VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

terça-feira, 21 de julho de 2009

Projeto Anjo da Guarda

O Projeto Anjo da Guarda é uma das atividades desenvolvidas pelos missionários da RCC, na cidade de Breves, na ilha do Marajó. Os missionários realizam visitas as famílias e a partir destas visitas mapeam a realidade das famílias e das crianças.

Na comunidade São José, são realizadas as seguintes atividades do Projeto Anjo da Guarda: oficinas de artesanato (Biscuit), Coral, Reforço Escolar e Artes Cênicas e também as crianças são encaminhadas para catequese religiosa. Há também, a distribuição do sopão, para as crianças, uma vez por semana. Foi implantada na área da comunidade uma biblioteca, com mais de 700 livros, a maioria voltado para crianças e adolescentes.

Todas as crianças apadrinhadas têm seu próprio uniforme e possui a logomarca do Projeto Anjo da Guarda, da Renovação Carismática Católica e da Missão Marajó.

As atividades são desenvolvidas dentro da comunidade e para o desenvolvimento das crianças. Os missionários desejam que, através dessas atividades, essas crianças busquem um futuro próspero para suas vidas, afastando-as do perigo da prostituição, tráfico e roubo.

No Congresso Nacional da RCC, 250 pessoas, se propuseram a apadrinhar as crianças do Projeto. Hoje temos 380 padrinhos. Na comunidade São José, há aproximadamente cinco mil habitantes, e boa parte destes, são crianças. Ajude-nos a acolhê-las no projeto Anjo da Guarda.

Faça parte desta ação missionária. Apadrinhe uma criança no Marajó. Para obter mais informações entre em contato pelo e-mail com: missao.marajo@rccbrasil.org.br ou pelo fone (053)33227-0710.

Leia mais:

- Missão Marajó: saiba como obter o vídeo que foi apresentado no Congresso Nacional
- Aonde mandar, eu irei
- Celebrada Missa na nova casa missionária da RCC no Marajó
- D. Azcona visita casa missionária da RCC
- RCC completa um ano de missão no Marajó
- Missionários RCC: doação da própria vida por amor

“Praticar o carisma da profecia na Renovação Carismática”

María José Cantos de Ortiz

- (ICCRS)

A profecia é uma mensagem de Deus, uma manifestação do Espírito para o bem geral, pois os que profetizam edificam, exortam e confortam a comunidade (1 Cor 12,7; 14,3). Pode ser expressada através de uma frase, visualização ou texto da Bíblia.

Nos grupos de oração da Renovação Carismática Católica, há muitas intervenções que são inspiradas pelo Espírito Santo: algumas vezes, algumas pessoas se sentem movidas pelo Espírito a partilhar uma experiência, a dizer uma oração ou a ler um texto claramente guiado por Deus; outras vezes, uma idéia, uma visualização ou uma moção recebida é comunicada aos outros. Quando falamos de “profecia”, estamos nos referindo à comunicações do Senhor. Estas podem ser expressadas de forma simples e direta, como, por exemplo: “ Eu estou com vocês, não temam”... através de uma mensagem em línguas e sua interpretação, através de uma canção profética ou de uma visualização recebida.

Quando uma profecia é recebida, há dois aspectos envolvidos: um é aquele de sentir-se movido por Deus a falar e o outro é uma iluminação da mente para expressar a mensagem. Estes aspectos podem ser consecutivos ou simultâneos. Sentir-se movido por Deus a falar pode manifestar-se em sinais físicos, como o aumento dos batimentos cardíacos, um peso que persiste, ou um impulso sereno em dizer alguma coisa. Em qualquer caso, devemos sempre considerar de que nenhum impulso divino é incontrolável ou deixa a pessoa perturbada: o espírito profético deve estar sob o controle do “profeta” (1 Cor 14,32). Por sua vez, a iluminação da mente acontece através de idéias, palavras, frases que surgem na mente, visualizações ou inspirações repentinas. Algumas vezes a pessoa recebe uma mensagem completa, mas é bastante comum que a pessoa receba a mensagem como ele/ela a expressam. O conteúdo da profecia é uma mensagem de Deus para aquele momento e seu propósito é edificar a comunidade, confortar, dando-lhe paz e alegria, encorajar, fortalecer, corrigir ou exortar.

Embora a profecia seja uma mensagem de Deus, esta é dada através de uma pessoa que fala quando movida pelo Espírito. Pela mesma razão, faz-se necessário discernimento para saber se é genuína. Quanto mais uma pessoa estiver entregue a Deus, mais pura e transparente será a mensagem. Este é o motivo pelo qual a profecia deve ser discernida pela comunidade: “Quanto aos profetas, falem dois ou três e os outros julguem” (1 Cor 14,29).

Os critérios para discernir podem ser agrupados considerando que a mensagem de Deus deve “ter a fragrância de Cristo...o perfume da vida conduzindo à vida”.

(2 Cor 2,14-16 ). Allan Panozza considera cinco critérios para discernir uma profecia genuína: dar bons frutos; estar de acordo com as Escrituras; encorajar, edificar, exortar, trazer paz e não medo; dar glórias a Deus, e o profeta estar sob a unção de Deus.

Através do processo de discernimento, a profecia verdadeira, a falsa profecia, e a pseudo profecia podem ser distinguidas. A verdadeira tem os atributos expressos acima. A falsa profecia não aparece com freqüência e geralmente contradiz, em algumas de suas partes, o que a Palavra de Deus ou o ensinamento da Igreja expressam; é expressa em palavras agressivas ou condenatórias; seus efeitos são negativos e seus frutos são a inquietude, a angústia ou a ansiedade. Há situações que favorecem a falsa profecia: pessoas que tem tido contato com o oculto, divisões no grupo, situações de pecado ou o desejo por carismas extraordinários. A pseudo profecia corresponde a uma mensagem que vem da pessoa, seja através de seus pensamentos, sentimentos ou emoções; sem prejudicar, ela não tem o poder e a unção que vem de Deus. Por último, há também mensagem dadas como profecias nas quais o que vem de Deus se mistura com o que vem da pessoa. Isto geralmente acontece quando uma pessoa começa a profetizar. Neste caso, a pessoa responsável pelo grupo ou comunidade deve ajudar para que este dom seja purificado no irmão ou irmã que a manifestam.

A profecia é um dom muito apreciado por São Paulo: “Empenhai-vos em procurar a caridade. Aspirai igualmente aos dons espirituais, mas sobretudo ao da profecia” (1 Cor 14,1).

Não desprezá-la, é uma insistência que ele faz em suas cartas ( Tes 5, 19-21) a fim de que a apreciemos e a promovamos em nossos grupos de oração, dando ensinos apropriados sobre o assunto, apoiando, orientando e ajudando os irmãos e irmãs que mostram ter este dom para que cresçam, encorajando e ensinando o grupo a acolher e expressar a profecia que geralmente aparece em momentos de recolhimento, adoração, longos silencias e após cantar em línguas.

Finalmente, devemos considerar que deve haver algum tipo de autoridade a qual a profecia se submete; no grupo de oração, são os líderes que a discernem; em outros eventos como retiros ou reuniões, o discernimento é feito por uma equipe.

Resumindo, como a profecia é uma mensagem inspirada pelo Espírito, é um dom altamente estimado na Renovação Carismática e nos grupos de oração e deveria ser convenientemente encorajado. Quando um grupo reza e invoca o Espírito, Ele age edificando, exortando ou confortando a comunidade através de palavras proféticas na boca de pessoas simples que se abrem à Sua ação. Entretanto, o discernimento é essencial para distinguir a profecia verdadeira de outras mensagens que não vem de Deus.

CNBB apresenta Cartilha da Semana Nacional da Família

Brasília, 17 jul (RV) - "Quando uma família transmite a religião aos filhos, está cumprindo sua missão de Igreja doméstica." Com estas palavras, o presidente da Comissão Episcopal para a Vida e da Família da CNBB, Dom Orlando Brandes, arcebispo de Londrina, apresentou a cartilha Hora da Família, edição 2009.

A cartilha, principal instrumento de animação da Semana Nacional da Família, reflete o tema "Família, Igreja doméstica, caminho para o discipulado", em estreita comunhão com o Ano Catequético aberto em abril pela Igreja no Brasil.

Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é celebrada anualmente no mês de agosto por todas as paróquias do país, a partir do segundo domingo de agosto, dia dos pais. "Neste Ano Catequético, queremos aprofundar a relação entre família e catequese. Os pais são os primeiros catequistas. Os filhos aprendem imitando" – explica Dom Orlando.

Com uma tiragem de quase 200 mil exemplares, a 13ª edição da cartilha Hora da Família traz oito temas para serem debatidos pelos grupos de famílias durante a Semana Nacional. Há ainda sugestões de celebrações para diversas ocasiões referentes à família como dia das mães, dos pais, dos avós, do catequista, do nascituro e da Sagrada Família.

"Com a Semana Nacional, a Igreja quer, uma vez mais, salientar a importância da família, que, talvez mais que outras instituições, tem sido posta em questão pelas amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura" – esclareceu o assessor da Comissão para a Vida e Família da CNBB, Padre Luiz Antônio Bento, citado no site da CNBB.

"O contexto atual exige da nossa ação evangelizadora um profundo ardor missionário para ajudar as famílias a não perderem de vista a sua missão primordial de ser a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade" – concluiu o assessor. (BF)


FONTE: Rádio Vaticano

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Programação do Halleluya 2009

Programação do Halleluya 2009
Notícias da Comunidade
11-07-2009


Programação de Shows do Halleluya Fortaleza 2009!

* quarta-feira (22)
- Filhos de Davi, Isaías Luciano, Batista Lima e Adoração e Vida

* Quinta-feira (23)
- Ítalo Vilar, Recado, Kelly Patrícia e Dominus

* Sexta (24)
- Nazaré, Cosme, Pe. Cleidimar, Suely, Mensagem Brasil e Adriana

* Sábado (25)
- Ana Gabriela, So Pra God, Davidson, Missionário, Canto das ìrias, Alto Louvor e Anjos de Resgate

* Domingo (26)
- Ricardo Sá, Eliana Ribeiro, Bom Pastor, Celina Borges

Divulgue o Halleluya: dia 22 a 26 de julho no Condomínio Espiritual Uirapuru!

TESTEMUNHO DE JOYCE MONTEIRO LINS - EX-MÓRMON - ATUAL CATEQUISTA CATÓLICA E SERVA DE DEUS NA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DE CAMOCIM

CONHECEU A IGREJUECA DOS MÓRMONS, SE BATIZOU NESSE INFERNO. MAS TEVE UM ENCONTRO PESSOAL COM DEUS E PRA IGREJA CATÓLICA VOLTOU!!! O QUE DEUS ESCREVE, HOMEM NENHUM APAGA!!!

É com muita alegria que exponho pra todos os usuários e visitantes de blogs, o testemunho dessa minha irmã em Cristo, Joyce Lins! Ela faz parte do Grupo de Oração, Renascer, da RCC de CAMOCIM, que acontece aos sábados a partir das 19 hs na Igreja de São Pedro! Veja o que ela mesma escreceu:

"É para a honra e glória do Senhor Jesus que hoje sou da Renovação Carismática Católica de Camocim/CE. Como uma pessoa renovada no Espírito, deixo o meu testemunho para todos os que acessam este blog. No ano de 2004, batizei-me na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas conhecida como "Igreja dos Mórmons". Frequentei essa Igreja por três meses, mal sabia o inferno que iria viver. Apesar do pouco tempo ali, estava imersa no próprio pecado e condenação de minha vida. Eu não tinha uma espiritualidade amadurecida(...)
Depois de muitos questionamentos, viajei para Terezina/PI no intuito de visitar meus pais biológicos. Minha família é toda batizada nessa seita. Comecei então, a ter aulas com os "elders" (missionários mórmons). Era o início de minha perdição! Ao retornar para Camocim, resolvi procurar a Igreja dos Mórmons e me batizei, ou seja, neguei a Jesus Cristo. Acredito que não estava em minha sã consciência, por ter me deixado levar por essa aberração. Eles são verdadeiros enganadores, pois a manifestação do ímpio será acompanhada pelo poder de Satanás, de toda a sorte de potentos, sinais e prodígios enganadores.
Durante esse período, tinha passado a detestar Nossa Senhora. Mas isso não é o pior! Acreditava numa igreja que não anunciava Jesus, mas sim um profeta (Joseph Smith).
Minha família adotiva, apesar de ser católica, acompanhou essa triste trajetória da minha vida, embora tenha me posto de sobreaviso, deixando-me a escolha do meu livre-arbítrio.
Bem, depois que comecei a frequentar aquela igreja, passei dias e noites terríveis. Não dormia, tinha pesadelos, vivia bastante perturbada. Nesse estado, não conseguia perceber o motivo de tudo aquilo estar acontecendo comigo. Comecei então, a abrir os olhos para a realidade. Percebi que estava numa igreja que se opunha a tudo o que Cristo pregou, como por exemplo: a verdadeira origem da fé cristã e o próprio Evangelho; contestação da veracidade do Divino Espírito Santo e menosprezo com relação ao uso da Bíblia. Aos poucos, constatei o tamanho do absurdo que eu havia cometido estando ali, um lugar diabólico em que se mesclava a profanação do próprio Senhor Jesus Cristo. Por último, o que me fez sair definitivamente daquela realidade sombria, foi um pesadelo de possessão. Aquilo me deixava tão aterrorizada que só dormia com a Bíblia debaixo do travesseiro. Então, a partir daí, procurei a Igreja Católica, confessei-me e hoje sou uma pessoa totalmente curada e feliz para a honra e Glória do Senhor."

domingo, 19 de julho de 2009

PODEMOS USAR PIERCING E FAZER TATUAGEM?

Muitos têm-nos perguntado sobre tatuagem e piercing. Os médicos, especialmente os dermatologistas, chamam a atenção para o perigo de transmitirem por tal via doenças graves como as hepatites e até mesmo a AIDS. Isto acontece porque freqüentemente os que realizam o piercing, a tatuagem ou a automutilação do corpo, às vezes não tomam as necessárias cautelas higiênicas: verifica-se que um adolescente em cada cinco é assim contagiado, ao passo que as adolescentes são duas vezes mais afetadas. Os piercings costumam ser fixados em partes do corpo muito impróprias: na língua, umbigo, nariz, sombrancelhas, ou até mesmo nos órgãos genitais. Seis ou sete anéis fixados através do pavilhão da orelha podem acarretar necrose da cartilagem. Do ponto de vista ético, a prática dos piercings e afins só pode ser rejeitada, pois contribui para afetar negativamente o corpo e a saúde dos usuários. A lei de Deus manda preservar a vida. Talvez alguém veja nessas modas a maneira de se proclamar membro de alguma facção ou discípulo de um grande mestre, mas sabemos que o fim não justifica os meios. A integridade corporal e a saúde não devem ser sacrificadas a modismos inconsistentes. Os pais devem orientar os filhos no sentido de viver segundo uma escala de valores acima de modismos e modelos exóticos e extravagantes, que prejudicam o autêntico desenvolvimento físico e moral dos adolescentes. A Revista Época, (n. 567, 30 março 2009, pg. 104/105) trouxe uma longa matéria sobre a tatuagem mostrando os seus perigos. Afirma a matéria que “as pessoas se cansam da tatuagem com a mudança de idade e de vida. A tatuagem da moda enjoa rápido; especialmente o nome da namorada, quando o namoro termina. Nos EUA a Academia de Dermatologia calcula que 70% dos tatuados se arrependem uma década depois”. A Revista afirma que o tratamento para retirar a tatuagem é doloroso e caro, a laser. “Era como se uma agulha fervendo tocasse minhas costas” (Lenita Frare). Para apagar a tatuagem terá de passar por cinco sessões de laser de cinco minutos ao longo de seis meses no mínimo com intervalos de 30 dias entre a sessões. Durante o tratamento Lenita não poderá tomar sol e deverá usar pomadas anti-inflamatórias. Diz a matéria que o empresário Luiz Felipe Carvalho, de 24 anos deve gastar R$10.000,00 para se livrar da tatuagem. “As pessoas que querem trocar de tatuagem, não apenas apagar, diz o dermatologista Cláudio Roncatti, um dos diretores da Sociedade Brasileira de Laser. O número de seus pacientes vem crescendo com a demanda crescente de arrependidos. “Uma sessão de laser custa R$300,00; algumas tatuagens demandam dois anos de sessões, uma por mês. “Na maioria dos casos fica um borrão no lugar da tatuagem”, diz o dermatologista Alexandre Fillipo. Ele atende 30 pessoas por mês que querem apagar a tatuagem”. No campo social nota-se que as tatuagens pesadas são muito usadas por jovens ligados ao rock pesado, crime, drogas, etc. Muitas vezes são pactos, consagrações, que são celebradas até com as forças do mal e das trevas. Aí então, piorou. A Bíblia proibia no Antigo Testamento toda forma de tatuagem porque eram usadas em formas de consagração a ídolos dos pagãos. . Lv 21, 5 – “Os sacerdotes não rasparão a cabeça, nem os lados de sua barba, e não farão incisões em sua carne”. Lv 19,28 - “Não fareis incisões na vossa carne por um morto, nem fareis figura alguma no vosso corpo. Eu sou o Senhor”. Dt 14, 1 - “Vós sois os filhos do Senhor, vosso Deus. Não vos fareis incisões, e não cortareis o cabelo pela frente em honra de um morto”. As tatuagens têm sua origem no mundo das magias e do esoterismo. A magia é uma artimanha que pretende forçar poderes superiores ou a própria Divindade a agir segundo a intenção do mago, e só ele, conheceria os meios para tal. O costume das tribos pagãs mais primitivas da África, ou da Polinésia, de tatuarem o próprio corpo, sempre causou horror aos povos civilizados. Além dos seus significados fetichistas, a tatuagem deforma o corpo de modo contrário à própria natureza humana, tornando-o feio e por vezes repugnante. Por exemplo, um dos métodos de tatuagem japonês era o tebori, que utilizava hastes de bambu, madeira ou marfim, e até 12 agulhas simultaneamente, e servia para marcar o corpo de criminosos, como punição. É usado como identificação pelos mafiosos daquele país.

Missa da Juventude!!!

A Paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes (Camocim – Ceará) implantou no último dia 03 de Julho a Missa para a Juventude. A iniciativa foi do Padre Anchieta, com o conhecimento e pleno apoio do Pároco, Padre Francisco Evaldo. Esta primeira celebração aconteceu na Igreja de São Pedro, às 19 horas e 30 minutos, ficando o templo completamente lotado. A celebração foi presidida pelo próprio idealizador do Projeto (Padre Anchieta), contando com a participação de jovens no comentário, nas leituras, nas preces, na coleta e nos cânticos. De fato, foi uma celebração muito animada e participativa, com uma dinâmica totalmente apropriada para a juventude, e com uma marca de profunda espiritualidade, o que certamente tocou muitos jovens ali reunidos.
A previsão é que a Missa para a Juventude aconteça todas as sextas-feiras na Igreja de São Pedro, sempre no horário das 19h30. Assim sendo, a próxima celebração está marcada para o dia 17 de Julho. Trata-se, portanto, de uma iniciativa muito louvável, o que servirá de referência para o trabalho de evangelização de nossa juventude.
Sabendo do potencial que a Renovação Carismática Católica tem para o trabalho com os jovens, queremos auxiliar no Projeto, tanto com nossas orações, como com recursos humanos. De fato, em todos os nossos momentos de oração e de intercessão, estamos orando para que Deus dê êxito a esta ação evangelizadora de nossa Paróquia. Os servos de nosso Ministério de Música e de Artes estão instruídos a priorizar a Missa para a Juventude, devendo desempenhar os serviços aos quais forem chamados da melhor maneira possível, sem preocupação com satisfação pessoal, mas na certeza de que a Obra de Deus merece o melhor e de que somos chamados a arrebanhar almas para o Senhor.
Resta-nos somente, motivar você caro internauta para que participe desta grande graça. Esperamos nos encontrar naquele santo ambiente! Você pode ainda ser um divulgador desta missa, chamando outros jovens que necessitem viver a experiência forte do encontro pessoal com Jesus Cristo, o Senhor da nossa juventude.

Autoria: Mário Roberto (Coordenador Paroquia da RCC).

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°