VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Descoberta arqueológica pode revelar túmulo do profeta Zacarias.



Foi descoberta em Hirbet Madras, em Israel, as ruínas de uma basílica da época bizantina onde poderia estar o túmulo do profeta Zacarias que viveu cerca de 740 anos a.C. A igreja foi descoberta recentemente e foi apresentada pelos arqueólogos israelenses no último dia 2 fevereiro.
Um comunicado o departamento israelense de Antiguidades informou detalhes sobre o achado: os mosaicos do piso estavam bem conservados e eram decorados com motivos florais, de animais, em especial pássaros, e geométricos; e a nave da basílica tinha oito pilares de mármore.
Investigadores tentam descobrir se o túmulo de Zacarias estaria dentro da rede de grutas encontrada sob o edifício, depois da segunda camada de mosaicos.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O Anticristo vem aí?

Revista: "PERGUNTE E RESPONDEREMOS"
D. Estevão Bettencourt, osb
Nº 475 - Ano 2001 - p. 545 fonte: cleofas


Em síntese: Os acontecimentos sinistros que têm sacudido o mun­do, levam muitos observadores a pensar no Apocalipse, no fim da nossa era e no Anticristo. O presente artigo mostra que a concepção de um Anticristo no final dos tempos carece de fundamento bíblico; foi-se for­mando entre os cristãos por associação de conceitos que não goza de credibilidade. A Igreja recomenda sobriedade no tocante à previsão do fim da história.
Os acontecimentos recentes, dolorosos como têm sido, vem despertando temores de fim do mundo, catástrofes apocalípticas, aparecimento do Anticristo (...). Muitos procuram ler na Bíblia a predição de quanto vai ocorrendo atualmente.
Em particular, costuma impressionar os cristãos a perspectiva de um Anticristo ou um pujante Adversário de Cristo, que deverá manifes­tar-se no fim dos tempos. Todavia tal expectativa permanece obscura. Verifica-se que os textos bíblicos sobre os quais se apoia tal concepção, são suscetíveis de mais de uma interpretação. Redigidos em estilo apocalíptico, usam de muitas figuras literárias, entre as quais personifi­cação de conceitos abstratos e de realidades coletivas.
Examinemos, pois, estas passagens bíblicas para compreender o que objetivamente significam.
1. Os Sinóticos
No seu sermão escatológico diz Jesus:
"Surgirão numerosos falsos profetas, os quais seduzirão muita gen­te" (Mt 24, 11).
"Surgirão falsos cristos (messias) e falsos profetas, os quais reali­zarão portentos e prodígios notáveis, de modo a seduzir, se fosse possível, até os escolhidos. Eis que de antemão vo-lo anuncio" (Mt 24, 24s).
No sermão do Senhor, os falsos messias e profetas, sedutores dos últimos tempos, aparecem como verdadeira legião, mas legião acéfala; Jesus não menciona um chefe que possa ser dito "O ANTICRISTO".
Ainda é de notar que Jesus não fala de Anticristo(s), mas de pseudocristos, embora os falsários sejam inimigos (antitéticos) a Cristo; o termo técnico e clássico Anticristo se deve a época posterior, isto é, a S. João, que escreveu no fim do séc. I (cf. 1Jo 2, 18.22; 4, 3; 2Jo 7).

Igreja Católica e Comunhão Anglicana avançam no diálogo

Leonardo Meira
Da Redação Canção Nova


Arquivo / AP
O Arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, e o Papa Bento XVI durante encontro no Vaticano
O diálogo oficial entre a Igreja Católica e a Comunhão Anglicana acaba de dar mais um passo adiante.
A Comissão Internacional anglicano-católica (ARCIC, na sigla em inglês) entra em uma nova fase de debates, que começam em maio deste ano. Esta terceira fase surge a partir das orientações dadas pelo Papa Bento XVI e do Arcebispo de Canterbury, doutor Rowan William, durante o encontro que ambos tiveram em Roma, em novembro de 2009.
Acesse
.: Comunicado sobre diálogo entre Igreja Católica e Comunhão Anglicana


"O objetivo da terceira fase da ARCIC será estudar questões fundamentais referentes a: 'A Igreja como comunhão, local e universal' e 'Como, na comunhão, a Igreja local e universal chega a discernir o justo ensinamento ético'. Essas temáticas correlacionadas surgiram da Declaração Comum do Papa e do Arcebispo de Canterbury", precisa um comunicado do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos.

O diálogo - em curso há quarenta anos - já concluiu suas duas primeiras fases.

Cristianismo: fé fundamentada na história e na verdade.



G1
A perseguição a uma quadrilha de ladrões de túmulos levou à descoberta de uma antiga igreja nas proximidades de Jerusalém que talvez seja o local onde foi enterrado o profeta bíblico Zacarias, anunciaram as autoridades israelenses na quarta-feira (2).
A igreja, que fica no topo de uma colina, foi destruída por um terremoto há cerca de 1.300 anos e estava parcialmente enterrada até os detetives da Autoridade para Antiguidades de Israel –que perseguiam uma quadrilha de ladrões de objetos antigos– perceberem um umbral bastante trabalhado despontando da terra.
Os ladrões fugiram – eles foram pegos alguns meses mais tarde perto dali -, mas, depois de semanas de escavação, os arqueólogos desenterraram o que sobrou da igreja. Do tamanho de uma quadra de basquete, ela ainda continha os pilares de mármore que desabaram e um piso de mosaico de 10 metros de comprimento praticamente intacto.

As aparições de Maria em Lourdes. Mais de 7.000 curas inexplicáveis pela medicina


A partir de 11 de fevereiro de 1858, Nossa Senhora apareceu 18 vezes a Santa Bernadette Soubirous, numa gruta perto de Lourdes, França. A santa perguntou à Dama quem era e o que queria. Ela respondeu: “Eu sou a Imaculada Conceição”. O Beato Papa Pio IX havia proclamado o dogma da Imaculada Conceição em 8 de dezembro de 1854 e a aparição confirmou esse dogma. Nossa Senhora usava um vestido branco com uma fita azul. São as cores da Imaculada Conceição. Nossa Senhora fez vários pedidos por meio de Santa Bernadette: 1) “Penitência, penitência, penitência!”; “rezai a Deus pela conversão dos pecadores”; além da recomendação de “oscular a terra em penitência pelos pecadores”.

Igrejas protestantes americanas se unem contra a pornografia.



No próximo domingo, 6 de fevereiro, mais de 300 igrejas americanas enfrentarão a concorrência da final do campeonato de futebol americano. Trata-se do maior evento esportivo do ano e normalmente coincide com o horário em que a maioria das igrejas realiza seus cultos. Foi lançada neste ano uma campanha para que haja pregações específicas sobre pornografia nos cultos realizados antes do jogo. Até o momento, a inciativa já conta com o apoio de mais de 300 igrejas.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A Carne é Fraca, mas o Espírito é forte!


Quando ouvimos falar em castidade, devemos nos lembrar da importância de ver o nosso corpo como o verdadeiro templo de Deus. A própria Bíblia condena a fornicação (Copular; Ter Cópula; Acasalar) em diversos trechos ela mostra o quanto são essenciais a fidelidade no relacionamento e o respeito ao nosso corpo.
É importante não deixar-se levar pelas “campanhas mundiais” a favor do sexo inconsequente e imoral, principalmente entre os jovens.
Nos seguintes trechos: (I Coríntios 6,18) “Fugi da fornicação. Qualquer outro pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o impuro peca contra o seu próprio corpo” e (I coríntios 7,9) “Mas, se não poderem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se” podemos observar que Deus é a favor do casamento e não abrasar-se pelo mundo afora.
Pensando nisso, é normal vermos propagandas incentivando o uso de preservativos como a camisinha. A Igreja se opõe a essa ideia devido às escrituras Bíblicas serem bem claras quanto o relacionamento conjugal. Se permitisse o uso da camisinha a Igreja Católica estaria sendo contra aquilo que ela prega que é estar aberto à vida sempre. Liberando então a fornicação entre todas as pessoas.
Quando vivemos na fé e ouvimos aquilo que o mandamento diz “Não pecar contra a castidade” Estamos realizando a vontade de Deus e nos tornando exemplo para iniciarmos uma família aberta à vida e se utilizando do relacionamento sexual como algo sublime e santo.

A Estratégia de São Paulo


“Eu corro, mas não sem rumo certo...!” (ICor 9, 26)
Realmente Paulo se consumiu sem descanso em viagens e sacrifícios sem conta (cf. IICor 11, 22ss) constrangido pelo Amor de Cristo que queimava no seu peito para que oportunamente e inoportunamente a salvação de Jesus alcançasse a cada dia um maior número de homens e mulheres em seu tempo, fazendo-se “tudo para todos” (cf. IICor 5, 14 e ICor 9, 22).
É interessante percebermos que no ministério de Paulo houve três etapas significativas:
1. O tempo da evangelização direta pela pregação, pelas cartas, pelo envio de delegados, alcançando multidões, entre o povo e políticos do seu tempo, buscando alcançar os maiores centros sociais e culturais que eram as oito grandes capitais da época, inclusive Roma (coração político, econômico e militar), Jerusalém (capital religiosa), Atenas (capital cultural), Éfeso (capital artística) e até mesmo a Espanha (que era considerada como os confins da terra).

UM POUCO DE CRISTOLOGIA: Conhecendo a pessoa de Jesus de Nazaré a partir da Sagrada Escritura e do Magistério da Igreja

Por Cássio José
Membro da Rcc e da Catequese
Coordenador do Grupo de Oração: Renascer
fonte:  http://somosestrangeirosaquinaterra.blogspot.com
Um dos maiores questionamentos e debates doutrinal e teológico ao longo da história da Igreja e de críticos racionalistas que foi se levantando e sendo estudado durante muito tempo para combater as heresias que iam surgindo no decorrer das épocas, foi a divindade de Jesus. Não por dúvida Igreja, mas por sistematizar a doutrina cristã, frente as heresias. 
Nunca foi dúvida da Igreja Católica e do Cristianismo o fato da existência de Jesus, seu Senhorio e sua Divindade. Mas, desde os primórdios do Cristianismo as correntes de heresias, instrumentalizadas, sobretudo, por Satanás, já queriam desde cedo, descaracterizar e rebaixar, debochando assim da pessoa de Jesus de Nazaré, e ridicularizar de Sua Paixão, Morte e Ressurreição.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O que é Escatologia?

O estudo da Escatologia individual diz respeito aos acontecimentos que afetarão cada indivíduo no fim de sua jornada terrestre. São eles: Morte, Juízo Particular, Purgatório, Inferno e Céu. E a Escatologia coletiva trata dos acontecimentos relacionado com o fim dos tempos, a saber: Parousia (2a. vinda de Cristo), Ressurreição da Carne, Juízo Final ou Universal e os “Novos Céus e Nova Terra”.
A MORTE é onde se dá a separação entre o corpo e a alma. Deus não é o autor da morte. Foi o homem que, usando mal a liberdade que Deus lhe deu, pecou, e ao pecar, permitiu que a morte entrasse no mundo.
O JUÍZO PARTICULAR ocorre imediatamente após a morte, e define se a alma vai para o Céu, inferno ou purgatório. Não há uma ação violenta de Deus, mas simplesmente a alma terá nítida consciência do que foi sua vida terrestre, e assim, se sentirá irresistivelmente impelida para junto de Deus (Céu), ou para longe da presença de Deus (Inferno) ou ainda para um estágio de purificação (Purgatório).
O PURGATÓRIO é o estado em que as almas dos fiéis que morrem no amor a Deus, mas ainda com tendências pecaminosas, se libertam delas através de uma purificação do seu amor. Ou seja, são almas justificadas, mas que ainda precisam ser santificadas (clique AQUI para maiores detalhes). O Purgatório fortalecerá o amor de Deus no íntimo da pessoa, a fim de expurgar as más tendências. Todas as almas do Purgatório, posteriormente, irão para o Céu.
O INFERNO é um estado de total infelicidade. É viver eternamente sem Deus, sem amar, sem ser amado. A alma percebe que Deus é o Bem Maior, mas sua livre vontade o rejeita e sabe que estará para sempre incompatibilizada com Deus. Isso gera um imenso vazio na alma que passa a odiar a Deus e às suas criaturas. Só vai para o inferno quem faz uma recusa a Deus consciente, livre e voluntária. Mas como pode existir o inferno se Deus é bom e nos ama?

NAMORO SANTO, CASAMENTO ETERNO!

Por Cássio José e Angélica Maria
Membros da Renovação Carismática Católica de Camocim
Ministérios: Pregação e Artes

“A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. E da mesma forma o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa” (I Cor 7,4)
                          

PRESSUPOSTOS AFETIVOS E SEXUAIS

O ser humano tem a necessidade de satisfazer suas carências afetiva e sexual. Contudo, essa necessidade deve ser preenchida segundo os princípios morais cristãos e bíblicos. Fora desses princípios, há sempre escravidão e infelicidade. Quando isso acontece, a liberdade é substituída pela libertinagem, gerando assim frutos que apodrecem a árvore vital dos humanos: Sua própria vida!  
            O mundo em que vivemos, unido com uma manada de porcos espirituais (os demônios e mundo das trevas), procura desestruturar o que Deus fez de mais belo para os seus filhos: a sexualidade. Nesse contexto, há sempre projetos anti-bíblicos e satânicos para devastar e gerar destruição para os que procuram uma vida de retidão e santidade. Os relacionamentos devem ser um verdadeiro reflexo da santidade de Deus e gerar felicidade plena em todos os sentidos.     

A afetividade e sexualidade são elementos importantíssimos que foram impostos pelo próprio Deus na vida de seus filhos. Em ambos, deve-se ter muito cuidado. É de fundamental importância que se tenha equilíbrio em ambos os elementos. Poderíamos afirmar que se constituem duais colunas essenciais para a solidez felicidade dos seres humanos.
“A sexualidade afeta todos os aspectos da pessoa humana, na unidade do seu corpo e da sua alma. Diz respeito particularmente à afetividade, à capacidade de amar e de procriar, e, de um modo mais geral, à aptidão para criar laços de comunhão com outro” (CIC, 2332).
Não se pode afirmar que a sexualidade existe para satisfazer os apetites da carne. Muitas pessoas tratam o sexo como o seu guia, sua Bíblia, sua Lei... São verdadeiros escravos e não conhecem a finalidade do sexo. O sexo possui duais dimensões, finalidades: unitiva e procriativa. Por isso, a importância do namoro...       

O QUE SERIA O NAMORO?

Definição de Namoro e Escolha da Pessoa Amada

            Namorar é algo muito sério, muito embora tenha sido deturpado pela sociedade atual. Exige compromisso, responsabilidade, fidelidade, respeito mútuo, companheirismo, seriedade, sentimentos sinceros e racionalismo sólido de ambas as partes.
Não se confunde com a “cultura do fica”. No fica, as pessoas, sobretudo os jovens, tratam-se uns aos outros como um copo descartável e terreno baldio. Torna-se então uma verdadeira prostituição socializada e vício físico alimentado a cada fica; acostuma-se o corpo ao prazer, desprezando os sentimentos e o desejo por algo mais sólido. Descaracteriza os sentimentos e cria-se um verdadeiro “círculo vicioso” pela sensualidade sexual.

FUI ELEITO PELO SENHOR! ALGUÉM PODE ALGO CONTRA MIM SE TENHO O SEU SELO?

Por Cássio José
Membro da Rcc e da Catequese
 Coordenador do Grupo de Oração: Renascer


          
   É maravilhoso ler e contemplar na Palavra de Deus, o carinho que Deus tem para com seus filhos, no que diz respeito ao chamado de muitas pessoas para trabalharem no seu Reino. Deus precisa de mim? Parece até brincadeira! Eu é que necessito de sua misericórdia! Eu é que preciso d’Ele! Quantas vezes eu preguei por aí que Deus se levanta de seu trono para andar lado a lado conosco, segurando firmemente em nossas mãos. Mas na verdade, somos pecadores e cheio de erros. Pregamos conversão, arrependimento dos pecados e fidelidade, mas somos meros homens e mulheres cheios de vícios e de imundícies.

            Porém, se observarmos a Palavra de Deus, iremos perceber que Deus, embora que não precisasse de nenhum de nós para trabalhar em seu Reino, constituiu um raça de Profetas, Sacerdotes e Reis (Ex 19,6; Ap 1,6). A partir do nosso Batismo, em Cristo, tornamo-nos profetas, sacerdotes e reis nesse Reino do Senhor Jesus.
            Em toda a Palavra de Deus, tanto no Antigo como no Novo Testamento, Deus elege homens e mulheres para serem verdadeiras testemunhas de um Deus vivo e ressuscitado. Um Deus que ama o seu povo e não o quer ver nas chamas do pecado e nem no lamaçal de erros. Um Deus que abre o mar vermelho, que tira água da rocha, alimenta o seu povo com o maná do céu, um Deus que vence todas as batalhas, que faz uma aliança eterna morrendo numa cruz e que ao terceiro dia ressuscita dentre os mortos. E o melhor: que está preparando moradia no céu e que, tendo preparado tal moradia, voltará para tomarmos posse do nosso lugar que é o céu. Esse Deus é ou não é maravilhoso? É de fato tremendo Deus!

O político católico, laicismo e cristianismo.

Por Dom Giampaolo Crepaldi*
Para o político católico, o laicismo é um valor adquirido que deve ser defendido. Isto significa que a esfera política é independente da eclesiástica, que a política e a religião pertencem a âmbitos diferentes.

O cristianismo contribuiu bastante para o estabelecimento do laicismo autêntico. O cristianismo não é uma religião fundamentalista. O texto sagrado em que ele se inspira não deve ser lido ao pé da letra, e sim interpretado; a autoridade universal do Papa libera os cristãos das excessivas sujeições políticas nacionais; Deus confiou a construção do mundo à livre e responsável participação do homem. Não significa que a sociedade e a política sejam totalmente alheias à religião cristã, que não tenham nada a ver com ela. A sociedade precisa da religião de maneira concreta para manter um nível sadio de laicismo.
Dom Giampaolo CrepaldiO cristianismo colabora com este objetivo, porque não impede a sociedade de ser legitimamente autônoma e ao mesmo tempo a sustenta e ilumina com sua própria mensagem religiosa. Poderíamos até dizer que o cristianismo a impulsiona a ser ela mesma, por explicitar a sua plena vocação e pedir-lhe o máximo das suas capacidades, sem se fechar em si mesma.

”Pátio dos Gentios”, Igreja Católica em diálogo com agnósticos e ateus.


O Presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, Cardeal Gianfranco Ravasi, apresentará oficialmente em Paris (França), entre os dias 24 e 25 de março o projeto do “Pátio dos Gentis”, uma iniciativa para o diálogo com agnósticos e ateus.
O Cardeal deu ao conhecimento público os detalhes do projeto em um comunicado de 25 de janeiro no qual explica que o “Pátio dos Gentis” é “uma nova estrutura permanente do Vaticano para promover o diálogo e o encontro entre crentes e não crentes”.
Para a inauguração foram programadas uma série de eventos para os dois dias entre os quais se encontra algumas exposições sobre o tema “religião, iluminação e razão comum” que serão apresentadas na sede da UNESCO, na Universidade de Sorbona e no Institut de France.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Perseguição aos cristãos cresce em todo o mundo.





Por Pe. John Flynn, L.C.

A mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial da Paz O Papa comenta que “também o ano que encerra as portas esteve marcado pela perseguição, pela discriminação, por terríveis actos de violência e de intolerância religiosa”.
Infelizmente, 2011 não parece que vá ser melhor. Apenas meia hora depois de ter começado o novo ano, explodia uma bomba no exterior da igreja copta dos Santos, na cidade egípcia de Alexandria, enquanto 1.000 pessoas saíam dela, informou naquele dia Associated Press. A cifra inicial de mortes foi de 21, que aumentaram depois a 25, e cerca de uma centena de pessoas ficaram feridas.
Segundo uma reportagem da BBC de 1 de janeiro, após a explosão, o presidente do país, Hosni Mubarak, chamou a unidade contra o terrorismo de muçulmanos e cristãos. Nos dias que seguiram à explosão, houve vários enfrentamentos entre grupos de cristãos e muçulmanos.
“O sangue de seus mártires se mesclou em Alexandria para dizer-nos que todo Egito é objetivo e que o terrorismo cego não diferencia entre um copta e um muçulmano”, declarou em uma emissão à televisão estatal, informava a BBC.
A BBC assinalava que era o segundo Natal consecutivo amargado pelo derramamento de sangue da comunidade copta do Egito. A 6 de janeiro de 2010, seis fiéis e um oficial de polícia muçulmanos foram assassinados em um tiroteio próximo de uma igreja na cidade de Naga Hamady.

França diz NÃO ao “matrimônio” homossexual.

fonte: ACI
O Conselho Constitucional francês decidiu que a proibição do matrimônio entre duas pessoas do mesmo sexo não viola a Constituição do país, e só o Parlamento pode decidir uma mudança na legislação, segundo a resolução publicada em sua página Web.
Os nove “Sábios” que o compõem recordaram que segundo os artigos 75 e 144 do Código Civil, “o matrimônio é a união de um homem e uma mulher”. Além disso, o órgão francês indicou que o legislador, “no exercício de sua competência, estimou que a diferença de situação entre os casais do mesmo sexo e os casais compostos por um homem e uma mulher poderia justificar uma diferença de trato quanto às regras de direito da família”.
“Não corresponde ao Conselho Constitucional substituir sua apreciação (do legislador) na hora de ter em conta esta diferença de situação”, explicou o Conselho referindo-se ao Parlamento.
A resolução vem pelo recurso de inconstitucionalidade interposto por um casal de fato de lésbicas contra esses dois artigos pela falta de segurança jurídica de seus quatro filhos.

Educar a afetividade.

João Malheiro

Em seu livro “Ética a Nicômaco”, Aristóteles afirmava que, para educar bem uma pessoa, era preciso capacitá-la para que saiba amar o que é amável e odiar o que é aborrecível. Indicava que, para vencer este desafio, era necessário avançar em três campos no processo educacional: o incremento do conhecimento; o desenvolvimento de aptidões intelectuais e da razão prática, o que permite escolhas morais acertadas; e, por fim, o incentivo à convivência familiar e social para a consolidação de atitudes e a interiorização de valores que dão sentido à vida.
Durante o período escolar, caso se tenha o privilégio de se estudar numa escola que busque a formação integral dos pais, professores e alunos, os dois primeiros campos são, em princípio, satisfeitos. Porém, é provável que o terceiro aspecto – a convivência –fique a desejar.
A obrigação dos pais de trabalhar o dia inteiro, as inúmeras tarefas escolares dos alunos e seus cursos extraescola, a tendência dos jovens a ficar em casa “blogados” na internet 24 horas por dia são alguns dos fatores que costumam prejudicar a socialização. Por isso, quando chegam as férias escolares, pais e educadores devem sentir uma grande motivação para compensar essa carência, programando bem o tempo de férias de modo a conviverem de forma mais próxima e intensa.

Adolescência e educação familiar, como conciliar?


Muito se diz que a adolescência é a fase da vida dos filhos mais temida pelos pais. Mas será que essa idade tem de ser sempre tão conturbada assim?
Muitos pais de adolescentes se queixam dizendo: “Meu filho se tornou um preguiçoso, vive agora ‘esparramado’ no sofá a ouvir música”. Alguns lamentam: “Ele está tão rebelde, contesta tudo e a tudo exige explicações”. Os mais ciumentos, cheios de saudades reclamam: “minha filha agora que está se tornando moça nem liga mais para nós, só pensa em ficar com as amigas e na internet.
Será que são preguiçosos? Não é verdade que o adolescente seja de fato preguiçoso. Nessa fase, devido às mudanças hormonais e outros fatores biológicos, é natural que lhes custe mais desempenhar tarefas que exigem esforços. Aliás, aquela vitalidade incansável da criança, que corre de um lado para o outro, sempre solícitos a fazer o que lhes pedem, não poderia durar para sempre.
É conveniente, então, sabendo que essa “moleza” surgirá nessa fase da vida, que os pais os estimulem com carinho e compreensão. Não se trata de deixar as coisas correrem, pensando que “logo isso passa”. Se não se fizer nada, não passa não, e terão esse vício para o resto da vida. Mas há que ser estimular com um sentido positivo, sem ares de ameaça ou de reclamação, a fazer algum esporte, a estudar, a envolver-se em atividades de serviço aos demais (voluntariado), enfim, a vencer e, sobretudo, vencer-se.

BBB, síntese do que há de pior na televisão brasileira, afirma Fernando Veríssimo.


Crônica de Luiz Fernando Veríssimo sobre o BBB- Rede Globo
Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço…A décima terceira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil, encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB 10 é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros… todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB 10 é a realidade em busca do IBOPE..
Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB 10. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°