todos os povos” é o lema da JMJ Rio 2013


Bento XVI anunciou esta quarta feira que o lema da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2013, na cidade brasileira do Rio de Janeiro, será “Ide e fazei discípulos de todos os povos”, expressão baseada no evangelho segundo São Mateus.

Na audiência geral que decorreu durante a manhã em Castel Gandolfo, próximo de Roma, o Papa revelou também que a Jornada de 2012, que se assinalará nas dioceses católicas, vai ser dedicada ao lema “Alegrai-vos sempre no Senhor”, apelo extraído da carta de São Paulo aos Filipenses.
Na alocução que dirigiu aos fiéis reunidos no pátio interior da residência pontifícia de Castelgandolfo, Bento XVI recordou a sua participação na JMJ que decorreu em Madrid de 16 a 21 de agosto, tendo qualificado de “emocionante” o maior evento católico juvenil a nível mundial.
“O encontro de Madrid foi uma magnífica manifestação de fé para a Espanha e para o mundo”, assinalou o Papa, acrescentando que a JMJ foi uma “ocasião especial para refletir, dialogar, trocar experiências positivas e, sobretudo, rezar em conjunto e renovar o empenho de radicar a vida em Cristo”.
A 26.ª JMJ constituiu para o Papa um “dom precioso, que dá esperança” para o futuro do catolicismo, com os fiéis a expressarem “o desejo firme e sincero de radicar a sua vida em Cristo, permanecerem unidos na fé, caminharem juntos na Igreja”.

Excesso de vida digital e “cérebro de pipoca”.


Luis Dufaur

Gilberto Dimenstein, membro do Conselho Editorial da Folha de S.Paulo,  escreveu que “começa a se disseminar entre psicólogos americanos a expressão ‘cérebro de pipoca’ para designar um distúrbio estimulado pela internet”.
A causa do mal é o excesso de estímulos mentais simultâneos que dificulta às pessoas pura e simplesmente lidar com as realidades comezinhas da vida cotidiana, cujo ritmo é mais lento que um clique de mouse.
Na famosa Universidade de Stanford, um dos berços da revolução digital, o professor de psicologia social Clifford Nass constatou que muitos jovens que usam intensamente a internet ficaram incapazes de interpretar o significado de expressões faciais de homens e mulheres.

Imprensa mundial “se rende” à JMJ e força da juventude católica!


Entre os jornais espanhóis que mais criticaram, em dias passados, a visita de Bento XVI à Espanha, encontra-se El País. Mas, nesta segunda-feira, o mesmo jornal publicou um editorial no qual qualificava a terceira visita do Pontífice a esta nação como “um êxito de participação, como poucas vezes pôde ser visto”.
O veículo de comunicação espanhol ratifica suas diferenças com as posições da Igreja em questões morais, mas reconhece que Bento XVI realizou uma autêntica “visita pastoral”.
E se este é o balanço de um dos jornais mais críticos com a Igreja na Espanha, a grande maioria sublinhou não somente a participação massiva (os jornais mais tímidos falam de 1,5 milhão de pessoas, enquanto outros registram 2 milhões), mas sobretudo a qualidade, descrita em geral com a fórmula “festa de fé”.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Os malefícios existem?

Uma das dúvidas mais comuns de muitos cristãos é: existe a possibilidade de uma pessoa realizar uma obra do mal para prejudicar alguém? Lamentavelmente, a resposta é afirmativa.Trata-se da realidade dos malefícios.
 O malefício é o desejo de provocar o mal em uma pessoa, com a intervenção do demônio. Se a pessoa não é capaz de agir diretamente, procura feiticeiros ou magos.
Nunca como em outros tempos, cresceu tanto a magia, ocultismo, bruxaria, culto do diabo, cartomantes… Alguns vão a estes lugares sem má intenção, fazem isto por não conhecerem quem de fato é Deus.
 O alerta de Deus, sobre o que sucede a quem se dá a estas práticas: “Não vos dirijais aos espíritas nem aos adivinhos: não os consulteis, para que não sejais contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus.”( Lv 19,31). Estas palavras revelam que existe o risco de expor-se à influência maligna ou possessão para quem busca a magia, seitas satânicas, consulta aos mortos, adivinhação do futuro…

Didaquê: Documento teria instruções dos Doze Apóstolos após a crucificação de Jesus. Leia aqui

Roraima lidera o ranking dos sem religião, com 19,39%; Rio fica em 2º

O Novo Mapa das Religiões, divulgado hoje (23) pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), revelou que Roraima foi em 2009 o Estado com o maior número de pessoas sem religião (entre eles ateus e agnósticos), com 19,39% da população. Em segundo lugar ficou o Rio de Janeiro, com 15,95%. São Paulo se colocou na 13ª posição, com 5,99%.

Piauí é o Estado que proporcionalmente apresentou o menor índice de não religiosos, 1,64% de sua população.

Por área, o maior número de descrentes se registrou nas regiões metropolitanas, excluindo as capitais, com 11,35%. Em segundo lugar ficaram capitais, com 8,75%.

Estudo comprova: casamento feliz faz bem ao coração.


União satisfatória aumenta em três vezes a chance de sobrevivência a longo prazo após cirurgias de pontes de safena, indica pesquisa americana. Estar em um casamento feliz faz bem ao coração.
É o que mostra uma pesquisa americana publicada no periódico especializado Health Psychology, da American Psychological Association. De acordo com o estudo da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, pessoas casadas têm até três vezes mais chances de permanecerem vivas 15 anos após uma cirurgia de revascularização cardíaca, também conhecida como ponte de safena ou mamária.
"Existe algo em um bom relacionamento que ajuda as pessoas a permanecerem no curso da vida", diz Kathleen King, coordenadora da pesquisa. Segundo Harry Reis, coautor do estudo, o efeito da satisfação no casamento é tão importante para a sobrevivência após a cirurgia quanto outros fatores de risco, tais como tabagismo, obesidade e hipertensão.

Porque gárgulas, quimeras e demônios foram esculpidos nas catedrais medievais?


Quimera
Quimera
Não apenas as catedrais de Notre Dame de Paris e de Sevilha têm demônios esculpidos na fachada. Todas as catedrais medievais os trazem. E não só na fachada, mas também no interior, esculpidos, pintados ou nos vitrais. E não apenas as catedrais : as igrejas dos Séculos XI ao XIV os representam em múltiplas formas e aspectos. Era um hábito muito salutar dos construtores das igrejas de então. Por que?
Naquele tempo os livros eram raros. A Santa Igreja utilizava seus edifícios sagrados para instruir os fiéis a respeito das verdades da Fé. Assim, as fachadas são cheias de cenas bíblicas, de símbolos históricos, de personagens de legenda.
Nelas se vêm fatos quotidianos referentes à vida profissional, à vida de família, religiosa ou guerreira – a Igreja com isso ensinava os comportamentos virtuosos e condenava os maus hábitos. Vêm-se os eleitos entrando na glória eterna e os condenados sendo lançados no fogo eterno, bem como alegorias evocando virtudes e vícios. Entre as evocações dos vícios estão os demônios.

São Pedro foi “apenas” um Presbítero e não o Primeiro papa?


Em vários sítios de apologética protestantes, muitos textos contra o primado de Pedro vêm falando que Pedro Príncipe dos Apóstolos se denominava um simples presbítero logo não gozava de nenhuma suprema autoridade sobre a Igreja, o que não lhe fazia  em nada um Papa, apenas um simples sacerdote da Igreja.
O texto em que se baseiam é 1 Pedro 5, 1 onde lêem “Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar:” (Tradução João Almeida)
Presbitero em algumas Igreja protestantes “reformadas” diz respeito ao  líder espiritual de uma comunidade, algumas outras afirmam que presbitero é um pastor.
Na Igreja católica o título prebítero é  atribuido aos padres ordenados.
Mas será que Pedro quis dizer realmente que ele era um presbítero no sentido de um simples pastor da Igreja? Vamos fazer uma exegese mais acurada do texto em grego:
Πρεσβυτέρους τοὺς ἐν ὑμῖν παρακαλῶ ὁ συμπρεσβύτερος καὶ μάρτυς τῶν τοῦ χριστοῦ παθημάτων, ὁ καὶ τῆς μελλούσης ἀποκαλύπτεσθαι δόξης κοινωνός· (1Pe 5, 1 )
A palavra Πρεσβυτέρους (do grego antigo “πρεσβύτερος” de “πρέσβυς”) em negrito no texto, apesar de se pronunciar como “presbíteros” tem sua tradução não como “presbítero” como vulgarmente entendemos hoje, como um simples sacerdote da Igreja, mas sua real tradução significa, “Ancião”, logo Pedro não estava falando como um simples presbítero como imaginamos hoje, mais sim como um ancião que foi testemunha da paixão de Cristo.
E um presbítero , nas igrejas cristãs primitivas, era cada um dos anciãos aos quais era confiado o governo da comunidade cristã.
A palavra hebraica equivalente é za·qen e identificava os líderes do Antigo Israel, quer no Âmbito de uma cidade, da tribo ou em nível nacional.

Quais os estados e cidades mais “Católicas” do Brasil? Veja pesquisa.


Fonte G1

A proporção de brasileiros fiéis ao catolicismo caiu ao menor nível já registrado desde 1872, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (23) pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Apesar da queda, o catolicismo ainda é a maior religião no país, seguida pela igreja evangélica e pelo espiritismo.
Os dados fazem parte de um mapa de religiões traçado pela FGV. Segundo o estudo, 68,43% da população brasileira se dizia católica em 2009, cerca de 130 milhões de pessoas.
Conforme o estudo, a proporção de católicos vinha se mantendo constante no início dos anos 2000, mas houve queda de 7,3% dos adeptos ao catolicismo entre 2003 e 2009. A pesquisa reuniu microdados de pesquisas do IBGE com cerca de 200 mil entrevistados na década passada.
Uma das razões apontadas para a queda é o crescimento na proporção dos evangélicos no mesmo período (de 17,9% para 20,3% da população). Além disso, o grupo de pessoas que dizem não pertencer a nenhuma religião subiu, de 5,13% para 6,7% da população. No início da década, o índice dos “sem religião” havia caído, de 7,4% para 5,1%.
Ainda segundo a pesquisa, as mulheres continuam mais religiosas do que os homens, mas a proporção se inverteu no período analisado com relação ao catolicismo. Enquanto 71,6% se dizem católicas, 75,4% dos homens expressam pertencer a essa religião. Setenta anos antes, eram 96% e 95%, respectivamente.
Estados e capitais
O Piauí é o estado com maior número de católicos (87,93%), seguido pelo Ceará (81%) e Paraíba (80,25%). Os menos católicos são o Acre (50,73%), Rio de Janeiro (49,83%) e Roraima (46,78%). Roraima é também o estado com maior proporção de sem religião (19,39%), seguido do Rio de Janeiro (15,95%).

Milhões de protestantes voltando à Igreja Católica? Números sugerem.


Os números foram recolhidos por Gabriel Xongro.
Veja!
7 milhões da igreja da Suécia que estão em comunhão com o conselho de Lambeth
4,6 milhões da igreja da Finlândia
4,5 milhões da igreja da Dinamarca
4 milhões da igreja da Noruega; todas em comunhão com o conselho de Lambeth
http://www.centroestudosanglicanos.com.br/bancodetextos/historiadaigreja/o_anglicanismo_da_inglaterra_para_eua_sumio.pdf
(O site http://ofimdosevangelicos.blogspot.com/ cita Jaime Francisco de Moura – CN em 26 Maio de 2005./Zenit/ ehttp://brasasc.weblogger.terra.com.br/200505_brasasc_arquivo.htm sobre a igreja da Finlândia, mas o site está fora do ar).

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O "sim" da conversão


A renúncia de uma vida de ilegalidade
Converter-se é deixar de viver longe de Deus. Sair do estado de perdição, deixar o pecado. Não somente o ato mau em si, mas o estado que resulta dele, o estado da perda da salvação e o sentimento de inimizade contra Deus. O passar a viver e estar longe de Deus. Conversão consiste em voltar para o Senhor com todo o coração, retomar o caminho das suas veredas.
A conversão é um conceito complexo, que significa uma profunda mudança de coração sob o influxo da Palavra de Deus. Essa transformação interior exprime-se nas obras e, por conseguinte, na vida inteira do cristão. A conversão significa a vitória sobre o velho homem que está enraizado (a existência carnal) e o começo de uma vida nova (a vida no Espírito) criada e governada pelo Espírito de Deus. É um fato que na História da Salvação, após o pecado original, cada vez que Deus vai ao encontro do homem para com ele dialogar, o faz para provocar nele a conversão do coração.
Não basta renunciar somente a um ato mau, nem a um hábito pecaminoso. Precisa-se ir ao centro da existência: todo o coração e todo o procedimento devem ser mudados. O afastamento de Deus somente termina quando o próprio Senhor se achega pessoalmente do homem.
A conversão, como saída do estado de pecado, de ausência de Deus e de perda da salvação, está unida à aceitação incondicional da soberania divina. Reconhecendo que se praticou o mal, que se tem necessidade de Redenção e de uma transformação completa.

Papa aos universitários: “Não se deixem desvirtuar nem pela ideologia nem pelo servilismo da lógica utilitarista do mercado”



O Papa Bento XVI se encontrou -se com jovens docentes universitários aos quais disse que o ideal de busca da verdade da Universidade não deve desvirtuar-se nem por ideologias fechadas ao diálogo racional nem por servilismos de uma lógica utilitarista de simples mercado.
Em seu discurso na Basílica San Lorenzo del Escorial aos professores universitários peregrinos da Jornada Mundial da Juventude Madrid 2011 e alguns participantes do Congresso Mundial de Universidades Católicas realizado recentemente em Ávila (Espanha), o Papa recordou suas épocas de professor universitário na cidade alemã de Bonn.
Depois de descrever a experiência que viveu na pós-guerra, o Papa disse que os jovens enfrentam uma maneira de pensar que considera que “a missão dum professor universitário seja hoje, exclusivamente, a de formar profissionais competentes e eficientes que satisfaçam as exigências laborais de cada período concreto”.
Como se sabe, quando a mera utilidade e o pragmatismo imediato se erigem como critério principal, os danos podem ser dramáticos: desde os abusos duma ciência que não reconhece limites para além de si mesma, até ao totalitarismo político que se reanima facilmente quando é eliminada toda a referência superior ao mero cálculo de poder”.
“Ao invés, a genuína ideia de universidade é que nos preserva precisamente desta visão reducionista e distorcida do humano. Com efeito, a universidade foi, e deve continuar sendo, a casa onde se busca a verdade própria da pessoa humana“, afirmou.

Crise na África pode matar 400 mil crianças somalis


Grupo Renascer com informações da CNBB

somaliacrise_fomeA crise de fome, seca, conflitos e alta dos preços dos alimentos continuam a castigar o Chifre da África (região Nordeste do continente que compreende países como Somália, Uganda, Etiópia, Quênia, Djibuti e Eritréia). A crise na Somália, por exemplo, já matou 30 mil crianças de fome e já é considerada a pior dos últimos 60 anos.
Aproximadamente 400 mil crianças somalis podem vir a morrer de fome em breve se nenhuma medida urgente for tomada. As informações são da agência de notícias Associated Press. A advertência foi feita após a visita do secretário de Desenvolvimento Internacional da Grã-Bretanha, Andrew Mitchell, à capital da Somália, Mogadíscio.

Cruz da JMJ 2013 e Ícone de Nossa Senhora chegam ao Brasil em setembro


JMJ-cruzMADRI - No próximo dia 18 de setembro, o Brasil recebe a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude, que será no Rio de Janeiro em 2013, conforme anunciou oficialmente o papa Bento XVI ao encerrar  hoje a Jornada em Madri. A Cruz será recebida pela arquidiocese de São Paulo de onde partirá em peregrinação para as 274 dioceses do país ao longo dos dois anos de preparação do maior evento católico para jovens do mundo.
A Comissão da arquidiocese de São Paulo, organizadora do evento, preparou uma grande festa para acolher a Cruz, que chegará às 16h ao Campo de Marte, em São Paulo. Uma missa será celebrada às 16:30h, seguida de show.
De acordo com a Comissão, o objetivo da festa é celebrar a chegada da Cruz no Brasil e provocar o entusiasmo nos jovens e nas famílias de todo o país para participar da JMJ e do roteiro de peregrinação da Cruz preparado para o período de 2011 a 2013.

Leia a homilia que o Papa Bento XVI não pôde pronunciar em Madri por causa da “tempestade”.



Apresentamos a homilia que o Papa Bento XVI não pôde pronunciar devido a uma tempestade repentina, na vigília com os jovens no aeródromo de Cuatro Vientos (Madri), durante a Jornada Mundial da Juventude.
* * *
Queridos amigos!
Saúdo-vos a todos, e de modo particular aos jovens que me formularam as perguntas, agradecendo-lhes a sinceridade com que expuseram as suas inquietações, que exprimem de certo modo o anseio de todos vós por alcançar algo de grande na vida, algo que vos dê plenitude e felicidade.
Mas, como pode um jovem ser fiel à fé cristã e continuar a aspirar a grandes ideais na sociedade actual? No evangelho que escutámos, Jesus dá-nos uma resposta a esta importante questão: «Assim como o Pai Me tem amor, assim Eu vos amo a vós. Permanecei no meu amor» (Jo 15, 9).
Sim, queridos amigos, Deus ama-nos. Esta é a grande verdade da nossa vida e que dá sentido a tudo o mais. Não somos fruto do acaso nem da irracionalidade, mas, na origem da nossa existência, há um projecto de amor de Deus. Assim permanecer no seu amor significa viver radicados na fé, porque esta não é a simples aceitação dumas verdades abstractas, mas uma relação íntima com Cristo que nos leva a abrir o nosso coração a este mistério de amor e a viver como pessoas que se sabem amadas por Deus.

Revista francesa faz enquete com Jovens participantes da JMJ. Veja resultados.


um milhão e meio de jovens, a maioria entre 17 e 22 anos, estão nestes dias participando em Madri do Congresso Mundial da Juventude, com a presença do Papa Bento XVI
O que pensam estes jovens? Quais são as suas mais profundas motivações religiosas? Como se explica que, no momento em que a prática religiosa em vários países europeus está em acentuada decadência, tantos jovens se sintam motivados para participar de reuniões religiosas multitudinárias? Num mundo dominado pelo relativismo religioso, porque sentem eles necessidade de se afirmarem católicos? Em que medida conhecem e seguem a moral sexual da Igreja? O que pensam e esperam do futuro?
Estas e outras perguntas candentes foram respondidas numa enquete da revista francesa “La Vie” (1) em colaboração com a equipe que organiza a peregrinação da juventude francesa à Espanha.Para “La Vie”, uma revista de orientação progressista, os resultados são surpreendentes.
Estes parcela da juventude católica, que a revista batiza de “Cathoplus” (católicos plus), são praticantes regulares: 58 % vão à missa uma vez por semana e 6% todos os dias. A grande maioria recebeu formação religiosa de seus pais e praticam abertamente a religião por uma decisão pessoal e não por hábito.
Os “Cathoplus” não são da “religião à la carte”, quer dizer, do tipo de católico que escolhe o que gosta e o que não gosta da doutrina da Igreja católica. Eles aceitam em tese tudo o que Igreja prega. Entretanto, apenas 9 % acham que “existe apenas uma religião verdadeira”.

domingo, 21 de agosto de 2011

Dedicação a Catedral de Tianguá





Tianguá, 20 de agosto de 2011 . Neste domingo, dia 21, na solene liturgia da Assunção de Nossa Senhora, às 9h00 foi  realizada a Dedicação da Catedral de Sant'Ana em Tianguá. Esta solenidade faz parte das comemorações dos 40 anos da Diocese de Tianguá.
A Solenidade foi presidida pelo nosso Bispo diocesano, Dom Francisco Javier Hernandez Arnedo, e concelebrada por todos os padres da Diocese. Na verdade, esta celebração será o cume dos 40 anos da Diocese.
Dedicação de uma Igreja
No seu sentido etimológico, o verbo “dedicar” significa “proclamar solenemente”. A palavra “dedicação”, na sua origem, não tinha um sentido especificamente cristão. Estava presente na vida social e religiosa. “Dedicar” quer dizer destinar, atribuir, oferecer, inaugurar. Na Sagrada Escritura, a palavra “hanukka” (Nm 7,11; 2Cr 7, 5; Esd 6,16) foi traduzida para o grego como “encênia”, que significa inauguração. Designa a festa da dedicação do templo.
A IMPORTÂNCIA DA IGREJA CATEDRAL

Cristo é o único e principal templo de Deus que armou sua tenda no meio de nós e com seu mistério pascal faz também de nós templos vivos para a construção do seu reino, O templo verdadeiro é a humanidade de Jesus. Sobre este fundamento está construída a comunidade. O edifício, porém, não é casa de Deus, senão casa da igreja, casa da comunidade cristã. Jesus Cristo está presente, e Deus se faz presente não num lugar concreto, mas no povo reunido em seu nome.

A igreja-catedral tem um significado todo especial, pois é o lugar referencial teológico, sacramental e pastoral da Igreja diocesana. Em cada Igreja particular está presente toda Igreja de Cristo, uma, santa, católica e apostólica (LG 26). A catedral, porém, não simboliza apenas uma parte da Igreja, mas a Igreja na sua totalidade. A “Igreja” que se evoca, quando se fala da catedral, não é uma comunidade particular da diocese, não é uma paróquia, a “paróquia da catedral”, como se costuma dizer. A catedral é a igreja de toda a diocese e, como tal, simboliza toda a Igreja diocesana. Certamente por isso os documentos da Igreja orientam que os fiéis honrem devidamente a igreja catedral da sua diocese, considerando-a sinal da Igreja espiritual que, por sua vida de cristãos, são chamados a edificar e propagar (IGMR 22). Numa diocese, portanto, a catedral é o lugar de irradiação do mistério de Cristo, que se atualiza na celebração dos sacramentos, especialmente a eucaristia, fonte primordial da vida da Igreja.

 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by