sábado, 7 de agosto de 2010

MES VOCACIONAL‏

enviado por e-mail por Dynei Thaim
1a. Semana – Vocação para os ministérios ordenados
            O bispo, como sucessor dos apóstolos, coloca-se a serviço do Povo de Deus, conforme o coração de Cristo Bom Pastor (cf. DA 186)
O presbítero, à imagem do Bom pastor, é chamado a ser homem de misericórdia e compaixão, próximo a seu povo e servidor de todos, particularmente dos que sofrem grandes necessidades” (DA 198).
            O diácono está a serviço da Palavra, da caridade e da liturgia e é chamado a servir de modo especial os mais necessitados promovendo e acompanhando as ações sociais na comunidade (cf DA 205; 207).
 2a. Semana – Vocação para a vida em família
            A família, pequena Igreja, deve ser junto com a paróquia, o primeiro lugar para a iniciação cristã das crianças. Ela oferece aos filhos um sentido cristão de existência e os acompanha na elaboração de seu projeto de vida, como discípulos missionários (cf DA 302).
 3a. Semana – Vocação para a Vida Consagrada
            É um caminho de especial seguimento de Cristo, para dedicar-se a Ele com coração indiviso e colocar-se, como Ele, a serviço de Deus e da humanidade, assumindo a forma de vida que Cristo escolheu para vir a este mundo: vida virginal, pobre e obediente. A partir de seu ser, a vida consagrada é chamada a ser especialista em comunhão, no interior tanto da Igreja quanto da sociedade. (cf. DA 216).
 Esse modo de seguir Jesus Cristo se expressa na vida religiosa monástica, contemplativa e missionária, nos institutos seculares, sociedades de vida apostólica e outras novas formas.
 4a. Semana – Vocação para os ministérios e serviços na comunidade e na sociedade, especialmente o de Catequista.
            Todos os fiéis leigos são “os cristãos que estão incorporados a Cristo pelo batismo”. Pela sua participação no corpo de Cristo são chamados a exercer o tríplice múnus (sacerdotal, profético e régio), por meio de ministérios, realizando sua missão no mundo.  Entre os diversos ministérios destaca-se o de catequista.
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e a Vida consagrada

Eleições: oportunidade para analisar os Candidatos

Arcebispo assinala graves problemas: habitação, educação, caos rodoviário
As eleições deste ano no Brasil, em âmbito nacional e local, são uma oportunidade para “analisar nomes e tudo que está no limite da paciência”, afirma o arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo.
“No limite da paciência” – explica o prelado, em artigo enviado a ZENIT nesta sexta-feira –: “assim se define o sentimento das pessoas em relação à lista interminável de prioridades que estão no horizonte da sociedade brasileira – e que exigem atitudes e encaminhamentos rápidos e marcados por um aguçado sentido de utilidade.”
Em primeiro lugar, Dom Walmor assinala a “necessidade de moralidade nos exercícios de governos, responsabilidades, tarefas e missões assumidas”.
“Essa exigência toca setores da vida social, política, econômica, religiosa, familiar e profissional. Não se pode correr o risco de abafar essa vontade de moralidade na sociedade”, afirma.
O arcebispo reconhece que “não é fácil” vencer “a crosta formada pelas práticas abomináveis de corrupção, manipulações e interesses mesquinhos no tratamento da coisa pública”.
Dom Walmor considera que neste ano eleitoral “não basta apenas escolher nomes das listas apresentadas para que sejam sufragados nas urnas”.
“É preciso que a sociedade, em nível local e nacional, faça o debate sobre a lista de suas prioridades, verificando a competência e real capacidade de ação imediata dos que governam e estão oferecendo seus nomes para o exercício de responsabilidades e tarefas que, acima de tudo, têm que tratar e encaminhar concretamente as necessidades básicas do povo.”
O arcebispo destaca que é preciso “estourar a habitual bolha de promessas eleitoreiras deste tempo de campanha”.
Entre exemplos de prioridades e urgências, o arcebispo de Belo Horizonte cita, por exemplo, o déficit habitacional, “um mal no cenário brasileiro, também em Minas Gerais”.
A urgência no campo habitacional “está de braços dados com a inadiável qualificação da educação, sob pena de assorear uma cultura rica como é a de Minas - precipitando-a em esvaziamentos e no nascimento de uma cultura sem valores e referências religiosas, familiares e relacionais. É hora de novas posturas governamentais”, afirma.
“É o momento de contar com figuras representativas, no executivo, no legislativo e no judiciário. Assim também o âmbito religioso e cultural precisa de figuras mais proativas, de visão larga e com audácias”, destaca.
O arcebispo enfatiza a “lista grande que se abriga no arco do limite da paciência”: “déficit habitacional, educação qualificada, e amplamente oferecida, trabalho para todos, defesa da vida em todas as etapas, o caos rodoviário que coloca Minas, em razão das mortes, em situação de guerra”.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por Walmor Oliveira de Azevedo
www.zenit.org

Divórcio relâmpago fragiliza ainda mais a família.


Ives Gandra da Silva Martins
A emenda constitucional, que aprovada pelo Congresso, objetiva facilitar a obtenção do divórcio, suprimindo requisito relativo ao lapso temporal — de um ano contado da separação judicial e dois anos da separação de fato —, denominada de a “PEC do divórcio relâmpago”, a meu ver, fragiliza ainda mais a família, alicerce da sociedade, nos termos do artigo 226 “caput” da Constituição Federal.Na medida em que os mais fúteis motivos puderem ser utilizados para que a dissolução conjugal chegue a termo, sem qualquer entrave burocrático, possivelmente, não possibilitando nem o aconselhamento de magistrados e nem o de terceiros para a tentativa de salvar o casamento, o divórcio realmente será relâmpago.Não poucas vezes, casais que estão dispostos a separar-se, não percebendo o impacto que a separação pode causar nos filhos gerados, quando aconselhados e depois de uma reflexão mais tranquila e não emocional, terminam por se conciliar.Conheço inúmeros exemplos nos quais o ímpeto inicial foi contido por uma meditação mais abrangente sobre a família, os filhos e a vida conjugal, não chegando às vias do divórcio pela prudência do legislador ao impor prazos para concedê-lo e pela tramitação que permite, inclusive, a magistrados aconselharem o casal em conflito.
A Emenda mencionada autoriza que, no auge de uma crise conjugal, a dissolução do casamento se dê, sem prazos ou entraves cautelares burocráticos. Facilita, assim, a tomada de decisões emotivas e impensadas, dificultando, portanto, uma solução de preservação da família, que foi o objetivo maior do constituinte ao colocar no artigo 226, que o Estado prestará especial proteção à família.Entendo que a “PEC do divórcio relâmpago” gera insegurança familiar, em que os maiores prejudicados serão sempre, em qualquer separação, os filhos, que não contribuíram para as desavenças matrimoniais, mas que viverão a turbulência da divisão dos lares de seus pais, não podendo mais ter o aconchego e o carinho, a que teriam direito — por terem sido por eles gerados ou adotados — de com eles viverem sob o mesmo teto.Como educador há mais de 50 anos, tenho convivido com os impactos negativos que qualquer separação causa nos filhos, que levam este trauma, muitas vezes, por toda a vida.
Por isto, sou favorável à maior prudência, como determinou o constituinte de 88, no § 6º do artigo 226 da Lei Maior. Tenho para mim, inclusive, que o capítulo da Família na Carta Magna de 88, por ser a família a espinha dorsal da sociedade, deveria ser considerado cláusula pétrea.
Ives Gandra da Silva Martins: Advogado. Doutor em Direito. Professor Emérito das Universidades Mackenzie, UNIFMU e da Escola de Comando e Estado Maior do Exército. Presidente do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do Comércio do Estado de São Paulo e do Centro de Extensão Universitária.

* Arqueólogos encontraram possíveis relíquias de São João Batista na Bulgária.



por: Gaudium Press
 
Em uma pequena ilha do Mar Negro, São Ivan, Bulgária, frente à cidade de Sozopol, foram encontrados um dente e parte de uma mão e da mandíbula de São João Batista. Pelo menos foi o que anunciou o historiador e ministro de gabinete búlgaro, Boshidar Dimitrov, à rádio estatal de seu país. Dimitrov informou também que as relíquias do santo ficarão expostas em Sozopol.


As relíquias de São João Batista foram achadas por arqueólogos que estavam escavando o que fora uma igreja no século V d.C, dedicada ao santo. Lá, eles encontraram um relicário de alabastro, com forma de sarcófago, em um altar, onde estavam os ossos. Os arqueólogos acreditam que os restos tenham chegado à região no século IV d.C, via Constantinopla.
Mais relíquias de São João Batista se encontram em outras regiões do mundo. No palácio Topkapi, em Istambul, estão os ossos dos braços e parte do crânio. Em Damasco, está o sepulcro do precursor de Jesus Cristo.

“Pensar em Deus” diminui a ansiedade quando se comete erros, afirma estudo.



Estudo publicado na revista ”Psychological Science” mostra que pensar em Deus reduz o estresse que as pessoas vivenciam ao cometer erros. As informações são do ”EurekAlert!”.
Os pesquisadores mediram as ondas cerebrais em uma situação específica – a reação das pessoas ao saber que cometeram erros em um teste. Aqueles que foram preparados com pensamentos religiosos tiveram uma resposta menos proeminente do que aqueles que os que não receberam.
“Cerca de 85% da humanidade têm algum tipo de crença religiosa”, afirma Michael Inzlicht, que conduziu o estudo ao lado de Alexa Tullett. Ambos são da Universidade de Toronto Scarborough.
Os pesquisadores mostraram que, quando as pessoas pensam em religião e em Deus, o cérebro delas responde de uma forma diferente – elas reagem com menos sofrimento e ansiedade após cometerem erros.
Antes de passar por um teste de computador com alto índice de erros, parte dos participantes tinha escrito sobre religião, ou completado um jogo de palavras-cruzadas com termos relacionados a Deus. Os exames mostraram que a atividade cerebral desses voluntários era reduzida no córtex cingulado anterior, área associada à excitação e que gera um alerta quando as coisas dão errado.

Você conhece os “pais” do Aborto?


Fonte: A Aldeia
 
Apresentado como o grande bem da história da humanidade, o aborto foi pela primeira vez legalizado graças a “duas grandes figuras modernas”, verdadeiros símbolos do “progresso e da justiça”: Hitler e Lenine (Lenin). Desde aí, esta “conquista do povo” foi ganhando lugar nas legislações de outros estados, através principalmente de mentiras, falsificações e manipulações.
Um dos truques retóricos preferidos dos publicistas de esquerda é a comparação com Hitler, reductio ad Hitlerorum. Na discussão sobre o aborto é usado com frequência: aparece sempre alguém a lembrar que a Alemanha nacional-socialista considerava o aborto um inimigo da fecundidade ariana e premiava as mães alemãs de filhos numerosos, reprodutoras heróicas da raça superior. O que não se diz é que a Alemanha de Adolf Hitler foi o segundo estado no mundo que legalizou o aborto – nas nações ocupadas pelos alemães. O próprio Hitler sublinhou que “face à existência de famílias numerosas na população nativa, é para nós muito vantajoso que as  mulheres façam o maior número de abortos possível”, ameaçando fuzilar “o idiota que quisesse introduzir legislação proibitiva do aborto nos territórios ocupados de leste”. E Martin Borman acrescentava que “a fecundidade dos eslavos é indesejável. Que usem preservativos ou raspagens – quanto mais, melhor”.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Aborto: não adianta me acusarem de católico; precisam é provar que estou errado. Afirma jornalista da “Veja”.

Por Reinaldo Azevedo
Comentários de pessoas que não concordam comigo sobre o aborto estão sendo publicados. Minha única exigência é que a abordagem seja civilizada e que a opinião não seja elo de corrente organizada, de lobby. Quanto ao mais, dizer o quê?
Sim, sou católico, orgulho-me disso, e minha opinião certamente está influenciada pela minha religião — como, suponho, o ateísmo de uns tantos interfira no seu posicionamento sobre isso ou aquilo.
Em suma: não crer em Deus não é nem superior nem inferior a crer. Não confere a ninguém o diploma da razão. Até porque São Tomas de Aquino, por exemplo, fez mais pelo pensamento moderno do que a totalidade dos que entortam o nariz para o cristianismo. O que falta a boa parte não é opinião, como se nota, mas estudo. E eu escrevo para pessoas que prezam o estudo, nunca escondi. Não sou nem tento ser um articulista “popular”. Nem mesmo escrevo textos curtos. Não obstante, o blog é um sucesso. Estranho, né? Pois é…

Evangélicos praticam nudismo como forma de comunhão com Deus. Como??



Como Adão e Eva no Paraíso: Integrantes de igrejas evangélicas descobrem que o naturismo também é uma forma de comunhão com Deus e vão à praia nus.
O catarinense Estevão gosta de orar nu para se sentir mais próximo da natureza. Ele já foi expulso de uma igreja
Um paraíso ecológico, nenhuma roupa e… a Bíblia Sagrada. Pode parecer contraditório, mas naturismo também é coisa de crente. Isso mesmo: no Rio, até mesmo pastores evangélicos se bronzeiam como vieram ao mundo nas praias freqüentadas por nudistas.

Pastora pentecostal também pratica nudismo
O nudismo evangélico é uma idéia é tão inovadora, que muitos preferem o anonimato, como a líder de instituição pentescostal há 15 anos, Márcia, 48 anos, que trocou o nome para não ser reconhecida por seus fiéis.

Marina defende plebiscito sobre legalização da maconha.

Msn Notícias
Em agenda de campanha em Natal, a candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, dividirá as atenções dos potiguares com a Marcha pela Maconha, prevista para as 16 horas de hoje. Pela manhã, Marina deu entrevistas a duas emissoras de rádio e defendeu um plebiscito para discutir a legalização da maconha. “Não podemos resolver isso (legalização da droga) sem um grande debate”, argumentou.
A candidata disse que respeita as opiniões do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), que são favoráveis à legalização, mas assim como na questão do casamento gay, ela é contra. No entanto ela espera que o assunto seja levado à sociedade. “Eu nunca tive nenhuma atitude de discriminação”, afirmou.
Durante entrevista de 25 minutos à Rádio 95 FM, Marina disse que sua candidatura conseguiu se impor no cenário eleitoral e que “acabou o plebiscito” entre PT e PSDB. No entanto, para a candidata o desafio agora é “acabar com a baixaria” de acusações entre seus adversários. “Eu não estou me deixando pautar pelo jogo do vale-tudo.”
A presidenciável voltou a criticar as acusações do vice do presidenciável José Serra, deputado Indio da Costa (DEM-RJ), que levantou recentemente a questão da suposta relação entre PT e as Forças Revolucionárias Armadas da Colômbia (Farc). Marina disse que falta a Indio maturidade e”quilometragem política”. “O vice do Serra às vezes extrapola. Não vale tudo para se ganhar as eleições”, criticou.
Marina disse esperar de seus adversários uma postura de respeito à legislação e que, após as multas da Justiça Eleitoral, que não haja mais infrações. Para ela, Dilma Rousseff (PT) e Serra colecionam multas porque suas candidaturas têm estrutura financeira para pagar as punições. “Eu ia lavar prato pelo resto da vida se fosse multada toda semana”, disse.
Governos
Se eleita, ela afirmou que não discriminará governos de oposição ao seu partido por acreditar que isso representa um “pensamento mesquinho”. “Essa é a política pequena.” Num discurso voltado para os nordestinos, Marina defendeu mais investimento em educação (principalmente no combate ao analfabetismo), saúde (com foco na luta contra a mortalidade infantil), segurança (destacou a violência doméstica) e manutenção do Bolsa Família, rechaçando a ideia de programa assistencialista. “Só chama de assistencialista quem não sabe o que é passar fome”, rebateu ela durante entrevista à Rádio 96 FM.
Marina também abordou durante as entrevistas o investimento em obras de infraestrutura, uma vez que o Estado receberá jogos da Copa do Mundo de 2014. A candidata afirmou que quer ir além do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), o qual chamou de sistema de gerenciamento de obras. “No governo do Fernando Henrique Cardoso nem tinha isso”, cutucou.
A candidata aproveitou o assunto para rebater os críticos que afirmam que um governo verde não investirá em obras. “A gente pode fazer os investimentos sem destruir a natureza. O que não dá é fazer de qualquer jeito”, disse.
Marina defendeu ainda o corte de gastos e o fim do “festival de cargos comissionados”. “O servidor concursado deve ser mantido. O que nós temos de acabar é com o desperdício”, propôs. A candidata disse se espelhar no modelo de transparência na divulgação dos gastos implementada pelo presidente norte-americano Barack Obama. “Quero fazer como o presidente Obama, colocar tudo na internet.”

Regras para discernimento dos Espíritos, segundo Santo Inácio.


1. Àqueles que vão de pecado mortal em pecado mortal costuma, geralmente, o inimigo propor gozos aparentes e despertar-lhes na imaginação prazeres e desejos impuros, para mais os conservar e mergulhar em seus vícios e pecados. Ao contrário, o bom espírito causa-lhes remorsos e estímulos de consciência para os retirar de tão lastimoso estado.
2.Com aqueles que procuram intensamente purificar-se de seus pecados, e progredir no serviço de Deus, Nosso Senhor, dá-se o contrário do que foi dito na primeira Regra. Pois neles costuma o demônio suscitar perturbações de consciência, tristeza e desânimo, inquietando-os com falsas razões, para que não vão por diante na sua santificação. Pelo contrário, é próprio do bom espírito dar coragem, forças, consolações, lágrimas, inspirações e tranqüilidades, tornando-lhes tudo fácil e afastando todos os impedimentos, para que vão sempre adiantando na virtude e perfeição.
3. Da consolação espiritual. Chamo consolação qualquer movimento interno que impele a alma para mais servir e amar o seu Criador e Senhor, afastando-a, por conseguinte, de todas as coisas criadas para só descansar no Criador delas; e também quando provoca lágrimas de amor a Deus, de dor dos próprios pecados, de compaixão pela morte de Cristo e de outras coisas ordenadas diretamente ao seu serviço e louvor; finalmente, chamo consolação a todo aumento de fé, de esperança e caridade, e a toda a alegria interna que atrai o homem para as coisas celestes e salvação de sua alma, dando-lhe paz e tranqüilidade em seu Criador e Senhor.
com informações do Nosso Irmão Carmadelio

Denúncia do especialista monsenhor Fortunato Di Noto
Pedofilia somente é notícia quando está ligada aos sacerdotes, denuncia um dos protagonistas na luta contra esse crime, monsenhor Fortunato Di Noto.
Este sacerdote fundou uma associação que há mais de 20 anos luta pela tutela da infância contra a pedofilia, pornografia infantil e exploração sexual. Ele também é assessor de órgãos internacionais, inclusive agências da ONU.
A associação (Associazione Meter Onlus) realiza seu trabalho não só de forma repressiva mas também prevenindo e educando. Criou na Itália 15 centros de acolhida, formou 300 agentes para a defesa da infância, por meio da supervisão da internet e colaboração com as forças da polícia.
Como explica o sacerdote, a pedofilia é um crime, mas também uma máquina de fazer dinheiro, com uma promoção própria, que movimenta cifras de mais de 13 milhões de euros por ano e um total de mais de 200 mil menores envolvidos e abusados, entre os quais bebês de poucos dias até dois anos de idade.
Contudo, destaca Di Noto, grande parte da imprensa se escandaliza somente pelos sacerdotes pedófilos e não por este fenômeno de enormes proporções.
“O mais impressionante é que foi falado de pedofilia do clero mas não se fala, por exemplo, da pedofilia como fenômeno mundial. E o fenômeno mundial dos absuso sexuais está diante os olhos de todos”, afirmou o sacerdote a H2onews.org.
O que me impressiona, e faz diferença, é que a mídia, provavelmente dirigida por lobbys da comunicação, quis falar mais disto e não da gravidade e da criminalidade contra as crianças, da gravidade da exploração sexual dos menores, da gravidade do turismo sexual infantil, da gravidade da venda de crianças e da gravidade da violação de crianças. Esta é a demonstração visível e espetacular de como alguns meios de comunicação, movidos por alguns lobbyes de pensamento, comunicam, às vezes, notícias falsas, não verificadas ou ainda manipuladas.”
Para o fundador da associação contra pedofilia, é preciso ter uma maior responsabilidade e atenção por parte dos pais e também mais atenção perante a difusão da pedofilia nas principais redes sociais.
“A pergunta é: por que na Itália há 180 mil menores de 13 anos que, sem autorização, estão inscritos no Facebook?”. “Isso significa que há 180 mil famílias que não controlam o que estas crianças fazem”.

“Crentes” se rendem ao “Aluluia”

Em tempo de eleição candidato se presta a todo tipo de manobra para agradar os eleitores em potencial. Visita aos bairros pobres, fotos com crianças, tapinha nas costas e desfile em carros abertos nas carreatas são algumas das atividades mais comuns. Como os tempos mudam e os marqueteiros de plantão estão de olho, surge um novo nicho para os candidatos incorporarem em suas concorridas agendas, diz respeito à religião.
Aborto, casamento de pares do mesmo sexo, legalização da maconha, profissionalização da prostituição são alguns dos temas que volta e meia estão na pauta das casas parlamentares e só não se tornaram leis devido a mobilização de diversos setores da sociedade ligados à religião, em especial, a cristã.
Dilma Roussef, presidenciável pelo PT é uma das que mais chama a atenção nesta temática. É perceptível a adequação forçada que  Dilma imprime em sua campanha na tentativa de agradar a gregos e troianos, coisa, aliás, que o atual presidente consegue fazer com maestria, ou pelo menos, pensa fazer.
Manoel Ferreira, líder das igrejas Assembléia de Deus
A candidata petista teve um encontro com líderes das denominações protestantes e – pasmem – até citação bíblica foi utilizada. Segundo informou o portal de notícias da Rede Record, R7, fora feito um acordo no qual ficou estabelecido que temas polêmicos, ficaraim a cargo do legislativo e não do executivo, ou seja, Dilma, caso seja eleita não interferiria diretamente nestas questões deixando o assunto para a Câmara e o senado.
Veja algumas frases de Dilma no encontro, bem diferente de outras argumentações outrora constatadas em entrevistas.
- Jesus mostrou uma preocupação com a vida. E é essa preocupação que quero reafirmar aqui. Sou a favor da vida em todas as suas dimensões e sentidos. Sou a favor da preservação da vida e da melhoria da vida das pessoas. Quero contar com vocês, as igrejas evangélicas, para continuar resgatando a dignidade dessas pessoas.
Candidata fez um discurso recheado de citações bíblicas

Cantora Protestante Profetiza Fim da Igreja Católica Apostólica Romana

A cantora protestante Ana Paula Valadão da denominação religiosa igreja da Lagoinha em show, em Salvador, BA, profetizou o fim da Igreja Católica Apostólica Romana.
Em determinado momento de sua apresentação a cantora  baseando-se em  passagem bíblica repete diversas vezes a palavra tambores como numa invocação, ao mesmo tempo em que a percussão da banda acelera a batucada. Momentos seguintes, a palavra de ordem de Valadão  é “receba o tambor, receba o tambor…É a  ruína dos falsos deuses, é a ruína do povo idólatra”, disse.

Adiante, pede ao conjunto que toquem os tambores em ritmo baiano,no que  as bailarinas dançam se debatendo, algumas pelo chão. Muitos internautas compararam a apresentação do grupo às manifestações da macumba. A cantora parecia fora de si e de um lado para o outro do palco soltou as palavras, “ (Aqui em Salvador) Aonde a idolatria chegou, aonde chegou o culto aos deuses. Onde entrou a influência de toda mariolatria no nosso Brasil, desde as primeiras missas efetuadas em solo brasileiro …o senhor fará tocar novos tambores nesta nação”, proclamou.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

A pureza do olhar

Imagem de Destaque


É olhar com carinho para o outro

Ter olhos puros é ter uma conexão direta com nosso coração. Quando Deus transforma o nosso jeito de pensar, modifica também o nosso jeito de olhar as coisas e as pessoas. Vemos as coisas com os olhos da pureza, sem preconceito. Olhar as pessoas com pureza significa permitir que elas sejam vistas por nós como se estivessem sendo vistas por Jesus.

É muito bonito descobrirmos que, na oportunidade de encontrar o outro, também encontramos um pouquinho daquilo que somos. Há duas formas da fazermos isso: nos alegrando quando vemos, refletido no outro, um pouco daquilo que temos de bom. Mas também podemos nos entristecer, quando vemos o que o outro tem de ruim e descobrimos que somos ruins também daquele jeito.
Por isso é natural que, muitas vezes, aquilo que eu escuto de ruim do outro eu acabo não gostando, porque, na verdade, ele me mostra o que eu sou.

Ter a pureza no olhar significa você se despir de tudo e começar a olhar com carinho e liberdade para aquilo que o outro é, permitindo que esse seja o encontro frutuoso, tanto para nos mostrar o que temos de bom e para nos indicar no que precisamos ser melhor.

.



Foto Padre Fábio de Melo

Padre Fábio de Melo é professor no curso de teologia, cantor, compositor, escritor e apresentador do programa "Direção espiritual" na TV Canção Nova.
13/12/2008 - 00h00

Por que acredito no cristianismo? Fala-nos Chesterton.


G. K. Chesterton

Não tenho a intenção de desrespeitar o Sr. Blatchford dizendo que nossa dificuldade, em grande medida, está em que ele, como a maioria das pessoas inteligentes atualmente, não entende o que é Teologia.
Equivocar-se em ciência é uma coisa, mas equivocar-se sobre a natureza da ciência é outra. Na medida em que leio “God and My Neighbour (Deus e o meu vizinho)”, cresce minha convicção de que ele pensa que Teologia é o estudo sobre se as diversas lendas que a Bíblia conta sobre Deus é historicamente demonstrável. É como se ele estivesse tentando provar a um sujeito que o Socialismo seria, na verdade, a sólida ciência da Economia Política e começasse a perceber, no meio do caminho, que o sujeito considerava a Economia Política o estudo sobre se os políticos eram econômicos.
É muito difícil de explicar brevemente a natureza de todo um ativo campo de estudo, tanto quanto o é explicar o que é política ou ética. Pois, quanto maior e mais óbvia é uma coisa, e quanto mais ela te encara face a face, mais difícil é defini-la. Todo mundo pode definir concologia.. Ninguém pode definir a moral.
No entanto, toca-nos tentar explicar essa filosofia religiosa que era, e de novo será, o estudo dos maiores intelectuais e a fundamentação das mais fortes nações, mas que nossa diminuta civilização, há algum tempo, esqueceu, da mesma forma que esqueceu como dançar e como se vestir decentemente. Tentarei explicar porque eu considero necessária uma filosofia religiosa e porque eu considero o cristianismo a melhor filosofia religiosa. Mas, antes que eu faça isso, quero que você se lembre de dois fatos históricos. Não peço para que você tire deles as minhas conclusões ou mesmo qualquer conclusão. Peço que você se lembre deles como simples fatos, ao longo da discussão.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Perdão de Assis: saiba o que é e como receber indulgência plenária

Fonte: Canção Nova Notícias

Igrejinha da Porciúncula, localizada no interior da Basílica de Nossa Senhora dos Anjos, próximo a Assis
São Francisco de Assis pode ser considerado um dos santos mais conhecidos mundo afora.


Nesta segunda-feira, 2, celebra-se o "Perdão de Assis", na Festa de Nossa Senhora dos Anjos, também conhecida como "Porciúncula". Essa é uma das datas mais importantes para a Família Franciscana e todos os fiéis que têm especial afeição pelo santo italiano.

Porque sou católico!

fonte:Disponível em inglês em Why I am a Catholic?
Soberbo!
Chesterton é irrefutável em seus argumentos.
Leia esse artigo e procure na Internet tudo que for escrito por ele e “devore”. Após lê-lo, saimos todos mais Católicos e mais amantes da verdade.
***
G. K. Chesterton
A dificuldade em explicar “Por que eu sou Católico” é que há dez mil razões para isso, todas se resumindo a uma única: o catolicismo é verdadeiro.
Eu poderia preencher todo o meu espaço com sentenças separadas, todas começando com as palavras, “É a única coisa que …” Como, por exemplo, (1) É a única coisa que previne um pecado de se tornar um segredo. (2) É a única coisa em que o superior não pode ser superior; no sentido da arrogância e do desdém. (3) É a única coisa que liberta o homem da escravidão degradante de ser sempre criança. (4) É a única coisa que fala como se fosse a verdade; como se fosse um mensageiro real se recusando a alterar a verdadeira mensagem. (5) É o único tipo de cristianismo que realmente contém todo tipo de homem; mesmo o respeitável. (6) É a única grande tentativa de mudar o mundo desde dentro; usando a vontade e não as leis; etc.

A ciência confirma: os ossos de São Pedro estão no Vaticano!



“Muro dos grafitti”
O papa Pio XII dispôs uma escavação arqueológica sob o altar-mor da Basílica Vaticana. Essa aconteceu entre 1939 e 1949 e foi levada a cabo por quatro estudiosos de arqueologia, arquitetura e história da arte.
Tratou-se de Bruno Maria Apollonj-Ghetti; Pe Antonio Ferrua, S.J.; Enrico Josi e Pe. Engelbert Kirschbaum, S.J.; sob a direção de dom Ludwig Kaas, secretário da Insigne Fábrica de São Pedro.
Eles encontraram o monumento de Constantino, um paralelepípedo com cerca de três metros de altura, revestido de mármore pavonáceo e pórfiro.
Escavando ao longo dos lados do monumento constantiniano encontraram debaixo dele o túmulo de Pedro.
As escavações revelaram uma pequena capela, formada por uma mesa sustentada por duas pequenas colunas de mármore e apoiada num muro rebocado e pintado de vermelho (o chamado “muro vermelho”) em posição correspondente à de um nicho; no chão, diante do nicho, sob uma pequena laje, um túmulo escavado diretamente na terra.
Túmulo de São Pedro desde a nave central da basílica
A pequena capela, que pode ser datada do século II, logo foi identificada como sendo o “troféu de Gaio”. Tratava-se do mais primitivo túmulo que guardou originalmente as relíquias.
Mas o túmulo encontrado estava vazio, pois as relíquias foram transferidas posteriormente.
O monumento constantiniano havia englobado também uma outra estrutura, ao lado da capela, um pequeno muro perpendicular ao “muro vermelho”.
Esse pequeno muro foi denominado “muro dos grafitos”, pois, na face oposta à capela, continha um grande número de grafitos sobrepostos uns aos outros, anteriores ao próprio Constantino.
No interior do pequeno muro, havia sido escavado em tempos antigos, seguramente depois da inserção dos grafitos e antes do arranjo definitivo do monumento constantiniano, um lóculo em forma de paralelepípedo revestido de mármore em toda a base e, até uma certa altura, nos quatro lados, um dos quais, o ocidental, terminava justamente no “muro vermelho”.
Segundo a reconstrução elaborada mais tarde pela arqueóloga Margherita Guarducci, desse lóculo havia sido retirada grande parte do material que continha.

Deputados federais que foram a favor do aborto

As eleições se aproximam e temos a grave responsabilidade de escolher representantes comprometidos com o bem comum, sendo o mais primário o dom da vida. Todos temos o direito de viver e para isto temos que ter leis que resgaurdem o dever de nascer.
Confira na lista abaixo a relação dos deputados federais que assinaram Recurso para que o Plenário da Câmara dos Deputados deliberasse sobre o PL 1.135/91 , que dizia respeito sobre a descriminalização do aborto em qualquer etapa de gestação.
ACRE (01)
Nilson Mourão – PT/AC
AMAPÁ (03)
Dalva Figueiredo – PT/AP
Evandro Milhomen – PCdoB/AP
Janete Capiberibe – PSB/AP
AMAZÔNIA (01)
Vanessa Grazziotin – PCdoB/AM
BAHIA (06)
Nelson Pellegrino – PT/BA
Zezéu Ribeiro – PT/BA
Daniel Almeida – PCdoB/BA
Alice Portugal – PCdoB/BA
Roberto Britto – PP/BA
Severiano Alves – PDT/BA

CEARÁ (04)
José Guimarães – PT/CE
Eudes Xavier – PT/CE
Chico Lopes – PCdoB/CE
Flávio Bezerra – PMDB/CE

DISTRITO FEDERAL (01)
Magela – PT/DF
ESPÍRITO SANTO (01)
Iriny Lopes – PT/ES
GOIÁS (01)
Rubens Otoni – PT/GO
MARANHÃO (02)
Domingos Dutra – PT/MA
Sarney Filho – PV/MA
MINAS GERAIS (03)
Virgílio Guimarães – PT/MG
Jô Moraes – PCdoB/MG
Edmar Moreira – DEM/MG
MATO GROSSO (01)
Carlos Abicalil – PT/MT
MATO GROSSO DO SUL (01)
Antônio Carlos Biffi – PT/MS
PARÁ (04)
Paulo Rocha – PT/PA
Beto Faro – PT/PA
Zé Geraldo – PT/PA
Asdrubal Bentes – PMDB/PA
PARANÁ (02)
Angelo Vanhoni – PT/PR
Max Rosenmann – PMDB/PR
PERNANBUCO (07)
Pedro Eugênio – PT/PE
Fernando Ferro – PT/PE
Maurício Rands – PT/PE
Raul Jungmann – PPS/PE
Silvio Costa – PMN/PE
Ana Arraes – PSB/PE
Inocêncio Oliveira – PR/PE
RIO DE JANEIRO (05)
Jorge Bittar – PT/RJ
Carlos Santana – PT/RJ
Edmilson Valentim – PCdoB/RJ
Chico Alencar – PSOL/RJ
Brizola Neto – PDT/RJ
RIO GRANDE DO NORTE (01)
Sandra Rosado – PSB/RN
RIO GRANDE DO SUL (04)
Marco Maia – PT/RS
Luciana Genro – PSOL/RS
Pompeo de Mattos – PDT/RS
Darcísio Perondi – PMDB/RS
RONDÔNIA (01)
Eduardo Valverde – PT/RO
RORAIMA (01)
Francisco Rodrigues – DEM/RR
SÃO PAULO (13)
José Genoíno – PT/SP
Paulo Teixeira – PT/SP
Jilmar Tatto – PT/SP
Vicentinho – PT/SP
Cândido Vaccarezza – PT/SP
Devanir Ribeiro – PT/SP
José Mentor – PT/SP
Cláudio Magrão – PPS/SP
Arnaldo Jardim – PPS/SP
Ivan Valente – PSOL/SP
Regis de Oliveira – PSC/SP (12)
Paulo Pereira da Silva – PDT/SP
Dr. Ubiali – PSB/SP

domingo, 1 de agosto de 2010

PROJETO AMIGOS DE DEUS.


A RCC de todo o Brasil está sendo convocada a se unir através das práticas espirituais. Trata-se de uma grande campanha que teve início neste mês de julho, a qual temos chamado de Amigos de Deus. A cada dois meses serão lançadas campanhas enfatizando a vivência de duas práticas espirituais (sem que as demais sejam descartadas).
Leia abaixo a carta escrita por Luis César Martins, coordenador do Projeto, sobre a primeira campanha.
“Eis que vem sobre as montanhas um mensageiro de boa nova, alguém que anuncia a felicidade. Celebra as tuas festas, ó Judá, cumpre teus votos! Porque o ímpio não passará mais por tua terra; está completamente aniquilado. Um destruidor avança contra ti: guarda a fortaleza vigia o caminho, fortifica os teus rins, reúne todo o teu vigor, porque o Senhor restaura o esplendor de Jacó, assim como o esplendor de Israel, depois que os saqueadores despojaram e destruíram seus sarmentos” (Nau 2,1-2).
Amados irmãos e irmãs, membros da RCC do Brasil, a paz de Jesus!

Os filhos de Lutero

 por Vanderlúcio Souza

A palavra religião é de origem latina e significa religar, ou a união do homem com Deus. No Brasil a religião mais expressiva é a Católica, embora se constate a diminuição de fieis pode-se obervar um maior crescimento qualitativo. Dentro da estrutura eclesial os fieis católicos tem a sua ligação com Deus garantida através da Palavra de Deus, da oração, da liturgia, sagrada tradição, magistério, enfim, todos os elementos que constituem a fé católica.
 Por outro lado temos as seitas, denominações e igrejas protestantes que crescem vertiginosamente,e, assim como crescem, dividem-se espantosamente. Um católico não-praticante torna-se presa fácil destes conglomerados de cristãos muitas vezes imbuídos unicamente no afã de aumentar suas fileiras.
Um leitor chamado Claúdio Alencar postou um comentário no qual aborda as inúmeras brigas e divisões das denominações protestantes. É o que segue abaixo:
Martinho Lutero, fundador do protestantismo
“Os filhos de Lutero são assim mesmo.
Brigam, brigam, brigam.
Por isso,dividem-se, dividem-se, fragmentam-se e pulverizam a mensagem do evangelho.
Todos vieram de Lutero. Foi ele quem criou o Sola Scriputra. A doutrina do livre exame. Pode uma árvore podre produzir bons frutos ???
Soares, Valdomiro e Hernandez. Todos procedem de Lutero e todos o têm como inspiração.
Agora Damázio brigou com Valdomiro e fundou sua própria igreja.

O Santuário Nacional de Aparecida inaugura Batistério


.- O Santuário Nacional da Mãe Aparecida já conta com um novo batistério. O espaço de 140 metros quadrados, é uma extensão da arquitetura do Santuário, idêntico à Capela da Ressurreição, onde estão depositados os restos mortais dos bispos que foram os pastores da Arquidiocese de Aparecida. O novo batistério contará com uma bela fonte Batismal, além do Altar dos Santos Óleos, ornamentado com painéis do artista sacro Cláudio Pastro.

O novo espaço acolherá, a partir de sua inauguração, todas as celebrações de batizados no Santuário, que antes aconteciam em uma capela no subsolo do Santuário Nacional.
Cada uma das obras têm seu próprio significado:

Fonte Batismal

Ocupa o centro físico do espaço e simboliza o túmulo do Ressuscitado. É o centro do Mistério Batismal Cristão: "pelo Batismo (mergulho) fomos sepultados com Cristo a fim de que levemos uma vida nova".
Toda feita em mármore travertino bem polida, tem forma quadrada.
Em seu interior, em mosaico colorido, a cruz centro do cosmo, é o sinal que marca da salvação do Cristo em seu Ministério Redentor. Três pequenos degraus em tons azuis, assinalam a descida do Senhor aos infernos para salvar e recuperar toda a humanidade.

“Sequestrando” o cérebro — como funciona a pornografia.


por: Albert Mohler

Estamos rapidamente nos tornando a sociedade pornográfica. Durante o curso da última década, imagens explicitamente sexuais se infiltraram lentamente nos anúncios comerciais, no marketing e praticamente em todo vão da vida americana. Essa pornografia de ambiente está agora em quase todos os lugares, desde o shopping mall local ao horário nobre da televisão.
Pelos cálculos de alguns, a produção e venda de pornografia explícita agora representam a sétima maior indústria dos Estados Unidos.
Novos vídeos e páginas de internet são produzidos a cada semana, com a revolução digital trazendo um grande número de novos sistemas de distribuição. Toda nova plataforma digital se torna uma oportunidade de marketing para a indústria pornográfica.
O que não é surpresa para ninguém é que a vasta maioria daqueles consumidores de pornografia são homens. Não é nenhum segredo de comércio que as imagens visuais, quer fotos ou vídeos, estimulam muito os homens. Isso não é nenhum avanço novo, conforme atestam antigas formas de pornografia. O que é novo é o acesso em toda parte. Os homens e meninos de hoje não estão olhando para quadros desenhados em paredes de cavernas. Eles têm acesso quase que instantâneo a inumeráveis formas de pornografia numa grande quantidade de formas.
Mas, enquanto a tecnologia tem trazido novos meios para a transmissão da pornografia, o conhecimento moderno também traz uma nova compreensão de como funciona a pornografia no cérebro masculino. Embora essa pesquisa não faça nada para reduzir a culpabilidade moral dos homens que são consumidores de pornografia, ajuda a explicar como o hábito acaba viciando tanto.
Como explica William M. Struthers da Faculdade Wheaton, “Os homens parecem ter sido feitos de tal maneira que a pornografia seqüestra o funcionamento adequado de seus cérebros e tem efeito de longo prazo em seus pensamentos e vidas”.
Struthers é um psicólogo com formação em neurociência e especialidade de ensino nas bases biológicas da conduta humana. No livro “Wired for Intimacy: How Pornography Hijacks the Male Brain” (Programado para a Intimidade: Como a Pornografia Seqüestra o Cérebro Masculino), Struthers apresenta percepções fundamentais da neurociência que fazem uma longa explicação do motivo por que a pornografia é uma tentação grande para a mente masculina.
“A explicação mais simples da razão por que os homens vêem pornografia (ou procuram prostitutas) é que eles são levados a procurar intimidade”, explica ele. O impulso para obter intimidade sexual foi dado por Deus e é essencial para os homens, reconhece ele, mas é facilmente mal direcionado. Os homens são tentados a buscar “um atalho para o prazer sexual por meio da pornografia” e agora acham que dá para se acessar esse atalho com facilidade.
Num mundo caído, a pornografia se torna mais do que uma distração e uma distorção da intenção de Deus para a sexualidade humana. Torna-se um veneno viciador.
 

©2012 Grupo Renascer | Template Grupo Grupo Renascer by