EXPERIÊNCIA DE ORAÇÃO NO BAIRRO OLINDA -PROGRAMAÇÃO COMPLETA AQUI

O encontro acontecerá na Igreja de Santa Edwirges, bairro Olinda, tendo início no sábado (dia 21/04), às 17 horas

Exortação Apostólica sobre o chamado à santidade.

BAIXE O PDF "Gaudete et Exsultate" AQUI

A FESTA DE PENTECOSTES NO ANTIGO TESTAMENTO

Pentecostes nos primeiros tempos da historia....

“ Cantora Católica Aline Brasil participará de Noite Oracional em Camocim ”

A cantora católica estará em nossa cidade no dia 19 de Maio, véspera de pentecostes, em uma "noite Oracional"

PARTICIPE DA FESTA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES EM CAMOCIM

Com o tema: "Maria, caminho que nos leva a Cristo é aos irmãos ", o festejo de Nossa Senhora de Lourdes, que terá início no dia 21 de abril....

VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

domingo, 15 de abril de 2018

BAIRRO OLINDA: Experiência de Oração um encontro de graças e muitas bênçãos!

A Renovação Carismática realizará  no  final de semana 21 e 22 de abril de 2018, uma EXPERIÊNCIA DE ORAÇÃO, que  reunirá   dezenas de irmãos e irmãs que desejam ter uma maior intimidade com Deus a partir da vida de oração e do conhecimento da Palavra de Deus.

O encontro acontecerá  na Igreja de Santa Edwirges, bairro Olinda,  tendo início no sábado (dia 21/04), às 17 horas, e se prolongando pelo domingo (dia 22), nos turnos manhã tarde e noite, encerrando com a Santa Missa. Nos dois dias, os presentes ouviram pregações, participaram de momentos de oração e aproveitaram para fortalecerem os vínculos fraternos.

Como a Experiência de Oração abre o processo de iniciação na Renovação Carismática Católica, os participantes poderão acompanhar durante nove semanas o SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO SANTO, com encontros semanais que anunciarão o amor de Deus Pai, a Salvação em Cristo Jesus e a transformação proporcionada pelo Espírito Santo na vida do ser humano.

Os encontros do Seminário acontecerão:
- nos sábados, na Igreja de Santa Edwiges, de 17h às 19h- no Grupo Nossa Senhora de Pentecostes 


E assim, de graça em graça, vamos todos juntos crescendo na graça e no conhecimento de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!


PROGRAMAÇÃO DA EXPERIÊNCIA DE ORAÇÃO]

Dias 21 e 22/04/2018, na Igreja de Santa Edwiges (Olinda - Camocim/CE)

PROGRAMAÇÃO

Sábado (21/04)
17h. Terço Mariano
17h20. Louvor / Oração
17h40. 1ª Pregação: AMOR DE DEUS
18h20h. Oração
18h40. Intervalo
19h. Louvor / Oração
19h20. 2ª Pregação: O PECADO E A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO
20h. Adoração ao Santíssimo Sacramento
20h50. Avisos

Domingo (22/02)]

8h. Terço da Divina Providência
8h15. Louvor e Oração
8h40. 3ª Pregação: FÉ E CONVERSÃO
9h20. Oração
9h40. 4ª Pregação: SENHORIO DE JESUS CRISTO
10h20. Oração
10h40. Intervalo
11h. Louvor
11h10. 5ª Pregação: BATISMO NO ESPÍRITO SANTO
11h40. Oração (pedindo o Batismo no Espírito Santo)
12h20. Avisos
12h30. Intervalo para almoço
15h. Terço da Divina Misericórdia
15h15. Louvor e Oração
15h30. 6ª Pregação: VIDA NOVA NO ESPÍRITO SANTO
16h. Oração
16h10. Momento Mariano
16h30. Santa Missa

Vinde, Espírito Santo!

O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio

Pense em famílias que não se separam. Pense na ausência de crianças machucadas ou corações dilacerados.
Pense num mundo sem divórcio. Pense em famílias que não se separam. Pense na ausência de crianças machucadas ou corações dilacerados.

O casamento é a vocação mais desafiadora que existe, e o divórcio está aumentando em toda parte. Mas há uma cidadezinha na Europa que é uma exceção – uma notável exceção – a esta estatística perturbadora.

Na cidade de Siroki-Brijeg, na Bósnia e Herzegovina, nenhum divórcio ou família separada jamais foi registrado entre os seus mais de 26 mil habitantes! Qual seria o segredo de seu sucesso?

(Nota do autor: algumas fontes dizem que a população de Siroki-Brijeg é de somente 13 mil pessoas – e quase 100% católica! Mas, após pesquisar mais a fundo, creio que o número real de habitantes seja mais que o dobro desse valor).

A resposta é a bela tradição matrimonial do povo croata de Siroki-Brijeg. Na verdade, a tradição croata de casamento está começando a chegar ao resto da Europa e aos Estados Unidos, especialmente entre católicos devotos que perceberam as bênçãos que ela confere!

Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O terço é poderoso!”

David Arias

"Quando alguém reza o terço, o mal fica irritado!”, afirma o homem que tinha passado quatro longos e obscuros anos em uma seita satânica

David Arias nasceu na Cidade do México, mas, aos 16 anos, se mudou para a Califórnia, onde colegas de escola o apresentaram ao famigerado jogo ocultista da ouija – e o convidaram a usá-lo em um cemitério para contatar demônios.
Embora tivesse crescido numa família “culturalmente católica”, David relata que tinha muitas discussões com os pais e familiares. Ele descreve a si mesmo como um “perturbador”. De bases frágeis na fé, não foi difícil que os novos amigos californianos o convencessem a participar de festas secretas que incluíam todo tipo de promiscuidade sexual e consumo ilimitado de álcool e drogas. Também não tardou para que eles o convidassem a fazer parte de um grupo fechado que denominavam “a igreja de Satanás”.

A FESTA DE PENTECOSTES NO ANTIGO TESTAMENTO

O texto que segue é um estudo produzido pelo prof. Tércio Machado Siqueira, professor de Antigo Testamento da FaTeo, que encontramos no blog do nosso irmão de camnhada, Cássio José. Reconhecendo a importância das informações apresentadas neste rico estudo, achamos por bem disponibilizá-lo também em nosso blog, uma vez que a RCC tem sua espiritualidade fundamentada em Pentecostes. Sem medo, afirmamos que somos católicos pentecostais, pois o Senhor Jesus quis dar a Sua Igreja esta graça. Boa leitura!
Resultado de imagem para PENTECOSTES
No antigo calendário israelita estão relacionadas três festas (Ex 23.14-17; 34.18-23): a primeira é a Páscoa, celebrada junto à dos Ázimos ou Asmos; a segunda é a Festa das Colheitas ou Semanas que, a partir do domínio Grego, recebeu o nome de Pentecostes; finalmente, a festa dos Tabernáculos ou Cabanas. As duas primeiras celebrações foram adotadas pelo cristianismo, porém, a terceira foi relegada ao esquecimento.

Este estudo abordará a Festa das Colheitas ou Semanas, a partir de sua celebração no culto israelita. Seria extremamente exaustivo tentar abordar a origem dessa festa a partir dos cananeus, ou de outros povos do Antigo Oriente Médio. Todavia, é perfeitamente justo suspeitar que o costume de realizar a Festa das Colheitas pertencia aos cananeus. Há três razões que substanciam esta suspeita:

Os agricultores sedentários cananeus dominavam os férteis vales de Canaã quando os hebreus chegaram à Canaã;
Originalmente, os hebreus ou israelitas não eram agricultores, mas pastores de ovelhas, vivendo como semi-nômades nas montanhas centrais e estepes localizadas nas periferias das ricas regiões agrícolas de Canaã;
Pouco a pouco, o povo israelita veio tornar-se agricultor e sedentário.

Pai de 63 anos e filho de 30 serão ordenados sacerdotes nos Estados Unidos.


Em um acontecimento pouco comum na Igreja Católica, pai e filho serão ordenados sacerdotes nos Estados Unidos. Trata-se de Peter Infanger e seu filho, o diácono Andrew Infanger.
Peter, de 63 anos, ficou viúvo em 2013 depois que a sua esposa Michelle faleceu de câncer de mama. Naquele ano, seu filho Andrew foi aceito no Seminário São Francisco de Sales da Arquidiocese de Milwaukee, (Wisconsin), segundo uma entrevista publicada em 30 de março em ‘Milwaukee Journal Sentinel’.
Depois de ficar viúvo, Peter entrou em um processo de discernimento vocacional e, em 2014, foi aceito como seminarista. Agora, em 2018, completa o seu quarto ano no Seminário Mundelein, nos arredores de Chicago (Illinois). Em 2019, será ordenado diácono e, em seguida, “se Deus quiser”, espera seguir seu filho no sacerdócio.

Exortação Apostólica sobre o chamado à santidade.


BAIXE O PDF "Gaudete et Exsultate" AQUI


“Gaudete et Exsultate, sobre o chamado à santidade no mundo atual” é a terceira Exortação Apostólica do Papa Francisco – depois da Evangelii Gaudium e da Amoris laetitia – durante o seu Pontificado, que acaba de completar 5 anos.

Na introdução, o Papa explica: “O Senhor pede tudo e, em troca, oferece a vida verdadeira, a felicidade para a qual fomos criados”. “Quer-nos santos e espera que não nos resignemos com uma vida medíocre, superficial e indecisa. Com efeito, a chamada à santidade está patente, de várias maneiras, desde as primeiras páginas da Bíblia; a Abraão, o Senhor propô-la nestes termos: ‘anda na minha presença e sê perfeito’”.

Francisco explica que “não se deve esperar aqui um tratado sobre a santidade, com muitas definições e distinções que poderiam enriquecer este tema importante ou com análises que se poderiam fazer acerca dos meios de santificação”.

“O meu objetivo é humilde: fazer ressoar mais uma vez a chamada à santidade, procurando encarná-la no contexto atual, com os seus riscos, desafios e oportunidades, porque o Senhor escolheu cada um de nós ‘para ser santo e irrepreensível na sua presença, no amor’”, acrescentou.

A Exortação se dividida em 5 capítulos: O chamado à santidade; Dois inimigos sutis da santidade; À luz do Mestre; Algumas características da santidade no mundo atual; Luta, vigilância e discernimento, distribuídos em 177 parágrafos.

Além disso, trata-se do primeiro documento deste tipo que está dirigido em primeira pessoa ao leitor. O Papa inclusive pergunta: “És uma consagrada ou um consagrado? Sê santo, vivendo com alegria a tua doação. Estás casado? Sê santo, amando e cuidando do teu marido ou da tua esposa, como Cristo fez com a Igreja. És um trabalhador? Sê santo, cumprindo com honestidade e competência o teu trabalho ao serviço dos irmãos. És progenitor, avó ou avô? Sê santo, ensinando com paciência as crianças a seguirem Jesus. Estás investido em autoridade? Sê santo, lutando pelo bem comum e renunciando aos teus interesses pessoais”.

Os santos “ao pé da porta”

“Na Igreja, santa e formada por pecadores, encontrarás tudo o que precisas para crescer rumo à santidade”, acrescenta depois destas perguntas.

Francisco pede para pensar nos “santos ao pé da porta”, ou seja, não só nos que “já foram beatificados ou canonizados”. “Gosto de ver a santidade no povo paciente de Deus: nesta constância de continuar a caminhar dia após dia, vejo a santidade da Igreja militante. A santidade ‘ao pé da porta’, ‘a classe média da santidade’”.

O Pontífice destaca que “cada santo é uma missão; é um projeto do Pai que visa refletir e encarnar, num momento determinado da história, um aspeto do Evangelho”.

Neste exercício da santidade, “não é saudável amar o silêncio e esquivar o encontro com o outro, desejar o repouso e rejeitar a atividade, buscar a oração e menosprezar o serviço”, pois a relação com os outros é fundamental.

ACI

Pesquisa da CNBB: Perfil predominante de padres brasileiros é de jovens e diocesanos.

O perfil predominante dos padres brasileiros, segundo dom Pedro, é de um presbitério jovem, diocesano e de brasileiros (já houve uma predominância de padres estrangeiros). Esses dados gerais emergem de uma pesquisa ainda inconclusa que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está desenvolvendo desde 2014. Os dados foram apresentados pelo arcebispo de Palmas (TO), dom Pedro Brito Guimarães, na segunda Coletiva de Imprensa da 56ª Assembleia Geral (AG) da CNBB, realizada dia 12/04.

O levantamento teve início em 2014 com a formulação de um questionário de 100 perguntas que foi enviado a 25 mil padres brasileiros. Destes, 1/3, cerca de 7 mil responderam, informou o religioso. “Percebemos, pela pesquisa, que apesar das dificuldades os padres brasileiros estão animados com a sua vocação e missão e não tem medo de assumir seu seguimento e anúncio de Jesus Cristo”, disse. A pesquisa foi um dos subsídios que deu suporte à elaboração do texto sobre o tema central da 56ª AG.

Além deste levantamento, dom Pedro Brito, membro da Comissão de Elaboração do texto sobre o tema central, falou sobre o documento “Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil”. O religioso destacou que a formação de um presbítero não se encerra quando é ordenado. “Depois de ordenado, como toda pessoa e todo profissional, inicia a fase da a formação continuada do padre” disse.

Tempos e espaços da formação
A formação continuada seria a última fase de um processo permanente de formação que tem início com o trabalho da Pastoral Vocacional e se estende pela formação inicial – que compreende as demais fases de estudo, incluindo a formação em filosofia e teologia. O arcebispo apresentou aos jornalistas a estrutura e os conteúdos do texto mártir que está em processo de análise e aprovação pelo episcopado brasileiro.

O texto é constituído de três capítulos.

O primeiro, cujo título é “As coordenadas para a formação presbiteral” trata dos desafios do contexto e da realidade, bem como os fundamentos previsto no magistério da Igreja para esta formação. Nele também consta a ideia do processo formativo dos sacerdotes que deve ser único, integral, comunitário e missionário.

Eles iam se casar, Deus os chamou e agora ele é sacerdote e ela religiosa.

Antes de entrar na vida consagrada, o Pe. Javier Olivera e a Irmã Marie de la Sagesse chegaram a ficar noivos e queriam se casar, mas Deus tinha outros planos. Esta é sua história.

Em declarações ao Grupo ACI, o Pe. Olivera indicou que ambos cresceram em famílias católicas e “os nossos pais se conheciam desde quando eram jovens”. Por isso, eles sempre se encontravam quando eram crianças, apesar de se afastarem durante a adolescência.

“Estive bastante afastado da prática religiosa. Aos 19 anos, voltei de uma viagem ao Peru e a conheci. Perguntei-lhe se acreditava na virgindade até o casamento, porque para mim era algo inventado pela Igreja. Ela me explicou tão bem e me deu fundamentos da fé e da razão sobre a pureza que fiquei impressionado. Encontrei uma mulher que sabia defender o que acreditava e que também era inteligente”, afirmou.

Pouco depois começaram a namorar. Naquela época, ambos estudavam Direito, ele na Universidade Nacional de Buenos Aires e ela, na Universidade Nacional de La Plata.

PARTICIPE DA FESTA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES EM CAMOCIM


A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre
Com o tema: "Maria, caminho que nos leva a Cristo é aos irmãos ", o festejo de Nossa Senhora de Lourdes, que terá início no dia 21 de abril, segue até o  dia 1º de maio, com novenas, celebrações eucarísticas,  batizados, adorações ao Santíssimo, shows cristão com bandas e cantores católicos de Camocim e sorteio de prêmios. 
Teremos ainda dia 29 de Abril um show de evangelização com a Banda Católica VEO, no pático da igreja de Nossa Senhora de Lourdes. 


A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e texto
A adoração ao Santíssimo Sacramento terá início às 15h, o terço mariano às 18h30min  e as novenas às 19h. 

A Capela de Nossa Senhora de Lourdes, na Paróquia de Bom Jesus dos Navegantes, onde acontece o festejo, fica situada na Avenida Beira Mar de Camocim, próximo ao Mirante da Praia das Barreiras.



terça-feira, 10 de abril de 2018

O que a Igreja ensina sobre o uso da Internet?

De São João Paulo II a Francisco: a visão dos três últimos papas sobre o assunto
Desde a sua divulgação massiva na década de 90, a Internet tem sido objeto de debates sobre seu uso e repercussão como meio de comunicação; discussão que não é alheia à Igreja, que vê esta ferramenta como “um novo foro para a proclamação do Evangelho”.

Nesse sentido, levando em consideração que no dia 26 de novembro é recordado o Beato James Alberione, padroeiro da Internet, publicamos trechos dos ensinamentos da Igreja através dos três pontífices que a guiaram desde o surgimento da internet.

Novas formas de evangelização

Embora a ideia de uma rede interconectada de computadores tenha nascido com um propósito militar durante a Guerra Fria, após o desaparecimento da União Soviética e em boa parte dos regimes comunistas, a rede começou a ser usada publicamente durante o pontificado de São João Paulo II.

Nesse sentido, o Papa polonês viu esta nova ferramenta como “um novo foro para a proclamação do Evangelho”, como indicou em sua mensagem para o 36º Dia Mundial das Comunicações em 2002.

São João Paulo II recordou que, ao longo da história da evangelização, a Igreja “teve de ultrapassar também muitos confins culturais”, cada um dos quais exigiu renovadas energia e imaginação, como ocorreu “na época das grandes descobertas, da Renascença e da invenção da imprensa, da Revolução Industrial ed o nascimento do novo mundo”.
Nesse sentido, indicou que a mesma coisa acontece com o surgimento da internet, “um novo ‘foro’” e uma nova fronteira dos outros tempos, também “cheia da ligação entre perigos e promessas”.

“Embora a Internet nunca possa substituir aquela profunda experiência de Deus, que só a vida concreta, litúrgica e sacramental da Igreja pode oferecer, ela pode certamente contribuir com um suplemento e um apoio singulares, tanto preparando para o encontro com Cristo na comunidade, como ajudando o novo crente na caminhada de fé, que então tem início”, assinalou São João Paulo II.

Um apelo à geração digital

Depois de assumir a missão de Sucessor de Pedro em 2005, Bento XVI demonstrou que não estava longe da nova realidade no mundo das comunicações e em 12 de dezembro de 2012, lançou a conta oficial do Twitter @pontifex, através da qual ele colocou o papado no mundo das redes sociais.

Além disso, três anos antes, em sua mensagem para o 43º Dia Mundial das Comunicações Sociais, o então Pontífice assegurou que as novas tecnologias são “um dom” e incentivou os jovens, “a geração digital”, a fazer um bom uso dela a fim de promover uma cultura do encontro e anunciar o Senhor Jesus.

Também se dirigiu aos criadores de conteúdos. Indicou que “se as novas tecnologias devem servir o bem dos indivíduos e da sociedade, aqueles que as usam devem evitar compartilhar palavras e imagens degradantes para o ser humano e, portanto, excluir o que causa ódio e intolerância, degrada a beleza e a intimidade da sexualidade humana, ou o que explora os fracos e indefesos”.

Bento XVI convidou os jovens católicos a “levar ao mundo digital o testemunho da sua fé”, porque “vocês conhecem os seus temores e as suas esperanças, seus entusiasmos e suas desilusões”.

Um dom de Deus

Assim, seguindo o caminho traçado pelos seus predecessores, o Papa Francisco mencionou a realidade da internet em sua mensagem do 48º Dia Mundial das Comunicações em 2014, ressaltando que a “a internet pode oferecer maiores possibilidades de encontro e de solidariedade entre todos; e isto é uma coisa boa, é um dom de Deus”.

Um ano antes, ao receber os participantes da Assembleia Plenária do Pontifício Conselho para os Leigos, Francisco explicou que era preciso aprender a discernir “entre as oportunidades e os perigos da rede” para “conduzir os homens ao rosto luminoso do Senhor”.

Nesse sentido, assegurou que a presença da Igreja na rede é indispensável, sempre com estilo evangélico, “para despertar as perguntas incessantes do coração sobre o sentido da existência e indicar o caminho que conduz Àquele que é a resposta, a Divina Misericórdia feita homem, o Senhor Jesus”.



(ACI Digital)
Postagens mais antigas → Página inicial