Exortação Apostólica sobre o chamado à santidade.

BAIXE O PDF "Gaudete et Exsultate" AQUI

Como fazer a Lectio Divina?

Lectio Divina é um exercício de escuta pessoal da Palavra de Deus....

“ Bênção da Pedra Fundamental da Nova Igreja dedicada a São Judas Tadeu em Camocim ”

Dia 21 de julho de 2018 aconteceu na conhecida comunidade dos coqueiros....

Valem a pena os sacrifícios para ir à JMJ 2019

"A contagem regressiva para a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) diminui a cada dia.... "

VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Descobertas surpreendentes sobre a imagem de Nossa Senhora de Coromoto


Detalhes incríveis (e inexplicáveis!) descobertos pela ciência
No transcurso do ano de 2009 foram feitos surpreendentes achados na imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela, por ocasião de trabalhos de restauração, segundo informou na época a agência Zenit.

As descobertas lembram as já feitas na imagem miraculosa de Nossa Senhora de Guadalupe, no México, padroeira das Américas.

As informações foram dadas a público em roda de imprensa na sede da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), em 3 de setembro daquele ano.

A imagem de Nossa Senhora de Coromoto está ligada aos primórdios da evangelização do país.

Os fatos associados à sua origem falam também diretamente a cada país latino-americano.

A tradição religiosa
Pelo fim de 1651 e inícios de 1652, uma Bela Senhora apareceu ao cacique da tribo Coromoto e à sua mulher.

A Senhora envolta em luz disse na língua deles: “Ide à casa dos brancos, para que eles joguem água em vossas cabeças e assim possam ir para o Céu”.

A tribo obedeceu: abandonou a selva, recebeu a catequese, e um grande número de índios pediu o sacramento do Batismo se tornando católicos.

Entretanto, as tendências desregradas do cacique puxavam-no para voltar à vida selvagem.

Os instintos desordenados levavam-no a achar que perdera a liberdade.

Concebeu, então, a ideia de fugir para a selva e afundar de novo nos vícios do paganismo.

Quando estava para cometer esse projeto desvairado, na alvorada do 8 de setembro de 1652, a Bela Senhora voltou a aparecer para ele e sua mulher, além da cunhada Isabel e um filho dela.

O cacique, cegado pela ilusão da barbárie, pediu-lhe que o deixasse em paz.

Disse-lhe que não iria mais obedecê-la.

Nossa Senhora, então, entrou na choça sorrindo para os índios.

O cacique furioso pegou arco e flechas para matar a Nossa Senhora. Mas, Ela foi se aproximando e a armas caíram das mãos do selvagem.

O cacique não desistiu. Pegou a luminosa Senhora pelo braço para puxá-la fora da choça. Nessa hora, deu-se o milagre.

A brilhante Senhora desapareceu deixando na mão do chefe da tribo sua diminuta imagem.

O cacique Coromoto ficou com o punho fechado, dizendo que a tinha pegado.

Enorme foi seu espanto quando, por fim, abrindo a mão, encontrou uma imagenzinha de Nossa Senhora coroada segurando o Menino Jesus, tal como tinha aparecido.

Naquele instante começou uma grande história de favores e milagres, de devoção e expansão da fé na Venezuela. Em 1942 a Virgem de Coromoto foi proclamada Padroeira do país.

Sua festa se comemora na mesma data da última aparição ao cacique: o 8 de setembro que é também dia da Natividade de Nossa Senhora.

A análise científica
A imagem é mínima: mede só 2,5 cm de altura por 2 cm de largura. Após 357 anos da aparição nunca foi objeto de nenhum análise nem restauração.

Ela estava submetida a todos os fatores de deterioração e ação do tempo e o descuido ameaçavam-na.

A fundação venezuelana Maria Caminho a Jesus, com sede em Maracaibo, promoveu a partir de 2002 uma campanha para restaurar a sagrada imagem.

O reitor do Santuário de Coromoto, monsenhor José Manuel Brito, aprovou o projeto e a equipe de especialistas que trabalhou no restauro.

Um laboratório foi montado especialmente perto do Santuário.

Os restauradores Pablo Enrique González e Nancy Jiménez estiveram à testa de uma equipe de trabalho composta por 14 especialistas.

A supervisão foi de José Luis Matheus, diretor da Fundação Zuliana (do Estado de Zulia) e monsenhor José Manuel Brito. Eles trabalharam de 9 a 15 de março de 2009.

Previa-se que o restauro duraria meses, pois a imagem estava colada na lupa instalada diante dela para vê-la melhor. Porém tudo correu mais rápido do imaginado e bem.

Ao longo do processo foram descobertos elementos desconhecidos.

A água empregada no tratamento saia sem bactérias e com um pH neutro, fato inexplicável para os cientistas.

A imagem, segundo Matheus, se mantém consistente, nítida e exibe suaves relevos. “A tinta se encontra por cima do algodão prensado e de textura rugosa”.

O trono da Virgem aparece claramente montado dentro de uma construção de taipa típica dos índios.

Foram detectados ainda outros símbolos que, segundo o antropólogo Nemesio Montiel, tem origem indígena como a própria coroa da Sagrada Imagem.

No microscópio foi possível identificar os olhos da Virgem. Eles medem aproximadamente 0,2 milímetros, porém pode se distinguir o desenho do iris.

O fato desconcertou os especialistas, pois achavam que os olhos eram simples pontos.

Ainda mais, estudando o olho esquerdo através do microscópio puderam discernir um olho com características humanas.

Nele os especialistas diferenciaram com clareza a órbita ocular, o conduto lacrimal, o iris e um pequeno ponto de luz nele.

Mas, a surpresa estava começando.

Maximizando o ponto de luz os especialistas julgaram detectar uma figura humana que se assemelha muito à de um indígena.

A imagem está feita de uma espécie de compensado de algodão, material que humanamente não se entende que se mantenha intacto após mais de três séculos e meio de exposição.

Em 2 anos, Venezuela matou 15 vezes mais que o Estado brasileiro em 42 anos

Maduro
Relatório publicado ontem pela Anistia Internacional deveria ser um terremoto em todos os jornais do planeta. Mas não está sendo. Por quê?
AAnistia Internacional publicou, neste dia 20 de setembro de 2018, um detalhado e chocante relatório intitulado “Esta não é forma de vida: A segurança pública e o direito à vida na Venezuela”.

A partir de dados da procuradoria geral do país, o relatório revela que, entre 2015 e junho de 2017, foram registradas 8.292 execuções extrajudiciais na Venezuela, ou seja, assassinatos perpetrados pelo Estado venezuelano mediante as suas forças de segurança, tanto militares quanto policiais.

Números e fatos
Execuções – Os assassinatos são assim distribuídos pelo levantamento:

2015: 1.777 execuções (10% do total de homicídios daquele ano)
2016: 4.667 execuções (22% dos homicídios)
2017 (só até junho): 1.484 execuções.

Perfil – A quase totalidade das vítimas (95%) é masculina. 60% tinham de 12 a 29 anos e moravam nas áreas mais pobres do país. O perfil das vítimas, segundo a Anistia Internacional, é sobretudo de trabalhadores, pais de filhos pequenos, mortos em casa e na presença da família.

Feridos – Além das mortes registradas, a Anistia Internacional ressalta que, para cada pessoa morta, sobrevivem de três a quatro pessoas feridas em decorrência da violência perpetrada pelo próprio Estado venezuelano. Com isto, estima-se que, em 2016, de 65 mil a 87 mil pessoas foram feridas pela violência armada do regime.

Índice de homicídios – Em 2016, a partir de um total de homicídios superior a 28 mil, a taxa venezuelana de 91,8 assassinatos para cada 100 mil habitantes só foi superada, em todo o planeta, pela de El Salvador, com 103 assassinatos para cada 100 mil habitantes. A média mundial é de 8,9.

Números subestimados – É provável que os dados sejam ainda piores, já que a Anistia Internacional não considera confiáveis os dados do governo venezuelano. Caracas nem sequer contabiliza as mortes cometidas pelas forças de segurança governamentais. O governo da Venezuela não publica estatísticas sobre homicídios desde 2005. O Ministério Público, até setembro deste ano, ainda não tinha divulgado nenhum dado sobre os homicídios cometidos no país em 2018.

Impunidade – O relatório da Anistia Internacional aponta que 98% dos casos de violações dos direitos humanos na Venezuela, bem como 92% dos crimes comuns, não são julgados no país. Esta realidade não se aplica somente aos homicídios: há também uma infinidade de denúncias não investigadas de abusos de autoridade, invasões e destruição de casas, privações de liberdade, tratamentos cruéis e ameaças.

Refugiados venezuelanos – A Anistia Internacional enfatiza que a Venezuela vive uma “séria crise de direitos humanos há vários anos”, o que está na raiz do “crescimento dramático” do número de pessoas que se veem forçadas a deixar o país: a ONU o calcula em 2,3 milhões desde 2014. A título de comparação, a mesma ONU estima em 4,8 milhões o total de refugiados da guerra na Síria desde 2011.

Responsabilidade do Estado – O relatório destaca explicitamente a responsabilidade do Estado venezuelano por essas mortes e pela violência em geral no país, ressaltando as medidas repressivas adotadas pelo regime de Maduro.

Comparação com outros regimes autoritários/ditatoriais na América do Sul
Se ficarmos só nos 2 anos completos que estão contidos nesse período abordado pelo relatório da Anistia Internacional (2015 e 2016), estaremos falando de 6.444 pessoas assassinadas em direta decorrência da repressão violenta praticada pelo governo de Nicolás Maduro.

É interessante comparar esses números assombrosos com os de outros regimes autoritários/ditatoriais que já estiveram em vigor em outros países da América do Sul.

Obviamente, não se trata de uma comparação que possa relativizar contextos: uma única dessas mortes, cometida pelo regime que fosse, já seria uma absoluta barbaridade, injustificável de qualquer ponto de vista. Trata-se apenas de uma comparação numérica, mas não por isso menos significativa – e o caro leitor conclua dela o significado que em consciência achar pertinente.

BRASIL
Segundo o relatório da Comissão Nacional da Verdade, instituída durante o governo de Dilma Roussef e que realizou um levantamento ao longo de dois anos e sete meses de trabalho, 424 pessoas foram assassinadas no Brasil por “agentes públicos, pessoas a seu serviço, com apoio ou no interesse do Estado brasileiro“, entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988, incluindo mortes cometidas no exterior. Atenção: não estamos falando apenas dos 21 anos de governo militar (1964 a 1985), mas de um total de 42 anos que abrangem quase duas décadas anteriores e mais três anos posteriores a esse período.

Os números foram levantados principalmente por expoentes da esquerda brasileira, que costuma apresentar-se como a mais interessada em revelar os fatos ocorridos sob o regime militar no país. Um detalhamento desses mesmos números consta no livro “Dos Filhos Deste Solo“, cujas mais de 600 páginas foram escritas pelo deputado petista Nilmário Miranda, secretário dos Direitos Humanos no governo de Luis Inácio Lula da Silva, e pelo jornalista Carlos Tibúrcio. Trata-se de uma co-edição da Boitempo Editorial e da Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT.

É imprescindível observar que essas 424 mortes perpetradas ao longo de 42 anos estão incluindo não só execuções diretas, mas também vítimas de acidentes, pessoas que se suicidaram, pessoas que morreram no exterior e até casos de justiçamento, ou seja, assassinatos de militantes cometidos por outros militantes que atuavam no mesmo bando por considerá-los “traidores”. Dos 424 casos elencados, os comprovadamente assassinados são 293 – e, mesmo assim, incluem os mortos na Guerrilha do Araguaia, que envolveu pessoas armadas e dispostas a matar ou morrer. O levantamento realizado chega a detalhar a vinculação desses 293 mortos com os seus respectivos grupos ideológicos e/ou partidários: ALN-Molipo (72 mortes, sendo 4 por justiçamento); PC do B (68, sendo 58 no Araguaia); PCB (38); VPR (37); VAR-Palmares (17); PCBR (16); MR-8 (15); MNR (10); AP (10); POLOP (7) e Port (3).

Comparação Brasil – Venezuela

Ao se colocarem os números brasileiros e venezuelanos lado a lado, constata-se que a Venezuela dita “democrática” de Nicolás Maduro matou diretamente, em 2 anos, 15,2 vezes mais pessoas que o total de 424 mortos atribuídos ao Estado brasileiro em 42 anos. Se acrescentarmos os dados parciais de 2017, a Venezuela matou 19,5 vezes mais gente. E, se restringirmos as vítimas brasileiras às 293 comprovadamente assassinadas, observamos que a Venezuela matou, em 2 anos e meio, 28,3 vezes mais pessoas do que o Estado brasileiro em 42 anos. E estamos desconsiderando os números venezuelanos faltantes sobre o resto de 2017, todo 2018 e os anos anteriores a 2015.

Se extrapolássemos a média apenas do período de 2 anos completos que é citado no relatório da Anistia Internacional (2015 e 2016) e imaginássemos que a Venezuela mantivesse durante 42 anos o mesmo “comportamento democrático” que o seu governo atribui a si próprio atualmente, teríamos o congelante resultado de 270.648 pessoas assassinadas em nome da “democracia” socialista de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.


Nicolás Maduro entrega retrato de Hugo Chávez à então presidente brasileira Dilma Rousseff – Wikipedia (CC)
ARGENTINA
A ditadura civil-militar argentina (1976-1983) é unanimemente reconhecida como a mais sanguinária de toda a história da América do Sul – pelo menos até o momento, dado que a Venezuela de Nicolás Maduro aparenta que continuará sendo a Venezuela de Nicolás Maduro durante não se sabe quanto tempo.

As vítimas mortais ao longo dos 7 anos desse aberrante regime argentino chegam a cerca de 30.000 segundo as estimativas mais elevadas, calculadas por ONGs e organismos internacionais de defesa dos direitos humanos. Os militares argentinos, por sua vez, as calculam em torno de 8.000, enquanto o Estado argentino informa que recebeu pedidos de indenização de parentes de cerca de 10.000 desaparecidos.

Mesmo com todos os dados faltantes e com toda a inconfiabilidade dos números sob os governos de Hugo Chávez e Nicolás Maduro, a Venezuela soma, em apenas 2 anos e meio, no mínimo 8.292 execuções extrajudiciais reconhecidas pela Anistia Internacional. Se os dados reais puderem ser consolidados (com números possivelmente superiores aos constatados até agora) e caso o regime venezuelano se prolongue pelos mesmos 7 anos que durou o regime argentino em questão, mantendo a mesma média de assassinatos extrajudiciais verificada pela Anistia Internacional no período abrangido pelo relatório recém-lançado, é tristemente plausível que Caracas consiga superar o terrível recorde mortífero de Buenos Aires.

CHILE
Levantamentos feitos por diversas organizações chilenas e estrangeiras estimam que o regime ditatorial de Augusto Pinochet (1973-1990) deixou no país em torno de 3.000 a 3.500 mortos e desaparecidos ao longo daqueles 17 anos. Sem que isto justifique de maneira alguma qualquer uma dessas mortes em quantidade ainda assim brutal, não deixa de ser imperativo constatar que se trata de menos da metade do total de pessoas assassinadas pelo Estado venezuelano em 2 anos e meio.

* * *

A comparação entre os números indignantes desses quatro países irmãos não pretende relativizar a gravidade dos assassinatos perpetrados pelos regimes autoritários/ditatoriais de um passado não tão distante no Brasil, na Argentina e no Chile.

Pretende, isto sim, questionar a relativização dos assassinatos perpetrados pelo regime ditatorial da Venezuela neste preciso instante, debaixo dos nossos narizes.

Esta é a oração que Padre Pio fazia quando rezava por alguém

PADRE PIO

Milhares de milagres foram obtidos através desta simples oração

Normalmente, temos nossa oração “de cabeceira” para fazer quando alguém nos pede que rezemos por uma intenção específica, né? Pode ser o Terço, o Pai Nosso ou simplesmente uma súplica sincera a Deus.
São Pio de Pietrelcina – mais conhecido como Padre Pio – tinha sua oração favorita, que ele rezava para todos que pediam. E, muitas vezes, a intenção era milagrosamente respondida por Deus.
Abaixo, reproduzimos esta oração poderosa. Na realidade, a oração foi composta por Santa Margarida Maria Alacoque e é conhecida como “Novena do Sagrado Coração de Jesus”.
O coração de Jesus é cheio de amor e compaixão. E esta oração é uma declaração de confiança neste amor, na crença de que Ele pode atender nossos pedidos, se for de sua santa vontade.
Mas devemos rezar com uma fé sincera, como o Padre Pio fazia. Esta oração não é mágica, e Deus não é um gênio que nos concede tudo o que pedimos. Mas ele sabe exatamente do que precisamos.

I. Ó, meu Jesus, que disseste: “Peçam, e lhes será dadobusquem, e encontrarãobatam, e a portalhes será aberta”, eis me aqui que, confiando em tuas santas palavras, bato à porta, busco e peço a graça …. (formular o pedido).
Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e Glória. “Sagrado Coração de Jesus, espero e confio em Ti”.
II. Ó, meu Jesus, que disseste: “Céus e terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão”, eis me aqui, e, confiando na infalibilidade de tuas santas peço a graça… (formular o pedido). 
Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e Glória. “Sagrado Coração de Jesus, espero e confio em Ti”.
III. Ó, meu Deus, que disseste: “Tudo o que pedires a meu Pai em meu nome vo-lo farei”, eis me aqui, e ao Pai Eterno e em teu nome peço a graça… (formular o pedido). 
Rezar: Pai Nosso, Ave Maria e Glória. “Sagrado Coração de Jesus, espero e confio em Ti”.
Ó, Sagrado Coração de Jesus, que é incapaz de não sentir compaixão pelos infelizes, tem piedade de nós, pobres pecadores, e concede-nos as graças que pedimos em nome do Imaculado Coração de Maria, nossa Mãe. São José, pai adotivo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós. Amém.

FESTA DE SÃO FRANCISCO 2018 EM CAMOCIM

Com uma expectativa de público de Centenas de devotos, de 24 de setembro à 04 de Outubro, terá inicio em Camocim os festejos alusivos a São Francisco. 
A multidão de fiéis, que cresce a cada ano, reflete a demonstração de fé e devoção ao santo que é considerado o patrono dos animais e do meio ambiente.
O festejo trata-se de um momento de fortalecimento da espiritualidade cristã católica dos camocinenses.


Este ano, o Conselho da Igreja de São Francisco adotou como  TEMA :"FRANCISCO INSTRUMENTO DE PAZ E FRATERNIDADE" e LEMA: "IRMÃOS,VÓS SOIS SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO"

A programação terá início dia 24 de setembro as 05h:30min  com alvorada festiva e queima de fogos na praça São Francisco.
Logo após as 6h:00min  haverá Santa Missa  na Igreja de São Francisco e às 19h, se incia os novenários com  com hasteamento da Bandeira e Celebração Eucaristica. Com confissões todos os dias as 17 horas, na matriz de São Francisco. 

As celebrações terão início sempre à partir das 19h  e serão campais. No mesmo espaço, acontecerá também a programação social da festa que consta de leilões de garrotes e prendas, bingos e muito mais.

PROGRAMAÇÃO 

DE 24 DE SETEMBRO A 04 DE OUTUBRO DE 2018.

TEMA :"FRANCISCO INSTRUMENTO DE PAZ E FRATERNIDADE"
LEMA: "IRMÃOS,VÓS SOIS SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO"


DIA 24/09 (SEGUNDA): ABERTURA DA FESTA
05:30h – Despertar , Alvorada com queima de fogos na praça da Igreja de São Francisco.
6:00h - Missa e Café Comunitário
19:00h – Hasteamento da Bandeira e Celebração Eucarística.
Convidados: Paróquia Bom Jesus dos Navegantes e  Paróquia São Francisco das Chagas
Liturgia: Paróquia São Francisco.
Cânticos e salmo: Coral de  São Francisco
Presidente:Frei Francisco Pereira



DIA 25/09 (TERÇA): 1ª NOVENA - 
7:00h  - Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano - 
18:30h – 1ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados: Legião de Maria,Terço dos Homens e Terço das Mulheres,Congregação Mariana .
Leituras: Legião de Maria,Terço dos Homens e Terço das Mulheres.
Cânticos e Salmos - Polo Cruzeiro
Presidente:Dom Frei Geraldo Nascimento

DIA 26/09 (QUARTA): 2ª NOVENA - 
7:00 h - Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 2ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados: Polo Olinda,Polo N.S de Nazaré,Polo Cruzeiro,Apostolado da Oração,OVS.
Leituras:  Liturgia de São José
Cânticos e Salmos:RCC
Presidente:Padre Lucimarco Jeremias.

DIA 27/09 (QUINTA): 3ª NOVENA - 
7:00h -Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 3ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados:  Catequese e Vicentinos(SSVP)
Leituras: Catequese e Vicentinos.
Cânticos e Salmo: Santo Expedito
Presidente:Padre Jerônimo Campos

DIA 28/09 (SEXTA): 4ª NOVENA - 
7:00h - Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 4ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados:Bom Jesus dos Navegantes,Mensageiros,Pastoral da criança,Pastoral do Idoso.
Leituras: Paróquia Bom Jesus dos Navegantes
Cantos e Salmos: Paróquia Bom Jesus dos Navegantes
Presidente:Padre Elias de Souza Brito


DIA 29/09 (SÁBADO): 5ª NOVENA - 
09:00h - Missa com Idosos e Enfermos
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 5ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados:Mensageiros,Pastoral da Criança,Pastoral da Pessoa Idosa e Servidores Públicos,População em geral por ocasião do aniversário do município.
Cânticos e Salmos: Banda Apóstolo.
Leituras:Paróquia de São Francisco
Presidente:Dom Francisco Edimilson Neves(Bispo Diocesano)

DIA 30/09 (DOMINGO): 6ª NOVENA - 
9:00h - Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 6ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados:Comunidade Santa Bernadete,Santa Terezinha,Flamengas,Tamboril,Amarelas,Timbaúba e Comunidade São Judas Tadeu.
Leituras:Círculos Bíblicos
Cânticos e Salmo: Coral de S.Francisco
Presidente:Frei Deusimar de Souza Silva

DIA 01/10 (SEGUNDA): 7ª NOVENA - 
07:00h -Missa 
15:00H - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 7ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados: Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão , Ministros da Palavra e Ministros do Anúncio e ECC.
Cânticos e Salmo: São Pedro
Leituras:  ECC
Presidente:Padre Francisco Coelho(Sérgio)

DIA 02/10 (TERÇA): 8ª NOVENA -
7:00h - Missa
15:00 - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 8ª Novena
19:00h – Celebração Eucarística
Convidados :JUFRA,,Irmãs Capuchinhas,Instituto S.José,Ordem Terceira Franciscana.
Leituras:Ministros da Palavra,Ministros da Comunhão e Irmãs Capuchinhas.
Cânticos e Salmos: Fernanda e Roberto.
Presidente:Padre Fco. Evaldo Carneiro.

DIA 03/10 (QUARTA ): 9º NOVENA - TRÂNSITO DE SÂO FRANCISCO
7:00h - Missa
15:00h - Terço da Misericórdia
18:00h - Terço Mariano 
18:30h – 9ª Novena
19:00h – Celebração do Trânsito do Patriarca São Francisco
Convidados: São Pedro,Santo Expedito e Nossa Senhora de Lourdes.
Leituras:Comunidade Nossa Senhora de Fátima
Cânticos e Salmo:Andreia Dutra
Presidente:Frei Fco. Antônio F.Souza

DIA 04/10 (QUINTA): FESTA DE SÃO FRANCISCO
07:30 - Benção dos Animais na Praça da Igreja de São Francisco
09:00h – Missa Solene da Festa 
10:00h - Batizados
17:00h – Procissão saindo de frente da Igreja Matriz de Bom Jesus
18:00h – Missa de encerramento da Festa, bênção, Arreamento da Bandeira.
Liturgia:Polo São Francisco
Cantos e Salmos:Coral da Área.

Programação Social

DIA 29/09 - Leilão de Prendas
DIA 26/09 - Leilão de Prendas
DIA 03/10 - Leilão de Animais
DIA 04/10 - Sorteio dos Envelopes,Show de Prêmios.(Moto Bizz,2 Prêmios de 500 Reais).

CONFISSÕES TODOS OS DIAS ÁS 17 HORAS.

Realização:
PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS - DIOCESE DE TIANGUÁ - FRADES CAPUCHINHOS

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

NOVA DATA: Faça sua Inscrição para o Curso de Consagração à Nossa Senhora! ‏


A Renovação Carismática Católica de Camocim, estará promovendo na Cidade de Camocim –Ce., um Curso de Preparação para a Consagração à Nossa Senhora segundo o método de São Luís Grignion de Montfort. As  Inscrições já estão abertas, no valor de R$ 10 reais. Os encontros serão realizados no Prédio da Promoção Humana e será Ministrado pelo palestrante Renato, colaborador dos Arautos do Evangelho, com Início no dia 06 de Outubro.

A Missa de consagração será realidade dia 08 de dezembro de 2018, festa da Imaculada Conceição, presidida pelo nosso pároco Pe. Evaldo Carneiro na Igreja Matriz Senhor Bom Jesus dos Navegantes de Camocim.


DATAS DOS ENCONTROS

Início: mês de Outubro Dia 06( Sábado) 14 hs às 21 horas Dia 20 de outubro - 14 hs às 21 horas Dia 21 de Outubro - 8 hs às 12 horas Sr. Renato - Arautos do Evangelho Novembro - 2018 Dia 03 de 14 hs às 21 horas Sr. Renato Cooperad Arautos do Evangelho Dia 04 de Novembro - 8 hs às 12 horas Padre Jerônimo - Vigário Episcopal da Região Norte Dia 15 de Novembro De 8 hs às 11 horas Sr. Renato- Arautos do Evangelho Dezembro 2018 Dia 08 - Às 18 horas Missa de Consagração Padre Evaldo Carneiro- Pároco de Camocim

Organização - Beatriz Silveira de Maria
Watzap (085)996717606 - Cel.(88)992353364
Matriz Igreja São Francisco de Camocim Responsável: Ana Alice Igreja Matriz Bom Jesus dos Navegantes de Camocim Responsável: Marcos e Bia Igreja de São Pedro Beatriz de Maria e Diva Marinho
Curso aberto a todos os grupos, movimentos e pastorais e todo o povo de Deus. Faça já sua Inscrição e venha fazer parte desse grande exercito de Cristo pelas mãos da Imaculada!

Aos 85 anos, importante político ateu se rende à fé católica e abraça o batismo


bill hayden

"Eu sentia no meu coração que não estava realizado"
Uma notícia inesperada envolvendo o líder do Partido Trabalhista Australiano chamou a atenção da população do país.

Bill Hayden ocupou durante sete anos o posto de governador-geral da Austália, ou seja, foi o representante no país da rainha Elizabeth II, reconhecida como monarca porque a Austrália faz parte da Comunidade de Nações encabeçada pelo Reino Unido. Além do alto cargo, Hayden também era famoso pelo seu ateísmo.

É por isso que surpreendeu a muitos a notícia de que, no último 9 de setembro, Bill Hayden foi batizado católico.

A imprensa local informou que o sacramento foi recebido durante uma celebração na igreja de Santa Maria em Ipswich, Queensland, com a presença de família e amigos.

A motivação
Hayden declarou que a decisão de se tornar “oficialmente católico” foi inspirada pelos muitos atos sinceros de compaixão por parte dos cristãos que pôde testemunhar ao longo da vida, bem como por uma “profunda contemplação” que experimentou depois de sofrer e se recuperar de um derrame cerebral.

“Quando era adolescente, eu ia à missa todos os domingos e depois recebia a bênção (…) Quando você cresce com isso, eu acredito que isso nunca te abandona de verdade”.

Com o passar do tempo, veio o afastamento. Mas também veio a sensação de que faltava algo.

“Eu sentia no meu coração que não estava realizado”.

Em uma carta à família, o novo católico escreveu que os princípios cristãos de “humanidade, compromisso social e serviço aos outros” são coerentes com os seus valores pessoais e políticos. Segundo Hayden, esses princípios guiaram o seu reencontro com a fé católica.

“O cristianismo representa, para mim, as qualidades que tentei aplicar durante a minha vida e que, de agora em diante, lutarei para defender com fé”.

O que Jesus costumava comer?

Das bodas de Caná até a pesca milagrosa, a comida e a bebida estão por todas as partes nos Evangelhos. Algumas das passagens mais importantes da vida de Jesus aconteceram ao redor de refeições. 

Ainda sobre as bodas de Caná, por exemplo, O Evangelho de João diz que o acontecimento foi o início do ministério de Jesus. Mais tarde, Jesus recebe críticas dos fariseus por comer com os arrecadadores de impostos e pecadores, e teve que defender seus discípulos por apanharem espigas no Sabbat.

O ministério de Jesus culmina com outra refeição: a Última Ceia, que nós, católicos, representamos na Eucaristia. Em João 6, Jesus disse aos seus seguidores que eles deveriam comer da Sua carne e beber do Seu sangue para serem salvos. Na cruz, Ele ingere uma bebida à base de vinagre. 

As refeições continuam sendo cenários importantes dos encontros entre os discípulos e Jesus depois da Ressurreição. Como exemplo, podemos citar a fração do pão no caminho a Emaús e a pesca milagrosa no mar da Galileia. 

 Mas o que exatamente comiam e bebiam Jesus e seus discípulos? No século I, a dieta típica de um judeu no Oriente Médio se baseava no pão, de acordo com os autores do livro The Food and Feasts of Jesus: Inside the World of First Century Fare [A comida e as celebrações de Jesus: por dentro do mundo dos alimentos do século I].  

“Para ricos e pobres, igualmente, o pão era o centro da dieta mediterrânea do século I. Era feito todos os dias. Era comido em todas as refeições (…). O pão era o que as pessoas comiam para viver (…). Quando o pão acabava, tudo acabava”, escrevem os autores. Isso, sem dúvida, dá um significado ainda mais profundo à prece: “O pão nosso de cada dia nos dai hoje”.

De acordo com o já referido livro, havia outros alimentos básicos, como grão de bico, feijão e lentilhas. Entre as frutas, havia uvas, romãs, e figos. A principal fonte de carne eram as ovelhas e cabras. 

De acordo com o escritor católico James Campbell, o vinho era uma bebida muito comum na época. Ainda segundo o escritor, “as refeições eram um momento sagrado (…). As pessoas reconheciam que, embora tivessem ganhado o pão de cada dia, Deus era quem lhes dava tudo o que tinham. A irmandade em uma refeição era a irmandade diante de Deus”. 

Aleteia

Veja lista completa de todos os membros do Sínodo: “Jovens, Fé e o Discernimento Vocacional”.

O Papa Francisco acrescentou à lista dos membros do Sínodo, cardeais vindos de 14 países diferentes, bispos de outros 10 países bem como 10 padres que serão membros votantes do encontro.

Os nomeados de Francisco foram anunciados em 15 de setembro e incluem o cardeal canadense Gerald LaCroix, de Quebec, e os cardeais norte-americanos Joseph Tobin, de Newark, Nova Jersey, e Blase Cupich, de Chicago.

O sínodo acontecerá de 3 a 28 de outubro no Vaticano, com o tema “Jovens, Fé e o Discernimento Vocacional”.

O Papa também nomeou como membros votantes do sínodo o padre Robert Stark, diretor do Escritório do Ministério Social da Diocese de Honolulu, e o jesuíta canadense Michael Czerny, subsecretário do Vaticano para Migrantes e Refugiados.

O cardeal canadense Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos e o cardeal norte-americano Kevin Farrell, prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, serão membros do sínodo em virtude de seus cargos no Vaticano.

A Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos elegeu como seus delegados ao sínodo o cardeal Daniel DiNardo de Galveston-Houston, presidente da conferência, o arcebispo José Gomez, de Los Angeles, vice-presidente da conferência, O bispo Frank Caggiano de Bridgeport, Connecticut e o Bispo Auxiliar Robert Barron, de Los Angeles.

Eles também elegeram o arcebispo Charles Chaput, da Filadélfia, mas este é listado pelo Vaticano como um membro automaticamente, já que faz parte do conselho permanente do Sínodo.

Os bispos da Igreja Católica Maronita elegeram o bispo Abdallah Elias Zaidan, da paróquia Nossa Senhora do Líbano de Los Angeles, como membro sinodal. Os bispos da Igreja Católica Ucraniana elegeram o Bispo Bryan Bayda de Saskatoon, Saskatchewan.

A Conferência dos Bispos Católicos do Canadá elegeu o arcebispo Luc Cyr de Sherbrooke, Quebec, bispo auxiliar de Montreal, Thomas Dowd, bispo Lionel Gendron de Saint-Jean-Longueuil, Quebec, e o bispo Stephen Jensen, de Prince George, na Colúmbia Britânica.

A União dos Superiores Gerais elegeu 10 membros do sínodo – oito sacerdotes e dois irmãos religiosos – incluindo o Irmão Robert Schieler, superior geral dos Irmãos De La Salle, e o Pe. Michael Brehl, superior geral dos Redentoristas.

Francisco também nomeou dezenas de “colaboradores” e “observadores” para o sínodo, incluindo 30 mulheres e vários jovens. Eles participam das discussões do Sínodo, mas não votam nas propostas finais dadas ao Papa.

Os participantes dos EUA incluem: Jonathan Lewis, secretário assistente para Ministério pastoral e preocupações sociais na arquidiocese de Washington, Pe. Robert Panke, reitor do Seminário São João Paulo II em Washington, Irmã Briana Santiago, membro dos Apóstolos da Vida Interior, que participou do fórum de jovens pré-sínodo em março, Yadira Vieyra, pesquisadora e assistente de imigração em Chicago e a Irmã Sally Hodgdon, superiora geral das Irmãs de São José de Chambéry.

Dois jovens filiados à televisão Salt and Light do Canadá também foram nomeados observadores. Eles são Emilie Callan, que foi delegado para a reunião pré-sinodal e Julian Paparella, estudante de teologia.

Para ver o elenco completo dos participantes do Sínodo, clique aqui

China: despertar religioso incontrolável faz governo socialista proibir evangelização na internet.

Estão publicadas as “novas medidas” para controlar os sites de atividade religiosa na Internet na China.

É proibido difundir cerimônias religiosas por streaming (ao vivo na internet), orações, pregar e queimar incenso. Quem quiser abrir um site religioso, deve pedir permissão às autoridades e ser julgado moralmente saudável e politicamente confiável. Não é permitido converter nem difundir material religioso. Mas o despertar religioso na China já é incontrolável.

De agora em diante, será proibido evangelizar on-line. A Administração Estatal para os Assuntos Religiosos emitiu regras para as atividades religiosas via internet que proíbem a difusão de cerimônias religiosas por streaming (ao vivo na internet), incluindo a oração, a pregação e até mesmo a queima de incenso.

As novas regras também proíbem alguns conteúdos sensíveis: é proibido postar a menor crítica à liderança do Partido e à política religiosa oficial; promover a participação de menores em cerimônias religiosas, usar a religião para derrubar o sistema socialista.

As novas regras estão publicadas no site de informações jurídicas do governo chinês sob o título “Medidas para a gestão de informações religiosas na Internet”. Ainda estão na forma de minuta, e aguardam comentários do público, mas como quase sempre acontece, o rascunho é na prática o texto definitivo. As “Medidas…” estão divididas em cinco capítulos e contêm um total de 35 artigos. Os cinco capítulos tratam de regras gerais, aprovação de serviços de informações religiosas on-line, da gestão, das responsabilidades legais e algumas disposições suplementares.

Nelas, é estabelecido, por exemplo, que qualquer pessoa que queira abrir um site religioso deve solicitar permissão às autoridades e ser julgada moralmente saudável e politicamente confiável.

Organizações e escolas que recebem a licença podem transmitir suas instruções pela Internet apenas em sua rede interna, onde o acesso só é permitido com nome e senha registrados. As regras enfatizam que tais organizações não podem tentar converter alguém e não podem distribuir textos religiosos ou outro material.

As novas medidas são muito mais restritivas e analíticas em relação às Novas regulamentações sobre as atividades religiosas, implementadas em fevereiro (mas tornadas públicas em setembro de 2017, como rascunho, e em outubro como texto definitivo).

Os Novos Regulamentos (v. os artigos 68 e 45) proibiam conteúdos que “minam” a coexistência de religiões e pessoas não-religiosas, ou que anunciam o extremismo religioso, ou que não apoiam os princípios de independência e autogoverno das religiões. Mas admitiam a distribuição ao público de informações e material religioso, em conformidade com a lei.

As novas “Medidas …” parecem ter sido projetadas para impedir a difusão de ensinamentos religiosos na internet e bloquear o crescente interesse espiritual na sociedade chinesa, onde o despertar religioso já é incontrolável.

Para controlar o tumultuoso crescimento religioso na China, o presidente Xi Jinpingalguns anos atrás lançou uma campanha de “sinicização” para assimilar as religiões na cultura chinesa e, principalmente, para submetê-las à hegemonia do Partido Comunista, tornando-as um instrumento político.

A China é o país com maior presença da Internet, mas também é o local onde as informações on-line estão sujeitas a um dos controles mais eficientes e absolutos.

Fonte: Asia News

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Começa a campanha eleitoral

A corrida eleitoral começa nesta quinta-feira, 16. No centro das campanhas dos candidatos, estão as promessas eleitorais.

16 agosto 2018
A essa altura faz parte da agenda dos candidatos a conquista de voto, através da operação “corpo a corpo”, junto aos eleitores, e da participação em debates, comícios e nos horários do guia eleitoral no rádio e na televisão. Todos os candidatos estão muito conscientes quanto à importância desse momento que pode favorecer ou prejudicar a sua performance perante o eleitorado. Orientados por um cuidadoso marketing político, sempre se apresentam risonhos, quando fotografados ou expostos à mídia.
Postagens mais antigas → Página inicial